Author Archives: admin

Amarrações, amarrações com missa negra

w0-1
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações com missa negra

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,bruxarias de amarração, bruxarias para o amor, bruxarias de amor,

w0-1

As amarrações com missa negra são as mais poderosas e eficazes amarrações que existem. As amarrações com missão negra são descritas na obra oculta de são Cipriano, e foram ao longo dos seculos usadas com instrumento de invocação dos profundos e infernais poderes satânicos. Pela invocação de entidades das trevas e espíritos de mortos que é operada através do ofício das missas negras, não há alma humana que resista á infestação destas amarrações, e assim o comprovam tanto a própria obra de são Cipriano, como as dezenas de casos historicamente documentados ao longo dos seculos.

Avisa-se:

apenas sacerdotes devidamente ordenados por uma igreja – seja a igreja de Roma, ou seja qualquer outra igreja oficialmente constituída a sacramentada –  tem autoridade espiritual para celebrar missas negras, da mesma forma que apenas sacerdotes devidamente ordenados por uma igreja tem autoridade para oficiar exorcismos.

Porquê?

Porque conforme apenas um sacerdote devidamente ordenado está investido de autoridade espiritual para oficiar exorcismos e entrar em contato com demónios nesse tipo de procedimento oculto de exorcismo, pois também apenas um sacerdote devidamente ordenado tem igual autoridade mística para celebrar conjurações tanto a espíritos como a demónios, e por isso apenas um sacerdote devidamente ordenado pode operar nos mistérios do espirito, seja na esfera do mundo dos mortos, ou seja na esfera infernal dos demónios e da magia negra.

Há sacerdotes que – pela natureza das suas inatas capacidades espirituais – se dedicam exclusivamente ao ofício do rito do exorcismo, ao passo que outros se dedicam a apenas á missão de aprofundar os seus estudos e praticas místicas no campo do oculto, seja na necromancia, na vidência ou na magia negra. Tanto o próprio Vaticano da Igreja Romana, como muitas outras igrejas legalmente fundadas e sacramentadas, possuem discretos e sigilosos centros privados de estudos religiosos para treinar e capacitar sacerdotes nos ofícios do oculto.

Por isso:

Missas negras e magia negra

Quando se querem amarrações profissionais, deve-se sempre evitar o leigo e o ignorante,  e sim recorrer de profissionais.

È historicamente reconhecido e bem-sabido sobre casos de padres, monges e abades da Igreja que – já na Idade Média e durante todo o período medieval – de dia celebravam as missas cristãs normais, e porem á noite – a troco de elevadas somas – empenhavam a sua alma do Diabo e celebravam pactos infernais em missas negras em honra do demónio, fosse para fins amorosos, fosse para eliminar inimigos, fosse mesmo em assuntos de estado e para vencer guerras.

E a verdade, é que os seus resultados eram amplamente apreciados e reconhecidos, pois não há rei nem nobreza que vá continuar a pagar um abade ou a um padre ao longo dos anos, se ao longo dos anos não testemunhar resultados satisfatórios, e os resultados da magia negra – para quem sabe guiar-se pelas instruções da magia negra – são invulgarmente eficazes e satisfatórios, especialmente nas amarrações, que são amarrações poderosas.

O que é uma missa negra?

Missa Negra combina vários elementos:

– crença numa divindade pagã estigmatizada pelos cristãos como o Diabo, Satanás ou Lucifer, e todo o seu panteão de entidades infernais e legiões de demónios

– uso das missas para obter fins materiais ou carnais neste mundo, através de processos sobrenaturais,

– a perversão e dessacralização do ritual ortodoxo cristão como forma de realizar um poderoso e irresistível chamamento satânico a Lucifer as suas legiões de demónios infernais.

Como é celebrada a missa negra?

Magia - segredos da magia

Sobre a celebração da missa negra há diversas fontes e relatos históricos que aparecem deste do sec. V ao sec. XV, prologando-se mesmo até ao sec. XVII.

Segundo tais testemunhos históricos, a Missa Negra é uma cerimônia mágica que é praticada desde do Sec. V, e consiste na devassidão ou inversão ou da Missa Católica, como forma de realizar um poderoso e irresistível chamamento satânico a Lucifer e ás suas legiões de demónios infernais;

o que se sabe dos relatos da Idade Media sobre as missas negras, é que a missa negra é um rito que se diz envolver sacrifícios de sangue de animais negros consagrados ao demónio como galos negros, bodes negros, etc.. bem como heresias e heréticas blasfêmias.

A origem da crença na Missa negra remonta à magia medieval, mas ninguém realmente conhece a história inicial deste ato mágico, pois não existe uma descrição confiável e de primeira mão.

magia de sangue

Uma bruxa que disse que estava presente, descreveu uma Missa Negra num sábado em França em 1594, afirmou que a cerimônia ocorreu na véspera de St. John numa missa campal noturna, com 66 pessoas presentes. O sacerdote celebrante usava um longo manto preto com uma cruz de Cristo invertida, e seus assistentes acólitos eram duas mulheres nuas, ao passo que hóstias de igreja eram profanadas em altar de Deus.

Outras histórias da Missa Negra incluem menção de um cálice preto; e

de gritos de “Beelzebub! Beelzebub! Beelzebub!” ou invés de recitarem palavras dos santos sacramentos; dizem taios relatos mediecais que as celebrantes, acólitos e ajudantes ao sacerdote são femininas ao invés de masculinas, essas acolitas estão em nudez, e tudo isto é praticado no interior de uma igreja, ou em solo sagrado de um mosteiro, ou um convento, ou uma abadia.

Dizem certos relatos históricos e testemunhos – entre os seculos V a XV – de bruxas que confessaram á Igreja ter presenciado a celebração de missas negras, que nas missas negras eram feitos grandes festins com carne de porco e nesses banquetes bebia-se o vinho de eucaristia com devassidão, excesso e desdém pelo sacramento da eucaristia, ao mesmo tempo que – contavam esses antigos relatos medievais – decorriam actos de luxuria e lascívia carnal praticados nas mais sacras abadias e conventos, nos quais corpos eram  usados ​​como altares, tudo ocorrendo diante das santas imagens de santos e das santas, o que é considerado como uma profanação aos relicários e santos altares de Deus, pelo que é tido como um acto satânico e de apelo ao Diabo.

pactos

Dizem esses relatos medievais que na missa negra, sob o altar de igreja é derramado sangue de galo negro acabado de oferendar a Satanás, assim se devassando o altar e invertendo o simbolismo do sangue de Cristo que é cordeiro de Deus, pelo simbolismo do sangue da oferenda animal negra que sinal de bruxaria e da adoração ao Diabo.

Afirmam também esses testemunhos antigos, que na missa negra, são entoadas Litanias aos demônios Belzebu, Baal, Asmodeus e Astaroth;

que na missa negra, são oradas orações cristãs sendo ditas para trás;

que na missa negra, são queimadas de velas negras feitas de gordura de animais negros sacrificados.

Segundo tais relatos históricos, na missa negra, são lidas partes da missa ao inverso, para trás, sendo “Deus” substituído por “Satanás” e “bom”; por “mal”

O abade Boullan (1824-1993), um sacerdote católico que se acredita que era uma reencarnação de são João Batista, teria celebrado uma Missa Negra em vestimentas em que um crucifixo invertido era bordado, com um pentagrama desenhado esquina do olho esquerdo (a esquerda sendo o lado do mal). Com estas missas negras o abade julgava ser possível expulsar demónios, convidando os demónios através desta profanação e dessacralização de tudo o que é de Deus, para depois prender essas entidades de trevas numa jaula de prata ou ferro, e expulsa-los através da sua imersão em água benta.

Porem, ele também usou destas missas negras – pagas a peso de ouro – para prestar grandes serviços de bruxaria aos nobres da corte Francesa, e dizem as lendas que eram muitos os nobres agradecidos pelos benefícios colhidos de tais bruxarias.

amarracao-cartas-tarot-666

E porque se apela a Lucifer e a demónios com as missas negras, para executar bruxarias e amarrações?

A isso referiu-se são Cipriano na sua obra quando ali escreveu:

o teu Deus antigo é o Rei dos Céus e eu sou o Rei dos Infernos. Ele dá leis aos seus vassalos e eu dou-as aos meus.

Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do diabo, pag 260

Mais assim se pode ler na obra de são Cipriano:

O deus que tu adoras é Lúcifer, e o que eu adoro é um Deus poderoso que criou o Céu e a Terra

Os mistérios da feitiçaria, são Cipriano e são Gregório tiveram um encontro no qual disputaram acerca da fé católica, pag 294

Assim sendo, que ensinou a obra de são Cipriano:

o deus de são Cipriano é um deus, e disso não há dúvida pois que até mesmo são Gregório o reconhece e o aceita, dizendo a são Cipriano: «o deus que tu adoras é Lucifer».

Significa isto:

Satanás é Senhor da terra, e Deus é Senhor dos Céus, ou seja:

o Diabo representa o poder e o domínio sobre todas as coisas que andam nesta terra, ao passo que Deus representa o poder e o domínio sobre todas as coisas do Céu e do mundo celestial.

Pois assim sendo: defendem certos teólogos de Goétia – estudiosos da magia negra – que na terra impera a vontade de Lucifer, e no Céu impera a vontade de Deus, e assim tem sido desde que Deus expulsou Lucifer dos Céus e concedeu a terra ao arcanjo caído para que esta fosse o seu reino e o seu domínio.

Pois por isso: quando aqui na terra se pretende um resultado concreto e terreno, então invoque-se á magia negra que os resultados são eficazes, e as suas amarrações são infalíveis.

Definição de missa negra:

missa-negra2

Uma Missa Negra é uma inversão, profanação, devassidão e inversão da massa católica praticada pelos sacerdotes ordenados da Igreja. Curiosamente a missa negra apenas é eficaz se celebrada precisamente por esses mesmos sacerdotes ordenados pela Igreja, ( sejam padres, ou monges, ou abades, ou abadessas ou freiras), e isso aconteceu na Idade Media, e a missa negra era assim uma preciosidade oculta á qual recorriam os nobres e ricos desse tempo para beneficiarem das mais poderosas e infernais magias negras.

Ou seja:

durante o dia o padre, monge ou abade praticava a missa branca para abençoar em nome de Deus, e á noite o mesmo padre ou abade praticava a missa negra para amaldiçoar em nome do Diabo, e fazer bruxaria a favor das suas ricas e nobres clientelas.

As chamadas “missas negras” foram realizadas – desde os seculos V ao XV–  por sacerdotes ordenados, e a missa negra era usada tanto para amaldiçoar inimigos, como para gerar bruxarias de amarração, bruxarias amorosas, bruxarias de fertilidade, bruxarias para desencantar riquezas.

Embora esta prática de feitiçaria oculta tenha sido atribuída a bruxas durante muitos seculos, porem é improvável que alguma vez tenha sido praticada por bruxas, pois que apenas pode praticar a missa negra um sacerdote ordenado e sacramentado, pois apenas um sacerdote ordenado tem autoridade espiritual para perverter os sacramentos, e assim praticar a missa negra.

Como são feitas as amarrações através de missa negra?

missa-negra3

neste tipo de amarrações celebradas através de missa negra, no decorrer da celebração da missa negra o profano sacerdote usará de um papiro virgem onde inscreverá um contrato de infernal comercio com o Diabo. Assim, o pedido de amarração é feito nesse papiro virgem e assinado com o próprio sangue do próprio bruxo. O papiro virgem assinado pelo bruxo é colocado numa Bíblia Sagrada que é invertida – colocada ao avesso – num altar de Deus, enquanto que incensos de magia negra e velas negras ungidas em gordura de animal negro são apresentadas nesse mesmo altar de Deus. A cruz que reside nesse altar de Deus é também invertida entre as 03.03.03 da noite até ás 060.06.06 da madrugada, e nessa cerimonia infernal são servidos ao altar fortes licores ao invés do santo vinho de eucaristia, assim como hóstias que ao invés de serem brancas são negras Tudo isso deve ser feito em solo sagrado de igreja, convento ou mosteiro, iniciando-se ás 03.03.03 da madrugada sob luar reinante de Lua Cheia, sendo que a missa negra decorrerá dessa hora até ás 06.06.06 da madrugada.

Mais não divulgamos sobre estes rituais de magia negra para a feitura de amarrações com missas negras, pois que assim está escrito na obra de são Cipriano:

é preciso declarar que não expomos estas receitas diabólicas para que os leitores as pratiquem; deixamo-las aqui porque entendemos ser de utilidade saber-se de tudo quanto é bom e mau

Obra de são Cipriano, pag 236

Pois assim se sabe que o são Cipriano ensinou:

As receitas gerais de magia negra de são Cipriano podem ser por todos lidas, e porem nem por todos devem ser praticadas aprofundadamente, pois que não devem aqueles que desconhecem aos segredos dos ensinamentos ocultos de são Cipriano ir meter as suas mãos naquilo que desconhecendo então apenas lhes poderá causar gravoso mal, tanto para si mesmos como para outrem.

Efeitos das amarrações com missa negra

amarração de magia negra3

Nas amarrações com missa negra, os espíritos dos mortos e entidades infernais manifestam-se 7 dias apos terem sido conjurados; Daí em – nas amarrações com missa negra – é deixar aos espíritos em espirito trabalharem no espirito da criatura amarrada pelas amarrações, pois que daí em diante a criatura amarrada com tais amarrações será infestada de infernal possessão espiritual, e por isso ficará em espirito sendo fustigada e aprisionada!, e por isso em espírito a alma dessa pessoa não terá sossego nem conhecerá bom destino enquanto não ceder e não se entregar ao mandate da amarração.

Porem:

Nas amarrações com missa negra,, a pessoa não vai virar um vegetal idiota e sem vontade própria!, pois não isso que se deseja!, pois se isso acontecesse então toda a gente ficaria suspeitando que ela foi vitima de uma amarração!, e isso iria arruinar o efeito da amarração!, pois – conforme são Cipriano ensinou – assim está escrito:

Para o bom êxito, é conveniente que (…)  ninguém saiba do vosso segredo; contrariamente, perde toda a magia

Obra de são Cipriano, forças e poderes ocultos, o poder da cabeça de víbora, Pag 317

Por isso:

a pessoa amarrada por estas amarrações , ( e as pessoas á sua volta!), não podem desconfiar de nada!, e por isso a pessoa amarrada por estas amarrações poderá sempre ser livre de teimar como quiser teimar, e ser livre de andar por onde quiser, e ser livre persistir com quem quiser, que porem a amarração em espirito nela insistirá invisivelmente no seu espirito sempre sem cessar, ate que essa pessoa se entregue!, e ela entregar-se-á!!, pois que – demore o que demorar – não há quem consiga escapar aos ardis e infernos da magia negra.

Por isso:

Nas amarrações com missa negra, os espíritos dos mortos e entidades infernais manifestam-se 7 dias apos terem sido conjurados; Daí em diante, deveremos deixar aos espíritos em paz para trabalharem em paz, pois dai em diante a amarração persistirá 7 dias apos 7 dias – sempre sem cessar! – em espirito fustigando no espirito da criatura amarrada,  assombrando a criatura com assombrações e aparições, e assim será pelo tempo que tiver de ser, ate ela ceder!, pois enquanto essa criatura em espirito não ceder e se entregar ao mandante dessa bruxaria de amarração, então essa pessoa amarrada jamais permanecerá em espirito amaldiçoada, e por isso não encontrará felicidade que sempre dure na sua vida!, e por isso essa criatura pode insistir conforme quiser insistir, e ela pode teimar conforme quiser teimar, e pode passar o tempo que passar, que porem o seu espirito jamais encontrará paz duradoura senão quando essa criatura ceder ao mandante das amarrações!

Exemplos históricos dos efeitos das amarrações celebradas com missas negras

feitiçaria- feitiços

Um exemplo dos efeitos das amarrações feitas por missa negra é descrito na obra de são Cipriano, e é um caso verídico passado em França no sec.

Pois bem:

Assim se pode ler na obra de são Cipriano:

a missa negra (…)  a marquesa de Montespan teve de pagar a Voisin as cem mil libas que prometera. (…)

 È uma grosa quantia, mas Voisin não faz por menos, e afinal, que são cem mil libras para quem quer satisfazer um desejo? (…)

[ missa negra] promete resolver os problemas todos, por mais difíceis que sejam (…)

Obra de são Cipriano, capitulo Missa Negra. Pag 401-405

Mais assim se pode ler:

a marquesa deve pagar a Voisin as cem mil libras (…) a marquesa está disposta a mudar as inclinações do soberano em relação a Fontagnes e para isso esta disposta  a fazer o impossível. Alem disso, acredita a marquesa que um dia será rainha e portanto não hesita em destruir a mulher de luís LIV (…) tudo isto lhe é soprado ao ouvido pelo ouvido (…):« não é verdade que o amor (…) obedece a essas artes e a esses filtros?»

Obra de são Cipriano, Capitulo , versando sobre «missa negra», Pag 402

Pois então:

A marquesa de Montespan tornou-se amante do rei Luís XIV no ano de 1667. Ambicionando ser a sua amante preferida, ambicionando ser a única mulher na cama do rei, e querendo não apenas afastar a rainha do seu caminho como dar ao rei filhos legítimos para coroa francesa, ela pediu ao padre Guibourg a celebração de uma missa negra, sendo que essa missa foi paga previamente pela fenomenal quantia de cem mil libras, ( estamos a falar do século XVII), pois que a verdadeira magia negra não é coisa acessível a qualquer um.

Resultado: Pois em 1678 a missa foi feita, e um ano depois em 1679, então a marquesa tornou-se «miraculosamente» na mulher preferida do rei, e a única mulher a deitar-se no leito real,  a única mulher pelo qual o rei tinha verdadeiros olhos, e a única mulher a quem o rei permitia engravidar de filhos legítimos á coroa, algo reservado apenas á rainha.  Anos mais tarde, a marquesa conseguiu mesmo afastar a própria rainha do leito real, o que se julgava impossível.

Dai em diante e nos anos seguintes a isso, eis que a marquesa deu 8 filhos ao rei, todos eles príncipes legitimados conforme fora prometido na missa negra.

E assim sendo: desde a data em que a missa negra foi celebrada,(1678), e a colheita de todos os seus majestosos frutos,(de 1679 em diante),  eis que decorreram anos e anos, e porem: o fruto garantido veio e materializou-se, pois que a nobre marquesa soube sempre guiar-se pela fé na magia infernal das missas negras, e pela orientação espiritual do Abade Guiborg.

Pois então: como esta história de são Cipriano prova, eis que existem milhares e milhares de sucessos inexplicáveis que ocorrerem em consequência das artes mágicas pretas das missas negras, e porem todas elas dão fruto, e mais fruto, e mais fruto, sempre no seu devido tempo, e porem o fruto é certo e garantido.

E por isso:

os anos não importam, o que importa é o resultado, pois as missas negras não prometem calendários mas sim resultados.

Pois bem:

a verdade é que anos após a missa negra do Abade Guiborg ter sido celebrada, a marquesa Montespan acabou por ter tudo aquilo que desejava e que parecia impossível de conquistar, e tudo ocorreu conforme as infernais e demoníacas promessas que o Abade fez á marquesa.

Cuidados a ter com amarrações de missas negras

Amarração-da-cabra-preta

como em todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos, assombrações e entidades infernais, neste tipo de trabalhos de amarração não se deve jamais andar a toda a hora a olhar o relógio, e todos os dias olhando o calendário, e a todo o tempo caído em impaciências, duvidas e inquietações, pois olhai que assim está escrito na obra de são Cipriano:

«[Implorou Siderol]: perdão Lucifer, perdão, Lúcifer (…)

[Respondeu Lúcifer]: não te disse já, (…), que na minha lei também é preciso ter paciência? »

Obra de são Cipriano, «Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do Diabo», capitulo 8º, pagina 260

Assim se fica sabendo, porque assim foi dito por Lucifer e testemunhado na obra de são Cipriano:

Na Lei do Diabo, também o Diabo exige paciência e reverencia aos seus desígnios.

Por isso:

os prodígios de magia negra de são Cipriano não ocorrem na «impaciência», mas sim eles florescem na «fé» e eles frutificam na «paciência», pois que ensina são Cipriano que o tempo dos espíritos não é o tempo das pressas picuinhas dos homens, e por isso: seja na magia branca, ou seja na magia negra, ( e seja em qualquer trabalho de invocação de espíritos), a lei dos espíritos manda ter paciência, pois acaso não está escrito: «na minha lei também é preciso paciência»?

Pois então:

na magia negra, eis que a obra de são Cipriano garante que com «fé» e «paciência» todos os frutos do espírito são infalíveis!, e porem agindo ao contrario então poder-se-á colher tudo ao contrario daquilo que se deseja!.

Por isso:

– A inquietação, a ansiedade e as dúvidas são veneno que mata o fruto da obra do espirito, pois que a duvida é o veneno da certeza, da crença e da fé, e pois que olhai:

Quem tendo visto – depois de 7 dias de uma magia negra estar feita – os espíritos infernais a manifestarem-se diante dos seus olhos, então essa pessoa já não pode mais ter duvida alguma!, mas sim deve trilhar no caminho da certeza!, e com crença deixar os espíritos trabalhar e edificar conforme eles querem, pelo tempo que eles determinarem, e pelos caminhos que eles escolherem!

Pois por isso:

– Neste tipo de poderosos trabalhos, em 7 dias os espíritos infernais manifestam-se, e dai em diante – depois deles se manifestarem –  deve-se adotar essa postura espiritual e – conforme Lucifer anuncia na obra de são Cipriano – deixar aos espíritos demoníacos trabalhar, pois eles trabalham sempre por caminhos misteriosos, e eles operam sempre por trilhos insondáveis, e eles movem-se sempre por caminhos incompressíveis, e por isso o seu fruto acaba sempre florescendo quando menos se espera, pelos caminhos que menos se espera, e sempre no tempo pelos espíritos marcado, e não no tempo das picuinhas impaciências humanas.

Assim sendo:

– Respeitai esta regra para do espírito colher bom fruto, ao invés de andar afrontando os espíritos do demónio, e depois colher tudo ao contrario daquilo que aos espíritos se foi pedir.

Técnicas usadas nas amarrações com missas negras

cranio

Na feitura destas amarrações, usam-se de artes ocultas de necromancia, assim como de magia negra

Isto é:

usa-se da necromancia, ou seja: da invocação de espíritos do Além,  para que espíritos do mundo dos mortos venham ao mundo dos vivos, e aqui permaneçam assombrando a criatura amarrada pelas amarrações, e assim a empreender nessa demanda amorosa que lhes foi encomendada.

Da mesma forma:

Usa-se também de magia negra, ou seja: no ofício dessas amarrações – são invocadas entidades e espíritos de trevas para constranger e coagir a alma de uma criatura, levando-a a ceder e aceitar os desígnios amorosos de quem a mandou amarrar com tais fortes amarrações.

Sobre estas amarrações, eis que são Cipriano deixou o seu grande legado de saberes ocultos, onde ali se podem encontrar as magicas das amarrações de magia negra, que são as amarrações adequadas ás mais desesperadas situações amorosas.

Amarrações?

Amarrações amorosas?

Amarrações poderosas?

Amarrações de magia negra?

Amarrações com missas negras?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher, bruxarias de amarração, bruxarias para o amor, bruxarias de amor,

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações seladas por bruxo

Amarração-da-cabra-preta
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações seladas por bruxo

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher, bruxarias de amarração, bruxarias para o amor, bruxarias de amor,

pactos

A bruxaria nunca escondeu a sua quota-parte de prática das artes da magia negra, assim como nunca fez grande questão em esconder registos históricos que atestam da sua relação com o Diabo e com os espíritos das trevas.  Há vários e celebres documentos conhecidos com Contratos do Diabo, e esses encontram-se inclusive no vaticano, ( nos seus arquivos secretos), assim como em diversos e famosos museus de França como o Louvre, e também nos Estados Unidos em reputadas instituições como o instituto Smithsonian. Porem: são sempre documentos considerados de natureza sensível, e guardados longe da vista e do alcance do publico.

Geralmente, são documentos relacionados com Pactos com o Demónio, através dos quais – tendo-se previamente invocando ao Diabo – se firma um comercio oculto entre um bruxo ou bruxa e Santanas. Tratam-se também e outros tipos de documentos, que são documentos escritos e selados com o sangue do próprio bruxo, e através do qual o bruxo firma um comercio infernal com as trevas, ou seja:

o bruxo pede aos demónios um favor que beneficia um cliente seu, dando ao demónio em troca o seu próprio sangue de bruxo, assim como reafirmando a perpetuação do seu pacto com as forças infernais, renovando os seus votos de fidelidade a Satanás, e prologando a sua aliança infernal com Lucifer. Pois esta era uma das técnicas mais ocultas e comuns de praticar magias negras das mais eficientes, inclusive em casos da feitura de poderosas amarrações.

Facto digno de registo, é que da Idade Media até ao sec XV-XIX, muitos dos casos de Pactos demoníacos foram protagonizados por padres, abades e freiras, reforçando-se assim a ideia que as mais fortes bruxarias são celebradas não por leigos, mas sim por sacerdotes ordenados que simultaneamente se convertem em bruxos e bruxas ao darem anuência a Lucifer e ás influencias satânicas.

Assim se sabe: quando se pretendem fortes e poderosas amarrações com efeitos concretos e práticos, deve-se recorrer a um sacerdote ordenado pela igreja – seja que igreja for – pois apenas um sacerdote devidamente confirmado e ordenado pelos votos sacramentais de um igreja legal e sacramentada está investido de autoridade espiritual para lidar nos mais profundos e obscuros fenómenos do oculto.

Como são feitas as amarrações seladas por bruxo?

Magia - segredos da magia

neste tipo de amarrações seladas pelo bruxo, o pedido de amarração é feito num papiro virgem e escrito com  próprio sangue do próprio bruxo. Tudo isso deve ser feito ás 03.03.03 da madrugada sob luar reinante de Lua Cheia, estando o bruxo situada no centro de um pentagrama riscado a sangue de bode negro em solo sagrado de cemitério, ou num templo ou igreja de solo sagrado, devendo este procedimento ser celebrado no decorrer do oficio de uma missa negra.

Mais sobre estes rituais de magia negra para amarrações aqui não dizemos, pois que assim está escrito na obra de são Cipriano:

é preciso declarar que não expomos estas receitas diabólicas para que os leitores as pratiquem; deixamo-las aqui porque entendemos ser de utilidade saber-se de tudo quanto é bom e mau

Obra de são Cipriano, pag 236

Pois assim se sabe que o são Cipriano ensinou:

As receitas gerais de magia negra de são Cipriano podem ser por todos lidas, e porem nem por todos devem ser praticadas aprofundadamente, pois que não devem aqueles que desconhecem aos segredos dos ensinamentos ocultos de são Cipriano ir meter as suas mãos naquilo que desconhecendo então apenas lhes poderá causar gravoso mal, tanto para si mesmos como para outrem.

Efeitos das amarrações seladas por bruxo

amarração de magia negra3

Nas amarrações seladas por bruxo, a criatura amarrada tais amarrações será infestada de infernal possessão espiritual, e por isso ficará em espirito fustigada e aprisionada!, e por isso em espírito a alma dessa pessoa não terá sossego nem conhecerá bom destino enquanto não ceder e não se entregar ao mandate da amarração.

Porem:

Nas amarrações seladas por bruxo, a pessoa não vai virar um vegetal idiota e sem vontade própria!, pois não isso que se deseja!, pois se isso acontecesse então toda a gente ficaria suspeitando que ela foi vitima de uma amarração!, e isso iria arruinar o efeito da amarração!, pois – conforme são Cipriano ensinou – assim está escrito:

Para o bom êxito, é conveniente que (…)  ninguém saiba do vosso segredo; contrariamente, perde toda a magia

Obra de são Cipriano, forças e poderes ocultos, o poder da cabeça de víbora, Pag 317

Por isso:

a pessoa amarrada por estas amarrações , ( e as pessoas á sua volta!), não podem desconfiar de nada!, e por isso a pessoa amarrada por estas amarrações poderá sempre ser livre de teimar como quiser teimar, e ser livre de andar por onde quiser, e ser livre persistir com quem quiser, que porem a amarração em espirito nela insistirá invisivelmente no seu espirito sempre sem cessar, ate que essa pessoa se entregue!, e ela entregar-se-á!!, pois que – demore o que demorar – não há quem consiga escapar aos ardis e infernos da magia negra.

Mais:

Nas amarrações seladas por bruxo, os espíritos dos mortos e entidades infernais manifestam-se 7 dias apos terem sido conjuradas; daí em diante, devemos deixar aos espíritos em paz para trabalharem em paz, pois dai em diante a amarração persistirá 7 dias apos 7 dias – sempre sem cessar! – em espirito fustigando no espirito da criatura amarrada,  assombrando a criatura com assombrações e aparições, e assim será ate ela ceder!, pois enquanto essa criatura em espirito não ceder e se entregar ao mandante dessa bruxaria de amarração, então essa pessoa amarrada jamais encontrará felicidade que sempre dure na sua vida!, e por isso essa criatura pode insistir conforme quiser insistir, e ela pode teimar conforme quiser teimar, e pode passar o tempo que passar, que porem o seu espirito jamais encontrará paz duradoura senão quando essa criatura ceder ao mandante das amarrações!

O que fazer quando se querem verdadeiras amarrações?

missa-negra2

Antes demais, quando se querem verdadeiras amarrações, deve-se a todo o custo evitar recorrer de leigos e curiosos que andam por aí a fazer de «aprendizes de feiticeiros», a mexer com fenómenos que desconhecem, tudo ás custas do sofrimento que causam a quem já está a sofrer por – na sua ignorância – não saberem sobre aquilo em que estão a lidar.

Por isso:

quando se querem verdadeiras amarrações, deve-se procurar por instituições ou sacerdotes devidamente ordenados por uma igreja fundada com sacramentos oficiais – tanto faz ser da Igreja Católica como qualquer outra igreja – .

Porquê?

Porque conforme apenas um sacerdote devidamente ordenado está investido de autoridade espiritual para oficiar exorcismos e entrar em contato com demónios nesse tipo de procedimento oculto, pois também apenas um sacerdote devidamente ordenado tem igual autoridade mística para celebrar conjurações tanto a espíritos como a demónios, e por isso apenas um sacerdote devidamente ordenado pode operar nos mistérios do espirito, seja na esfera do mundo dos mortos, ou seja na esfera infernal dos demónios e da magia negra.

Há sacerdotes que – pela natureza das suas inatas capacidades espirituais – se dedicam exclusivamente ao ofício do rito do exorcismo, ao passo que outros aprofundam os seus estudos e praticas místicas no campo do oculto, seja na necromancia, na vidência ou na magia negra. Tanto o próprio Vaticano da Igreja Romana, como muitas outras igrejas legalmente fundadas e sacramentadas, possuem discretos e sigilosos centros privados de estudos religiosos para treinar e capacitar sacerdotes nos ofícios do oculto.

Por isso:

Quando se querem amarrações profissionais, deve-se sempre evitar o leigo e o ignorante,  e sim recorrer de profissionais.

Por isso mesmo, é historicamente reconhecido e bem-sabido sobre casos de padres, monges e abades da Igreja que – já na Idade Média – de dia celebravam as missas cristãs normais, e porem á noite – a troco de elevadas somas – empenhavam a sua alma do Diabo e celebravam pactos infernais em missas negras em honra do demónio, fosse para fins amorosos, fosse para eliminar inimigos, fosse mesmo em assuntos de estado e para vencer guerras.

E a verdade, é que os seus resultados eram amplamente apreciados e reconhecidos, pois não há rei nem nobreza que vá continuar a pagar um abade ou a um padre ao longo dos anos, se ao longo dos anos não testemunhar resultados satisfatórios, e os resultados da magia negra – para quem sabe guiar-se pelas instruções da magia negra – são invulgarmente eficazes e satisfatórios, especialmente nas amarrações, que são amarrações poderosas.

Cuidados a ter com amarrações poderosas de magia negra

como em todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos, assombrações e entidades infernais, neste tipo de trabalhos de amarraçao não se deve jamais andar a toda a hora a olhar o relógio, e todos os dias olhando o calendário, e a todo o tempo caído em impaciências, duvidas e inquietações, pois olhai que assim está escrito na obra de são Cipriano:

«[Implorou Siderol]: perdão Lucifer, perdão, Lúcifer (…)

[Respondeu Lúcifer]: não te disse já, (…), que na minha lei também é preciso ter paciência? »

Obra de são Cipriano, «Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do Diabo», capitulo 8º, pagina 260

amarracao-cartas-tarot-666

Assim se fica sabendo, porque assim foi dito por Lucifer e testemunhado na obra de são Cipriano:

Na Lei do Diabo, também o Diabo exige paciência e reverencia aos seus desígnios.

Por isso:

os prodígios de magia negra de são Cipriano não ocorrem na «impaciência», mas sim eles florescem na «fé» e eles frutificam na «paciência», pois que ensina são Cipriano que o tempo dos espíritos não é o tempo das pressas picuinhas dos homens, e por isso: seja na magia branca, ou seja na magia negra, ( e seja em qualquer trabalho de invocação de espíritos), a lei dos espíritos manda ter paciência, pois acaso não está escrito: «na minha lei também é preciso paciência»?

Pois então:

na magia negra, eis que a obra de são Cipriano garante que com «fé» e «paciência» todos os frutos do espírito são infalíveis!, e porem agindo ao contrario então poder-se-á colher tudo ao contrario daquilo que se deseja!.

Por isso:

– A inquietação, a ansiedade e as dúvidas são veneno que mata o fruto da obra do espirito, pois que a duvida é o veneno da certeza, da crença e da fé, e pois que olhai:

Quem tendo visto – depois de 7 dias de uma magia negra estar feita – os espíritos infernais a manifestarem-se diante dos seus olhos, então essa pessoa já não pode mais ter duvida alguma!, mas sim deve trilhar no caminho da certeza!, e com crença deixar os espíritos trabalhar e edificar conforme eles querem, pelo tempo que eles determinarem, e pelos caminhos que eles escolherem!

Pois por isso:

– Neste tipo de poderosos trabalhos, em 7 dias os espíritos infernais manifestam-se, e dai em diante – depois deles se manifestarem –  deve-se adotar essa postura espiritual e – conforme Lucifer anuncia na obra de são Cipriano – deixar aos espíritos demoníacos trabalhar, pois eles trabalham sempre por caminhos misteriosos, e eles operam sempre por trilhos insondáveis, e eles movem-se sempre por caminhos incompressíveis, e por isso o seu fruto acaba sempre florescendo quando menos se espera, pelos caminhos que menos se espera, e sempre no tempo pelos espíritos marcado, e não no tempo das picuinhas impaciências humanas.

Assim sendo:

– Respeitai esta regra para do espírito colher bom fruto, ao invés de andar afrontando os espíritos do demónio, e depois colher tudo ao contrario daquilo que aos espíritos se foi pedir.

Técnicas usadas nas amarrações seladas por bruxo

sapo-negro-bruxas

Na feitura destas amarrações, usam-se de artes ocultas de necromancia, assim como de magia negra

Isto é:

usa-se da necromancia, ou seja: da invocação de espíritos do Além,  para que espíritos do mundo dos mortos venham ao mundo dos vivos, e aqui permaneçam assombrando a criatura amarrada pelas amarrações, e assim a empreender nessa demanda amorosa que lhes foi encomendada.

Da mesma forma:

Usa-e também de magia negra, ou seja: no oficio dessas amarrações – são invocadas entidades e espíritos de trevas para constranger e coagir a alma de uma criatura, levando-a a ceder e aceitar os desígnios amorosos de quem a mandou amarrar com tais fortes amarrações.

Sobre estas amarrações, eis que são Cipriano deixou o seu grande legado de saberes ocultos, onde ali se podem encontrar as magicas das amarrações de magia negra, que são as amarrações adequadas ás mais desesperadas situações amorosas.

Amarrações?

Amarrações amorosas?

Amarrações poderosas?

Amarrações de magia negra?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher, bruxarias de amarração, bruxarias para o amor, bruxarias de amor,

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações poderosas

w2
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações poderosas

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para ex voltar, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,

Sobre as amarrações poderosas de magia negra

w4

A magia negra sempre despertou sentimentos contraditórios. Se por um lado a magia negra faz recear o contato com o profano e as trevas, porem a magia negra oferece soluções a problemas sem aparente solução possível, e assim traz alívio ás vidas de quem sofre.

Por isso:

desde sempre que são Cipriano empreendeu nas artes ocultas da magia negra procurando delas extrair remédios espirituais que auxiliassem nos males do espírito e nos sofrimentos do amor.

As amarrações de magia negra e as amarrações de são Cipriano podem ser usadas para diversas finalidades:

Separar um casal e obter vingança num assunto de infidelidade

Conquistar um amor

Conseguir casar

Ter um amante

Recuperar um casamento

Reconquistar um ex

Reacender a chama da paixão e da sexualidade num relacionamento

Evitar a rotura e separação de uma família á beira de um rompimento devido a complicações amorosas

Pois bem:

Em todos estes casos – na feitura dessas amarrações – usam-se de artes de necromancia, ou seja:

usa-se da invocação de espíritos do Além,  para que espíritos do mundo dos mortos venham ao mundo dos vivos, e aqui permaneçam assombrando a criatura amarrada pelas amarrações, e assim a empreender nessa demanda amorosa que lhes foi encomendada.

Da mesma forma:

Também em tais assuntos – no oficio dessas amarrações – são invocadas entidades e espíritos de trevas para constranger e coagir a alma de uma criatura, levando-a a ceder e aceitar os desígnios amorosos de quem a mandou amarrar com tais fortes amarrações.

O que fazer quando se querem verdadeiras amarrações?

missa-negra2

Antes demais, quando se querem verdadeiras amarrações, deve-se a todo o custo evitar recorrer de leigos e curiosos que andam por aí a fazer de «aprendizes de feiticeiros», a mexer com fenómenos que desconhecem, tudo ás custas do sofrimento que causam a quem já está a sofrer por – na sua ignorância – não saberem sobre aquilo em que estão a lidar.

Por isso:

quando se querem verdadeiras amarrações, deve-se procurar por instituições ou sacerdotes devidamente ordenados por uma igreja fundada com sacramentos oficiais – tanto faz ser da Igreja Católica como qualquer outra igreja – .

Porquê?

Porque conforme apenas um sacerdote devidamente ordenado está investido de autoridade espiritual para oficiar exorcismos e entrar em contato com demónios nesse tipo de procedimento oculto, pois também apenas um sacerdote devidamente ordenado tem igual autoridade mística para celebrar conjurações tanto a espíritos como a demónios, e por isso apenas um sacerdote devidamente ordenado pode operar nos mistérios do espirito, seja na esfera do mundo dos mortos, ou seja na esfera infernal dos demónios e da magia negra.

Há sacerdotes que – pela natureza das suas inatas capacidades espirituais – se dedicam exclusivamente ao ofício do rito do exorcismo, ao passo que outros aprofundam os seus estudos e praticas místicas no campo do oculto, seja na necromancia, na vidência ou na magia negra. Tanto o próprio Vaticano da Igreja Romana, como muitas outras igrejas legalmente fundadas e sacramentadas, possuem discretos e sigilosos centros privados de estudos religiosos para treinar e capacitar sacerdotes nos ofícios do oculto.

Por isso:

Quando se querem amarrações profissionais, deve-se sempre evitar o leigo e o ignorante,  e sim recorrer de profissionais.

Por isso mesmo, é historicamente reconhecido e bem-sabido sobre casos de padres, monges e abades da Igreja que – já na Idade Média – de dia celebravam as missas cristãs normais, e porem á noite – a troco de elevadas somas – empenhavam a sua alma do Diabo e celebravam pactos infernais em missas negras em honra do demónio, fosse para fins amorosos, fosse para eliminar inimigos, fosse mesmo em assuntos de estado e para vencer guerras.

E a verdade, é que os seus resultados eram amplamente apreciados e reconhecidos, pois não há rei nem nobreza que vá continuar a pagar um abade ou a um padre ao longo dos anos, se ao longo dos anos não testemunhar resultados satisfatórios, e os resultados da magia negra – para quem sabe guiar-se pelas instruções da magia negra – são invulgarmente eficazes e satisfatórios, especialmente nas amarrações, que são amarrações poderosas.

Cuidados a ter com amarrações poderosas de magia negra

w0-1

como em todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos, assombrações e entidades infernais, neste tipo de trabalhos de amarraçao não se deve jamais andar a toda a hora a olhar o relógio, e todos os dias olhando o calendário, e a todo o tempo caído em impaciências, duvidas e inquietações, pois olhai que assim está escrito na obra de são Cipriano:

«[Implorou Siderol]: perdão Lucifer, perdão, Lúcifer (…)

[Respondeu Lúcifer]: não te disse já, (…), que na minha lei também é preciso ter paciência? »

Obra de são Cipriano, «Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do Diabo», capitulo 8º, pagina 260

Assim se fica sabendo, porque assim foi dito por Lucifer e testemunhado na obra de são Cipriano:

Na Lei do Diabo, também o Diabo exige paciência e reverencia aos seus desígnios.

Por isso:

os prodígios de magia negra de são Cipriano não ocorrem na «impaciência», mas sim eles florescem na «fé» e eles frutificam na «paciência», pois que ensina são Cipriano que o tempo dos espíritos não é o tempo das pressas picuinhas dos homens, e por isso: seja na magia branca, ou seja na magia negra, ( e seja em qualquer trabalho de invocação de espíritos), a lei dos espíritos manda ter paciência, pois acaso não está escrito: «na minha lei também é preciso paciência»?

Pois então:

na magia negra, eis que a obra de são Cipriano garante que com «fé» e «paciência» todos os frutos do espírito são infalíveis!, e porem agindo ao contrario então poder-se-á colher tudo ao contrario daquilo que se deseja!.

Por isso:

– A inquietação, a ansiedade e as dúvidas são veneno que mata o fruto da obra do espirito, pois que a duvida é o veneno da certeza, da crença e da fé, e pois que olhai:

Quem tendo visto – depois de 7 dias de uma magia negra estar feita – os espíritos infernais a manifestarem-se diante dos seus olhos, então essa pessoa já não pode mais ter duvida alguma!, mas sim deve trilhar no caminho da certeza!, e com crença deixar os espíritos trabalhar e edificar conforme eles querem, pelo tempo que eles determinarem, e pelos caminhos que eles escolherem!

Pois por isso:

– Neste tipo de poderosos trabalhos, em 7 dias os espíritos infernais manifestam-se, e dai em diante – depois deles se manifestarem –  deve-se adotar essa postura espiritual e – conforme Lucifer anuncia na obra de são Cipriano – deixar aos espíritos demoníacos trabalhar, pois eles trabalham sempre por caminhos misteriosos, e eles operam sempre por trilhos insondáveis, e eles movem-se sempre por caminhos incompressíveis, e por isso o seu fruto acaba sempre florescendo quando menos se espera, pelos caminhos que menos se espera, e sempre no tempo pelos espíritos marcado, e não no tempo das picuinhas impaciências humanas.

Assim sendo:

– Respeitai esta regra para do espírito colher bom fruto, ao invés de andar afrontando os espíritos do demónio, e depois colher tudo ao contrario daquilo que aos espíritos se foi pedir.

Quais as finalidades das amarrações poderosas de magia negra? 

w3

Por vezes existem também intromissões de outras pessoas que são um empecilho a um relacionamento, ou há desavenças que marcaram um amor.Por vezes também, a pessoa amada é demasiadamente relutante, ou tem um coração demasiado hesitante, ou então é uma pessoa volúvel que se encontra influenciada por outrem, e por isso essa pessoa persiste e persiste em não se entregar amorosamente.

Pois então:

Conforme os médicos procuram remédios do corpo para curar as moléstias do corpo, pois também são Cipriano procurou os remédios do espírito apara ajudar nas moléstias do espírito, pois que ter saúde no corpo sem ter felicidade na alma e no coração, isso não é viver, mas é apenas um tormento!

E por isso eis que são Cipriano deixou o seu grande legado de saberes ocultos, onde ali se podem encontrar as magicas das amarrações de magia negra, que são as amarrações adequadas ás mais desesperadas situações amorosas.

Amarrações?

Amarrações amorosas?

Amarrações poderosas?

Amarrações de magia negra?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,

 

 

 

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações de magia negra

missa-negra6
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações de magia negra

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,

Amarrações, sobre as amarrações de magia negra

amarracao-cartas-tarot-666

as amarrações são magias negras, pois são das mais poderosas magias que se podem usar, e cujos segredos apenas poucos bruxos e bruxas conhecem com profundidade.

Os dois mais poderosos fenómenos da vida são o amor e a morte, e por isso tudo o que são bruxarias relacionadas com o amor – usadas nas amarrações – e com a morte – usadas nas vidências de necromancia – são das mais fortes, perigosas e intensas magias que existem. O amor e a morte são as duas forças mais poderosas do universo, e para tocar em tais forças são necessárias forças poderosas que apenas irradiam da mais profunda magia negra, e quem disser o contrário está a mentir ou ignora tudo sobre magia.

Porem:

Há quem venha com o discurso muito bonito das amarrações de pura magia branca, em que anjos são ancoras que unem dois corações, e que pelo amor e pela luz tudo se faz conforme num conto de fadas, e que – para enganar os desconhecedores – cobram bem baratinho esse tipo de serviços branquinhos, e depois – no final – a pessoa ficou sem o seu pouco dinheiro e sem resultado nenhum, porque caiu na ilusão que algo tao poderoso como uma magia de amarração, ( que é uma magia negra!), poderia ser feita através de magia branca e quase de graça. Quem faz isso, fá-lo apenas para vender barato coisas que não funcionam, pois para quem engana os outros então o que é barato é mais fácil de vender, apesar de depois não resultar em nada,  pois nada que é bom cai do céu de graça, porque aquilo que é de graça então é porque não tem custo nenhum para ser feito, e  aquilo que nada custa para ser feito então é porque não dá efeito.

Assim sendo: obviamente que as amarrações são magias negras, pois são das mais ocultas magias das trevas que se podem usar, pois lidam com as duas maiores forças do universo, e que são o amor e a morte.

magia de sangue

As amarrações de magia negra lidam com o amor quando vão constringir uma criatura a ficar amorosamente com outra, e lidam com a morte quando recorrem a espíritos de mortos, á necromancia e a espíritos de trevas para alcançar esses fins com eficácia. Esta é a realidade, e – por isso – conforme já dissemos:

para tocar em tais forças – como o amor e a morte – são necessárias forças poderosas que apenas irradiam da mais profunda magia negra provinda dos abismos do mundo dos espíritos, e quem disser o contrário está a mentir.

As amarrações de magia negra vão sempre forçar a um desfecho na vida de uma pessoa embruxada que não desejava esse desfecho, vão sempre retorcer os fluxos espirituais da vida de uma pessoa e alterando-lhe os rumos de vida, vão sempre fustigar e infestar a pessoa até ela vergar e ceder ao mandante das bruxarias de amarrações. Por isso: tais princípios são incompatíveis com a magia branca, que é por isso uma magia de efeitos bastante curtos e frágeis neste tipo de assuntos.

Por isso: quem quer verdadeiramente uma amarração de verdade, então deve recorrer das amarrações de magia negra, pois apenas essas amarrações podem infestar a alma de uma criatura, ali entrando e apegando-se-lhe á alma conforme uma sanguessuga se apega num corpo, e ali sugando as energias da alma dessa pessoa – com assombrações e perturbações espirituais sem cessar – ate a enfraquecer ao ponto em que – demore o tempo que demorar – ela vai ceder e entregar-se ao mandante das amarrações.

Por isso mesmo estas amarrações são usadas nos casos mais difíceis e impossíveis, nos quais um casal está irreconciliavelmente desavindo, ou um amante se recusa a entregar-se, ou alguém causou uma separação irredutível entre duas pessoas, ou ocorreu uma desavença irreparável num casal, ou uma pessoa simplesmente encontrou outra fora do relacionamento e fechou o seu coração.

Sobre os bruxos de magia negra, e são Cipriano

Sobre bruxos e bruxarias de magia negra, assim diz a obra de são Cipriano, o bruxo:

o teu Deus antigo é o Rei dos Céus e eu – Lucifer – sou o Rei dos Infernos. Ele dá leis aos seus vassalos e eu dou-as aos meus.

Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do diabo, pag 260

Missas negras e magia negra

Assim sendo, significa isto:

Satanás é Senhor da terra, e Deus é Senhor dos Céus, ou seja:

o Diabo representa o poder e o domínio sobre todas as coisas que andam nesta terra, ao passo que Deus representa o poder e o domínio sobre todas as coisas do Céu e do mundo celestial.

Pois assim sendo: defendem certos teólogos de Goétia – estudiosos da magia negra – que na terra impera a vontade de Lucifer, e no Céu impera a vontade de Deus, e assim tem sido desde que Deus expulsou Lucifer dos Céus e concedeu a terra ao arcanjo caído para que esta fosse o seu reino e o seu domínio.

Pois por isso: quando aqui na terra se pretende um resultado concreto e terreno, então invoque-se á magia negra que os resultados são eficazes, e as suas amarrações são infalíveis.

Porem: Quando você pede aos bruxos uma bruxaria de magia negra, jamais devem existir duvidas na sua mente, mas sim e apenas a plena certeza e total convicção que – demore o que demorar – a bruxaria funcionará. Por isso:

Jamais venha á bruxaria de magia negra tresandando a descrença nem impaciência.

São Cipriano – o bruxo –  trabalhou profundamente com pactos e magia negra, pois que assim está escrito na obra de são Cipriano, o bruxo:

– (…) Respondeu Cipriano, não sabes que pertenço a Lúcifer, porque firmei pacto com ele, e por isso não posso entrar no céu, onde so entram (…)  aqueles que não seguem o caminho do inferno? Então retira-te da minha vista, quando não, usarei dos meus poderes e das minhas artes diabólicas

Obra de são Cipriano, Capitulo «são Cipriano e são Gregório tiveram um encontro no qual disputaram acerca da fé católica, ficando são Gregório vencedor e são Cipriano derrotado»,Pag 295

Pois assim se sabe:

Entre as muitas experiências e formulas místicas que são Cipriano desenvolveu ao longo da sua vida de estudos ocultos, são Cipriano – o bruxo – a dado momento entrou em contacto direto com Lucifer, que era a grande fonte dos seus infernais poderes de bruxaria. Com essa magia negra é que são Cipriano trabalhou nas mais poderosas formulas de amarrações.

Senão, veja-se que também assim está escrito na obra de são Cipriano, o bruxo:

Cipriano chamou em seu socorro a Lúcifer (…) que lhe garantiu:

-Elvira será tua. Terás porem, que seguir as seguintes instruções

obra de são Cipriano, versando sobre «Nascimento vida e obra de são Cipriano»,  capitulo «Cipriano e Elvira», Pag 20

Pois assim se sabe:

são Cipriano – o bruxo – invocava a Lúcifer para garantir os grandes feitos da sua obra oculta, especialmente em amarrações de magia negra.

E porem também se sabe através deste escrito de são Cipriano o seguinte ensinamento: de Lucifer só se colhe fruto se se trilhar no caminho das instruções de Lucifer.

Tenha porem em consideração:

Os rituais contidos em bruxaria de magia negra não são apenas projetados para prejudicar. Lembre-se de que Deus criou Lucifer, e que Lucifer era o mais belo e o mais amado dos anjos de Deus.

Por isso:

a bruxaria de magia negra Lucifer pode providenciar remédios salva-vidas para os casos mais desesperados, e nas mais fortes amarrações.

Exemplos históricos de amarrações celebradas com magia negra em missa negra

Assim se pode ler na obra de são Cipriano:

a missa negra (…)  a marquesa de Montespan teve de pagar a Voisin as cem mil libas que prometera. (…)

 È uma grosa quantia, mas Voisin não faz por menos, e afinal, que são cem mil libras para quem quer satisfazer um desejo? (…)

[ missa negra] promete resolver os problemas todos, por mais difíceis que sejam (…)

Obra de são Cipriano, capitulo Missa Negra. Pag 401-405

Mais assim se pode ler:

a marquesa deve pagar a Voisin as cem mil libras (…) a marquesa está disposta a mudar as inclinações do soberano em relação a Fontagnes e para isso esta disposta  a fazer o impossível. Alem disso, acredita a marquesa que um dia será rainha e portanto não hesita em destruir a mulher de luís LIV (…) tudo isto lhe é soprado ao ouvido pelo ouvido (…):« não é verdade que o amor (…) obedece a essas artes e a esses filtros?»

Obra de são Cipriano, Capitulo , versando sobre «missa negra», Pag 402

Pois então:

necromancia-missa-negra

A marquesa de Montespan tornou-se amante do rei Luís XIV no ano de 1667. Ambicionando ser a sua amante preferida, ambicionando ser a única mulher na cama do rei, e querendo não apenas afastar a rainha do seu caminho como dar ao rei filhos legítimos para coroa francesa, ela celebrou com o padre Guibourg uma missa negra de tremendo poder, sendo essa missa foi paga previamente pela fenomenal quantia de cem mil libras, ( estamos a falar do século XVII), pois que a verdadeira magia negra não é coisa acessível a qualquer um.

Resultado: Pois em 1678 a missa foi feita, e um ano depois em 1679, então a marquesa tornou-se «miraculosamente» na mulher preferida do rei, e a única mulher a deitar-se no leito real,  a única mulher pelo qual o rei tinha verdadeiros olhos, e a única mulher a quem o rei permitia engravidar de filhos legítimos á coroa, algo reservado apenas á rainha.  Anos depois, a marquesa conseguiu mesmo afastar a própria rainha do leito real, o que se julgava impossível. Dai em diante e nos anos seguintes, eis que a marquesa deu 8 filhos ao rei, todos eles príncipes legitimados conforme fora prometido na missa negra. E assim sendo: desde a data em que a missa negra foi celebrada,(1678), e a colheita de todos os seus majestosos frutos,(de 1679 em diante),  eis que decorreram anos e anos, e porem: o fruto garantido veio e materializou-se, pois que a nobre marquesa soube sempre guiar-se pela fé no santo, e pela orientação do Abade Guiborg. Pois então: como esta história de são Cipriano prova, eis que existem milhares e milhares de sucessos inexplicáveis que ocorrerem em consequência das artes mágicas pretas das missas negras, e porem todas elas dão fruto, e mais fruto, e mais fruto, sempre no seu devido tempo, e porem o fruto é certo e garantido. E por isso: os anos não importam, pois que anos após a missa negra da marquesa Montespan tudo ocorreu conforme as infernais e demoníacas promessas que o Abade fez á marquesa.

As missas negras e amarrações celebradas por padres e abades ao longo de história  

missa-negra2

Muita gente escandaliza-se quando se fala de magia negra, quando na verdade nem sabem nada sobre o assunto.

Para clarificar: a magia negra ocorre de toda a vez que se entra em contato com espíritos de trevas, seja para praticar uma amarração, ou seja para fazer um exorcismo que salva uma vida.

Pergunta-se: mas um exorcismo é um acto de magia negra?

Responde-se: sim, obviamente.

A partir do momento em que um sacerdote – seja a Igreja Católica de Roma, ou seja qualquer outra Igreja Cristã – entra em contato com espíritos impuros – como acontece no exorcismo – então ele já está a praticar magia negra, nem que seja por um bom motivo, ou seja: fazer um demónio abandonar um corpo possuído e regressar ao mundo dos mortos.

O mesmo sucede com as amarrações, ou seja: o sacerdote entra em contato com espíritos de trevas, para que eles venham do mundo dos mortos ao mundo dos vivos, e ajudem numa demanda amorosa. Ou seja: a finalidade é boa, mas o meio é poderoso, e deve ser apenas ser lidado por sacerdotes especialistas.

Por isso: conforme apenas um sacerdote ordenado por uma igreja – seja a Igreja Católica de Roma, ou seja qualquer outra Igreja Cristã – tem o poder de oficiar um exorcismo, pois também apenas um sacerdote ordenado por uma igreja – seja a Igreja Católica de Roma, ou seja qualquer outra Igreja Cristã – tem o verdadeiro poder de celebrar uma verdadeira missa negra que é fonte de magia negra, pois apenas um sacerdote ordenado tem a capacidade de inverter, corromper, profanar e subverter os votos de ordenação de que foi investido, e é fazendo precisamente isso que o sacerdote invoca aos espíritos de trevas e demónios através da missa-negra. Pois por isso:

pactos

È bem-sabido e historicamente reconhecido casos de padres, monges e abades da Igreja que de dia celebravam as missas cristas normais, e porem á noite – a troco de elevadas somas – empenhavam a sua alma do Diabo e celebravam pactos infernais em missas negras em honra do demónio, fosse para fins amorosos, fosse para eliminar inimigos, fosse mesmo em assuntos de estado e para vencer guerras.

E a verdade, é que os seus resultados eram amplamente apreciados e reconhecidos, pois não há rei nem nobreza que vá continuar a pagar um abade ou a um padre ao longo dos anos, se ao longo dos anos não testemunhar resultados satisfatórios, e os resultados da magia negra – para quem sabe guiar-se pelas instruções da magia negra – são invulgarmente eficazes e satisfatórios, especialmente nas amarrações.

Como garantir sucesso nas amarrações de magia negra?

Neste tipo de trabalhos, ( como em todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos), não se deve jamais andar a toda a hora a olhar o relógio, e todos os dias olhando o calendário, e a todo o tempo caído em impaciências, duvidas e inquietações, pois olhai que assim está escrito na obra de são Cipriano:

«[Implorou Siderol]: perdão Lucifer, perdão, Lúcifer (…)

[Respondeu Lúcifer]: não te disse já, (…), que na minha lei também é preciso ter paciência? »

Obra de são Cipriano, «Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do Diabo», capitulo 8º, pagina 260

Assim se fica sabendo:

Amarração-da-cabra-preta

Na Lei do Diabo também o Diabo exige paciência e reverencia aos seus desígnios. Por isso: os prodígios de magia negra de são Cipriano não ocorrem na «impaciência», mas sim eles florescem na «fé» e eles frutificam na «paciência», pois que ensina são Cipriano que o tempo dos espíritos não é o tempo das pressas picuinhas dos homens, e por isso: seja na magia branca, ou seja na magia negra, ( e seja em qualquer trabalho de invocação de espíritos), a lei dos espíritos manda ter paciência, pois acaso não está escrito: «na minha lei também é preciso paciência»?

Pois então:

na magia negra, eis que a obra de são Cipriano garante que com «fé» e «paciência» todos os frutos do espírito são infalíveis!, e porem agindo ao contrario então poder-se-á colher tudo ao contrario daquilo que se deseja!.

Por isso:

– A inquietação, a ansiedade e as dúvidas são veneno que mata o fruto da obra do espirito, pois que a duvida é o veneno da certeza, da crença e da fé, e pois que olhai:

Quem tendo visto – depois de 7 dias de uma magia negra estar feita – os espíritos infernais a manifestarem-se diante dos seus olhos, então essa pessoa já não pode mais ter duvida alguma!, mas sim deve trilhar no caminho da certeza!, e com crença deixar os espíritos trabalhar e edificar conforme eles querem, pelo tempo que eles determinarem, e pelos caminhos que eles escolherem!

Pois por isso:

– Neste tipo de poderosos trabalhos, em 7 dias os espíritos infernais manifestam-se, e dai em diante – depois deles se manifestarem –  deve-se adotar essa postura espiritual e – conforme Lucifer anuncia na obra de são Cipriano – deixar aos espíritos demoníacos trabalhar, pois eles trabalham sempre por caminhos misteriosos, e eles operam sempre por trilhos insondáveis, e eles movem-se sempre por caminhos incompressíveis, e por isso o seu fruto acaba sempre florescendo quando menos se espera, pelos caminhos que menos se espera, e sempre no tempo pelos espíritos marcado, e não no tempo das picuinhas impaciências humanas.

Assim sendo:

– Respeitai esta regra para do espírito colher bom fruto, ao invés de andar afrontando os espíritos do demónio, e depois colher tudo ao contrario daquilo que aos espíritos se foi pedir.

Para que servem as amarrações de magia negra? 

baphomet2

Por vezes a pessoa amada é demasiado relutante, tem um coração demasiado hesitante, ou então é uma pessoa volúvel e encontra-se influenciada por outras pessoas, e por isso essa pessoa teima e persiste em não se entregar amorosamente do jeito desejado. Por vezes existem também intromissões de outras pessoas que bloqueiam um relacionamento, ou há desavenças que marcaram um amor.

Pois então:

A vida do corpo é a sua saúde, e a saúde da alma é o amor, e por isso conforme há remédios do corpo para curar os males do corpo, pois também há remédios do espírito para curar os males do amor e as moléstias do espirito.

Por isso: Conforme os médicos procuram remédios do corpo para curar as moléstias do corpo, pois também são Cipriano procurou os remédios do espírito apara ajudar nas moléstias do espírito, pois que ter saúde no corpo sem ter felicidade na alma e no coração, isso não é viver, mas é apenas um tormento!

E por isso eis que são Cipriano deixou o seu grande legado de saberes ocultos, onde ali se podem encontrar as magicas das amarrações de magia negra, que são as amarrações adequadas ás mais desesperadas situações amorosas.

Amarrações?

Amarrações amorosas?

Amarrações de magia negra?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para amante, amarrações para reconciliar casal, amarrações para impedir divorcio, amarrações para trazer o amor de volta, amarrações para trazer marido de volta, amarrações para trazer homem de volta, amarrações para trazer mulher de volta, amarrações para trazer esposa de volta, amarrações para casar, amarrações para apressar o casamento,  amarrações para dominar homem, amarrações para dominar marido, amarrações para dominar amante, amarrações para dominar mulher,

 

 

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

amarrações, amarrações do selo de Salomão

w0
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

amarrações, amarrações do selo de Salomão

amarrações, amarrações que funcionam, amarrações de magia negra, amarrações para trazer a pessoa de volta, amarrações para trazer o ex de volta, amarrações para amarrar marido, amarrações para amarrar mulher, amarrações para amarrar amante, amarrações para o amor, amarrações para casar, amarrações dominar homem, amarrações para dominar mulher, amarrações para dominar amante,

amarrações do selo de Salomão

w1

As amarrações são das bruxarias mais cobiçadas, pois – conforme bem se sabe – o amor é um dos mais poderosos aspetos da criação. Costuma-se por isso dizer que a morte e o amor são as coisas mais marcantes na vida de qualquer ser humano, e são por isso os aspetos mais profundos que a magia pode alcançar, ou seja: o contato com os mortos, e a manipulação do amor. Através do contato com os mortos o bruxo pode receber mensagens do mundo dos espíritos a contatar com o reino dos mortos na sua vidência; já através dos caminhos do amor o bruxo pode abrir ou trancar os caminhos da vida de uma pessoa neste mundo dos vivos, pois a coisa que mais determina os trilhos de uma vida humana não é uma profissão, nem um curso, nem o dinheiro, nem uma casa, nem um carro, nem o estatuto social, mas sim é o amor. O amor é capaz de elevar um homem a edificar um reino, mas o amor também é capaz de arruinar um reino ao arruinar um rei. A história da humanidade tem sido prova disso, e isso é prova bem comprovada que o amor e a morte são as mais poderosas forças do universo. Pela morte tudo acaba neste mundo e começa no mundo dos espíritos, e pelo amor tudo nasce neste mundo e tudo começa nesta vida. Por isso: os segredos da morte e do amor são os mais profundos segredos e mistérios da magia. E a mais poderosa magia para lidar em tais bruxaria é a magia negra.

Como são feitas as amarrações de Salomão

w9

As amarrações do selo de Salomão são celebradas em terra sagrada e consagrada, geralmente na parte traseira de uma igreja que tenha um jardim ou um relvado. As amarrações do selo de Salomão são celebradas ás 03:03:03 da madrugada, com pontualidade e sob o Luar de uma Lua Crescente, que é a lua que fará crescer e prosperar a bruxaria ali oficiada.

Nas amarrações do selo de Salomão, é usada uma rosa vermelha virgem, ou seja; uma rosa que foi plantada, tratada e cuidada com a exclusiva finalidade de ser empregue em bruxaria de magia negra. A Rosa foi por isso regada com água benta e a terra alimentada com sangue de oferendas de galo negro. Nas amarrações do selo de Salomão é também usado incenso de magia negra, um incensório de prata, a foto da pessoa que se deseja amarrar.

Nas amarrações do selo de Salomão, eis que – na terra das traseiras da Igreja e ás 03:03:03 da madrugada – deve-se traçar pentagrama com sangue fresco de oferenda animal de gado menor e negro acabado de oferendar. O pentagrama deve ser ladeado de símbolos de magia negra de Salomão, apelando a demónios e espíritos de trevas. Por isso mesmo estas amarrações são chamadas amarrações de Salomão, que foi um dos maiores bruxos de todos os tempos, assim como profundo conhecedor dos mistérios e formulas da magia negra, conhecimentos esses que se dizem ter-lhe sido transmitidos por um anjo caído. Dizem os mitos que o próprio Templo de Salomão – o primeiro templo sagrado de Jerusalém –  foi edificado com a ajuda de demónios, sendo que esses foram dominados e subjugados pelos conhecimentos de magia negra que esse anjo negro transmitiu a Salomão.

amarracao-obediencia

Nas amarrações do selo de Salomão, deve-se colocar no centro do pentagrama o incensório de prata, e de seguida fazer a mistura da defumação com incenso de magia negra a que se acrescenta uma fórmula de:

6 gotas de sangue de gado negro menor consagrado, ou seja: gado que foi antes abençoado com água benta,  e que é ali oferendado aos espíritos com uma faca de prata abençoada,

6 porções de raiz de mandrágora,

6 porções de enxofre, pois conforme o sal é repelente de demónios já o enxofre é magnético para o chamamento de demónios

6 gotas de perfume de rosas negras especialmente preparadas para actos de magia negra, ou seja: que foram plantadas em terra de cemitério e colhidas ás 3 da madrugada de uma lua cheia.

No final, deve-se colocar a foto da pessoa no incensório.

Nas amarrações do selo de Salomão, deve-se fazer arder tudo em holocausto, gerando uma poderosa defumação de apelo demoníaco ás forças das trevas e da magia negra.

Cuidai:

Neste momento sentir-se-ão alterações de temperatura sem motivo logico, ou escutar-se-ão sons inexplicáveis, ou ver-se-ão aparições e vultos, ou objetos mover-se-ão sem ninguém lhes mexer, e símbolos religiosos cristão presentes no local vão inverter-se e ficar virados do avesso. A boca do bruxo poderá sangrar, e  há casos em que o feiticeiro chegou a cuspir sangue com pregos, cabelos ou larvas.

Não deve por isso ninguém lidar nesta bruxaria senão um bruxo treinado, porque o desconhecedor e leigo poderá acabar possuído por demónios e ate sofrendo fatalidade.

No final das amarrações do selo de Salomão, todas as réstias da bruxaria deve ficar sepultadas na terra por detrás da Igreja, sempre 7 palmos abaixo de terra e sem que ninguém possa ver nem tocar nesse feitiço de magia negra.

Efeitos das amarrações dos selos de Salomão

espiritos

Estas são fortes amarrações de magia negra,  celebradas com recurso a saberes espirituais ocultos do tempo de Salomão, o grande Rei e grande Bruxo.

Por isso:

Nas amarrações do selo de Salomão, tal como naquele terreno traseiro da igreja foi a bruxaria sepultada 7 palmos abaixo da terra e num Luar de Lua Crescente, pois também a criatura amarrada será em espirito infestada de assombrações e espíritos na sua alma e no seu espirito!, e por isso:

Nas amarrações do selo de Salomão, demore o que demorar, e teime o que teimar, essa pessoa, ( 7 dias apos o trabalho estar feito), essa criatura embruxada pelas amarrações será todas as noites de lua crescente, ( lua crescente apos lua crescente, sempre crescendo a bruxaria e pelo tempo que for necessário), sempre em espirito e no seu espirito assombrada sem cessar, ate que essa pessoa vá ceder e se entregar ao mandante dos trabalhos de amarração dos selos de Salomão.

Por isso:

neste tipo de trabalhos de amarração, a alma da pessoa amarrada será em espirito fustigada e atormentada – lua crescente apos lua crescente, sempre crescendo a bruxaria e pelo tempo que for necessário – por assombrações de espíritos defuntos e espíritos já partidos deste mundo!,

E por isso:

A pessoa – embruxada por tais amarrações –  bem que pode andar pela rua com um sorriso na cara, que porem a sua alma e o seu espirito estarão sempre – todas as luas crescentes que vierem, e pelo tempo que for necessário – sendo fustigados e assombrados por assombrações, por aparições e espíritos, e assim sendo:

Nas amarrações do selo de Salomão, as aparições, as assombrações e os espíritos persistirão fustigando e assombrando no espirito dessa criatura – sempre que ela vai dormir numa lua crescente – ate que essa pessoa vá ceder, e se vá entregar a quem lhe mandou amarrar amorosamente.

Note:

Tudo isto passar-se-á inconscientemente na pessoa amarrada por tais amarrações, pois que não se deseja nunca que ela – ou pessoas á sua volta – vá desconfiar de que foi alvo de bruxarias de amarrações, mas antes pretende-se que ela pense que voltou ao mandante da amarração de forma perfeitamente natural, embora na verdade ela apenas vá voltar porque foi em espirito – e no seu espirito – forçada a isso.

Por isso:

Em tais amarrações, os espíritos agirão sempre de forma inconsciente, invisível e discreta na criatura amarrada, para que ela – indo consultar videntes – não possa ficar a saber que foi vítima de amarrações, nem possam as pessoas que rodeiam a criatura amarrada jamais desconfiar que ela foi alvo de bruxarias de amarrações, pois tudo deve parecer normal, e jamais levantar suspeitas.

Por isso:

Tais amarrações são invisíveis e indetetáveis!, e por isso mesmo eles agem durante a noite, ( todas as noites de luas crescentes, sempre sem cessar, e pelo tempo que for necessário), enquanto a criatura amarrada está no seu leito e rodeada do escuridão lá no seu quarto da sua casa, ali assombrando e trabalhando no seu espirito com terríveis aparições e assombrações, e assim ocorrendo perpetuamente todas as luas crescentes, ( pelo tempo que for necessário), ate que essa criatura se canse de tanto tormento, e se vá entregar a quem lhe mandou amarrar.

Amarrações?

Amarrações amorosas?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações que funcionam, amarrações de magia negra, amarrações para trazer a pessoa de volta, amarrações para trazer o ex de volta, amarrações para amarrar marido, amarrações para amarrar mulher, amarrações para amarrar amante, amarrações para o amor, amarrações para casar, amarrações dominar homem, amarrações para dominar mulher, amarrações para dominar amante,

 

 

 

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Igreja e mosteiro Interconfessional

ulc-logo
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Igreja e mosteiro Interconfessional

 

Sobre a Igreja Interconfessional e a congregação dos Santos

ulc-logo

A Igreja Interconfessional foi fundada no seculo passado, e encontra-se legalmente institucionalizada nos Estados Unidos, (em Washington e Califórnia), tendo também congregações em Inglaterra, Canadá e Austrália. A Igreja Interconfessional tem presentemente mais de 20 milhões de fiéis e seguidores em todo o mundo, levando aos quatro continentes missionários e sacerdotes ordenados na sua missão de espalhar a obra da fé.

Nos Estados Unidos somos uma igreja legalizada e juridicamente reconhecida, estando todos os nossos sacerdotes e ministros de culto habilitados para oficiar – com força de lei – todos os sacramentos de batismo, de casamento, de ritos funerários, e demais actos sacramentais, legais e oficiais.

Em Portugal – ao abrigo do art. 8º e demais da Lei n.º 16/2001, de 22 de Junho, (lei de liberdade religiosa), assim como do disposto no art 45º e 46º do CC – professamos a nossa fé, e exercemos o nosso culto e demais ofícios religiosos.

Em Portugal constituímos a congregação dos santos, ( á qual pertence o Altar de são Cipriano), sendo que a congregação é uma associação de natureza religiosa e informal – sem personalidade jurídica – de pessoas que unindo-se em torno da fé e princípios religiosos comuns, decidiram em comum praticar a sua fé e exercer o oficio de voluntários e missionários desta nossa crença comum na Igreja Interconfessional. Os sacerdotes da congregação dos santos são por isso sacerdotes ordenados pela Igreja e Mosteiro Interconfessional, e a nossa congregação religiosa online possui mais de 1.000 fieis e seguidores.

Sobre a Igreja Interconfessional e a tolerância religiosa

A Igreja Interconfessional tem o seu pilar doutrinário fundamental na tolerância, convivência e diálogo religioso.

Assim o professamos pois já nas Sagradas Escrituras, assim se pode ler na Evangelho de Marcos:

João disse a Jesus:

«Mestre, vimos um homem que expulsa demónios em teu nome. Mas nós proibimos-lhe, porque ele não nos segue.

Jesus disse:

«Não lho proibais, pois ninguém vai fazer um milagre em meu nome, e depois vai dizer mal de Mim. Quem não está contra nós, está a nosso favor. Eu vos garanto: quem vos der um copo de água porque sois de Cristo, não ficará sem receber a sua recompensa.»

Evangelho de Marcos 9,38-40

Assim sendo, eis que desta sabedoria de Cristo retiramos o seguinte ensinamento:

ulc-church1

Assim quis Jesus dizer: «se alguém faz o trabalho Cristo então aceitai-o, mesmo que ele seja de outra Igreja, pois ninguém que está a fazer o trabalho de Cristo está a fazer coisa diferente de Cristo, e por isso esse é de Cristo»

Da mesma forma, também cremos:

Se alguém faz o trabalho do espírito e da fé para aliviar e auxiliar ao seu semelhante, então aceitai-o mesmo que ele seja de outra igreja diferente, pois que ninguém que está a fazer o bom trabalho da fé por bem é coisa diferente do que é bom, e por isso esse também é bom homem de fé»

Assim sendo:

É neste princípio basilar que fundamentamos a nossa crença, ou seja:

na paz entre todas as fés, na tolerância em todas as fés, na aceitação fraterna de todas as fés, desde que sejam por bem e para o bem do Homem e da natureza, que são as grandes obras de Deus.

Por isso mesmo somos uma igreja interconfessional em que aceitamos pessoas de todas as fés, desde o católico-romano, ao batista, ao adventista, ao protestante, ao luterano, ou calvinista, ao judeu, ao budista, ao xintoísta, ao Wicca, ao hinduísta, pois que assim cremos: somos todos filhos do mesmo Deus, e filhos do mesmo Universo.

Por isso, o nosso lema é: «fazei o que vos fizer felizes, desde que a ninguém prejudiqueis, e na obra da fé edifiqueis

Quem assim partilha desta noção espiritual, encontrou no mosteiro interconfessional um espaço de fé e liberdade religiosa.

Paz e Luz.

 

Sobre a ordenação sacerdotal no mosteiro interconfessional

ulc-logo3

O sacramento de ordenação sacerdotal é um dos sete sacramentos sagrados da fé cristã, tal como o sacramento do batismo, da eucaristia, do matrimónio, etc. Porem, na Igreja interconfessional temos doutrina sobre o sacramento sacerdotal que diverge nos cânones ortodoxos da Catolicismo Romano.

Na igreja interconfessional, a noção de ordenação sacerdotal traduz-se na seguinte premissa:

Não acreditamos que a ordenação sacerdotal seja feita de um homem sobre outro homem, mas sim acreditamos que quem ordena o homem sacerdote é Deus, e apenas Deus.

Ou seja:

cremos que o sacerdócio é uma vocação e um chamamento que se faz sentir no coração e na alma de todo daquele que é por Deus chamado a servir a Deus e ao espírito, e que no seu espirito sentiu esse chamamento espiritual.

Por isso:

não cremos que para ser sacerdote seja necessário frequentar seminários católico-privados pagos a peso de ouro, pois que o sacramento do sacerdócio é como todo o sacramento de Deus, isto é:

é um sacramento do espírito que espontaneamente vem do espirito a quem o espirito escolhe, e o espirito não escolhe conforme diplomas nem seminários, mas sim o espirito age e move-se sempre conforme os seus mistérios, porque o espirito é sempre misterioso e insondável.

Não acreditamos por isso que seja necessário pagar 100 ou 150 mil euros um seminário, para que depois – a troco de dinheiro –  um bispo algures assine um papel a declarar que alguém é sacerdote de Deus. Ao contrário, cremos que o sacerdócio é um chamamento que vem de Deus, e como todos os dons e chamamentos de Deus, esses são prodígios do espírito sentidos na alma, e gratuitos.

Pois por isso:

Não foi necessário um Bispo nem rios de dinheiro para Moisés subir á montanha sagrada de Sinai quando sentiu o chamamento de Deus no seu coração, e ali ter tido a visão de um espírito de Deus falar-lhe. Foi um acto pessoal e de fé entre Moisés e Deus, foi uma visão mística e um acto de encontro espiritual com uma realidade espiritual.

Da mesma forma: não foi necessária autorização de um Bispo nem licenciaturas de milhares de euros lecionadas num seminário para que Nossa Senhora chamasse três humildes pastorinhos a presenciarem a sua celestial manifestação em Fátima. Ao contrário, tratou-se de uma visão a que os humildes pastorinhos foram chamados a receber e testemunhar nos seus corações e através da íntima fonte que era a sua fé, ou seja: ensina o milagre da visão dos pastorinhos, que a manifestação do divino é fruto de um chamamento místico intimo e pessoal, que se manifesta no coração de todo aquele em quem o espirito se quiser manifestar. Trata-se por isso – e sempre – de um fenómeno íntimo, pessoal e espiritual de relacionamento do divino com o homem, e não fruto de «papeis passados e carimbados», nem de dinheiro. Não cremos por isso que sacerdote seja aquele que pagou para ter um colarinho sacerdotal e um diploma, mas sim é aquele que em espirito é investido no seu espirito pelo chamamento do Divino para testemunhar ao Divino.

Por isso:

respeitamos inteiramente quem tem doutrina diferente desta, porem a nossa doutrina firma-se neste princípio basilar:

é sacerdote de Deus todo aquele que em espírito sentiu no seu espírito o chamamento do espirito. Daí em diante, está o homem – ou a mulher – ordenado na sua missão sacerdotal, e daí em diante que se deixe – esse homem ou mulher – guiar pelos caminhos do espirito, procurando que os seus mistérios se materializem na obra que forem edificando, e nos caminhos que forem trilhando.

Sobre os processos de ordenação:

ulc-hostia

Há quem se oponha á Igreja Interconfessional argumentando que se praticam ordenações sacerdotais feitas online, tentando assim desvalorizar o acto sacramental do mosteiro. Pois bem, eis que isso respondemos:

as mais reputadas universidades do mundo – como Cambridge, Oxford, etc – já prestam formações académicas online, e o próprio Vaticano também já o faz, assim como diversas universidades católicas. Por isso: se uma coisa é boa para uns, também deve ser boa para outros, e se o Vaticano não se opõem ás formações online nas suas próprias instituições, ( e ate o Papa já tem Facebook e Twitter, assim como  inúmeros padres usam as ferramentas da internet para trabalharem no seu oficio ), pois também dever-se-ia conservar o mesmo peso e a mesma medida para as demais instituições religiosas.

Mais dizemos: os tempos evoluem, as sociedades evoluem, a história prossegue a sua marcha incessante ao longo dos seculos, e se Deus deu ao homem a faculdade de evoluir é porque o próprio Deus se manifesta na Historia do homem ao longo dos tempos, e lhe pede que evolua conforme os seus desígnios. Por isso: se Deus deu o fogo ao homem, foi para que o homem evoluísse do seu estado primitivo para um estado civilizado. O fogo permitiu moldar metais e fazer utensílios para a agricultura e a caça, permitiu ferver a água e melhorar a saúde humana, permitiu aquecer lares e desenvolver sociedades á volta da fogueira, permitiu afastar e proteger contra predadores, permitiu as próprias migrações que levaram o ser humano a espalhar-se pelos quatro cantos do mundo, enfim: o homem usando da ferramenta que Deus lhe deu evolui até aos dias de hoje, e desde então que tem cumprido os planos de desígnios de Deus. Ora: se Deus nos deu neste seculo a ferramenta da internet – conforme deu o fogo aos povos primitivos, e deu os papiros e a escrita aos povos da antiguidade, e deu a imprensa da escrita ao homem do sec XV – pois assim Ele o fez para que usemos dessas ferramentas e com elas evoluíssemos. Quem por isso – e com tanto preconceito – se opõem ao uso das novas tecnologias nas coisas de Deus, então é porque desconhece que é de Deus que provem toda a ferramenta que permite ao homem evoluir nos seus Planos, e nesse caso deveria estar ainda a viver nas cavernas.

Por último: não é o escopo nem o martelo que trabalham o mármore que validam a beleza da arte de uma estatua, mas sim é a mão que empunha o martelo e a inspiração do escultor que cria a estatua.

Pois da mesma forma:

não é o instrumento nem a ferramenta que se usa para se ser sacerdote que valida um sacerdócio, mas sim é a fonte desse sacerdócio, e que é o apelo e a vocação que Deus faz vibrar no coração daquele a quem chamou para os caminhos do espírito.

Quem assim partilha desta noção espiritual, encontrou no mosteiro interconfessional um espaço de fé e liberdade religiosa.

Paz e Luz.

 

Sobre o casamento de sacerdotes no mosteiro interconfessional

ulc-igreja

Quanto ao casamento de sacerdotes, eis um tema que tem sido motivo de centenas e centenas de dissertações e teses teológicas.

Relativamente a este assunto, na igreja Interconfessional não encontramos qualquer oposição que seja observável á luz da leitura da Palavra de Deus. Muito ao contrario, nas escrituras assim está dito:

Se alguém não sabe dirigir bem a sua própria casa, então como poderá dirigir bem a igreja de Deus?

1 Timóteo 3,5

Pois então:

É esta a logica que as epistolas demarcam para aquele que , ( enquanto sacerdote), se propõem governar a casa de Deus – a igreja – ao afirmar que alguém que não sabe governar uma casa, uma família e os seus próprios filhos, então como saberá governar a casa de Deus, a família de Deus , e os filhos de Deus ?

Por isso, eis que nas epistolas também se pode ler:

Cada homem tenha a sua esposa, e a cada mulher o seu marido

1 Coríntios 7,2

Pois assim se sabe: é mandamento e condição natural da humanidade que cada homem tenha a sua mulher – e cada mulher o seu homem – e e isso assim foi inscrito nos Mandamentos do Senhor.

Observe-se: Abraão serviu ao Senhor e tinha a sua mulher e filho; Jacob – ou Israel – serviu a Deus e tinha a sua mulher e 12 filhos; Moisés serviu a Deus e tinha a sua mulher e filhos; Pois então: todos estes foram os mais elevados santos e servos de Deus que edificaram a obra do Senhor, e todos eles consumaram matrimonio e constituíram família, e porem todos eles foram santos nas suas missões espirituais, e em nada o matrimonio se opôs ao seu caminho espiritual.

Por último:

São Paulo na sua primeira epistola assim disse:

Cada um continue a viver na condição em que o Senhor o colocou, tal como vivia quando foi chamado. È o que ordeno em todas as igrejas.(…) cada um permaneça diante de Deus na condição em que se encontrava quando foi chamado

1 Coríntios 7,17-24

Pois então:

Na primeira pistola de são Paulo, assim o santo ordena a toda a igreja: se Deus colocou alguém na condição de casado quando o chamou ao sacerdócio, então que esse permaneça casado, pois que é essa a instrução da Palavra da Escritura, e ela é clara.

Mais assim disse são Paulo sobre o assunto do matrimonio dos sacerdotes:

Faça como quiser. Não peca; (…) Portanto, quem se casa (…) faz bem; e quem não se casa, procede melhor ainda

1 Coríntios 7,36.38

Pois assim sendo:

São Paulo nunca disse que o sacerdote não se casaria, o que são Paulo afirmou – que é coisa bem diferente – foi que «quem casa faz bem, e quem não se casa faz melhor ainda», pois que são Paulo não exigia celibato aos sacerdotes, embora preferisse essa condição para si mesmo.

E por isso:

São Paulo na sua Epistola deixa o assunto entregue á esfera intima da escolha pessoal e da consciência de cada sacerdote.

Em resumo:

Respeitamos todas as doutrinas, e porem na nossa doutrina professamos estes princípios, advogando que não se encontra na Palavra de Deus qualquer impedimento expresso ou Mandamento proibitivo do matrimonio de sacerdotes.

Por isso:

Quem assim partilha desta noção espiritual, encontrou no mosteiro interconfessional um espaço de fé e liberdade religiosa.

Paz e Luz.

ulc-logo2-2

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Santeria, espiritismo, bruxaria

altar sao cipriano
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Santeria – espiritismo e bruxaria 

santeria, bruxaria, bruxos, bruxas, feitiçaria, feitiços, feiticeiros, feiticeiras, amarrações, espíritos, espiritismo, bruxaria africana, bruxaria vodu, vodu,

vodu-3

A Santeria, é uma religião, na qual se professa o chamado «caminho dos santos», ou o «caminho dos espíritos», significando-se isso que se professa a crença nos espíritos, no mundo dos espíritos, no mundo sobrenatural, na bruxaria, nas aparições, nas assombrações, e nas entidades do mundo dos mortos.

Na Santeria, estas práticas espirituais – de bruxaria, de espiritismo e de feitiçaria – misturam-se em simultâneo com a crença Cristã nos Santos, sendo que na Santeria os santos representam espíritos a quem se pode apelar através da bruxaria e feitiçaria para neste mundo alcançar os mais diversos fins mágicos.

Os sacerdotes de Santeria , ( o o «caminho dos santos»), são os chamados «santeiros», ( quando sendo eles os «sacerdotes» masculinos desta religião), e «santeiras», ( quando sendo elas as sacerdotisas femininas desta religião), da mesma forma que na Umbanda ou Kimbanda de chamam «Pais de Santo» ou «Mães de Santo», e no catolicismo se chamam «padres». Há porem muitos padres – assim como sacerdotes de outras confissões cristãs – que praticando a sua crença ortodoxa normal, porem também se dedicam ás artes populares da crença e devotação aos santos.

w1

As doutrinas espirituais da santeria desenvolveram-se a partir da simbiose entre o cristianismo e as crenças religiosas de origem africana, havendo-se esta doutrina religiosa fundado em países como Brasil, Cuba,  Panamá, Porto Rico, Republica Dominicana, Venezuela, Argentina, México e tendo-se propagado ate mesmo nos Estados Unidos da América, Espanha e França. Nos Estados Unidos, ( New Orleans –  Louisiana, ) o culto de Santeria – juntamente ao culto Vodu – é mítico e amplamente reconhecido como uma religião legalizada.

As origens da Santeria residem num processo de sincretismo entre as religiões de origem africana, ( religiões onde a crença em espíritos ancestrais se encontra profundamente presente), e o cristianismo que foi levado aos povos africanos através dos movimentos de colonização das potencias europeias entre os sec. XV e XVII, nomeadamente os reinos inglês, francês, português e espanhol, que maioritariamente dominavam o espectro do cenário colonial a nível mundial.

sigilos1

Assim, confrontados com as evangelizações obrigatórias que os padres missionários impunham aos escravos, os povos colonizados passaram a adorar certos santos cujas características mais se assemelhavam com os seus espíritos ancestrais, e assim nasceu todo o processo de sincretismo religioso através do qual os missionários julgavam observar com sucesso a implantação da fé cristã nos povos recentemente evangelizados, ao mesmo tempo que os escravizados descobriam uma forma de conseguir , em segredo, manter e praticar as suas próprias crenças religiosas. Com o passar do tempo,  os povos colonizados começaram efectivamente a assimilar com grande profundidade as crenças cristas, ao passo que perpetuando as suas praticas espirituais ancestrais, o que conduziu ao nascimento de uma nova corrente religiosa de natureza cristã, a que se denominou «o caminho dos santos».

Actualmente, no ocidente europeu – Espanha, Portugal, França, Itália, etc –  as crenças religiosas da santeria  já se  implantaram e são praticadas com grande veneração.

Santeria e magia negra

w4

A Santeria é uma bruxaria de grande alcance e eficácia quando se trata de lidar com a magia negra. Através da magia negra dos bruxos de Santeria é possível invocar espíritos, conjurar demónios, apelar a aparições e assombrações, assim como entrar em contato com o mundo dos mortos, fazendo as almas intervirem no mundo dos vivos em todo o tipo de demandas.

Por isso mesmo a Santeria é sempre praticada em terrenos de cemitério, ou em encruzilhadas assombradas, ou em altares onde são cultuadas entidades ligadas ao mundo dos espíritos e dos mortos. Também há diversos rituais de santeria celebrados em solos sagrados de Igrejas e mosteiros, como forma de apelar á intervenção dos santos nas mais diversas demandas.

Santeria e o diabo

amarracao-cartas-tarot-666

Dizem as mais antigas lendas que a Santeria está profundamente ligada a pactos com o diabo e com todo o tipo de demónios, através dos quais se conseguem vencer em causas consideradas impossíveis, seja no amor, seja na fortuna, seja na saúde, seja na fertilidade.

Dizem que o Diabo adora religiões profanas que contradizem as crenças do catolicismo romano, e dizem que os demónios respondem particularmente bem a apelos provindos de cultos espirituais fora da Igreja de Roma, ou  que não são oficialmente reconhecidos pelo Vaticano. Ora: a santeria ocidental é uma pratica profana da religiosidade católica, chamada de «Dúlia» ou «crença popular nos santos», na qual se pratica a devoção católica aos santos misturada com formulas magicas, feitiçaria e bruxaria. Por isso mesmo a Igreja católica sempre teve uma relação muito complicada com a o chamado «caminho dos santos», chegando mesmo a condena-lo nos tempos da Idade Media.

Por isso mesmo a bruxaria praticada nas religiões espíritas , (como o sistema de crenças do culto aos santos),  são particularmente agradáveis ao reino das entidades da magia negra, a quem a necromancia o contato com espíritos de mortos abre portas ao oculto.

Por isso: a quem procura efeitos e resultados até nos casos mais difíceis e impossíveis, então o reino da feitiçaria abre portas através destas ocultas artes desta bruxaria de Vodu e Santeria.

Por isso mesmo na Santeria são praticadas bruxarias com profundos e espantosos resultados, assim como são cultuadas imagens sagradas de entidades demoníacas que foram consagradas á magia negra, de forma a servirem como meio de canalização através do qual tais entidades migram ao nosso mundo dos vivos para aceitar as demandas que lhe são encomendadas numa bruxaria.

Bruxaria, amarrações,

 

Santeria e bruxaria 

vodu-5

A Santeria – ou o «caminho dos santos» – é uma religião profundamente ligada á crença no mundo sobrenatural, e no mundo dos mortos e dos espíritos.

Na Santeria acredita-se na magia, na bruxaria, na feitiçaria.

Na Santeria,  acredita-se também no oculto, nos espíritos e no espiritismo.

Nos rituais de Santeria, é comum usarem-se elementos e rituais semelhantes á bruxaria Vodu, pois que esses são elementos comuns ao universo da bruxaria de origem católico-africana.

Por exemplo: na Santeria usa-se também de pó Vodu.

invocacao-espiritos2

o pó vodu é preparado usando-se dos seguintes ingredientes:

Pó Vodu de cinzas de um rito funerário, para ser motivo de invocação de espíritos de mortos e assombrações a este mundo

Pó Vodu de ossos de oferenda de ave negra já antes oferendada em ritual vodu

Pó Vodu de sangue coagulado de oferenda de coração de gado negro já antes prestado á oferenda de ritual vodu

Pó Vodu de ervas ocultas e raízes místicas colhidas em luar de lua cheia, ás 3 da madrugada, e com um facalhão abençoado

Pò Vodu de Giz abençoado, que é abençoado conforme formula mística oculta de forma a constituir um irresistível chamamento de espíritos

Pó Vodu da cabeça e das escamas de serpente negra, pois que foi a serpente que levou Eva á tentação e pela serpente a bruxaria entrou no mundo, e é pela serpente que se leva o homem á tentação e se faz a bruxaria neste mundo através das aparições do mundo dos mortos.

Pó Vodu de Mandrágora.

Neste pó Vodu é adicionada dose secreta de enxofre, que é chamamento dos espíritos do mundo dos mortos, pois conforme o sal afasta os espíritos, porem o enxofre os atrai.

Sobre o pó Vodu são feitas 6 libações de vinho sagrado de Eucaristia,  6 oblações de hóstias sagradas e consagradas previamente migadas,  6 unçoes de óleo de batismo.

No final esta mistura é consagrada em cemitério, e depois a mistura deve repousar por 6 noites numa campa funerária de defunto recente de 13 noites, e sob o luar adequado.

Chamam a este pó Vodu o «sangue do Diabo», pois que com ele se podem fazer fortes rituais de chamamento de espíritos, assim como infligir terríveis maldiçoes ás vitimas que se deseja arruinar, e também celebrar fortes feitiços de amarrações a qualquer criatura que se deseje.

Por isso mesmo é que a palavra para o «pó Vodu» em Africano deriva de uma ancestral palavra originaria do Congo, e que significa «que pode trazer a morte ou ligar ao mundo dos mortos», ou seja: é algo para ser lidado com extremo cuidado, e apenas por bruxos preparados para lidar nesta fórmula de pó Vodu.

Como funciona a bruxaria de Santeria no caminho dos santos

sigilos3

A bruxaria de Santeria e bruxaria  pode ser usada para diversas finalidades.

Muitas vezes o conceito de bruxaria é comparado à imposição do mal, ou seja: ao uso de demonios e forças das trevas para interromper o fluxo de energia espiritual positiva que flui pelos nossos caminhos de vida conforme o sangue flui pelas veias de um corpo, e assim estagnar a vida de uma pessoa.

Porem: a bruxaria tanto pode ser usada para essa finalidade, como pode também ser usada para expurgar empecilhos e obstáculos ao fluir das energias de vida de uma pessoa, assim limpando-a de uma morbidez e obstrução espiritual, e assim libertando e desbloqueando os trilhos de vida dessa pessoa para que ela se veja livre de uma moléstia existencial e atinja o pleno sucesso.

Por outro lado – a nível amoroso – a bruxaria pode cruzar e descruzar os caminhos de vida de duas pessoas através da união ou desunião dos fluxos de energia espiritual que regem os trilhos de vida dessas pessoas, assim causando a fusão de dois caminhos, ( as chamadas amarrações), ou provocando a desconexão de dois percursos de vida, ( as chamadas bruxarias para separar casais).

lua-cheia2

Em resumo: Conforme o sangue flui pelas veias do corpo rumo a um orgão, e conforme a seiva flui na arvore com rumo a uma finalidade, e conforme as águas dos oceanos se movem pelo mundo impulsionadas pelo magnetismo da Lua, pois também os rumos de vida de cada pessoa fluem nesta existência como um barco impulsionado pelo fluir das marés das energias do universo. Pois usando-se destes processos místicos e apelando a forças espirituais, é possível manipular os fluxos de energias espirituais que fluem pelos trilhos de vida de cada pessoa, conduzindo esses caminhos de vida rumo aos mais diversos destinos.

.

Sobre as duas missões do bruxo de Santeria no caminho dos santos

amarracoes666

Os santos são espíritos antigos e ancestrais, são energias poderosas, são vibrações místicas que habitam no cosmos em plano puro e metafisico. Se assim o desejarem os santos podem também habitar em recetáculos que lhes são agradáveis, tais como certos lares, ou certos templos ou altares, certas imagens, ou certas manifestações da natureza, ( o vento, as montanhas, o sol, os oceanos, os rios, as lagoas, a lua, as arvores, as plantas, o céu, os corpos celestes e constelações, etc), ou certos aspetos da natureza como determinados animais, rochas e plantas. Exemplo disso é a apariçao de Nossa Senhora de Fátima, que se manifestou no Sol, ( fazendo-o mover-se milagrosamente), e pairando sobre uma árvore. Os santos podem  ate mesmo habitar em certos objetos que tinham especial significado para o santo em questão enquanto era vivo. Da mesma forma, as réstias mortais de um santo ou objetos presentes no momento da sua morte irradiam uma poderosa aura mistica.

Todo o bruxo de Santeria deve trabalhar e homenagear os seus santos de devoçao, e porem deve também homenagear essencialmente o seu Guia Espiritual, ou seja: o seu morto de família, que é o guia e mensageiro entre o bruxo e os santos, assim como entre o bruxo e os espíritos dos mortos.  È respeitando este plano de crença e sabedorias ancestrais que o bruxo de santeria realiza as suas duas missões, ou seja:

1- O bruxo santeiro contata com os espíritos na sua missão de vidência, através da qual – enquanto mensageiro do mundo dos mortos para com o mundo dos vivos – recebe visões, sinais, pressentimentos, augúrios, sensações e mensagens dos espíritos, mensagens essas dirigidas a quem procura aos espíritos, para dos espíritos receber orientação espiritual

2- o bruxo santeiro empreende nas suas artes ocultas de bruxaria, invocando aos espíritos para migrarem do mundo dos mortos ao mundo dos vivos para edificar nas demandas que lhes são encomendadas. Lidando com aparições e assombrações, eis que o bruxo de Santeria cumpre a sua missão de bruxaria para os fins que se lhe procuram.

Crenças da Santeria e da bruxaria no caminho dos santos

amarracao1

Na Santeria acredita-se nos espíritos e no espiritismo, ou seja:

acredita-se no mundo dos mortos, nos espíritos dos defuntos, nas assombrações, nas aparições.

Na Santeria acredita-se também nas energias e nos espíritos da natureza que habitam em todas as coisas da terra, seja no mar ou na montanha, seja no rio ou na serpente, seja no céu ou no lobo, seja na erva ou na ave, seja na rocha ou chuva, seja na areia ou no vento, seja na peixe ou na arvore, seja no sol ou no mar, seja na lua ou nos astros. Nessas energias podem residir as essências dos maiores demonios de profundas trevas, assim como os mais favoráveis espíritos protetores, e a bruxaria da Santeria lida com todas essas energias e entidades.

Na Santeria são também usadas técnicas místicas ancestrais de origem que se perde nos tempos, tais como:

a oferenda de animais negros – galos, bodes, cordeiros, bois – e aspersões de sangue desses sacrifícios são derramadas em solo de cemitério ou locais assombrados para atrair os espíritos dos mortos e assombrações a virem a este mundo e a intervirem através da magia negra que é lançada a alguém que se deseje embruxar

magia de sangue4

Na Santeria acredita-se também em objectos ocultos feitos por artesãos feiticeiros e impregnados de magia negra , que podem ser usados tanto para fins positivos,( como exorcismos de maus espíritos, curas de doenças do corpo, curas de enfermidades espirituais), como também podem ser usados para fins negativos, (vinganças, separação de casais, causar má sorte a um amor ou a um lar, impor ciúmes e discórdias, prejudicar a saúde de alguém, trancar os caminhos da vida e a felicidade de alguém, etc)… Exemplos disso são os bonecos Vodu e os Joujou da bruxaria, usados em magia negra.

.

simpatias-amor

Na Santeria acredita-se também nas propriedades ocultas e místicas da natureza e que sao traduzidos em conhecimentos de devoção mistica popular com milenios. Por isso, os feiticeiros de Santeria são profundos conhecedores dos mistérios e segredos da natureza, conhecendo assim as propriedades magicas e vibrações espirituais das ervas, raízes, pedras, rochas, elementos naturais e locais da natureza que são propícios á invocação de espíritos e energias espirituais, sejam eles espíritos de defuntos, ou espíritos de antepassados, ou espíritos da natureza. Com esses conhecimentos produzem-se «mezinhas» misticas feitas conforme formulas populares centenárias e cuja a origem se perde na origem primordial dos tempos.

A Santeria – ou o culto mistico aos santos e espiritos – tem-se espalhado pelos quatro cantos do mundo, pois que os seus resultados e efeitos na vida das pessoas traduz-se em resultados altamente satisfatórios e concretos.

Bruxarias de Santeria 

oferendas

Na bruxaria da Santeria, os feitiços de magia negra podem ser lançados para as seguintes finalidades:

Para amarrações

Para a fertilidade da mulher, assim como ajudar no parto

Para proteger um lar e abençoar uma família

Para cortar maldições

Para evitar ser mordido por animais selvagens

Para dividir dois amantes

Para fazer demónios obedecer e dominar assombrações e aparições

Para alterar as condições climatéricas adversas provindas de bruxarias

Para ajudar nas colheitas, proteger o gado, ou favorecer negócios,

Para curar uma doença com origem numa possessão espiritual maligna

Para reconciliar dois amigos

Para você receber de um espirito guia uma visão ou sonho profético que responda uma duvida que o atormenta

Para pacificar pessoas malignas que fazem mal a outras

vodu-separar-casal

Procura amarrações fortes?

Procura bruxaria de verdade?

Procura bruxos e feiticeiros de magia negra?

Bruxaria de santeria, bruxaria de magia negra, feitiçaria, espiritismo,

Escreva-nos!

Santeria, bruxaria, bruxos, bruxas, feitiçaria, feitiços, feiticeiros, feiticeiras, amarrações, espíritos, espiritismo, bruxaria africana, bruxaria vodu, vodu,

Santeria – bruxaria, Altar são Cipriano e bruxa Èvora ©

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Wicca, religião Wicca, bruxaria

w14
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

 

Wicca, religião Wicca, bruxaria

wicca, religião wicca, magia wicca, bruxaria wicca, bruxas wicca, bruxos wicca, feitiçaria wicca, feitiços wicca, segredos wicca, filosofia wicca, amarrações wicca,

Wicca – a velha e ancestral religião

w11

Wicca é uma religião neopagã influenciada por crenças pré-cristãs e práticas da Europa ocidental que afirma a existência do poder sobrenatural (como a magia) e os princípios físicos e espirituais masculinos e femininos que interagem na natureza, e que celebra os ciclos da vida e os festivais sazonais.

Os Wiccans consideram-se como uma religião da Natureza. Os seus rituais baseiam-se nas quatro estações; os seus símbolos baseiam-se na ligação da vida humana à Natureza.

A religião Wicca no espectro religioso contemporâneo, encontra um solido paralelo com a religião Xintoísta, ou a religião tradicional e ancestral do Japão.

Xintoísmo é o nome dado à religião tradicional do Japão.

Na verdade Xinto significa «caminho dos deuses» ou «caminho dos espíritos», e é uma religião que remonta é pré-história japonesa – tal como a Wicca remonta á pré-história europeia – sendo que acabou alterando-se conforme imensos sincretismos e adaptações por força o aparecimento de outras grandes religiões como o budismo, sendo que nesse caso em concreto também o budismo acabou por se adaptar á religião nativa do japão por forma a assimila-la.

w15

As crenças e praticas religiosas e espirituais do xintoísmo – tal como na Wicca – centram-se no culto á natureza, no culto aos ancestrais, no culto aos espíritos e no politeísmo.

As práticas religiosas do xintoísmo – tal como na Wicca – estão profundamente relacionadas com os ciclos da natureza, com festivais sazonais que estão associados ás estações do ano e a eventos como os das colheitas.

No xintoísmo – tal como na Wicca – veneram-se os deuses, que são consideramos como energias ou essências espirituais que existem na natureza, e que se podem manifestar de diversas formas, seja num humano, seja num animal, seja num vegetal, ou seja em determinados lugares da natureza.

O xintoísmo possui por isso uma forte componente tão politeísta como animista, pois que – tal como na Wicca – se crê que as essências ou energias espirituais da natureza se podem materializar em objetos, ou no vento, ou nos relâmpagos, ou na chuva, ou numa montanha, ou num rio, etc

Tal como na Wicca, e ao contrário das religiosas monoteístas, o xintoísmo não exige daqueles que o professam que sejam crentes ou praticantes, deixando para cada um a liberdade de exercer em liberdade a sua própria prática espiritual conforme quer, quando quiser e nos termos da sua necessidade espiritual.

Assim sendo:

Existem fortes laços comparativos entre estas duas religiões, pois que também a Wicca é politeísta, também a Wicca professa crença nos ancestrais e nos espíritos, também a Wicca crê na natureza e nas forças e essências da natureza.

Pois assim sendo:

O xintoísmo – tal como a Wicca – foi uma das poucas religiões verdadeiramente ancestrais que sobreviveu desde os tempos da pré-história ate aos dias de hoje.

Wicca – a ancestral religião pré-cristã

w19

A Wicca é uma religião, uma religião muito mais antiga que o cristianismo. A religião Wicca já existia na europa pré-cristã por toda a europa, desde os países nórdicos, aos povos celtas, e aos territórios do sul da europa tais como: Portugal, Espanha, Itália, Grécia, Malta, Chipre. Porem: com o avanço da religião cristã e o processo de cristianização da europa, a religião Wicca foi fortemente reprimida. Os seus praticantes foram vastamente eliminados por métodos de tortura e execuções publicas, e por consequência aqueles que queriam sobreviver tiveram de renunciar publicamente á velha religião e professar-se cristãos, passando a praticar as suas crenças de forma clandestina e com o maior dos secretismos. A religião Wicca foi diabolizada, significando isso que qualquer especto da religião Wicca era logo convertido pelos inquisidores numa coisa do demónio e do diabo. Com isso iniciou-se uma perseguição sem tréguas á religião Wicca , do qual o maior exemplo foi a caça e a morte das bruxas pela inquisição, e que correspondeu a um genocídio em massa levado a cabo ao longo de quase 5 seculos.

O símbolo Wicca

w0

tal como o símbolo do cristianismo é a cruz de cristo, o símbolo da religião Wicca é o pentagrama ou a estrela de 5 pontas centrada num circulo. Ao contrário do que é comummente divulgado, o pentagrama não tem nada que ver com o diabo, da mesma forma que as bruxas Wicca não voam em vassouras, mas antes a vassoura é um símbolo de limpeza e purificação espiritual de um lar ou de um local. Na verdade, o pentagrama é uma iconografia religiosa que representa os 4 elementos da natureza – ar, terra, água, fogo – a que acresce o quinto elemento da natureza – o espirito – que junto num ciclo constituem o grande mistério da criação e do universo, e são a fonte da própria magia, ou seja: as forças e energias da natureza aliadas aos espíritos da natureza são a fonte primordial daquilo que se chama de magia.

Filosofia mística Wicca

Na teologia Cristã é ensinado que Deus – que é espirito – criou o mundo. Na filosofia Wicca, pergunta-se: entre o nosso mundo e o mundo do espírito, qual deles nasceu primeiro? Foi o espírito que deu origem ao mundo?, ou foi o mundo que apareceu primeiro e depois deu origem ao espirito?

Responde-se: todos os ciclos eternos são eternos, eles não tem inicio nem fim, eles simplesmente são e existem abraçando-se eternamente. Pois da mesma forma: o mundo terreno e o mundo do espírito são um ciclo eterno, o eterno mistério, e porem a eterna realidade.

E a magia?

A magia é o fruto deste eterno ciclo.

Wicca – Crença nos espíritos e espiritismo

w7

A Wicca acredita nos espíritos, no reino dos espíritos, tanto dos espíritos dos nossos antepassados, (que devem ser relembrados, venerados e reverenciados), como dos espíritos da natureza.

Na Wicca, o culto aos espíritos ancestrais é assim usado para diversos fins: pedir proteção, pedir por saúde, pedir orientação, pedir por prosperidade, pedir por sabedoria para nos guiar nos momentos difíceis, pedir bênçãos e abertura dos nossos caminhos.

Na Wicca, os espíritos ancestrais são espíritos evoluídos e já iluminados que – já tendo desencarnado deste mundo – habitam na esfera celestial do mundo dos espíritos. Esses espíritos são como guardiões daqueles que agora ainda vivem encarnados neste mundo dos vivos. Por isso, na Wicca não há qualquer preconceito quanto ao ato de contatar com espíritos, pois acredita-se que existem 2 mundos ou planos existenciais paralelos: o mundo carnal e visível dos vivos, assim como o mundo incorpóreo, etéreo e invisível dos mortos ou dos espíritos. Entre essas duas realidades existe um ténue véu que separa este mundo do Outro-mundo. A esse véu chama-se o véu do Alem, e é possível aos vivos deste mundo contatar os espíritos do mundo dos mortos, assim como também é possível – através do ato magico – permitir aos espíritos do mundo dos mortos perpassarem o veu do Alem e virem a este mundo na sua forma etérea e energética.

Wicca – Crença nas energias espirituais da natureza

w5

Na Wicca, acredita-se também nas energias espirituais que habitam na natureza e no universo. Essas energias espirituais fluem por todo o universo, estão impregnadas em toda a natureza á nossa volta, e estão presentes em todas as coisas da natureza que nos rodeiam, unindo o cosmos e unificando a existência.

Por isso, na Wicca acredita-se que essa energia pode manifestar-se numa abelha, numa montanha, numa arvore, numa erva, numa raposa, num lobo, num tubarão, numa águia, na água, no vento, no ar, no metal, na terra, nas sementes, nos frutos, nas nuvens, .na chuva e no vulcão. (Observação: daí que muitas vezes a bruxa é retratada junto de um animal como um gato, ou um lobo, ou um cão, ou um pássaro, pois as energias espirituais existente na natureza podem manifestar-se num animal, e esse animal acompanha a bruxa)

Essa energia está em tudo, e em tudo se pode manifestar.

Essa energia escolhe manifestar-se em formas diferentes e por meios diferentes conforme a mensagem ou o desígnio que queira transmitir aos humanos.

Essa energia jamais deve cair em desarmonia, pois que isso significa a enfermidade e a moléstia da existência, ao passo que sendo respeitada e mantendo-se em harmonia, ela perpetuará a vida e a harmonia do universo.

Wicca – Crença na reencarnação

w10

Na Wicca, acredita-se também Reencarnação.

«Incarnar» é o processo através do qual o espirito vem habitar um corpo físico neste mundo e assim o espirito dá vida á carne, ao passo que «desencarnar» é o processo através do qual o corpo físico deste mundo morre no momento o espirito abandona esse mesmo corpo, e parte para o mundo dos espíritos. Para alem disso, crê-se na «reencarnação». Primeiro:

veja a prova que comprova a existência do espirito, e a prova é:

se existe luz é porque também existe trevas, se existe calor é porque também existe frio, se existe positivo é porque também existe negativo, se existe vida então também morte, se existe movimento é porque também existe inercia, e logo – por consequência e analogia –  se existe corpo então também existe espirito, e isso é irrefutável.

Ora, Na Wicca, acredita-se que o espirito uma vez desencarnado regressa ao mundo dos espíritos, para depois regressar ciclicamente a este mundo e incarnar noutro corpo, sendo que isso constitui o que se chama o ciclo da vida e do espirito, que é um ciclo análogo ao ciclo da água.

Repare:

A agua existe no mar e nos rios de forma palpável, e porem ela depois ascende aos céus já na forma de vapor invisível e ventos, para depois voltar a cair sobre a terra novamente na forma física de água da chuva, e  esse ciclo da água perpetua-se gerando vida na terra.

Pois o mesmo sucede com na reencarnação:

o espírito habita neste corpo de forma palpável, para depois o corpo morrer e o espirito ascender ao mundo do espirito, e depois esse mesmo espirito regressar novamente a este mundo físico numa forma física, reencarnando noutro corpo, e assim se perpetuando o ciclo da vida do espirito, tal conforme se perpetua o ciclo da água.

Este ciclo espiritual perpetuar-se-á até que o espírito atinja a perfeição, pois nesse caso ele cessará de volver a este mundo carnal, e ascenderá á condição de um espírito ancestral e de Luz. O processo da reencarnação tem por missão o aperfeiçoamento da alma, assim como a limpeza do carma. Na Wicca o conceito de carma está ligado ás intenções que motivam as nossas acçoes, ou seja: boas intenções levam a boas acçoes, más intenções levam a más acçoes, e intenções neutras levam a ficarmos parados sem nada fazer. Seja como for, Na Wicca não existe a noção de um destino pré-determinado por um qualquer Deus, mas sim somos nós mesmos que edificamos o nosso destino conforme as nossas intenções e acçoes. Ora, o objectivo da reencarnação é limpar as más intenções já vividas e praticadas em vidas passadas, para que anulando-se esse peso das amarras que nos prendem a este mundo, então nos libertemos e possamos ascender á plena vida celestial, na qual já não somos mais forçados a regressar aos tormentos deste mundo. Este mundo é um mundo temporal, um mundo passageiro, um mundo imperfeito, um mundo onde tudo aquilo que vive acaba por morrer, um mundo onde há doenças, sofrimentos e padecimentos. Já o mundo celestial dos espíritos é um mundo perfeito, um mundo eterno, um mundo etéreo, um mundo intangível e invisível que é intemporal. O objectivo do espirito humano é – através da reencarnação – eliminar o que há de negativo em nós, até nos tornarmos puros e assim ascendermos definitivamente a essa mundo celestial.

Wicca – Crença na magia

w1

As bruxas e bruxos Wicca da antiguidade eram profundos conhecedores das propriedades místicas e magicas das ervas, das raízes, dos minerais, das rochas, dos elementos da natureza, dos locais propícios á confluência de vibrações espirituais, e de todos os aspectos da natureza. Ora: era usando dessas propriedades magicas dos elementos dos alamentos da natureza que se produzia o acto magico. Certas ervas, rochas, cristais, raízes, locais e ele elementos da natureza, se usados da forma correta, eles atraem energias e vibrações espirituais que favorecem a produção de uma determinada finalidade neste mundo, tal como a energia elétrica usada da forma correta permite ter luz num lar. Por outro lado, se é possível atrair as energias espirituais que habitam na natureza para causar efeitos mágicos, também é possível fazer o inverso, ou seja: esses mesmos elementos da natureza podem canalizar energias etéreas deste mundo para o mundo etéreo dos espíritos através do véu do Alem, ( o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos), fazendo com que entidades espirituais do mundo dos espirito venham a este mundo e produzam os efeitos que lhes são dirigidos. Em resumo: é nestes princípios que a Wicca fundamenta a sua crença na magia.

Magia branca a magia negra na Wicca

w0-1

Na Wicca nenhuma magia é por si boa ou má, nem branca ou negra. Magia é simplesmente magia, tal como eletricidade é apenas eletricidade, e a eletricidade é boa ou má conforme o uso que lhe é dado, ou seja: usada para dar luz a um lar é boa, mas usada para ativar maquinas de guerra então é má. Pois assim a Wicca acredita no mesmo quanto á magia: tudo depende da intenção com que se pratica uma magia, ou seja: se a intenção for boa, então a magia é boa, ao passo que se a intenção for má então a magia é má. Por isso: muitas vezes pode-se usar daquilo que se chama de magia negra com boas intenções e para atingir uma boa finalidade, e isso é bom, e não traz carma nenhum. Porem: usando de magia branca com propósitos egoístas e mesquinhos, isso já é meu e traz carma.

Por isso:

o assunto não é assim tao simples.

Esta filosofia Wicca também acredita que o mecanismo que faz mover e existir universo consiste no fenómeno que em filosofia se denomina enquanto a «dialética entre opostos», ou seja: em toda a existência, sempre que algo existe então também existe sempre o seu oposto, senão vejamos:

Na Wicca, observa-se que se existe luz é porque também existe trevas, se existe calor é porque também existe frio, se existe vida então também morte, se existe corpo então também existe espirito, se existe positivo é porque também existe negativo – e é da dialética entre opostos» ou da interação entre os opostos que nasce a vida e a evolução da existência.

Por exemplo:

A vida não seria possível na terra se só existisse dia e sol, pois sem a noite e o luar que faz mover as marés, não haveria por consequência toda a dinâmica geo-hidografica que faz o nosso planeta poder ter sido um berço para a vida. Mas por outro lado, o nosso planeta também não seria o berço da vida se só existisse noite e não existisse dia, porque sem o sol não haveriam plactons nem plantas que são os pilares de toda pirâmide de seres vivos e da vida.

Por isso assim se vê:

Na Wicca, compreende-se que é a interação entre opostos que nasce a vida e a evolução de tudo o que existe, tal conforme é preciso um átomo positivo e outro negativo para que os átomos tenham dinâmica e formem a energia e matéria que nos rodeia.

w6Por tudo isso:

Na Wicca, também se acredita que se existem espíritos evoluídos e celestiais, por outro lado também existem outro tipo de espíritos, que são aquilo a que no ocidente se chamam de assombrações, de demónios, de fantasmas, de aparições.

Esses são espíritos que teimaram em – depois da morte do corpo, e de desencarnarem do corpo – não prosseguir rumo ás esferas celestiais, mas sim escolheram fincar-se e permanecer ligados á terra ou a este mundo dos vivos – o nosso mundo dos espíritos ainda incarnados – e são esses são as trevas habitando neste mundo, por oposição á luz celestial dos espíritos ancestrais habitando no mundo superior da luz.

È tendo em conta estas realidades que nas filosofias wicca se pratica a magia branca e a magia negra, ou seja:

recorrendo dos espíritos dos ancestrais de luz para a magia branca, e recorrendo dos espíritos desencarnados de trevas para a magia negra.

Praticantes de Wicca – o que são ?

w17

Para colocá-lo em poucas palavras, os praticantes de wicca são politeístas adoradores da natureza, que tentam cultuar a Terra e promover o respeito entre todos os seres humanos.

Na Wicca acredita-se que as forças do planeta e que as forças espirituais da natureza podem curar e abrir caminhos na vida do homem, simplesmente se o homem se considerar, se sintonizar e se reposicionar enquanto parte da natureza.

A Wicca constituiu-se desde sempre como uma religião informal, e com muito orgulho ! No inicio essa informalidade veio da necessidade dos praticantes Wicca – durante a Idade Media – terem sido forçados a praticar o seu culto religioso clandestinamente e em segredo, para não serem os bruxos e bruxas capturados, torturados e executados, pois a liberdade e tolerância religiosa não era coisa que a Igreja Católica apregoasse nesses tempos. Porem, com o evoluir da história a tradição acabou por ficar, e os movimentos Wicca acabaram por se constituir em cultos informais.

Isso significa que na Wicca não existe nada parecido com um Papa, nem com cardeais, nem com bispos, nem com hierarquias formais para ordenar aos outros aquilo que fazer, ou aquilo que dizer, ou aquilo em que acreditar.

Na Wicca nós brinca-se dizendo que tentar formar  uma religião Wicca unificada e formalizada seria como colocar um monte de gatos assanhados dentro de um saco, pois que também se diz que onde houverem 3 wiccannos haverão 6 religiões, pois cada um dos praticantes de Wicca tem as suas próprias formas de ver, de sentir e de se relacionar com o divino.

Pois por isso:

um Wiccan não se afirmará profeta enviado de Deus com a verdade absoluta inscrita numas tabuas de pedras, dizendo para que você lhe obedeça cegamente, mas antes honramos os próprios caminhos espirituais que cada um segue, sempre respeitando a crença do irmão do lado.

Wicca é uma religião politeísta. Na Wicca veneram-se principalmente dois deuses, a quem se chama o Senhor e a Senhora, ou a Deusa e o Deus.

Os praticantes de Wicca tambem chamamos chamam a essas entidades por muitos outros nomes, mas todos esses nomes são na verdade manifestações e aspetos das mesmas divindades que se manifestam de forma diferente a cada povo, a cada cultura, e ate mesmo a cada pessoa.

w16

Uma coisa é mais ou menos consensual e comum na crença Wicca:

seja qual for o nome que se dá á deusa, e seja qual for o panteão que se venera, porem na Wicca a Deusa costumam sempre apresentar-se na forma da Deusa tríplice, ou seja:

a deusa ninfa e jovem;  a mulher madura e mãe;  e a ancestral idosa e sabia.

Da mesma forma:

Na Wicca se a Deusa é símbolo de vida, pois o Deus é símbolo de morte e renascimento. O Deus é visto na dualidade entre o jovem senhor da caça, e o maduro e idoso homem verde dos bosques, tudo isso sendo manifestações do mesmo deus que é o consorte ou esposo da deusa.

Na Wicca normalmente a deusa está associada é lua e á simbologia lunar, assim como o deus está associado ao sol e ao princípio solar.

Na Wicca nós honramos a Terra, a quem vemos como nossa Mãe, assim como á  Lua, a quem veemos como nossa irmã.

Para alem do Deus e a da Deusa, na Wicca também se venera – cada um dos bruxos e bruxas – o panteão de Deuses da sua escolha e conforme a crença de cada wicanno, sendo porem que é mais ou menos consensual que todos os panteões de deuses são no fundo diferentes manifestações e facetas das mesmas divindades, dos mesmos espíritos, das mesmas força e energias espirituais que ao longo da historia se tem revelado de formas diferentes a culturas e a pessoas diferentes, por forma a melhor fazerem-se percecionar e entender.

Princípios religiosos da Wicca

w2

Na Wicca também honram-se os quatro elementos clássicos, Terra, Ar, Fogo e Água.

Na Wicca honra-se também um 5º elemento que se acredita fazer parte integrante da natureza, e esse é o «espirito», pois crê-se que a natureza está repleta e emana energias e forças espirituais.

Pois por isso mesmo, na Wicca o símbolo da nossa religião é uma estrela de cinco pontas – um pentagrama – pois que as cinco pontas simbolizam esses cinco elementos.

Na Wicca acredita-se também em magia, pois que a magia é justamente o uso das energias e forças espirituais que emanam da natureza, e por isso crê-se que é tao real e legitimo o homem usar das propriedades da matéria da natureza através da ciência, como é usar das propriedades das forças espirituais da natureza através da magia.

Na Wicca honra-se também o princípio da reencarnação, pois que se o espirito faz parte da natureza e a natureza se move por ciclos, pois então também o espirito humano se move por ciclos, encarnando e desencarnando da mesma forma que ao verão sucederá o inverno logo para depois mais tarde o verão voltar a despontar.

Na Wicca não se prega jamais o castigo eterno, pois acredita-se no principio da evolução e não da punição. Por isso na Wicca não se crê nem em inferno nem em diabo, pois cremos que a passagem para o mundo do espirito é apenas parte de um grande ciclo natural e espiritual, e não um processo de castigo nem de pecado. Ao contrario, na Wicca cada bruxo e bruxa esforça-se para trilhar num caminho bom, que é um caminho de liberdade e evolução, professando que cada um deve fazer aquilo que lhe faz feliz desde que não prediquem a outrem. E assim assim se faz na Wicca, isso não é por receio do bicho papão de um diabo nem de um inferno, nem dos pecados, mas sim porque se acredita que a própria natureza nos chama a uma vivencia harmoniosa e evolutiva, e que por isso estando em sintonia com esse ciclo evolutivo então beneficiaremos dele, pois que estaremos em sintonia com a nossa Deusa Mãe.

Por isso:

A  wicca não está relacionada com adoração satânica. Está relacionada – isso sim – com a perseguição de “bruxas” pelos Cristãos, especialmente durante a Inquisição. E porem: se tantos seculos já passados a inquisição já não queima bruxas nas fogueiras, porem o espírito da Inquisição –  contudo –  ainda vive nos corações de muitos daqueles que continuam a perseguir wiccans, entre outros, chamando-os de adoradores do diabo.

Segredos e mitos das bruxas

w13

Eis aqui 3 mitos sobre bruxas e bruxos sobre os quais passamos a lançar luz, para esclarecer sobre as lendas de bruxos e bruxas, e ajudar a desmistificar as práticas de magia Wicca.

Mito 1:

As bruxas voam em vassouras como dizem os mitos da Idade Media? Os bruxos ficam invisíveis colocando favas magicas na boca como são Cipriano fez ? Obviamente que não. Isso são metáforas usadas para encriptar ou codificar velhos mistérios espirituais e praticas místicas. Ser invisível e voar é uma metáfora para a capacidade de fazer aquilo que se chamam de «viagens astrais», ou seja: a capacidade de libertar momentaneamente – por um breve período de tempo –  o nosso corpo astral do nosso corpo carnal e físico, e assim viajar para ver e estar noutros locais deste mundo ou até noutras dimensões, e depois – quando o corpo astral regressa ao corpo físico – ter memoria daquilo que se viu nessa viagem. Já no sec XX e XXI, esse fenómeno foi amplamente testemunhado e documentado por médicos e cientistas em casos de quase-morte, onde pacientes tendo falecido durante alguns minutos depois regressam á vida e trazem consigo visões de outros locais ou situações que se confirmam existirem e terem mesmo acontecido, e que seria impossível dessa pessoa ter visto ou testemunhado pois que estava morta na cama de um hospital.

Normalmente essa memoria ocorre na forma de sonhos ou visões tidas quando o corpo físico entra em meditação ou no torpor de um estado onírico.

Mito 2:

As bruxas usam de métodos cruéis como tirar olhos a animais para praticar magia? Novamente respondemos: Obviamente que não. Repetimos: isso são apenas metáforas usadas para encriptar ou codificar velhos mistérios espirituais e praticas mística. Por exemplo: numa fórmula de uma poção magica pode aparecer que se deve adicionar um olho de tigre ou um dente de dragão. Pois na verdade tanto o olho de tigre como o dente de dragão tratam-se de nomes vernáculos atribuídos a ervas com propriedades místicas, e que são aplicáveis a uma determinada magia.

Mito 3:

Outro exemplo: Na antiguidade clássica e entre as sabedorias pagãs, a oliveira era considerada uma arvore sagrada com elevadas propriedades místicas, pois era a arvore que canalizava a essência das energias espirituais da terra, e por isso simbolizando as suas folhas a vida, a fertilidade, a iluminação, a proteção, a boa-sorte. Ora: o líquido extraído da azeitona que floresce na oliveira – o azeite – era considerado a seiva dessa arvore sagrada, a seiva da terra, a seiva do corpo da natureza, tal conforme o nosso sangue é a seiva do nosso corpo humano. Por isso: nem sempre quando se fala de sangue estava-se mesmo a significar o sangue de um animal, mas sim a dar indicação para o uso do sangue da terra que é o azeite. Há milhares de exemplos como este nos compêndios de magia Wicca. E porque assim foi escrito pelos bruxos Wicca nos seus livros e formulas? Para que aqueles que não entendem a magia não fossem mexer naquilo que desconhece, e para que aqueles que entendem a magia obtenham conhecimentos de uma forma discreta e segura. Ou seja: os bruxos da antiguidade encriptaram e codificaram os seus conhecimentos para evitar que fossem parar ás mãos de leigos e desconhecedores, e dai nasceram muitos dos mitos que hoje em dia perduram no imaginário dos povos.

A inquisição continua nos tempos modernos

w14

Os modernos inquisidores já não queimam pessoas. Em vez disso tentam abolir o Dia das Bruxas, tentam abolir os livros infantis inofensivos que falem de bruxas, ( até mesmo Harry Potter), ou tentam mesmo denegrir a religião Wicca associando-a com satanismo, coisa que não tem qualquer fundamento.

Os modernos inquisidores já não queimam pessoas, eles antes vão para a internet espalhar difamações e calunias sobre os praticantes da religião Wicca, tentando abolir a Wicca não pelo assassinato do corpo, ( como foi feito na Idade Media torturando e queimando bruxas), mas através do assassinato da seriedade e honestidade dos praticantes desta religião. Por isso, muitas vezes perguntam-nos: «mas aqui e ali falam tão mal de vocês», e a isso respondemos: « a inquisição continua! Só que desta vez não matando os corpos dos bruxos, mas sim assassinando a honra e a honestidade dos bruxos. Vai dar ao mesmo, mas – verdade seja dita – o método ficou mais refinado ao longo dos seculos, não é verdade? Porem: È triste que tanto fanatismo religioso continue a envenenar o mundo e a perseguir-nos»

A magia na Wicca.

w9

Conforme já explicamos: as bruxas e bruxos Wicca da antiguidade eram possuidores de milenares conhecimentos sobre as propriedades místicas e magicas das ervas, das raízes, dos minerais, das rochas, dos elementos da natureza, dos locais propícios á confluência de vibrações espirituais, e de todos os aspectos da natureza. Por isso: era usando dessas sabedorias ancestrais sobre essas propriedades magicas dos elementos da natureza que se produzia o acto magico. Certas ervas, rochas, cristais, raízes, locais e ele elementos da natureza, se usados da forma correta, eles atraem energias e vibrações espirituais que favorecem a produção de uma determinada finalidade neste mundo, tal como a energia elétrica usada da forma correta permite ter luz num lar. Por outro lado, esses mesmos elementos da natureza podem  canalizar energias etéreas deste mundo para o mundo etéreo dos espíritos através do véu do Alem,  ( o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos), fazendo com que entidades espirituais do mundo dos espirito venham a este mundo e produzam os efeitos que lhes são dirigidos.

w4

Por ultimo, na Wicca acredita-se também que os espíritos podem incorporar em objetos, agarram-se a objetos, animais ou locais, ou podem ser chamados do outro-mundo mundo para habitar em objetos, animais ou locais que são recetáculos dessas entidades. Essa é uma crença espiritual milenar, e exemplo disso são os totens dos índios. Os totens dos índios americanos são como um brasão de família, e acredita-se que nesse totem habitam os espíritos dos antepassados dessa família, assim como os espíritos da natureza e entidades relacionadas com essa família. O totem é por isso um recetáculo de espíritos e forças espirituais, e como o toem também poderiam haver outros recetáculos de espíritos, tais como objetos, pedras, vegetais, animais, locais da natureza, etc. O totem equivale por isso ás relíquias sagradas da igreja católica, que também são considerados recetáculos de um espirito, e que canalizam as obras e prodígios sobrenaturais desse espirito para este mundo.

São estes alguns dos princípios básicos da magia Wicca, e porem: não se esqueça que por destras da simplicidade desta breve descrição estão milhares e milhares de anos de conhecimentos místicos, e estão seculos e seculos de segredos ocultos, e que por isso as artes magicas apenas devem ser praticadas por iniciados preparados e treinados, para que da magia não se acabe por colher tudo ao contrario daquilo que se desejava.

Os feitiços Wicca são lançados para as seguintes finalidades:

Para você receber de um espirito guia uma visão ou sonho profético que responda uma duvida que o atormenta

Para fazer demónios obedecer e dominar assombrações e aparições

Para pacificar pessoas malignas que fazem mal a outras

Para alterar as condições climatéricas

Para ajudar nas colheitas, proteger o gado, ou favorecer negócios,

Para encontrar um tesouro

Para curar uma doença

Para curar uma doença grave até o ponto de morte

Para curar uma doença com origem numa possessão espiritual maligna

Para a fertilidade da mulher, assim como ajudar no parto

Para proteger um lar e abençoar uma família

Para cortar maldições

Para evitar ser mordido por animais selvagens

Para dividir dois amantes

Para reconciliar dois amigos

Para amarrações

w8

Quer verdadeiros feitiços?

Quer verdadeira bruxaria?

Quer amarrações?

Escreva-nos!

wicca, religião wicca, magia wicca, bruxaria wicca, bruxas wicca, bruxos wicca, feitiçaria wicca, feitiços wicca, segredos wicca, filosofia wicca, amarrações wicca,

 

 

 

 

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações de necromancia

necromancia2
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações de necromancia

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para esposa, amarrações para esposo, amarrações para amante, amarrações para ex, amarrações para amor voltar, magia negra, bruxos, bruxaria, necromancia,

O que são amarrações com recurso a necromancia?

cranio

È reconhecido que objectos que estiveram relacionados com a morte ou que foram intervenientes num processo de passagem deste mundo dos vivos para o mundo dos mortos, são desde sempre considerados objectos investidos de particular poder para agir sobre o mundo dos espíritos. Por isso mesmo as relíquias sagradas são tao importantes na história do misticismo, como por exemplo: lascas da cruz onde cristo foi cruxificado, lascas dos pregos usados na crucificação de Cristo, lascas ou pedaços de ossos retirados de santos apos o seu falecimento, objetos pessoais de santos e que estavam presentes no momento do falecimento do santo, etc.  Vejamos um exemplo:

Os pregos da crucificação de cristo ou a madeira da sua cruz, foram objectos que estiveram presentes no exato momento da morte de Jesus, ou seja: estiveram em contato com o seu corpo e a sua alma no momento em que Jesus morreu e o seu espírito abandonou o corpo para se encaminhar para o mundo dos espíritos. Ora: isso investe esses objetos com um magnetismo particular que é absorvido do momento em que uma alma sai deste mundo físico e a sua alma se encaminha para o mundo do esprito. Nesse momento em ocorre esse fenómeno chamado de morte – que é o fenómeno através do qual uma alma abandona o seu corpo físico e perpassa o véu que separa este mundo carnal do mundo dos espíritos – é gerada uma pequena fissura entre estes dois mundos, e energias são libertadas do mundo do Alem para este mundo, e os objectos que estão ali intimamente relacionados com esse momento são imbuídos de fortes energias espirituais. È como se esses objetos tivessem sido brevemente – apenas por alguns segundos – mergulhados no mundo do Alem e em contato direto com a própria morte, pelo que quando regressam ao seu estado normal neste mundo, eles vem investidos dessa energia espiritual sobrenatural.

Também o santo sudário é um desses exemplos, pois sendo o lençol que envolveu o corpo de Cristo apos a sua morte, porem também estava a envolver o corpo de Cristo quando – passados três dias – o espirito de Jesus regressou a este mundo. Pois então: esse objecto esteve intimamente presente no momento em que ocorreu a abertura de uma fissura no véu que separa o mundo dos mortos do mundo dos vivos, e em que o espirito de Jesus regressou do Outro mundo para este nosso mundo. È como se uma porta tivesse sido momentaneamente aberta, e esse tecido do sudário fosse magnetizado com as energias provindas do Alem, tornando-o num objeto investido de uma intensidade espiritual muito especial.

Necromância4

O mesmo pode suceder com objetos com os quais uma pessoa já falecida tinha uma relação espiritual muito íntima, uma empatia emocional extremamente marcante, tao marcante e tão íntima que faz como se esse objeto fosse como uma parte dessa mesma pessoa. Pode-se tratar de um anel, de uma peça de roupa, de um livro, de um colar, de qualquer objeto tao intimo e no qual a pessoa depositou as suas memorias ou os seus sentimentos de uma forma tao profunda, que se tornou um reflexo espiritual dessa pessoa, de tal forma que esse objeto passa a ser como se fosse um membro psíquico do corpo físico dessa pessoa,  pois que as vibrações e energias dessa pessoa foram depositadas e impregnadas nesse objeto.

Pois bem: no momento do falecimento – quando a alma está a viajar deste mundo dos vivos para o outro mundo dos mortos, e quando se abre a fissura entre os dois mundos – esse tipo de objetos pode receber vibrações do mundo do Alem, ficando assim – tais objetos pessoais do defunto – investidos de uma aura espiritual poderosa.

Também certos locais podem ser investidos dessa mesma intensidade mística, tais como locais onde pessoas faleceram, ou onde estão depositados os restos mortais de pessoas desencarnadas.  Do ponto de vista religioso, a  Basílica de são Pedro – no Vaticano – esta basicamente fundada em cima de um cemitério, pois por debaixo da basílica encontram-se sepultadas as ossadas de santos do cristianismo, e é ali por baixo da basílica que são sepultados os papas falecidos. Ora: uma igreja edificada em cima de um cemitério – conforme qualquer local edificado por cima de um cemitério e onde se realizam rituais esotéricos – é essencialmente um local altamente propicio a atrair espíritos, fenómenos sobrenaturais e aparições, e é por isso um local assombrado pelo mundo dos espíritos, e quem edificou a basílica de são Pedro bem que sabia destes factos espirituais.  O mesmo fenómeno pode ocorrer em cemitérios, casas assombradas, locais privados ou espaços públicos onde ocorreram falecimentos, etc.

Pois bem:

As amarrações de necromancia são amarrações celebradas em locais com esta natureza esotérica, ou seja:

em locais investidos de um grande magnetismo espiritual e que constituem um poderoso chamamento de espíritos e assombrações, pois são locais marcados pela morte, e onde o véu que separa o mundo dos mortos do mundo dos vivos é mais ténue e mais propicio á invocação de espíritos.

As amarrações de necromancia são por isso amarrações realizadas em locais assombrados, ou usando-se de objetos ligados á morte de um defunto, que é o momento em que uma alma abandona este mundo dos vivos para perpassar o véu do Além e entrar no mundo dos mortos.

As amarrações de necromancia são por isso amarrações necromantes, ou seja, são amarrações celebradas usando-se de técnicas de necromancia, ou seja: técnicas de magia negra que consistem no contato directo com o mundo dos mortos ou o mundo dos espíritos.

Que efeitos tem as amarrações de necromancia?

Fantasmas – o que são fantasmas3

Nas amarrações de necromancia, a pessoa amarrada será noite apos noite visitada por assombrações e visões noturnas que irão a atormentar até que ela vá ceder e se entregar ao mandante da amarração. Nas amarrações de necromancia, a pessoa fica livre de espernear e teimar como entender, pois ela não deve desconfiar que foi embruxada. Porem: Nas amarrações de necromancia, o purgatório de assombrações ira perdurar sem cessar ate que a pessoa se canse, e se entregue. Nas amarrações de necromancia, obviamente que tudo isso se trata de um processo de espiritual de assombrações de cemitério e de demónios, do qual a pessoa não se vai lembrar durante o dia, para que nem ela nem as pessoas á sua volta desconfiem que a pessoa foi embruxada. E porem: Nas amarrações de necromancia, á noite o tormento das assombrações voltará sempre para assombrar, até que a criatura embruxada e assombrada se entregue.

Por isso, a criatura amarrada pelas amarrações de necromancia estará condenada a entregar-se ao mandante da amarração, e enquanto teimar em não ceder então será em espirito fustigada no seu espirito pelos tormentos das assombrações e aparições, e assim será noite apos noite – em espirito no seu espirito – ate que a pessoa se entregue.

Aviso sobre amarrações de necromancia:

Nas amarrações de necromancia, esta amarração é um ritual de magia negra poderoso, pelo que quando está a ser celebrada em cemitério ou em locais assombrados, podem-se ver vultos ou assombrações, sentir ventos uivando, sentir alterações de temperatura, escutar murmúrios de espíritos, ver serpentes, ver larvas, vermes ou insectos, ver animais rondando como gatos negros, sapos, serpentes, ou cães negros, ou bodes negros, ver mochos voando por cima do bruxos, ou ver um corvo negro, ou ouvir uivos de animais, pois que se está invocando a espíritos e assombrações que se manifestam no momento da conjuração. Por isso: não vá empreender nestes rituais se não for um bruxo treinado para lidar neles, pois que o incauto ou curioso poderá acabar possuído de espíritos, e sofrendo fatalidades.

Observação final sobre amarrações de necromancia:

Nas amarrações de necromancia, ninguém jamais veja nem vá tocar nesse trabalho sepultado em local assombrado. Se alguma vez você por acidente encontrar e vir um trabalho desses, volte a sepulta-lo imediatamente e não lhe toque jamais !, pois você corre o risco de acabar possuído por possessões e horríveis flagelos!

Quer amarrações?

Bruxarias de amarração ?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações amorosas, amarrações de magia negra, bruxarias de amarração, amarrações poderosas, amarrações infalíveis, amarrações para marido, amarrações para mulher, amarrações para esposa, amarrações para esposo, amarrações para amante, amarrações para ex, amarrações para amor voltar, magia negra, bruxos, bruxaria, necromancia,

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações, amarrações para fazer amor voltar

espelho_negro
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações para fazer amor voltar

amarrações, amarrações para fazer o amor voltar, amarrações para fazer ex voltar, amarrações para fazer mulher voltar, amarrações para fazer homem voltar, amarrações para fazer marido voltar, amarrações para fazer esposa voltar, amarrações para reconciliar casal, amarrações para casar,

 

magia com velas7

Há amarrações para fazer amor voltar que são feitas com espelhos negros. Essas amarrações são particularmente uteis em casos em que houve um rompimento amoroso, e que – seja porque motivo for – a pessoa amada afastou-se, esfriou o seu coração, e está até particularmente irredutível e teimosa.

Pois bem:

Os espelhos são objetos com profundo significado místico e espiritual, pois que sendo usados da forma certa podem constituir um elo de passagem ou de contato entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos. Por isso mesmo quando ocorrem fenómenos de fortes presenças espirituais num lar, ( ou até mesmo em casos de possessões), por vezes ocorrem fenómenos relacionados com espelhos, tais como os espelhos aparecerem virados ao contrario sem que ninguém lhe mexa, ou que espelhos caiam de onde estão sem quem ninguém lhes toque, o que espelhos rachem sem que ninguém lhes haja mexido, ou que se tenham visões de vultos num espelho, ou então que os habitantes desse lar acabem por inadvertidamente quebrar espelhos, etc.

Há várias tradições místicas e religiosas nas quais se tapam os espelhos de um lar quando ocorre o falecimento de uma pessoa desse lar.

Porque se faz isso? Porque quando uma alma sai deste mundo, ela atravessa o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos, partindo assim para o mundo dos espíritos. Ora, esse véu que separa o mundo dos mortos do mundo dos vivos é temporariamente perpassado quando a alma do defunto atravessa deste mundo para o mundo dos mortos, abrindo-se no véu uma fissura temporária – normalmente por 3 a 7 noites – que permite a outros espíritos de mortos passar para este nosso mundo dos vivos, e por vezes podem mesmo querer atravessar do Alem para este mundo entidades negras e causadoras de assombrações perturbadoras. Por isso mesmo em certas culturas existe a tradição que tapar os espelhos com lençóis brancos ou tecidos opacos brancos durante o período de luto num lar, e isso demonstra a importância dos espelhos em fenómenos místicos.

Pois por isso:

Um espelho negro, é um espelho que foi preparado e criado especificamente para fins de artes e magias negras, ou seja, é um espelho que proporciona uma ponte de contato com espíritos e entidades do mundo dos espíritos, e é por isso um forte instrumento de necromancia e de magia negra usada nas amarrações para fazer o amor voltar.

Como são feitas as amarrações para fazer o amor voltar?

lua-cheia4

As amarrações para fazer o amor voltar são celebradas sempre numa encruzilhada assombrada, e  sob o luar de lua Nova, que é um luar tao negro como negro é o espelho que e vai usar nas amarrações. Nessa encruzilhada assombrada de existir uma arvore frondosa, pois que é em encruzilhada onde está enraizada arvore frondosa que tais bruxarias são feitas.

Porquê uma arvora frondosa?

Porque na Sagrada Escritura que assim está escrito:

então olharam para toda a árvore frondosa, e ofereceram ali os seus sacrifícios e apresentaram ali a provocação das suas ofertas; puseram ali os seus cheiros suaves, e ali derramaram as suas libações. 

Ezequiel 20:28

Pois assim se sabe:

Era debaixo de arvore frondosa que os povos pagãos praticavam as suas grandes bruxarias, e invocavam aos demónios para praticarem as profanas artes do oculto e da bruxaria.

Nas amarrações para fazer o amor voltar, esta bruxaria deve ser celebrada á meia-noite, mais precisamente ás horas 12; 12; 12

Nas amarrações – usando-se deste espelho negro –  esta hora é uma hora propicia ao contato com espíritos que infligem poderosas maldiçoes. As maldiçoes lançadas nesta hora irão perseguir a pessoa amaldiçoada com visões, assombrações, pesadelos, distúrbios no lar, aparições, e muitos outros fenómenos perturbadores que fustigarão a criatura amaldiçoada sem cessar.

Nas amarrações para fazer o amor voltar – precisamente e pontualmente ás horas 12; 12; 12 –  o espelho negro deve ser colocado aos pés da arvore frondosa, no centro de um círculo feito de 5 velas negras ungidas em gordura animal. Nas amarrações para fazer o amor voltar, assim estando feito então deve ser imediatamente – com uma navalha de prata – oferendada uma ave negra, cujo o sangue deve verter e ser aspergido para cima do espelho negro e das velas negras ungidas com gordura animal, assim ativando-se um infernal pentagrama.

Nas amarrações para fazer o amor voltar, com esse sangue de ave preta, desenha-se um sigilo oculto na face do espelho negro, ao mesmo tempo que nomeia o nome da pessoa que se deseja amarrar.

Nas amarrações para fazer o amor voltar,  entoam-se de seguida litanias ocultas de são Cipriano. Essas são Litanias de magia negra milenares, que apenas bruxos de verdade conhecem.

Nas amarrações para fazer o amor voltar, assim deve ser repetido 13 vezes, sendo que estando o ritual concluído então o espelho negro deve ser levado a um cemitério e sepultado 7 palmos abaixo da terra, junto de uma sepultura fresca de 7 dias.

Que efeitos tem as amarrações para fazer o amor voltar?

amarração de magia negra3

Nas amarrações para fazer o amor voltar, o espelho negro trabalhado nas amarrações é uma porta aberta entre o mundo dos espíritos de magia negra e este mundo dos vivos, e por isso enquanto aquele espelho estiver sepultado em cemitério junto com o sangue oferendado, então a criatura amarrada estará condenada a entregar-se ao mandante da amarração, e enquanto teimar em não ceder então será em espirito fustigada no seu espirito pelos tormentos do inferno, e assim será noite apos noite – no seu espirito e nos seus sonhos – ate que a pessoa se entregue.

Nas amarrações para fazer o amor voltar, obviamente que tudo isso se trata de um processo de espiritual de assombrações do qual a pessoa não se vai lembrar durante o dia, para que não desconfie que foi embruxada. Mais: nas amarrações para fazer o amor voltar, a pessoa embruxada manterá a sua liberdade de resistir e teimar ao mandante das amarrações, para que nem ela nem as pessoas á sua volta desconfiem que ela foi vitima de bruxaria, pois ninguém muda «da água para o vinho» do «dia para noite», e convém manter a magia de amarrações sob o maior segredo.

E porem: á noite – noite apos noite – o tormento das assombrações voltará sempre para assombrar, até que a criatura embruxada se entregue, e as amarrações assim persistirão a fustigar a alma da pessoa amarrada, e assim o farão pelo tempo que tiverem de insistir e fustigar  – sempre insistindo e persistindo sem cessar – até que a criatura desista de teimar, pare de resistir, e se vá entregar.

Aviso:

BRUXOS - O QUE SÃO BRUXOS2

estas amarrações para fazer o amor voltar, são um rituais de magia negra poderosos, pelo que quando está a ser celebrada na encruzilhada, podem-se ver vultos ou assombrações, sentir ventos uivando, sentir alterações de temperatura inexplicáveis, escutar murmúrios de espíritos, ver serpentes, ver vermes ou insectos, ver animais rondando como gatos negros, ou cães negros, ou bodes negros, ver mochos voando por cima do bruxos, ou ver um corvo negro e ouvir uivos de animais, ou escutar o murmúrio de aparições, pois que se está invocando a espíritos e assombrações que se manifestam no momento da conjuração. Por isso: não vá fazer estes rituais de bruxaria se não for um bruxo treinado para lidar neles, pois que o incauto ou curioso poderá acabar possuído de espíritos, e sofrendo fatalidades.

Mais:

Nas amarrações, ninguém jamais veja nem vá tocar nesse trabalho sepultado junto de sepultura de defunto. Se alguma vez você por acidente encontrar e vir um trabalho desses, volte a sepulta-lo imediatamente e não lhe toque jamais !, pois você será possuído por demónios e horríveis flagelos!

Amarrações?

Bruxarias de amarração?

Escreva-nos!

amarrações, amarrações para fazer o amor voltar, amarrações para fazer ex voltar, amarrações para fazer mulher voltar, amarrações para fazer homem voltar, amarrações para fazer marido voltar, amarrações para fazer esposa voltar, amarrações para reconciliar casal, amarrações para casar,

 

 

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria
1 2 3 25