Category Archives: trabalhos de magia

Amarrações das runas

runas-3
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Amarrações das runas

As Runas são um conjunto de símbolos que constitui um alfabeto, e porem: para alem disso, as runas são também um conjunto de símbolos, diagramas e sigilos místicos que permitem, ( através da magia de sangue), invocar espíritos e assombrações ancestrais, que desde há milénios respondem a este tipo de invocações.

Os símbolos deste alfabeto rúnico constituíam os instrumentos linguísticos dos dialetos tanto anglo-saxónicos, como dos territórios do Norte da Europa, nomeadamente nas Ilhas Britânicas e Escandinávia.

Que símbolos linguísticos sirvam de instrumento esotérico, onde se inscrevem sentidos ocultos e se representam as forças sobrenaturais que influenciam o nosso mundo, não é novidade!, pois olhe:

Na verdade, conforme as Runas usam os símbolos das línguas nórdicas dos milenares povos celtas e europeus para equacionar forças e leis espirituais, também os caracteres do alfabeto hebreu são usados exactamente da mesma forma na também ancestral Cabalah.

As inscrições rúnicas mais antigas datam de cerca do sec I d.C. , sendo que com o processo de cristianização da Europa, o alfabeto rúnico acaba sendo substituído pelo alfabeto romano por volta  do sec VI a IX.

 

Como fazer as amarrações das runas?

runas-2As runas são poderosos símbolos de invocações de espíritos e assombrações, e se foram usados corretamente então permitem a feitura das mais poderosas amarrações amorosas.

O ritual de amarrações das runas deve ser feito em encruzilhada assombrada, na hora das 3 da madrugada.

Nas amarrações das runas, desenha-se um pentagrama com cré sagrado, á volta do qual devem estar ladeando 5 velas negras ungidas de sebo animal.

No centro do pentagrama, desenha-se a formula de runas adequadas ao trabalho de magia que se pretende fazer, ou seja:  ou de amarração, ou de separação, ou de afastamento de indesejáveis, ou de prosperidade, ou de fertilidade, etc

A formula de runas deve ser desenhada com o sangue do próprio mago, e que deve ser extraído – no momento do ritual e fresco – do seu braço ou não esquerda.

Porque devem as amarrações das runas ser celebradas numa encruzilhada?

Porque olhai que assim se pode ler na obra de são Cipriano:

no livro, surpreendentemente viu Siderol que se podia por em relações  estreitas e amigas com o Espirito Imundo(…)

– este comercio oculto – disse Victor – (…) não deslustra a nobrza de pessoa alguma, e por isso talvez eu faça a minha fortuna pactuando com Lucifer (…)

depois de estudar bem o livro, (…)e marchou sem demora ao lugar em que se cruzam os caminhos (…) porque o diabo infesta singularmente as cruzes formadas pelos quatro caminhos

Obra de são Cipriano, capitulo «Erguimanços de São Cipriano ou prodígios do diabo», secção 2º, pag 248

Assim sendo:

ensinou são Cipriano que os espíritos tendem a manifestar-se em encruzilhadas, e mais assim será se foram conjurados através dos rituais certos e adequados.

Então.

são Cipriano assim o ensinou, pois que nas ancestrais religiões politeístas greco-romanas da antiguidade, acreditava-se que a Deusa Hecate se manifestava em aparições ocorridas em encruzilhadas, e por isso era em ermas e solitárias encruzilhadas que se edificavam estátuas á deusa Hecate, para ali se oficiarem cultos e ritos de bruxaria, pois que a Deusa Hecate era a  deusa da bruxaria, da magia, da feitiçaria.

A Deusa Hécate podia manifestar-se nas encruzilhadas sob a forma de espectros, de vultos, de fantasmas, mas também de um cão preto, ou de um lobo preto, ou de uma coruja, etc.

Quando algumas dessas manifestações ocorria – antes durante ou depois de uma bruxaria ser feita numa encruzilhada –, então era certo que a Deusa Hecate se estava a mostrar!, e que estava a aceitar o trabalho de magia que estava ali a ser celebrado e depositado!

Pois então:

Porque esse é um sitio onde as almas e espíritos tendem a afluir, então os trabalhos de magia celebrados em encruzilhadas são trabalhos de magia particularmente poderosos!, conforme também são aqueles celebrados em cemitério!, e melhor ainda é se forem oficiados numa encruzilhada que fica junto a um cemitério!, ou numa encruzilhada dentro de um cemitério!

Isto explicado, avisamos:

Muito cuidado:

Um ritual deste tipo celebrado numa encruzilhada assombrada com sangue do próprio mago, ele irá ser um tremendo chamariz para espíritos e assombrações.

Por isso:

Esse é o motivo pelo qual ninguém deve ali estar presente senão o próprio mago, e muito menos deve um leigo, curioso ou desconhecedor ir meter-se a por mãos neste tipo de invocações de espíritos !, pois que poderão esses leigos ou curiosos ser infestados de graves possessões demoníacas!, pois que não entendem nem sabem como lidar com invocações espirituais desta natureza.

Estando as runas desenhadas com o sangue do próprio mago no centro do pentagrama riscado com cré sagrado, então deve-se entoar um milenar e ancestral encantamento Celta, cujas as origens magicas se perdem nos confins do tempo. O encantamento deve ser recitado sem falhas nem erro, pois que sendo mal lidado então este feitiço pode causar as maiores moléstias, infestações e fatalidades a quem foi executar este ritual, pois que poderão ser invocadas forças espirituais erradas ao invés das forças espirituais adequadas ao trabalho de magia que se pretende edificar.

No momento de entoação deste encantamento Celta, é bem provável que o mago que ali está executado as amarrações com runas possa presenciar vultos subtis e obscuros no meio do mato ou bosque, ou possa vislumbrar a presença de animais observando-o, ou possa pressentir a presença de espíritos invisíveis rondando-o, ou possa sentir estranhos ventos ou ate alterações de temperatura,  ou veja que uma lanterna que leva consigo comece a piscar ou falhar, ou ate ver ou escutar assombrações que lhe estão rondando.

Pois por isso:

Não vá usar deste tipo de amarrações das runas se não for um mago ou sacerdote de Santeria devidamente treinado para lidar com fenómenos espirituais perigosos!!, tanto mais que as amarrações das runas devem ser trabalhadas ao longo de 13 noites numa encruzilhada erma e deserta!, e isso pode acabar em tragedia para quem não está preparado para lidar em tais ofícios ocultos!

 

Efeitos que ocorrem apos amarrações das runas

runas-1As amarrações das runas,( como em qualquer forte trabalho de Santeria),  é bem possível que a pessoa amarrada comece tendo pesadelos, que comece escutando estranhos ruídos na sua casa, que comece vendo lâmpadas piscar sem explicação, que veja vultos ou assombrações, que sofra avarias inesperadas em todo o tipo de equipamentos eletrónicos ou mecânicos, que sofra alterações de humor inesperadas, que sinta dores de cabeça, que sinta afrontamentos, que sinta o estomago cheio e pesado sem porem nada ter comido que o justifique, que sinta um peso e cansaço em cima do corpo, que dê arrotos inesperados e sem justificação, que se sinta desorientada e tendo atitudes como se não estivesse em si mesma, que manifeste por vezes revoltada, rebelde, ou tenha atitudes desagradáveis, que se entregue – sem saber porquê – a uma certa boémia desvairada, que  ande perdia por maus caminhos ou andando amorosamente com as pessoas erradas, pois essa olhai:

Nas amarrações das runas, a criatura amarrada e infestada por espíritos será perturbada e assombrada de todas as formas imagináveis!!, e assim será para a desorientar a um ponto em que , (estando de tal maneira perturbada, desorientada e perdida!!), essa criatura amarrada não tendo mais saída nem solução, então ela vá encontrar abrigo e segurança apenas junto de quem lhe mandou amarrar!, e se lhe entregue!

Por isso, vamos repetir o ensinamento de santo que sempre anunciamos, querendo isto dizer:

.Demore o que demorar, e teime o que teimar, essa pessoa, ( 7 dias apos o trabalho estar feito), será todas as noites, ( de 7 em 7 noites, e pelo tempo que for necessário), sempre em espirito e no seu espirito assombrada sem cessar, ate que essa pessoa vá ceder e se entregar ao mandante das amarrações das runas.

Assim sendo:

Nas amarrações das runas, a alma da pessoa amarrada será em espirito castigada, assombrada e atormentada – 7 noites apos 7 noites, e pelo tempo que for necessário – por assombrações de espíritos defuntos e espíritos já partidos deste mundo!, e por isso:

a pessoa – enfeitiçada pelas amarrações das runas – bem que pode andar pela rua como se nada fosse, e ela bem que pode andar todos os dias com um sorriso estampado na cara, e ela bem que pode andar a pavonear-se de felicidade com outra pessoa qualquer, que porem:

Na criatura – enfeitiçada pelas amarrações das runas – a sua alma e o seu espirito estarão sempre – todas as 7 noites que passarem, e pelo tempo que for necessário – sendo fustigados e assombrados por aparições, por assombrações e por espíritos.

Por isso:

Nas amarrações das runas, eis que assombrações, aparições e espíritos de defuntos persistirão, ( sem parar, e pelo tempo que for necessário!),  fustigando e assombrando no espirito dessa criatura – e assim será sempre que ela vai dormir na solidão da penumbra do seu leito – ate que essa pessoa acabe cedendo, e se vá entregar a quem a mandou amarrar amorosamente.

Note:

Nas amarrações das runas,( conforme em todos os grandes trabalhos de Santeria), tudo isto que aqui descrevemos – e como sempre ensinamos – irá passar-se inconscientemente na pessoa amarrada, pois que jamais se deseja que ela tenha consciência de que foi alvo de um trabalho de amarração, mas antes quer-se que ela pense que se foi entregar ao mandante da amarração de forma perfeitamente natural, embora na verdade essa criatura apenas se vá entregar porque foi em espirito – e no seu espirito – forçada a isso!!

Por isso:

Nas amarrações das runas, ( conforme em todos os grandes trabalhos de Santeria), os espíritos irão sempre agir na criatura amarrada de forma inconsciente, invisível e discreta na criatura amarrada, para que ela – mesmo que ande consultando a cartomantes ou videntes – porem não fique jamais a saber que foi o alvo de um trabalho de amarração!, e ainda menos possam as pessoas que a rodeiam ,(e que estão á volta da criatura amarrada),  jamais vão sequer desconfiar que essa criatura foi alvo de uma amarração amorosa, e jamais se levantarem quaisquer suspeitas!

Assim sendo:

As amarrações das runas, ( conforme em todos os grandes trabalhos de Santeria), são indetetáveis e invisíveis!, pelo que – repetimos – são feitos de forma a não causar suspeitas nem mesmo á própria pessoa que foi enfeitiçada!

Pois por isso:

As amarrações das runas, ( conforme em todos os grandes trabalhos de Santeria), agem durante a noite, ( de 7 em 7 noites, sempre sem cessar, e pelo tempo que for necessário), enquanto a criatura amarrada está na penumbra do seu leito e rodeada da escuridão, ali assombrando essa criatura amarrada e trabalhando no seu espirito com aparições e assombrações, ( que ela não se lembrará quando acordar, mas que lhe deixarão marcas e cicatrizes de tormentos sobre tormentos na sua alma!), e então:

Nas amarrações das runas, assim ocorrerá perpetuamente de 7 em 7 noites, ( pelo tempo que for necessário), ate que essa criatura se canse de tanto tormento, e se vá entregar a quem lhe mandou amarrar!, pois olhai:

Nas amarrações das runas, ( conforme em todos os trabalhos de Santeria!), é isso que os espíritos – perpetuamente de 7 em 7 noites –  ficarão murmurando, sussurrando e zurzindo todas as noites na alma da pessoa!, e assim sendo:

embora depois a pessoa conscientemente não tenha recordação disso, porem , ( nos fortes trabalhos de Santeria), a sua alma e o seu espirito bem sabem que apenas terão sossego quando se entregarem ao mandante da amarração!

Por isso:

Nas amarrações das runas, demore o que demorar, essa pessoa – sem sequer saber nem tendo consciência porque o fez – acabará entregando-se!

 

Cuidados a ter com trabalhos de amarração de Santeria – recomendações usuais:

runas-4As amarrações das runas são trabalhos de amarração de Santeria, e por isso – conforme todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos – estes são trabalhos místicos poderosos, feitos com recurso a milenares técnicas de invocação de espíritos!

Por isso, repetimos aquilo que sempre ensinamos, ou seja:

Nas amarrações das runas, ( como todos os fortes trabalhos de Santeria), sendo manipulados da forma errada – por curiosos, desconhecedores, ou leigos – então podem infestar esses leigos e curiosos de fatais possessões espirituais de perigosas assombrações, ou de causar grande mal ou estagnação na sua vida, ou na vida das pessoas á sua volta!, pelo que apenas deve operar neste tipo de trabalhos um mago santeiro preparado e treinado para tal demanda.

Cuidai também que – conforme sempre dizemos – então vamos repetir:

A quem encomenda as amarrações das runas, eis que voltamos a avisar conforme sempre avisamos:

Neste tipo de trabalhos, ( como em todos os trabalhos que lidam com invocações de espíritos), não se deve jamais andar a toda a hora a olhar o relógio, e todos os dias olhando o calendário, e a todo o tempo caído em impaciências, duvidas e inquietações, pois olhai que assim está escrito na obra de são Cipriano:

«[Implorou Siderol]: perdão, perdão, Lúcifer (…)

[Respondeu Lúcifer]: não te disse já, (…), que na minha lei também é preciso ter paciência? »

Obra de são Cipriano, «Enguerimanços de são Cipriano ou prodígios do Diabo», capitulo 8º, pagina 260

Assim se fica sabendo:

Os prodígios de são Cipriano não ocorrem na «impaciência», mas sim eles florescem na «fé» e eles frutificam na «paciência», pois que ensina são Cipriano que o tempo dos espíritos não é o tempo das pressas picuinhas dos homens, e por isso: seja na magia branca, ou seja na magia negra, ( e seja em qualquer trabalho de invocação de espíritos), a lei dos espíritos manda ter paciência, pois acaso não está escrito: «na minha lei também é preciso paciência»?

Pois então:

Seja na magia negra ou branca, eis que a obra de são Cipriano garante que com «fé» e «paciência» todos os frutos do espírito são infalíveis!, e porem agindo ao contrario então poder-se-á colher tudo ao contrario daquilo que se deseja!.

Por isso:

– A inquietação, a ansiedade e as duvidas são veneno que mata o fruto da obra do espirito, pois que a duvida é o inimigo da certeza, porquanto a duvida é o oposto da crença, e por isso a duvida é o veneno da fé, e por isso:

quem tendo visto os espíritos manifestarem-se diante dos seus olhos, então não pode mais ter duvida alguma!, mas sim deve trilhar no caminho da certeza!, e deixar os espíritos trabalhar e edificar conforme eles querem, pelo tempo que eles determinarem, e pelos caminhos que eles escolherem!

Pois por isso:

– Neste tipo de poderosos trabalhos deve-se adoptar essa postura espiritual e deixar aos espíritos trabalhar, pois eles trabalham sempre por caminhos misteriosos, e eles operam sempre por trilhos insondáveis, e eles movem-se sempre por caminhos incompressíveis, e por isso o seu fruto acaba sempre florescendo no tempo pelos espíritos marcado, e não no tempo das picuinhas impaciências humanas.

Assim sendo:

– Respeitai esta regra para do espirito colher bom fruto, ao invés de andar afrontando e causando a ira dos espíritos, e depois colher tudo ao contrario daquilo que aos espíritos se foi pedir.

 

Que efeitos causam as amarrações das runas?

amarração de magia negra3Nas amarrações das runas, conforme foi a amarração selada com o sangue do próprio mago desenhando os símbolos das runas no centro de um pentagrama riscado a cré sagrado e centrado no meio de 5 velas negras ungidas a sebo animal, pois espíritos e assombrações acolherão o chamariz oculto que é o sangue de sacerdote santeiro riscado na forma de uma oculta e milenar formula mística!,( que são as runas), e dai em diante estando feitas as amarrações das runas, então a pessoa amarrada será em espirito e na sua alma infestada de espíritos, de assombrações e de aparições que irão nela fustigar de 7 em 7 noites, todas as noites – de 7 em 7 noites e se cessar – persentido em assombra-la no seu espirito e em espirito!, e assim será aberta na sua alma a porta a um purgatório de castigos espirituais que jamais cessarão senão quando a pessoa amarrada ceder e se entregar ao mandante da amarração.

Repetimos:

Por mais que essa pessoa tenha o corpo fechado, ou por mais que essa pessoa seja teimosa, porem com este tipo de ritual os espíritos entrarão sempre nela !!

Por isso:

Nas amarrações das runas, quanto mais a pessoa insistir em andar sorrindo e se pavoneando com outra pessoa, então mais os espíritos invocados em espirito assombrarão como aparições e espíritos na alma dessa criatura, e por isso ela jamais irá encontrar felicidade que sempre dure, ( nem paz que sempre perdure), na sua vida!, pois em espirito essa criatura estará sempre sendo assombrada e possuída por aparições, ate que se desista da sua teimosia  e se vá entregar a quem lhe mandou amarrar!

Quer verdadeiras amarrações amorosas?

Escreva-nos!

Trabalhos de magia, trabalho de magia, amarrações, amarrações amorosas, amarrações das runas, runas,

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Dons do oculto

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Dons do oculto

pentagrama

OS 6 DONS DO OCULTO

Se a Bíblia revela quais são os 9 dons espirituais que vem de Deus, conforme descrito no I Coríntios 12, 7-10, também as sagradas escrituras revelam os 6 dons ocultos, dos quais os ocultistas são possuidores e cultivadores.

Ei-los os 6 dons, para que se conheçam:

I

O dom da incorporação por via da qual se obtêm a sabedoria através do dialogo directo espíritos,

tal como descrito em Actos dos Apóstolos  18,16-17

II

O dom da ciência do oculto, ( Sabedoria 17,7),

por via da qual se estudam os saberes ocultos, acedendo aos seus segredos e assim tanto pela sabedoria, como com fé, se praticam liturgias que agradam aos espíritos, assim gerando-se magia.

III

O dom da carnalidade, pois esse é a origem de toda a bruxaria, tal como descrito em Tiago, ( 3,15) e no II Livro de Reis, ( 9,22 ; 17,7) .

De acordo com esse dom, tal como descrito no Livro da Sabedoria, celebram-se por ela,

(e com a sabedoria que advêm da ciência do oculto),

ritos de magia negra, ( 14,23)  invocatórios das maldições de Deus

IV

O dom de ser filho da feitiçaria ( Isaías 57,3-5), e fruto da sua luxúria, (Tassalonicensses 5,5), ou seja:

1- ou receber hereditariamente a herança do oculto que corre no sangue dos bruxos e bruxas;

2- ou selar um pacto de serventia aos poderes ocultos, através da própria carne e do próprio sangue, por via do qual se assume a filiação mística e os dons do oculto.

Ser filho do oculto e do mundo do espírito, é ser guiado pelos espíritos ( Romanos 8,14)

V

O poder de curar ou causar doenças, enfermidades e outros bens ou males,

assim como o de aliviar ou fazer pesar o fardo da vida que pende sobre as pessoas,

alterando-lhes os destinos, ( Ezequiel 13,17-23)

VI

O dom da profecia, ( Isaías 47,13), através do qual os espíritos podem apresentar revelações aos possuidores deste dom

  • §§§

Estes são os 6 dons do oculto, que conduzem ás práticas magicas do ocultismo e do misticismo.

Existem 4 praticas magicas, ( que normalmente são condenadas pelas doutrinas judaico-cristãs mais ortodoxas), e que porem aos ocultistas cristãos não passam de instrumentos espirituais de contacto com o mundo transcendental, com o mundo do espírito, e com o oculto, sendo que essas são :

As 4 práticas mágicas e ocultistas:

I

Astrologia

III

Magia , por via da feitiçaria e encantamentos

IV

Consulta aos espíritos

V

Invocação dos mortos ou de espíritos ancestrais

E porem, apesar de todas estas praticas serem reais e poderosas, eis que são Cipriano sublinha sempre que as mesmas devem sempre e em todo o momento ser usadas em função de Deus, com fé em Deus, por fé em Deus, com temor a Deus, e sempre com respeito a Deus, pois que assim diz a obra do santo são Cipriano:

«Como diz são Cipriano na sua obra secular: Rogo pois, de todo o meu coração, aos praticantes que estudem com atenção estas instruções, (…) isso, porque (…) tudo quanto fazemos é em nome de Jesus Cristo»

Obra de são Cipriano; Instruções a todos os religiosos, Pag. 36

 

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria