Tag Archives: bruxedos de amarração

Bruxaria – efeitos e sintomas da bruxaria

pactos
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Bruxaria – efeitos e sintomas da bruxaria

bruxaria3

Quando tendes uma bruxaria feita e afectando a vossa vida, então normalmente podereis sentir um ou alguns desses seguintes 33 sintomas:

SINTOMAS E EFEITOS DA BRUXARIA

1-ocorrência de problemas sistemáticos na sua vida e que persistem em vos perseguir anormalmente e sem cessar, sejam revezes, sejam contratempos, sejam imprevistos, ou seja uma inexplicável má sorte que começais sentindo que está cercando a vossa vida, e que teima em não parar de ocorrer

2- Sensação de peso no peito, ocorrência de arrotos súbitos e inexplicáveis, o seu estomago inexplicavelmente inchando, ou ocorrendo-vos afrontamentos inexplicáveis

3- Estados de acentuada irritabilidade, de revolta, ou até mesmo começardes – sem explicação –  tendo atitudes impulsivas e implausíveis, e por isso sucedendo estados reveladores de desequilíbrio e perturbação espiritual

4- Distúrbios no sono ou sonolências anormais, e que costumam ser um sinal da infestação de espíritos

5- Estados espirituais perturbados, inclusive pesadelos e sonhos intensos, (alguns recorrentes), ou completa amnésia quanto ás suas atividades oníricas, tal é o grau de intensidade das mesmas

6-um certo alheamento relativamente á vida, ou a súbita tomada de decisões quase inexplicáveis até pela própria pessoa

7- Falta anormal de interesse sexual , ou um inexplicavel mas tremendo e ávido interesse carnal

8-Ocorrencia de climas de desarmonia, intranquilidade e falta de paz na família, no trabalho ou em geral na vida da vítima

9- Ocorrência de estados psicológicos fragilizados, ou de isolamento, ou de indecisão e que teimam em fazer a pessoa cair em atitudes erráticas ou contraditórias

10- Persistência de dores de cabeça que se verifiquem não possuir qualquer explicação médica, mas que teimam em ocorrer

11-. Um estado geral de má sorte, bloqueios e impedimentos que parecem perseguir de tempos-a-tempos

12-A pessoa embruxada ou rodeada de bruxaria pode mesmo revelar comportamentos rebeldes, ou que evidenciam uma revolta mais ou menos inexplicável dirigida para aqueles com quem não se justifica essa frieza, pois que infestação de espíritos desinquietantes faz isso mesmo

13-Aparecimento insistente de más companhias que teimam em rondar a vida da pessoa embruxada, sempre cercando essa pessoa, sempre lançando tentações nessa pessoa, sempre levando-a a ir pisar e trilhar em maus caminhos, pois que espíritos desviadores adoram colocar tentações e perdições na vida de alguém infestado

14-A pessoa embruxada ou rodeada de bruxaria pode começar a manifestar uma tendência para vícios, para viver uma vida desequilibrada ou errática,  ou para ter condutas ate mesmo lascivas, luxuriosas ou de uma devassidão que não tem qualquer causa lógica mas que fazem a pessoa andar caída numa vida de instabilidade, ou ate mesmo de boémia, sem que nada justifique esses desvairados caminhos, pois que espíritos de tentação e perdição fazem isso

15- Um sentimento de frustração e desconforto que persiste em acompanhar a pessoa, pois que ela esta sendo infestada por espíritos e mesmo não tendo disso consciência, ( pois que os seus olhos não os vêem), a pessoa contudo pressente no seu intimo que algo não esta certo e acaba por manifestar condutas algo desorientadas, contraditórias, impacientes, revoltosas, indecisas, atípicas, como se a pessoa parecesse não estar totalmente «em si mesma», ou não soubesse bem o que quer, ou tanto hoje atuasse num sentido e amanha noutro, ou pareça evidenciar um estado de irritabilidade e intolerância.

16-Ocorrencia no lar de ruídos estranhos, barulhos e sons e inexplicáveis, especialmente em períodos noturnos, e mais concretamente nas horas antes e depois as 3 da madrugada.

17- Ocorrência de desaparecimentos inexplicáveis de objetos que por vezes tendem a mais tarde reaparecer sem qualquer explicação lógica

18- A pessoa embruxada ou que tem bruxaria do seu lado acabará andando com a vida aos tombos, caída por maus caminhos e sempre pisando em maus trilhos, e por isso essa pessoa andará acompanhada de más companhias e entregando-se a quem jamais lhe dará felicidade de verdade, pois que ela jamais encontrará felicidade que sempre dure nem paz duradoura, e por isso ela andará de mão em mão, perdida sem rumo certo nem bom destino, e assim ela andará como o povo de Deus andou 40 anos vagueando no deserto sem jamais encontrar bom destino.

19- Ocorrência de visões de espíritos em visões noturnas, ou a nítida sensação da presença deles junto de si mesmo que ninguém esteja consigo. Muitas das vezes tais presenças vão-se fazer sentir em períodos noturnos, durante os quais se tem a sensação de estar alguém observando-vos, e em casos mais extremos ter a sensação de estar alguém fazendo peso em cima do seu corpo

20- Ocorrência de estados obsessivos para com uma coisa ou uma pessoa, e que parece perseguir o seu pensamento obcessivamente, implausivelmente impulsionando-vos compulsivamente para uma coisa ou uma pessoa mesmo apesar de todo o bom senso aconselhar a largar esse assunto e a seguir em frente com a tua vida na paz e na normalidade; não existe maior castigo nem inferno que ficar a viver e reviver uma situação impossível, e por isso espíritos obsessores adoram infestar alguém com uma obsessão, assim causando nela um verdeiro inferno pessoal e emocional da qual essa pessoa não se consegue livrar nem ultrapassar, que é como colocar a vida de alguém girando como um disco riscado girando infindavelmente em volta de uma obsessão da qual não existe saída

21-Avistamento inexplicado de vultos – muitas vezes pelo canto do seu olho – e que vos parecem rondar e observar; também sensação momentânea de frio ou calor que ocorre inexplicavelmente, sendo que essas alterações de temperatura podem ocorrer seja no próprio corpo, ( com sensação inesperada ou de arrepios, ou calores implausíveis ), ou alterações de temperatura inesperadas num certo local.

22- Infestações anormais e súbitas de bichos no lar, no estabelecimento ou em locais que você frequenta, na forma de insetos ou repteis

23- Animais que sem explicação parecem seguir-vos e olhar-vos com grande interesse, ou ate mesmo animais que implausivelmente se mostram agressivos para consigo

24- Aparecimento inexplicáveis de animais no seu caminho, como:  cães, gatos, cavalos, serpentes, pombas, mochos, aranhas, moscas, corujas, lagartos, abelhas, vermes, insetos, etc

25- Equipamentos eletrónicos se comportando estranhamente á sua volta, ou equipamentos eletrónicos agindo estranho ou avariando-se sem motivo aparente. Tudo ocorre desde lâmpadas apagando e acedendo ou avariando sem explicação, ate maquinas que você tem no lar ou no trabalho que começam falhando, a agir estranho, a avariar-se, etc

26- Animais de estimação que você gosta começarem adoecendo, perdendo o apetite, agindo estranhamente, ou ate mesmo definhando e falecendo sem explicação logica

27- Ocorrência anormal de acidentes – pequenos ou grandes – que teimam em suceder á sua volta, desde copos ou pratos quebrando, carros avariando ou batendo, etc

28- Ocorrência inexplicável de súbitas mudanças de temperatura no local onde voce se encontra, ou ate mesmo na sua própria temperatura corporal, e que depois desaparecem tão inexplicavelmente como vieram

29- Ocorrência sem explicação medica de dores nas costas, de dores musculares, de dores ciáticas, de dores ósseas, como se você estivesse carregando um peso invisível em cima de si, ou dentro de si.

30- Ouvir vozes de pessoas quando não há ninguém á sua volta falando consigo, ou a sensação de ter alguém murmurando pensamentos no seu pensamento

31- Sentir odores sem explicação, sejam eles cheiros florais e agradáveis ou cheiros nauseabundos, e porem que não tem explicação para estarem ocorrendo

33-Ocorrência sistemática e sem explicação médica de uma sensação de angústia que teima em perseguir a sua vida, e que normalmente decorre da sua alma poder encontrar-se sob influência de uma maldição ou malefício.

Resumindo:

todos esses sintomas podem suceder, ou ate mesmo podem não ocorrer nenhum sintoma visível desses, pois que bruxaria é fenómeno do espirito que infesta espiritualmente no seu espirito, e por isso a bruxaria pode lá estar infestando e atuando no seu espirito sem os seus olhos verem coisa alguma senão até ser tarde demais.

Então:

tudo isso são coisas que apenas a sua sensibilidade pode detetar, e por isso:

simplesmente já estardes a suspeitar de bruxaria,  muitas das vezes já é um sintoma de bruxaria, pois o seu espirito pode ver aquilo que os seus olhos não conseguem ver, e por isso ele vai-vos avisar dessa forma inconsciente.

Então:

Nesse caso procurai rápidamente um bruxo ou bruxa que vos possam ajudar.

 

Encomendar um verdadeiro trabalho de bruxaria?

Fazer uma verdadeira limpeza espiritual?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

magia, trabalhos de magia – o que é?

magis
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

magia, trabalhos de magia – o que é?

caldeirao

a palavra magia provém do persa magi ou magus, e que significa sábio.

Os magos eram os sacerdotes da religião persa. A vestimenta religiosa desses sacerdotes consistia de longos mantos escuros decorados com astros – os magos eram também astrólogos –  assim como chapéus pontiagudos, sendo que eles usavam também uma vara ou bastão.

Assim sendo:

foi por esse motivo que essa  ancestral imagem que acabou perdurar ao longo dos milénios na memoria colectiva  dos povos, e por isso acabou nos dias de hoje por retratar a clássica imagem das vestimentas de bruxos e bruxas, de feiticeiros e feiticeiras.

O sacerdotes magos eram uma casta eclesiástica hereditária, o que também muito contribuiu para a crença que ser feiticeiro e feiticeira é um ofício hereditário.

Entre os mais famosos magos da história contam-se Merlim da lenda medieval do rei Artur, assim como os três magos que visitaram e abençoaram Jesus no momento da sua nascença.

Isto explicado:

O que é magia ?

ou seja:

o que dizia são Cipriano sobre a magia?

se há coisa que são Cipriano ensinou é que a magia, é uma ciência de profunda sabedoria e imenso estudo, pois que são Cipriano viajou por 30 anos, ( desde o Egipto á Babilónia),  sempre a procurar instruir-se em todos os saberes e conhecimentos que conseguiu encontrar no reino das artes magicas.

Pois por isso mesmo,  assim se pode ler na obra de são Cipriano:

«(…) os manuscritos que ele escrevera e os apontamentos da bruxa Èvora, botou-os no fundo da sua grande arca, (…) Os manuscritos de S. Cipriano e os apontamentos da Bruxa Évora que foram encontrados na sua velha arca, foram levados para Roma e arquivados na Biblioteca do Vaticano. Estes preciosos documentos estão em língua hebraica, os quais foram traduzidos por grande sábios, tirando deles grandes proveitos para bem da humanidade»

Obra e vida de S. Cipriano, extraída do Flos Sanctorum, Pag 22, 25

Pois então:

Depois de passar três décadas procurando sabedoria oculta e estudando nos mistérios do oculto, eis que são Cipriano tudo escreveu e deixou num legado de ensinamentos místicos que comprova que magia, bruxaria e feitiçaria não são algo para ser encarado de ânimo leve, motivo pelo qual os leigos e os desconhecedores não devem ir mexer naquilo que desconhecem, para não acabarem por sofrer consequências nefastas e negativas.

Pois por isso mesmo, olha que assim está escrito na obra de são Cipriano:

Cipriano, propositadamente, tornava as suas mágicas bem difíceis de preparar, a fim de evitar que caíssem na mão de pessoas ignorantes, ou mal-intencionadas

Obra e vida de são Cipriano extraída conforme os ancestrais escritos históricos do Flos Sanctorum, Pag 48

Pois assim se sabe:

são Cipriano , ( tal como Da Vinci, o génio renascentista), escreveu a sua obra através de parábolas codificadas para que os leigos que lessem a sua obra nada dela entendessem, e porem os iniciados que lessem o texto do seu ensinamento soubessem e compreendessem aquilo que lá está oculto.

Pois por isso, olhai:

Quando estais a ler a obra de são Cipriano, tomai cuidado para não levar «á letra» tudo aquilo que ali está escrito, pois que a maioria daquilo que você está la ler não passam de codificações encriptadas, que foram assim escritas para que quem não entende fique a pensar uma coisa, e porem quem entende consiga acessar ao ensinamento oculto do santo, pois que são Cipriano sempre tomou todas as precauções para que os seus mais ocultos ensinamentos jamais fossem cai nas mãos erradas!, ou seja: nas mãos de leigos!

Assim fez são Cipriano, para que os seus ensinamentos ocultos jamais fossem praticados por pessoas desconhecedoras, pois que são saberes poderosos e que não devem jamais ser lidados por quem não esteja preparado, pois que grandes males poderiam advir tanto para o leigo desconhecedor  como para outros.

Assim dito.

Sobre magia, olha que assim se pode ler na obra de são Cipriano:

a magia é a arte de submeter as POTENCIAS DA NATUREZA á vontade humana. Entre essas potências há entidades invisíveis, espíritos, génios, evocados mediante fórmulas, orações, encantamentos, talismãs pentáculos, filtros e agentes naturais. (…) a arte da magia tem de se apoiar na ciência ou no conhecimento não somente da natureza das entidades, como também das PROPRIEDADES DOS ELEMENTOS NATURAIS.

Obra de são Cipriano, capitulo Magia, Pag 222

Assim se sabe:

são Cipriano professava que a natureza está repleta de espíritos e forças espirituais que respondem á sua invocação através de certas fórmulas e elementos naturais.

Por isso:

são Cipriano não considerava a magia algo de maligno, mas sim entendia a magia como algo tao natural quanto a ciência, ou seja:

se a ciência tenta manipular as leis da física e da química que existem na natureza, pois a magia tenta manipular as energias, as entidades e as forças espirituais existentes na natureza.

Pois por isso, assim se pode ler na obra de são Cipriano:

Os bruxedos (…) na sua forma mais pura, é uma tentativa de CONTROLAR A NATUREZA e fazer aparecer espíritos benignos e malignos

Obra de são Cipriano, capitulo Os bruxedos no tempo de são Cipriano, pag 41

Pois assim diz o saber de são Cipriano:

toda a natureza e todo o universo é composto de uma parte material, assim como é também composto de uma outra parte espiritual, sendo que ambas essas realidades coabitam e coexistem lado e lado na natureza.

Veja também: magia e os elementos da natureza

Pois então:

Os espíritos e as energias espirituais existem na natureza, e a magia faz uso dessas entidades, dessas energias e dessas forças espiritais que habitam na natureza em nossa redor, a fim de invocando-as então as fazer operar em nosso favor.

Resumindo:

a Magia é na verdade uma prática espiritual e religiosa, sendo que é uma crença na terra e nos poderes espirituais que residem no universo e na natureza.

a Magia professa que todo o universo tem todo um lado que é a natureza física e palpável que podemos ver e sentir, assim como também possui um lado invisível e intangível que é o lado espiritual, um outro lado de energias astrais, de forças mágicas e de entidades espirituais que coabitam e e habitam em todas as coisas da natureza.

Pois então:

a Magia é justamente o direccionamento dessas forças astrais e energias espirituais da natureza, movendo-as para um determinado fim.

Existem diversos exemplos de como isso é uma realidade, senão olhai:

medicina oriental – chinesa, japonesa – é uma medicina reconhecida pela medicina cientifica ocidental.

Pois então:

a medicina oriental defende que todos os seres emanam e absorvem energias vitais que existem no universo, sendo que através da aplicação de certos métodos – como a aplicação de agulhas em meridianos energéticos de um corpo humano – é possível reequilibrar as energias desse mesmo corpo humano, ou ate mesmo atrair energia positiva e expulsar energia negativa.

Da mesma forma:

Considera-se em certas filosofias orientais que a terra é um corpo vivo – conforme o corpo humano –  e que a terra possui determinados pontos ou meridianos energéticos, sendo que se diz as antigas civilizações construíram menires, templos e locais de práticas magicas nesses locais que são pontos terrenos onde vibrações astrais efluentes energéticos emanam, potenciando a prática de atos mágicos e espirituais.

Pois por isso mesmo:

Muitos afirmam – justamente por isso – que certos locais onde ocorrem muitos milagres, não são senão locais terrenos ondem existem pontos energéticos espirituais onde ali se conjugando a vibração da  de muitas pessoas no mesmo momento, então isso acaba potenciando efeitos que são os mesmos que aqueles operados pela magia.

Então:

esses assuntos não se tratam de crendices nem se superstições, mas antes são fenómenos naturais e sobrenaturais que o ser humano vem observando ao longo dos seculos, e que a humanidade tem vindo a estudar e a constatar á milhares de anos, e que mesmo hoje em dia a ciência não conseguiu desmentir, pois que:

ao contrario daquilo que se pensa, ainda hoje – em pleno sec XXI – há imensos cientistas, médicos e todo tipo de doutores a recorrer de trabalhos de magia!

Sabia disso?

Voltando aos fenómenos espirituais e da magia:

Olhai o exemplo do mau-olhado, do enguiço e do quebranto.

Em que consistem, todos esses fenómenos?

Na verdade, mau-olhado, enguiço e quebranto acaba tendo a mesma força que um feitiço, pois é uma energia direcionada que é tremendamente negativa e bloqueadora, e  que alguém – intencionalmente ou não –  lança a uma pessoa, oua uma família, ou a um estabelecimento, ou a um lar, ou a um objeto, e que infestando-se então vai morbidamente corroer essa vitima como o ácido corrói um metal…até o desfazer.

Então:

a magia funciona segundo esse mesmo princípio, tentando apelar, manipular e direcionar as energias astrais e forças espirituais que estão em todas as coisas do universo, canalizando-as para operar uma certa transformação.

Cuidai porem, para que não haja confusões:

a magia não é ilusionismo, ou seja, não se trata de tirar coelhos de cartolas, nem fazer truques com cartas.

a Magia é uma ciência oculta que lida com as forças astrais do universo e com as energias espirituais da natureza, da mesma forma que a física quântica lida com as partículas e energias subatómicas da natureza e do universo, e que sendo algo que os vossos olhos não podem ver… porem existe e é real.

Assim sendo:

O mago praticante de magia crê que todo o universo está impregnado de energias divinas, de entidades espirituais e de vibrações astrais, e que tudo isso são forças invisíveis mas reais com as quais é possível lidar tendo o conhecimento oculto e místico adequado.

Por isso:

Os magos sabem que em toda a natureza tangível – desde o mais pequeno grão de areia á maior montanha – tudo está impregnado dessa força divina intangível, espiritual e celestial.

Assim sendo:

Toda a vida está impregnada de energia espiritual que nos rodeia, que nos envolve, e que mantém o universo seguindo o seu caminho.

Por isso:

é a essa força astral e ás entidades espirituais da natureza, que os magos  dedicam a sua veneração, o seu estudo e a suas ocultas artes.

È reconhecido que as mais poderosas magias são a magia negra, e a magia de sangue.

 

Estais a procurar por um verdadeiro trabalho de magia ?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia – Cuidados a ter com magia e trabalhos de magia

magia de sangue3
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia – Cuidados a ter com magia e trabalhos de magia

amarracao-cartas-tarot-666

por vezes alguém pergunta-nos:

«será que posso fazer esse ritual em casa fazendo eu mesmo? Vocês me ensinam como fazer?»

A isso, respondemos sempre:

«Estando vós a sofrer uma grave doença do coração, e tendo de fazer uma operação ao seu coração… vós iríeis perguntar ao cirurgião cardiologista: «Sr. doutor, será que me poderia ensinar medicina?, e será que posso fazer essa operação ao meu coração lá em casa?, fazendo eu mesma a cirurgia?»

Então:

Isso não faz qualquer tipo de sentido, não é verdade?

Olhai:

Não brinca com assuntos sérios, pois nenhum medico irá ensinar-vos as suas décadas de anos de estudos e de experiência em breves minutos, e ainda menos nenhum medico irá dizer-vos para vos irdes operar a vós mesmos lá na sua casa, pois é certo que falecereis fazendo um disparate desses, ok?

Da mesma forma:

Com a magia passa-se o mesmo!, pois a magia é um assunto serio que lida com forças e entidades espirituais portentosas, e por isso não é uma algo que deva ser lidado senão por quem já tem anos de estudo, por quem já foi iniciado nas artes do oculto, por quem recebeu dom de lidar nos mistérios do espirito, e por quem foi escolhido por uma entidade para comunicar e lidar no mundo dos espíritos.

Pois por isso mesmo, assim se pode ler na obra de são Cipriano:

Todos os grandes magos, inclusive Jesus, o Cristo, ocultavam a verdade sob parábolas  (…) faziam-no prepositadamente e, por isso, Jesus costumava dizer: «ouçam os que tem ouvido para ouvir», isto é, «entendam-me os que tem capacidade para entender», pois que os outros não devem mexer com o que desconhecem

Obra e vida de são Cipriano extraída conforme os ancestrais escritos históricos do Flos Sanctorum, capitulo Trabalhos de Magia de são Cipriano, Pag 35

Pois assim se sabe:

são Cipriano escreveu a sua obra em termos codificados para que os leigos que lessem a sua obra nada dela entendessem, e porem os iniciados que lessem o seu ensinamento soubessem aquilo que lá está falado ocultamente.

Pois por isso:

são Cipriano sempre tomou todas as precauções para que os seus mais ocultos ensinamentos jamais fossem cair nas mãos de leigos nem desconhecedores, para que os seus ensinamentos mágicos jamais fossem praticados por pessoas desconhecedoras, pois que são saberes portentosos e que não devem jamais ser lidados por quem não esteja preparado, pois que grandes males poderiam advir tanto para o leigo desconhecedor  como para outros.

Então:

quando estais a ler uma obra de são Cipriano, não devereis jamais levar tudo aquilo que estais a ler  «á letra», pois há imensa coisa nos escritos de são Cipriano que são códigos encriptados e codificados, e isso foi assim feito justamente para que apenas aqueles que sabem então leiam aquilo que verdadeiramente ali está dito, e porem aqueles que desconhecem então se percam e não entendam coisa alguma.

Então:

Olhai por exemplo, que são Cipriano assim ensinou, pois que assim está escrito na obra de são Cipriano:

Pode-se mandar os espíritos tentar qualquer pessoa de quem desejamos qualquer coisa (…)

é preciso que se note que não pode ir com o conjurador mais que duas pessoas; e não se pode fazer esta conjuração senão de noite das onze horas ate ás duas horas , e em lugares solitários..

Além disso, o conjurador deverá ir vestido de preto e nenhum dos circunstantes deverá levar sinais sagrados

Grande conjuração de magia negra,  Pag 331-332

Pois assim se sabe:

sobre qualquer pessoa que se deseje, podem espíritos ser ordenados a descer para ali intentarem e influenciarem seja porque meio for ate fazer uma pessoa ceder em qualquer coisa, sendo que os espíritos ali ficarão descidos ate que essa pessoa vá ceder, e sendo que enquanto ela não ceder então espíritos ali empreenderão nessa demanda ate que assim seja.

E porem:

uma tal conjuração deve obedecer a estritos preceitos que não podem jamais ser lidados com leveza nem descuido, pois que tal ato acabaria virando o feitiço contra o aprendiz de feiticeiro.

Olhai por isso:

Conforme existem essas regras que foram acima brevemente expostas, pois também existem uma multidão de muitas centenas e milhares de outros mandamentos e regras que todos os leigos desconhecem, e cuja a sabedoria requer anos e anos de estudo para dominar, e que por isso acabará sempre por levar ao leigo desconhecedor que vai mexer naquilo que desconhece… acabar por colher moléstias e fatalidades ao invés de alcançar a satisfação que desejava!

Por isso:

se sois leigos ou desconhecedores dos profundos e ocultos segredos místicos, então não useis de trabalhos de magia pelas vossas próprias mãos, mas antes entreguai o vosso assunto nas mãos de quem sabe aquilo que está a fazer, pois quando não… acabareis apenas colhendo o inverso daquilo que estáveis a querar alcançar!

Assim sendo:

Quando for para recorrerdes de trabalhos de magia a serio, então consultai e entregai o vosso assunto a magos, feiticeiros, bruxos e bruxas que sabem aquilo que estão a fazer.

Quereis encomendar um trabalho de magia?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia negra de são Cipriano

são Cipriano - o mago dos magos
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia negra de são Cipriano

Magia negra conforme são Cipriano a ensinou

BRUXOS - O QUE SÃO BRUXOS2

Quando o amor que se sente por uma pessoa não é correspondido, então experimenta-se um tremendo tormento.
Nesses casos, é urgente conquistar a pessoa desejada, e nesse empreendimento a magia de amor, a amarração amorosa e os feitiços de amor feitos por magia negra podem ajudar com portentosos frutos.
Porem cuidado:
com a magia negra não se pode ser frívolo, nem usar de mágicas para coisa fúteis nem efémeras, e ainda menos ir usar de magia sem acreditar ou apenas por curiosidade.
Espíritos e energias mágicas detestam brincadeira, destestam descrenças, detestam desdém, detestam que delas se recorra por troça ou apenas para se fazer experiências.
Da mesma forma:
espíritos e forças espirituais não toleram quem usa de magia e depois não segue com rigor as instruções que eles orientam, pois quando estais pisar num caminho de magia… então estareis a caminhar por um trilho estreito e fora do qual habitam todo o tipo de perigos, e por isso:
Desviando-vos para fora do trilho que as entidades vos mandarem trilhar, então podereis cair num abismo de aflições e efeitos indesejáveis ou contrapriducentes!

Por isso:

cuidado ao usardes de magia negra, pois em cada ritual de magia movem-se energias poderosas e temíveis que uma vez acionadas e despertas são impossíveis de controlar e imprevisíveis no seu modo de atuar.

Isto dito:

Sobre magia negra conforme são Cipriano ensinou, assim está descrito nos seus escritos:

Na prática de magia negra o segredo é essencial.

Há instruções explícitas de que não deve haver risco de interferência durante cerimónias, uma vez que isso poderá por em risco os praticantes.

Se os ritos foram executados em algum ponto solitário ou em uma casa solitária, isso é bom, pois acredita-se que  os espíritos invocados atendem com mais facilidade se conjurados em campo aberto ou lugares solitários.

A maioria dos estudiosos de magia negra acentuam a necessidade do praticante se fazer assistir por assistentes, sendo porem que esses não se devem jamais entregar ao pânico no decorrer dos ritos.

As suas roupas e utensílios são devidamente descritos nos livros negros dos bruxos, e são:

As vestimentas devem ser negras; o linho é recomendado, por suas qualidades para a mágica; as peles também são recomendadas por causa da sua influência em Saturno, assim, como pelas qualidades mágicas das partículas desses animais.

Nas vestes devem estar gravados os símbolos da Lua, de Vénus e de Saturno, pois a esses corpos celestes se deve as forças e energias da magia.

As vestes do bruxo ou da bruxa devem ter uma cor adequada ao propósito da magia que se vai realizar, ou seja:

Se a cerimónia é realizada para trazer desgraça a alguém, então as vestimentas do bruxo devem ser da cor negra. Se a cerimónia é para fins de vingança, então as vestes do bruxo devem ser da cor de sangue. Para trabalhar com sexo e magia, as vestes do bruxo devem ser de azul-celeste.  Se a cerimonia é para oficiar pactos para riquezas, entao a veste do bruxo deve ser de verde-esmeralda.

Por debaixo das vestes, o bruxo e bruxa deve estar em perfeita nudez, pois que em ponto mais avançado dos rituais a nudez será requerida pelo espíritos ou demónios quando eles descerem a este mundo e se manifestarem diante dos praticantes das negras feitiçarias, pois que esses espíritos exigirão a nudez do bruxo ou da bruxa.

pentagrama deve sempre ser usado pelo bruxo, e o símbolo do pentagrama deve sempre gesticulado antes e depois de se oficiar o ritual, conforme também os padres gesticulam o símbolo da cruz antes e depois de oficiarem os seus ofícios.

Velhos pergaminhos sobre o assunto de magia negra indicam que há certos dias da semana apropriados a cada tipo de ritual e ás diferentes formas de magia negra, ou seja:

Sábado para a magia negra em geral, terça-feira para lidar em desgraças, e sexta-feira para assuntos de amor e sexo.

O bruxo a bruxa deve fazer-se acompanhar do seu livro negro ou grimorio negro, por forma a dele ler encantações e a ao livro recorrer para orientar as cerimonias conforme o padre usa da bíblia para orientar a eucaristia.

Certas tradições mágicas – nem todas – afirmam que devem ser sacrificados animais para melhor conjurar e agradar aos espíritos, sendo que se devem nesse caso sacrificar animais brancos para espíritos bons e animais negros para espíritos maus.

Deve ser feito um círculo no chão, e traçado um triângulo dentro do círculo. Esse chama-se o círculo mágico, ou o círculo do terror.

Uns desenham esse círculo com giz de pó mágico, outros com sal consagrado, outros com tinta de sangue, outros com gordura de animal seis semanas antes sacrificado.

Na base do triângulo devem-se desenhar duas cruzes e no meio dela escreve-se o nome de Jesus, para que assim não se corra o risco de ser ferido por espíritos mais revoltosos e indomáveis.

Durante o ritual de magia negra não se deve jamais ligar nem temer diante de barulhos que vão ocorrer, nem de sobras, nem cheiros, nem aparições, nem assombrações, nem de vozes do alem ou sons demoníacos, nem movimentações inexplicáveis que são ocorrer, ate mesmo de objetos movendo-se sozinhos, de luzes falhando, de animais ou insetos aparecerem para amedrontar. Podem no decorrer dos negros rituais ocorrer também mudanças inexplicáveis de temperatura que tanto pode descer para um frio inexplicável como aumentar para um calor implausível. Diante de tantos e ainda mais aterradores eventos nunca se pode vacilar, pois o custo seria fatal.

Velas de cera virgem devem estar queimando em certos pontos do círculo, e é dentro do círculo que o bruxo deve permanecer durante o ritual, jamais o abandonando enquanto o feitiço estiver sendo oficiado.

Dentro do círculo e diante do bruxo deve estar o caldeirão aquecido sobre fogo ardendo de madeiras apropriadas para o feitiço que se está celebrando. Nesses rituais de magia negra deve-se usar de:

Pinho para os espíritos de Saturnocarvalho para os espíritos de Júpitercedro para os espíritos de Martelouropara os espíritos do Solmirta para os espíritos de Venus,avelã para os espíritos de Mercúriosalgueiro para os espíritos da Lua.

Dentro do caldeirão deverão estar sendo ardidas poções de ervas apropriadas aos fins da magia negra que se está preparando, e os odores dessas fórmulas borbulhando e ardendo no caldeirão devem encher livremente o ar.

Devem acompanhar o bruxo pregos de caixão, whiskey para libações aos espíritos,incensos adequados, assim como o bastão do bruxo e a adaga do bruxo.

Antes de entrar no círculo magico ou círculo do terror, o bruxo deve tomar um copo deágua vinda de fontes puras, e depois invocando os seus espíritos guias para que desçam e acompanhem em todo o procedimento magico.

No dia antes da prática de magia negra, o feiticeiro deve abster-se de comer carne e de beber bebidas fermentadas.

No caso de haver sacrifício de animais, os animais devem ser virgens, pois são os que mais agradam aos espíritos. Quando o sacrifico é de quadrupedes ou pássaros, deve-se antes dizer: CAMIACH, EOMIAHE, EMIAL, MAOBAL, EMOII, ZAZEAN, MAIPHIAT, TENDAC, VULMAHI;  por meio destas entidades, o sacrifício será aceite pelas ocultas forças de magia negra.

Quando o sacrifício for oferecido, deve-se orar a Jesus Cristo pedindo proteção, deve-se oferendar uma hóstia consagrada, e deve-se depois dizer: «livrai-nos, Ò Príncipe, do medo e do inferno. Não deixeis que os demónios destruam a minha alma, quando tiver de os comandar na execução dos meus desejos. Permiti que os espíritos invocados sejam obedientes quando lhes impuser a minha vontade, e ao serem invocados do inferno ou do mundo das sombras.»

A isto se chama o Oficio dos Mortos, e é neste momento que sangue sacrificial será derramado, assim se falando: «Cordeiro imolado, sejais vós um pilar de força contra os maus espíritos, cordeiro sacrificado, dê poder sobre o Poder das Trevas». A palavra VELLUS será escrita com o sangue do animal, assim como diversos símbolos ocultos deverão também ser pintados no chão do interior do círculo magica.

Daí em diante, começam os infernais rituais negros de magia negra, os quais são do conhecimento apenas dos mais sabedores bruxos e bruxas.

Em resumo:

Estes são apenas alguns dos muitos e complexos procedimentos mágicos que devem ser oficiados na execução de rituais de magia negra.

Outras fórmulas de convocação de espíritos de mortos ou ate mesmo demónios podem ser encontradas em tratados de magia negra, nomeadamente «A grande Clavícula».

Quereis encomendar um verdadeiro trabalho de magia?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Os 4 elementos e a magia

Astrologia e cabala hebraica2
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Os 4 elementos e a magia

Vamos falar um pouco sobre os elementos da natureza e a magia, pois há sempre muita coisa para revelar a partir das coisas aparentemente mais simples.

Por isso:

se considerarmos a ciência,( ou a ciência física e química deste mundo),  então crê-se que os elementos da natureza são 4, e eles ao: água, terra, mar e ar.

Já se considerarmos a magia, ( ou a ciência oculta do reino dos espíritos), então crê-se que os elementos da natureza são 5, e eles são 4 elementos físicos – água, terra, mar  ar – assim como um 5º elemento metafisico, que é:  o espírito.

Vamos por isso analisar a relevância – para a magia – dos 4 elementos físicos da natureza, (água, terra, mar e água)

Assim sendo:

A água e a magia

A água é o primordial berço da vida!

Das águas – e no caldo primordial – ocorreu a primeira centelha de vida física neste mundo, e porem também da água provém a capacidade da maior devastação.

Por isso:

a água é um elemento primordial a ser considerado com a maior importância nos trabalhos de magia.

Observemos a água aplicada aos estudos ocultos:

Água do mar – ideal para ser usada em trabalhos de amarrações amorosas, para conseguir empréstimos, para conquistar amantes, para vencer um rival, etc

Água da chuva – adequada e muito poderosa quando usada em trabalhos de magia para saúde

Água do rio – a água de rio que desemboca no mar serve para destruir e desfazer feitiços e bruxarias!; aquela água do rio que cruza com um outro rio, serve para afastar maus espíritos e desvia-los do seu caminho para bem longe de si; aquela água do rio que sai da nascente, é adequada para assuntos de fertilidade, de nascimentos, e também em certos assuntos de prosperidade.

Água do lago – a água do lago é particularmente poderosa para trabalhos de magia para destruir o amor, pois estagna o amor conforme essas águas são águas estagnadas e paradas numa certa bacia hidrográfica.

A terra e a magia

A terra tudo dá!, e tudo sepulta!

Por isso:

é na terra que deve ser enterrado um trabalho de magia, fazendo-o como quem ou semeia ou sepulta algo, dependentemente da finalidade a que se destina o trabalho.

Assim sendo:

se o trabalho  de magia é para fazer algo nascer ou florescer, então semeia-se na terra o trabalho de magia;

Por outro lado:

já se o trabalho é para fazer morrer ou definhar algo, então sepulta-se o trabalho de magia na terra.

Varios tipos de terra adequam-se a diferentes tipos de trabalhos de magia, como por exemplo:

A terra das encruzilhadas, assim como a terra do cemitério, ( e toda a terra ou solo sagrado), é extremamente poderosa para apelar a poderosas forças espirituais em qualquer tipo de trabalho.

Já a areia das praias é propensa a potenciar trabalhos de limpeza espiritual.

A terra junto aos lagos ou pantanais, é aplicável a fazerem-se trabalhos de magia para estagnar caminhos ou amores.

A terra que está em locais ermos e elevados nas montanhas, é carregada de propriedades invocatórias de espíritos, pelo que meditações e orações ali feitas ganham um especial peso.

O fogo e a magia

o fogo é energia pura e dura!

O fogo aquece e nutre com calor, permitindo a vida; porem o fogo também destrói e reduz a cinzas.

O fogo quando arde é energia pura, é energia consumindo a matéria e libertando mais energia.

Por isso:

o fogo deve ser usado como meio de transmissão de energias ao mundo espiritual.

Tudo aquilo que for ardido no fogo conforme os preceitos e saberes de um processo místico, será emanado e elevado ao mundo dos espíritos, e por isso:

aquilo que for pelo fogo pedido, será aos espíritos elevado e por eles escutado.

Assim sendo:

substancias, alimentos ou bebidas  que são ardidas no fogo exalaram odores invocatórios e elevam frequências espirituais; Pedidos ardidos no fogo e orados, são como vibrações espirituais que transcendem para a dimensão sobrenatural dos espíritos.

Na magia o elemento do fogo por ser usado de 3 formas:

velas

incensos

holocaustos

Vejamos:

Holocaustos são um procedimento místico através do qual se ardem no fogo oferendas alimentícias ou bebidas, como forma de fazer essas oferendas chegarem aos espíritos.

Também se usa do elemento fogo na magia ardendo-se incensos com certas propriedades místicas, por forma a fazer emanar apelos de energias e forças espirituais.

O mesmo se passa com as velas e as cores das velas que se ardem.

O ar e a magia

Sobre o ar e a magia, assim explicamos:

na atmosfera reside o oxigénio, que é fonte da vida.

No ar e pelo ar também ondulam as frequências magnéticas, as radiações do sol, as vibrações da lua, as cargas radioactivas, etc.

Pelo ar voam os pássaros, assim como viaja o som e as demais ondas de luz.

Por isso:

o ar tem uma importância vital para o espirito, pois sendo um elemento tao etéreo, é para o espirito mais fácil nele vaguear, e ate mesmo operar manifestações subtis, como através do vento ou do frio, pois é sabido que quando os espíritos se manifestam, regista-se sempre uma descida na temperatura do ar.

Com o ar o fogo arde, mas sem o ar não há combustão de fogo. Assim sendo: a are é um elemento altamente associável ao fogo em rituais de magia.
Por tudo isso:

o ar está repleto de energias, de vibrações, de ondas e frequências etéreas, e é pelo ar que se podem manipular alguns fortes poderes espirituais.

em resumo:

pentagrama

o pentagrama !!

o que é que representa o pentagrama?

Ao contrário daquilo que se pensa, não é um símbolo demoníaco – conforme os ignorantes afirmam! – mas sim é um símbolo magico em cujas as 5 pontas do pentagrama representam estes 4 elementos da natureza, ao que se une o espirito!, que é o quinto elemento da natureza, em tudo presente e porem em tudo invisível e intocável!, e por isso:

é pelos 4 elementos da natureza que é possível fazer ponte e comunicar com o espirito, assim como é através dos 4 elementos da natureza que o espirito desce e manifesta-se neste mundo,  e é por ultimo o espirito que habita a reside – invisivelmente e intangivelmente – em toda a natureza, e nos 4 elementos.

Quereis um verdadeiro trabalho de magia?

Quereis uma verdadeira amarraçao amorosa?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia negra

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

 

trabalho-de-amarracao

amarraçõesamarraçãoamarrações amorosas , amarrações de magia negramagia negramissas negrasbruxosbruxos sériosbruxobruxos em Portugalbruxariabruxariasfeitiçostrabalhos de bruxariatrabalhos de magiatrabalhos de magia negra

altar de são Cipriano e bruxa Èvora: magia negra, trabalhos de magia negra, trabalhos de magia, trabalhos de amarração, bruxaria, bruxarias, bruxarias de magia negra, bruxarias de amarração, bruxedos, bruxas, bruxa, bruxos, bruxo, feitiços, bruxos em Portugal, bruxos sérios, bruxas em Portugal, bruxaria em Portugal, amarração, amarrações, amarrações amorosas, missas negras, bruxaria luciferiana, bruxaria satânica, bruxas e demónios,

Magia negra

 magia negra, trabalhos de magia negra, rituais de magia negra, maldiçoes de magia negra, feitiços de magia negra, bruxaria de magia negra, encantamentos de magia negra

Magia negra

MAGIA NEGRA, GOETIA, ARS GEOTIA 

Goetia ou “Ars Goetia” – a magia negra – é uma ciência oculta que provem dos ensinamentos que Deus passou ao rei Salomão, e através da qual o Senhor concedeu a Salomão a sabedoria que permite invocar tanto anjos como demónios e todo o tipo de espíritos. Dessa forma o rei Salomão erigiu o maior reinado de todos os tempos na história do povo judeu. A arte da Goetia tem por fundamento basilar os conhecimentos secretos da kabalah hebraica, outro conhecimento oculto que Deus também concedeu não apenas a Salomão, como também a Moisés. Como assim se pode comprovar, magia negra ou Goetia é uma ciência oculta relacionada com as tradições misticas hebraicas, que falam de Deus e do poder que Deus concedeu para operar no domínio das invocações aos espíritos.

Na doutrina espiritual e mística do «caminho dos santos», o fenómeno espiritual a que vulgarmente se chama «magia negra», não passa senão da invocação das maldições de Deus, (maldições essas intercedidas através de um santo de Deus, e apelando a poderosos espíritos que estão sob autoridade do Senhor e ao seu serviço), para neste mundo gerar um certo efeito e um favorecer um certo fim. Assim, ao passo que a magia branca, consiste na invocação das bênçãos de Deus através de um santo de Deus, já a magia negra consiste na invocação das maldições de deus através de um santo de Deus.

Até jesus amaldiçoou uma figueira, assim demonstrando que a Deus não cabe apenas gerar bênçãos mas também gerar maldiçoes, pois que Deus é Senhor de todas essas coisas do espirito ( Marcos 11,12-14;20-25) Até o profeta Eliseu lançou a maldição das 2 ursas (2 Reis 2,24)

Até Moisés lançou uma maldição de 10 pragas sobre o faraó do Egipto. Deus – Ele mesmo – ordenou que se lançassem bênçãos a uns e maldiçoes a outros (Deuteronómio 11,29) Deus – Ele mesmo – nos seus mandamentos decretou que os sacerdotes não lançassem apenas bênçãos mas também as maldiçoes (Números 5,23;29-30)

Então:

Magia negra é justamente isso, que é conjurar as maldiçoes de Deus, ao passo que a magia branca é conjurar as bênçãos de Deus, e tudo isso decorre da Palavra de Deus conforme descrita na Sagrada Escritura

E como funciona a magia negra, ou esse apelo ás maldições de Deus, conforme professado na doutrina do caminho dos santos?

Pois para entende-lo, então observe-se que as escrituras revelam:

Certo dia, os anjos apresentaram-se a Deus, e entre eles foi também Satã

Job 1,6

Desta forma se sabe que Deus é senhor de todas as coisas, e que sob a sua autoridade estão não apenas anjos, mas também demónios, e que essas forças podem por isso ser invocadas em nome do Senhor com grande poder e terríveis efeitos, sendo que no caminho dos santos a isso se chama de ….

Magia negra.

Nas escrituras está revelado que enviou Deus espíritos maus se apossaram do rei Saul para o fragilizar e vencer, assim como ali está revelado que a mando de Deus espíritos maus levaram o rei Acab á derrota e á morte, assim como também está revelado que a mando de Deus espíritos mausgeraram discórdias junto de Abimeleque, e está igualmente revelado que com a anuência de Deus Satã devastou a vida de Job, a fim de testar a sua fé.

Pois assim sendo:

Foram mais de uma vez, e muitas foram as vezes, que Deus não hesitou em usar espíritos maus ao seu serviço, atestando-se assim que Deus pode fazer uso não apenas de anjos, ( magia branca), mas também de espíritos maus e demónios, ( magia negra), para fazer cumprir a sua vontade

Que Deus é senhor de bênçãos, contudo também é senhor das mais temíveis maldições, eis que tal sabemos pois que assim foi revelado:

«Eu sei que o rei do Egipto não vos deixará ir, se não for obrigado por mão forte. Portanto, vou estender a mão e ferir o Egipto com todas as maravilhas que farei no país»

Êxodo 3, 19

Pois assim se sabe:

através de um santo de Deus, ( como foi Moisés),s e podem cumprir não apenas as bênçãos de Deus, como as suas maldições, e as suas maldições são terríveis e tudo podem revolver e forçar a suceder, pois que assim esta escrito:

«Tú [ Deus] és terrivel! Quem pode resistir á tua frente, quando ficas irado?»

Salmo 76,8

Que as maldições de Deus são um sinal do seu enorme poder, também sabemos pois que assim está escrito:

Todas estas maldições cairão sobre ti, perseguir-te-ão e atingir-te-ão, até seres exterminado, porque não obedeceste a Deus (…) Essas maldições serão para sempre um sinal e um prodígio

Deuteronómio 28, 45-46

Pois por assim ser sabemos:

as maldições de Deus são um sinal e um prodígio que atesta do seu poder, e por elas muito pode ser alcançado pois que…. quem poderá desobedecer-lhes?

Que por último sabemos que Deus é senhor não apenas de bênçãos e amor, mas também de maldições poderosas, assim o sabemos pois que assim foi revelado:

Cristo resgatou-nos da maldição (…), tornando-se Ele próprio maldição por todos nós

Gálatas 3,13

Nas doutrinas cristas mais ortodoxas, Deus é por vezes encarado apenas como um Senhor de amor, mas um Senhor quase «impotente» perante o mal, pois que o mal parece actuar livremente diante de Deus sem que Ele nada possa fazer.

E porem:

Nas doutrinas cristas que vão beber directa e fielmente ao judaísmo, (como no «Caminho dos Santos»), uma tal noção é firmemente negada, pois que se defende que Deus não é Senhor apenas de «algumas» coisas, mas sim Senhor de «todas» as coisas, e por isso «todas» as coisas sem excepção, (incluído anjos bons e anjos maus, e por isso incluído magias brancas ou negras), tudo isso está sob o poder e autoridade de Deus, e por isso eis que para todas essas coisas Deus pode e deve ser invocado.

E mais provas disso observais, pois que assim está revelado:

Quando operou os seus sinais do Egipto (…) lançou contra eles o fogo da sua ira: cólera, furor e aflição, anjos portadores de desgraças

Salmo 78,43;49

Foi através de anjos maus, ou anjos portadores de desgraças, que Deus feriu o Egipto a fim de vergar o coração endurecido do faraó e assim libertar o povo de Deus. Pois tanto através de anjos bons, ( magia branca), como de anjos maus, ( magia negra), pode Deus actuar e fazer prevalecer a sua ordem em defesa do oprimido, do ferido, do magoado.

E se fé houver, então também tal coisa pode ser feita e vosso favor quando sofreis, e eis que tais coisas clamadas pelos santos de Deus a Deus, são isso mesmo:

é clamar a Deus para que tal como através de um dos seus santos, (como foi Moisés, e como é são Cipriano), então anjos de desgraça amaldiçoem a alma daquele que vos feriu, para que ela sendo vergada e vencida então se submeta a vós, e para que nas coisas em que sois sofredores então possais ser vitoriosos através do terrível poder de Deus .

E por isso e em verdade:

esta é a lei de Deus á qual é licito recorrer com fé, e pela fé sermos respondidos.

E mais assim é revelado:

Eu enviarei diante de ti o meu terror (…)

Êxodo 23,27

Pois assim se sabe:

Deus é não apenas Senhor de maravilhas, como Senhor dos maiores terrores, e assim Deus é amor mas também é ira, Deus é bênção mas também é maldição, Deus comanda anjos de luz como anjos de terrores, Deus é Senhor de magias brancas ou negras, e Deus é Senhor de todas as coisas.

E assim:

em clamor e fé todas essas coisas lhe são possíveis de pedir através dos seus santos, tal como foram por Ele manifestadas através de um santo como foi Moisés.

E que Deus é Senhor tanto de santas maravilhas como é também Senhor de terríveis feitos, eis que assim está escrito:

Qual Deus é como Tu? Quem é santo como Tu, ó Magnifico, TERRIVEL em proezas (…)?

Êxodo 15,11

Pois assim se atesta:

o Senhor é Senhor não de apenas «algumas» coisas, mas sim de «todas» as coisas, pois que:

Todas as coisas neste mundo e no Outro mundo Lhe pertencem, e por isso apelar a tudo aquilo que vem de Deus, ( sejam as suas santas maravilhas, como as suas proezas terríveis; sejam os seus anjos bons como os seus anjos maus; seja a sua magia branca ou a sua magia negra), é apelar a Deus em toda a magnifica extensão do seu poder tal e conforme as escrituras assim o revelam.

E em verdade eis que assim está escrito:

Se não me ouvirdes (…) mandarei contra vós a maldição

Malaquias 2,2

Assim sendo:

como negar que se o Senhor é amor e compaixão e por isso gerador de bênçãos, (magia branca), também ele é Senhor de vinganças e maldições, ( magia negra), e que todas essas coisas estão sob o seu magnifico e terrível poder? E como assim negar que ao Senhor  apelar em todas estas coisas, é apelar a Deus conforme a sua Palavra?

E por isso mesmo, assim está revelado:

Deus é um fogo devorador.

Deuteronómio 4,24

E mais assim também está revelado:

O senhor é TERRIVEL

Eclesiástico 43, 29

Pois então:

Não penseis por isso que porque Deus é amor…. que Deus é fraco, pois que olhai:

Se Deus é amor porem Ele também é terrivelmente poderoso, e saiba-se assim que de Deus provem não apenas bênçãos entregues por espíritos bons, ( magia branca), como também Deus é Senhor da ira e de maldições entregues por espíritos maus, ( magia negra), e sobre todas essas coisas Deus é Senhor, e todas essas coisas podem a Ele ser clamadas através dos seus santos, tal como o foram através de Moisés.

Dizem alguns:

Mas Deus não quer nada com «magia negra», e por isso como podem vocês estar falando ao mesmo tempo de «Deus» e de «magia negra»?

Pois assim afirmamos:

«Magia branca» é apenas e somente o apelo a Deus ás suas «bênçãos», e «magia negra» é apenas e somente o apelo a Deus ás suas «maldições», pois que olhai:

Deus é Senhor tanto de «bênçãos» como de «maldições», pois que Deus é Senhor não apenas de anjos como de demónios, pois que Deus é Senhor de todos os espíritos e acaso haverá espírito algum que possa agir, existir e operar sem que Deus o permita?,pois acaso poderão haver espíritos tão ou mais poderosos que Deus que escapem ao Seu poder?

Pois assim cremos neste caminho de santo:

Deus é Senhor de todos os espíritos, e Deus é Senhor de todas as coisas, e por isso não existe espírito algum que possa sequer mexer um dedo sem Ele deixar, e por isso seja magia branca ou seja magia negra eis que nenhuma dará fruto sem Deus, e porem com o consentimento de Deus toda ela florescerá com portento.

E quem assim duvida, pois então assim se diz:

Olhai que assim revelam as escrituras:

1-Um espírito mau vindo de Deus possuiu o rei Saul, a fim que se cumprisse o destino de David (1 Samuel 18,10;19,9)

2-Deus enviou um espírito mau entre Abimelec e os senhores deSiquem , a fim de os dividir (Juízes 9, 23)

3-Satã com o consentimento de Deus desceu e amaldiçoou Job, para que nele se cumprissem os desígnios da fé( Job 1,6;2,1)

4-Amaldiçoado por Deus foi também o faraó do Egipto mediante Moisés, para que assim se cumprisse o projecto de Deus para o seu povo (Êxodo 3, 19; 6,1)

5-Um espírito mau e de mentira infestou os profetas de Deus a mando do Senhor, para que eles enganassem o rei Acab e ele morresse numa guerra ( 2 Crónicas 18,20-22)

6-Anjos maus e portadores de desgraças comandos por Deus foram enviados pelo Senhor para gerar as pragas que se abateram sobre o faraó do Egipto (Salmo 78,43;49)

7- Satã foi enviado directamente por Deus, para tester a fé de David, e por isso o demónio por ordem de Deus insinuou-se-lhe para o levar a fazer o recenseamento (2 Samuel 24,11; Crónicas 21,1)

Em resumo:

Perante tantos e tamanhos testemunhos na palavra de Deus, como se pode negar que Deus comanda não apenas anjos bons, mas também que Deus comanda todos os espíritos e demónios, e assim:

Como negar perante tamanhas evidencias que Deus tem poder ate mesmo sobre Satã e todos espíritos maus?…. e como negar que todas as coisas, tanto os espíritos bons como os espíritos maus, estão sob autoridade do Senhor  e podem por Ele ser usados para fazer cumprir a sua vontade e os seus projectos?

Pois então:

Haverá porventura alguma coisa que escape ao controle e á ordem do Senhor?, e será o Senhor um Senhor não de «todas» as coisas, mas apenas Senhor de «algumas» coisas?

Pois assim sendo:

Como negar então que as escrituras nos revelam incontáveis exemplos de como Deus usou sob sua autoridade tantos anjos como demónios?, e que por isso Ele mesmo praticou exemplos seja de «magia branca» como de «magia negra»?

Pois então:

Como negar então que sejam anjos, sejam demónios, sejam quetipo de espírito for, porem todos os espíritos estão ao serviço de Deus seja em bênçãos ou em maldições, ou seja:

Seja na «magia branca», ou seja na «magia negra»?

Pois então:

Todos estes espíritos podem realizar as suas obras com a autorização de Deus, e porem sem o seu consentimento nenhum deles vencerá em coisa alguma.

E por isso:

Se ate mesmo Deus usa tanto espíritos bons, ( a magia branca), como espíritos maus, ( a magia negra), para através dessas forças fazer cumprir a sua obra….então como poderia Ele condenar a invocação destes poderes, se é o seu próprio ensinamento que ensina sobre a existência destas praticas?, e se é Ele mesmo que aponta para o seu legitimo uso?

Pois então:

Se ate mesmo Deus assim actua usando-Se seja de magia negra e seja magia branca, ( leia-se; usando de seja bênçãos e seja maldições operadas seja através de anjos ou seja através de demónios e todo o tipo de espíritos), então como pode tal ser mau?, se Deus Ele mesmo assim o pratica?

Olhai por isso:

Cuidai de observar estes assuntos não de forma simplista, pois que Deus é misterioso, e a sua obra não cabe no mero e pequeno entendimento humano.

A magia negra e o exemplo de Balaão, um santo de Deus que a praticou

Um dos exemplos bíblicos de um santo de Deus, que havendo sido abençoado por Deus praticou tanto a magia branca, ( as bençaos de Deus), como a magia negra, ( as maldições de Deus), foi Balaão.

Balaão celebrava magia branca, ( as bênçãos de Deus), e as magia negra, ( as maldições de deus), e contudo jamais as usou senão com autorização de Deus, pois que reconheceu que toda a magia branca ou negra apenas poderia operar os seus fins através de Deus, pois que assim está escrito:

Balaão respondeu aos enviados de balac:« Ainda que o rei Balac me desse o seu palácio cheio de mouro ou prata, eu não poderia desobedecer á ordem de Deus , em coisa nenhuma , grande de ou pequena»

Números 22, 18

Assim se sabe que apesar de praticar ma magia negra e branca, Balaão apenas o fazia  sob obediência de Deus, pelo que foi tido com um santo de Deus, pois que assim foi revelado:

Oráculo de Balaão, filho de Beor, oráculo do homem de olhos penetrantes, oráculo de quem ouve as palavras de Deus e conhece a ciência do altíssimo. Ele vê aquilo que o Todo Poderoso mostra

Números 24, 3-4

Mais se sabe que Balaão foi um santo de Deus, pois que sobre ele desceu o espírito santo, e pois que assim está escrito:

Então o espírito de Deus desceu sobre ele [ Balaão]

Números 24, 2

Pois que mesmo praticando magia negra e magia branca, Balaão como são Cipriano foi tido como um santo de Deus por aceitar Deus no seu coração com fé e temor, e por jamais praticar a sua magia sem que o fizesse com autorização de Deus, pois que assim está escrito:

Eu não poderei ir contra a ordem de Deus, fazendo o mal ou o bem por contra própria

Números 24, 13

Contudo, também se sabe que Balaão ao assim agir, assegurou que todas as magias negras ou brancas por si praticadas, firmavam-se estabeleciam-se, pois que assim está escrito:

Fica abençoado quem abençoas, e fica amaldiçoado quem amaldiçoas

Números 22, 6

Também se sabe que Balaão praticou a magia negra e a magia branca com fé e conforme os saberes mais ancestrais das escrituras, e por isso as bênçãos ou maldições por si intercedidas edificavam-se, e isso sabemos pois que assim esta escrito:

Então Balaão disse a Balac: «Edifica-me aqui sete altares, e prepara-me sete bezerros e sete carneiros novilhos e sete carneiros.» Balac fez cconfome balaao tinha pedido, e os dois oferecram em holocautos um bezerro e um carneiro sobre cada altar

Numeros 23, 1-2

Por ultimo, e apesar de balaao exercer a magia negra e a magia branca, eis que se atesta que ela era verdadeiramente um santo do Senhor, popis que ele profetizou a vinda de Jesus a este mundo:

Eu vejo-O mas não é agora; eu comtemplo-o, mas não de perto: uma estrela avança de jacob, um ceptro levanta-se em isarael

Numeros 24,17

Pois por tudo isto de sabe que a magia negra e a magia branca podem ser celebradas com a anuência de Deus e sob a autoridade de Deus,  e que assim fazendo-se, podereis ver maravilhas produzidas em todos os aspectos das vossas vidas.

E pergunta-se: estarei praticando o mal ao fazer uso da magia negra?

Noutras doutrinas não saberemos o que vos responder, e porem na doutrina do «caminho dos santos», ao clamar pelas maldições de Deus em favor do vosso sofrimento e em vossa justa defesa, não estais senão fazendo aquilo que assim está revelado:

Tudo existe até hoje conforme as tuas normas, pois todas as coisas Te servem a Ti

Salmo 119,91

Pois assim se sabe que todas as coisas existem conforme a Lei de Deus, e todas as coisas servem a Deus e são por Deus comandadas. E por isso assim se sabe que tanto anjos bons como anjos maus, tanto espíritos bons como espíritos maus, e por isso tanto magia branca como magia negra…. todasessas coisas estão ao serviço de Deus e servem a Deus, e sobre todas essas coisas Deus tem poder. E por isso, assim está revelado:

Eu enviarei diante de ti o meu terror (…)

Êxodo 23,27

Pois assim se sabe que Deus é não apenas Senhor de maravilhas, como Senhor dos maiores terrores, e assim Deus é amor mas também é ira, Deus é bênção mas também é maldição, Deus comanda anjos de luz como anjos de terrores, Deus é Senhor de magias brancas ou negras, e Deus é Senhor de todas as coisas.

E assim, em clamor e fé todas essas coisas lhe são possíveis de pedir através dos seus santos, tal como foram por Ele manifestadas através de um santo como foi Moisés.

E assim se o fizerdes em vossa defesa através de um santo de Deus, num altar a um santo devotamente dedicado, e com fé no vosso coração….eis que apenas estais usando o poder de Deus em toda a sua extensão, pois que assim está escrito:

A Mim pertencem a vingança e a represália

Deuteronómio 32,35

Assim, como negar que se o Senhor é amor e compaixão e por isso gerador de bênçãos, (a magia branca), também ele é Senhor de vinganças e maldições, ( a magia negra), e que todas essas coisas estão sob o seu magnifico e terrivel poder? E como assim negar que ao Senhor apelar em todas estas coisas, é apelar a Deus conforme a sua Palavra?

Apenas aqueles que julgam que Deus sendo amor…. logo é fraco, é que assim o poderão pensar, pois que os que lendo os saberes directamente provindos da Torah hebraica e das escrituras judaicas, facilmente verão que ali está escrito:

O senhor é TERRIVEL

Eclesiástico 43, 29

E mais assim está revelado:

Dizei a Deus: «como são terríveis as tuas obras! (…) que toda a terra se prostre na tua presença!»

Salmo 66,3-4

Pois assim se sabe que as obras de Deus podem ser de amor, mas elas também podem ser de maldição e de poder inigualável, pois que elas são terríveis.

E são terríveis as obras do Senhor, pois que sobre o seu poder tudo se verga, e tudo Ele comanda, seja na terra ou no céu, sejam anjos ou demónios, seja magia negra ou magia branca.

Sobre tudo isso Deus tem poder, e tudo isso pode ser clamado através de um santo de Deus, e como podem quaisquer dessas coisas existir e funcionar, ( seja magia branca ou magia negra?, seja a bênção de anjos ou a maldição de demónios?), sem a anuência e o poder de Deus?

Acaso julgais que Deus apenas reina no céu, mas que é impotente na terra ou nos infernos?

Acaso julgais que Deus não tem poder sobre todas as coisas, e que todas as coisas por isso Lhe podem ser clamadas e através d’Ele operar?

Se assim pensais, então tenhais uma fraca imagem de Deus, e Deus não é fraco, mas sim Senhor de todas as coisas….tanto de magia brancas, como mais mais terríveis e negras.

Para saber mais, e desmistificar preconceitos, leia também: religião de Santeria

quer um poderoso trabalho de magia negra?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

 

magia negra, trabalhos de magia negra, rituais de magia negra, maldiçoes de magia negra, feitiços de magia negra, bruxaria de magia negra, encantamentos de magia negra

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Altar Blog

Recomende, partilhe e vote nesta matéria
altar são Cipriano

Altar são Cipriano

Altar de são Cipriano e bruxa Èvora

trabalhos de magiaamarraçõesMagia negraBruxariabruxarias de magia negra para todos os fins

o BLOG do VERDADEIRO E ANTIGO ALTAR MÍSTICO DE SÃO CIPRIANO.

Agora em blog!, mais interactivo!, e em permanente actualização!

Altar Místico de São Cipriano  © 

Fundado/ Estated : desde 2005.  Mais de 100 relatos verídicos. Mais de meia década trabalhando em são Cipriano –

ATENDIMENTO ONLINE GRATUITO.  Escreva-nos!

© Estatutos, fundação e constituição segundo «Manifesto Doutrinário», constante de registo em Oficio nº 5244-MC ; averb. Reg. Nº 5847/2009

Santuário e casa de oração sem fins lucrativos. Altar privado de culto religioso, místico, espiritual e esotérico. 

pactos

amarraçõesamarraçãoamarrações amorosas , amarrações de magia negramagia negramissas negrasbruxosbruxos sériosbruxobruxos em Portugalbruxariabruxariasfeitiçostrabalhos de bruxariatrabalhos de magiatrabalhos de magia negra

altar são Cipriano e bruxa Èvora: magia negra, trabalhos de magia negra, trabalhos de magia, trabalhos de amarração, bruxaria, bruxarias, bruxarias de magia negra, bruxarias de amarração, bruxedos, bruxas, bruxa, bruxos, bruxo, feitiços, bruxos em Portugal, bruxos sérios, bruxas em Portugal, bruxaria em Portugal, amarração, amarrações, amarrações amorosas, missas negras, 

O altar de são Cipriano é uma congregação e comunidade religiosa on line de pessoas que partilhando e professando a mesma fé comum na religião da Santeria, assim livremente se associaram on line, ( numa livre associação e comunidade religiosa online, informal e sem personalidade jurídica), para prestar culto aos santos e exercer a sua devoção á obra mística e espiritual de são Cipriano. Por assim ser, o altar de são Cipriano presta os seus atendimentos online, conforme a tradição de atendimento á distancia que foi por são Cipriano ensinada, ( veja: tradição de atendimentos á distancia). Os nossos sacerdotes tem presentemente mais de 1000 seguidores online, e a nossa comunidade religiosa online tem mais de 500 seguidores e fieis.

O altar de são Cipriano possui terreiros de santo privados e fechados – para a execução de trabalhos de são Cipriano – em Setúbal, em Èvora, em Fátima e em Braga – Portugal –  e também tem irmãos – associados na fé –  no Brasil, Angola, Moçambique e em New Orleans – Louisiana – Estado Unidos da América, onde ali estão fieis de origem crioula e herdeiros da ancestral tradição espiritual Vodu.

O Altar de são Cipriano é por isso uma associação religiosa, associação de facto – informal e sem personalidade jurídica – constituída conforme o Art 46º da CRP, assim como conforme a Lei de liberdade religiosa, ao abrigo do disposto no “f” do art 8º da Lei n.º 16/2001, de 22 de Junho; Associação religiosa constituída conforme princípios religiosos e doutrinários de «Manifesto Doutrinário», legalmente reconhecido e registado em Oficio nº 5244-MC ; averb. Reg. Nº 5847

A Umbanda é uma religião juridicamente reconhecida no Brasil, conforme art.º 5º da CRFB, assim como paragrafo 1º do art.º 215 da Constituição Federal, e também Lei nº 12.644 de 16 de Maio 2012.

A SANTERIA – ou culto aos santos – é uma religião juridicamente reconhecida nos Estados Unidos conforme jurisprudência do Supremo Tribunal no caso Church of Lukumi Babalu Aye, Inc. v. City of Hialeah, de 1993

Em Portugal exercemos a SANTERIA – ou o nosso culto religioso aos santos, a Deus e ás divindades – conforme a Lei nº 16/2001 de 22 Junho sobre “liberdade religiosa”.

altar-sao-cipriano-foto

VERDADEIRO E ANTIGO ALTAR MÍSTICO DE SÃO CIPRIANO ©

Magias, encantamentos,  magia negra, bruxaria, amarrações, ritos, conjuros, feitiçaria secular, conjurações, esconjurações, intercedências, invocações, rituais. Santeria, culto religioso, místico e espiritual aos santos, espíritos, assombrações e aparições. Bruxarias de amarração, bruxarias de magia negra para todos os fins.

Mestre Jorge; Mestre Daniel; Mestre Tiago; Mestre Paulo

ATENDIMENTO ONLINE GRATUITO.  Escreva-nos!

Altar de são Cipriano e bruxa Èvora – O caminho dos santos, Culto religioso aos santos, espíritos, assombrações e aparições; Bruxaria, magia negra, amarrações, bruxedos para todos os fins; estatutos, fundação e constituição segundo «Manifesto Doutrinário», constante de registo em Oficio nº 5244-MC ; averb. Reg. Nº 5847/2009

trabalhos_logo

VERDADEIRO E ANTIGO ALTAR MISTICO DE SÃO CIPRIANO

 

Trabalhos, ensinamentos e bruxarias do altar. Leia tudo:


ATENDIMENTO GRATUITO ONLINE . Escreva-nos!

amarraçõesamarraçãoamarrações amorosas , amarrações de magia negramagia negramissas negrasbruxosbruxos sériosbruxobruxos em Portugalbruxariabruxariasfeitiçostrabalhos de bruxariatrabalhos de magiatrabalhos de magia negra

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia segundo são Agostinho

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

+ A Magia segundo são Agostinho +

são Agostinho

AVISO PRELIMINAR AOS QUE ESTUDAM AS COISAS DO ESPÍRITO E DO OCULTO:

O santo Salomão afirmou que é de Deus que provem o conhecimento sobre as coisas dos espíritos, e dos «poderes dos espíritos», (sabedoria 7,20). Revela também o santo Salomão que o desejo de conhecer os mistérios dos espíritos, e a sabedoria do espírito, esse desejo de sabedoria conduz a Deus e ao reino de Deus (sabedoria 6,20). Por isso, estudai, e procurai a sabedoria sobre todas as coisas do espírito, pois que a sabedoria do espírito elevar-vos-á espiritualmente, e o conhecimento dos espíritos  enriquecer-vos-á ao vosso próprio espírito, e a sabedoria dos espíritos é o caminho santo que conduz a Deus.  Por isso: estudai todas as sabedorias do espírito, e porem: usai bem toda a sabedoria do espírito, usando-a sempre em Deus, com Deus, e jamais fora de Deus, pois que essa é a única forma santa de caminhar nos mistérios dos espíritos e nos «segredos de Deus».(sabedoria 2,22) Assim, o estudo do oculto e do mundo do espírito, deve ser encarado da forma certa, ou seja, norteado por Deus, fundamentado em Deus, e guiado para Deus, jamais indo para além de Deus. E por isso, eis que na obra do santo são Cipriano se pode ler:

 

«Como diz são Cipriano na sua obra secular: Rogo pois, de todo o meu coração (…) tudo quanto fazemos é em nome de Jesus Cristo»

 

Obra de são Cipriano; Instruções a todos os religiosos, Pag. 36

 

Assim sendo: enriquecei o vosso espírito com o conhecimento dos espíritos, pois que a sabedoria é coisa boa, pois que assim está revelado:

 

De facto, Deus ama somente aqueles que convivem com a sabedoria.

Sabedoria 7,28

 

Usai por isso deste mandamento do santo são Cipriano, e em todos os estudos que empreenderdes nas artes do espírito, procurai a sabedoria dos espíritos e do oculto, e porem fazei-o sempre com Deus, por Deus, e jamais fora de Deus.

Segundo o Codigo Teodosiano, existem 9 tipo de actividades na magia, e elas são:

  • 1- a adivinhação
  • 2- a astrologia
  • 3- a execução de trabalhos em Templos Pagãos e a Deuses Pagãos
  • 4- a posse de livros mágicos secretos
  • 5- a produção e uso de amuletos
  • 6- a Necromancia
  • 7- a arte dos encantamentos
  • 8- o uso magico de palavras e símbolos ocultos
  • 9- a criação de poções de amor

Pois em todos os casos, a magia segundo Sao Agostinho, é uma pratica espiritual intimamente ligada aos espíritos dos mortos , a espiritos das trevas, ou a espíritos de divindades

Poder-se-ia assim concluir que segundo o pensamento deste Teólogo e Filosofo, que a magia, seja executada na forma de feitiçaria, ou realizada na forma de bruxaria, são na verdade exercícios espirituais e sobrenaturais intimamente ligados á demonologia e á necromancia.

Dizia-se na antiguidade, que os magos precisavam de um período até 10 anos para conseguirem realizar um percurso espiritual evolutivo, que lhes permitisse alcançar sabedoria suficiente para conseguirem dominar as artes da magia.

Defendia a teologia mediaval, que tanto o bruxo, como o feiticeiro, obtinham o seu poder atraves de uma aliança com um espírito, ou seja,atraves de um processo necromatico ou espírito, ou seja: o bruxo aliava-se um espírito, com o qual passaria a possuir uma aliança, sendo que era dessa relação que nascia o poder do mago.
era também relativamente reconhecido que as artes magicas constituíam uma uma tarefa altamente perigosa e que, executada sem os devidos conhecimentos misticos, pode levar rapidamente á morte de quem a tenta praticar sem preparação.

Por isso mesmo, e pelos espantosos resultados que os magos conseguem produzir, eles eram bem pagos tanto na Antiguidade Clássica como na Idade Media.

Outra distinção apontada entre os sacerdotes da Igreja e os Magos ou Bruxos, residia na esfera dos caminhos espirituais que, conforme são Agostinho, separavam o mago do padre, ou seja:

– enquanto que o padre procurava levar uma vida regrada e ascética,(ausente das coisas deste mundo, e da carnalidade mundana, procurando afastar-se de tudo o que fosse, seja carnal, seja pratica oculta),  já o mago usava de toda  extensão seja da própria carnalidade , seja dos limites do conhecimento oculto, para produzir a sua obra mística, sendo que nesses assuntos o mago não encontraria motivos para restrições, e assim eis que ele pratica a sabedoria do oculto em todas as suas mais profundas dimensões, o que na idade media era tido como um pecado.

Diz-se por isso dos bruxos, nos textos eclesiásticos da idade media, ( e assim o sublinha Sao Agostinho), que eles trabalham com coisas profanas, pois eles trabalham com tudo o que é o universo do oculto, desde  almas dos mortos , a espíritos ancestrais, ás mais variadas espécies de seres celestiais, não se inibindo de abordar o mundo do espírito e do místico sem qualquer restrição, procurando sempre mais no conhecimento do mundo espiritual e da sua obra.

Quanto ás ciências da demonologia, Santo Agostinho defendia que o demonios eram espiritos que foram expulsos da esfera celeste e que por isso, habitavam no nosso mundo, vagueando pela nossa realidade terrena.

E porque sao espiritos que foram expulsos da esfera celeste e habitam no nosso mundo, sao espiritos que passaram a gostar das coisas terrenas são espiritos que foram corrompidos pelas coisas carnais.

Gostam por isso das coisas terrenas, amam por isso as coisas carnais, e renegam por isso as coisas de Deus.

São espíritos libidinosos, que veneram os prazeres da carne e de tudo o que é carnal.

E é nesse mundo, ( o nosso), em que eles habitam em constante festim.

Eles são espíritos que podem influenciar o ser humano, ( vivo ou morto, encarnado ou desencarnado), e que o fazem sem pudor, de forma a obter as suas próprias satisfações deste mundo carnal, feito que é de prazeres carnais.

São Agostinho defende a tese que Apuleio também defendia em «De Deo Socratis», afirmando que os demónios são capazes de realizar praticamente todo o tipo de actividades sobrenaturais.

Ele vai mesmo mais longe, afirmando que toda a actividade de magia é na verdade uma actividade sustentada e ligada ou a espíritos ou a demonios.

No entanto, sobre os demonios Sao Agostinho afirma que esses, embora sendo espiritos poderosos, estao tao sujeitos, ( tal como o homem), ás paixoes do mundo terreno, sendo que delas nao se conseguem livrar e que por isso mesmo, nunca mais poderão ascender novamente ao mundo espiritual.

Os demonios, conclui-se, sao por isso espíritos totalmente ligados ás paixões do mundo terreno, e apesar de serem anjos, ( caidos, no entanto anjos), apenas neste mundo conseguem encontrar satisfação.

Segundo Santo Agostinho, os demonios parecem possuir uma preferência especial por bruxos e bruxas.

Pois nas versões teológicas da idade media, dizia-se que os demonios se aliam aos bruxos e bruxas pela lei do pazer e com eles se relacionam no feito de artes magicas.

Assim sucede, (e assim estava escrito nos Codex da Santa Inquisição), e o demonio infiltra-se nas bruxas pela união carnal, e do prazer.
O demonio assim faculta poderes místicos ás bruxas e magos, que por sua vez o usam seja para operar na obra magica, seja para alimentarem os espíritos na sua sede de prazeres e interesses mundanos, numa aliança agradavel a ambos.

Segundo o mesmo Santo Agostinho, a feitiçaria e a magia são as actividades preferidas dos demonios, que assim encontram grande prazer ao conseguir manifestar-se e concretiza-las atraves dos bruxos e bruxas.

Obviamente que estas são as visões restritivas da teologia de são Agostinho, sendo que outras expressas na obra de são Cipriano manifestam uma visão bem mais liberal da espiritualidade, pois conforme assim está escrito na obra de são Cipriano:

«Não vos digo que não façais pactos, [ ou seja: que não pratiqueis o oculto e o místico] porem logo que tenhais conseguido os vossos intentos, então armai-vos de água benta e lançai-vos aos pés da cruz de Cristo, para entrardes no reino da glória e de Deus»

Obra de são Cipriano – Enguerimanços de são Cipriano, capitulo XIV

Por isso: ao contrário de são Agostinho, a obra de são Cipriano sendo igualmente uma obra de completa, fiel e dedicada veneração a Deus, ela porem professa uma visão bem mais humana e liberal da espiritualidade e da prática do oculto.

Enfim: eis que todo aquele que estuda as artes do oculto e que porem professa. o cristianismo e crê na doutrina de são Cipriano, esse assim sabe e sublinha sempre que as praticas espirituais do misticismos devem sempre e em todo o momento ser usadas em função de Deus, com fé em Deus, por fé em Deus, com temor a Deus, e sempre com respeito a Deus, pois que assim diz a obra do santo são Cipriano:

«Como diz são Cipriano na sua obra secular: Rogo pois, de todo o meu coração, aos praticantes que estudem com atenção estas instruções, (…) isso, porque (…) tudo quanto fazemos é em nome de Jesus Cristo»

 

Obra de são Cipriano; Instruções a todos os religiosos, Pag. 36

 

quer um poderoso trabalho de magia?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Deuses e Religião do Antigo Egipto

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Deuses e Religião do Antigo Egipto

 

 

Amon, Rá , Atom:

 

Atom é o deus da origem do universo, associado com a serpente e também com o sol negro.

 

Amon, era o deus cornudo porque associado ao carneiro, cuja a simbologia esta relacionada com o signo astrológico de capricórnio. Amon, (Aamon, Ammon, etc), era também representado por um ganso.

Ré era o deus que originou todas as coisas, deus da vida, associado ao Sol.

Amon significa «o oculto», ou «aquele que é ,(ou está), oculto».

No Egipto estas 3 divindades acabaram constituindo uma santa trindade divina, (análoga à que os cristãos muito mais tarde defenderam na sua religião monoteísta), e constituiram apenas 1 única deidade : aquele que originou todos os deuses e que era pai de todos os deuses.

Amon é Zeus para os Gregos e Júpiter para os Romanos, o Deus dos deuses, o rei de todos os deuses.

Segundo a mitologia do Antigo Egipto, no inicio haviam apenas aguas primordiais, e delas nasceu Atum. Atum masturbou-se e o seu sémen ao ser derramado pelas aguas, deu origem aos deuses e homens, assim como toda a restante criação.

 

Amonet:

 

Por uns encarada como o principio feminino de Amon, por outros como a primeira mulher de Amon.

 

Mut:

 

A segunda esposa da Amon e mãe adoptiva de Konshu.

 

Konshu:

 

Deus da lua, do tempo e do conhecimento

 

Maat:

 

Filha de Amon, esposa do seu irmão Tot, era aquela que participava nos julgamentos dos que faleciam. No Amenti (tribunal das almas situado nas esferas celestes), Maat era aquela que colocava uma pena num dos pratos da balança onde era decidido o destino da alma de quem se apresentava a julgamento apos a morte. No outro prato da balança, Osíris colocava o coração do falecido. Se os pratos permanecessem em equilíbrio, a alma do falecido estava salva e ele festejaria com os espíritos de morte, para depois partir para a morada dos deuses, ou reencarnar. Se o seu coração pesasse mais que a pena de Maat, esta levaria a alma do morto para os infernos onde Ammut a devoraria em agonia eterna, ate que essa alma deixasse de existir para sempre. Maat era a deusa do equilíbrio e da justiça.

 

Ammut:

 

Deusa do inferno, que devorava as almas que foram condenadas em «Amenti», ate que elas deixassem de existir para sempre.

 

Tot:

 

Filho de Amon, marido de Maat. Era o escriba dos deuses, o deus da aprendizagem e da sabedoria relacionada com o oculto, a magia, o sobrenatural.

 

Sechtat:

 

Filha de Tot e Maat, era a deusa da sabedoria na forma da ciência: astronomia, matemática, medicina, arquitectura, etc.

 

Madset:

 

Filha de Tot e Maat, era tal como a sua mãe, uma deusa associada á Justiça

 

Hator:

 

Deusa do feminino, da fertilidade, da sexualidade, do amor, da embriaguez, da prostituição, da felicidade, da prosperidade material e boas bênçãos aos humanos . Era uma das deusas mais reverenciadas na antiguidade e o seu templo um dos mais belos do antigo Egipto. O seu culto era realizado não só através de devoção espiritual, mas também através de rituais sexuais, nomeadamente através da prostituição sagrada. Hator era a consorte dos faraós e acreditava-se que era ela que escolhia quem ocupava esse cargo divino, pois apenas um seu escolhido e amante seria elevado á condição de faraó. Por isso, embora todo o faraó possuísse esposas humanas, ele teria igualmente de ser amante desta deusa. Os sacerdotes de Hator, ao contrário do que sucedia com outros os deuses, mantiveram os conhecimentos sobre esta deusa em grande segredo, transmitindo apenas iniciáticamente de mestres para discípulos, pelo que mais saber sobre esta deusa se perdeu nos tempos.

 

Geb:

 

Filho de Chu e Tefnut, ( estes por sua vez emanados de Atum quando o rei dos deuses gerou a criação), ele casado com Nuit e é o deus da terra e da morte. Era ele que impedia os espíritos maus de partir deste mundo e as conduzia ás entranhas da terra, aprisionando-os. Este deus era também responsável pelo estímulo ao lado material da vida.

Nuit:

Também como Geb (do qual é irmã), esta divindade é filha de Chu e Tefnut (estes por sua vez emanados de Atum quando o rei dos deuses gerou a criação), e é esposa de Geb. Ela é a deusa dos céus, aquela que fica com os espíritos (exceptuando os espíritos maus que o seu marido Gab automaticamente aprisiona na terra), e os conduz ás esferas celestes. Ali, eles serão julgados em Amenti.

Isis:

Deusa mãe e do amor, filha de Geb e Nuit, irmã e esposa de Osíris. Quando Seth matou e esquartejou Osíris, Isis procurou pelos pedaços do corpo do seu marido e usando magia, (com a ajuda da sua irmã Neftis), ela resuscitou o corpo desse e logo fez amor com ele, assim concebendo Horus, aquele que se vingaria da atrocidade cometida contra o seu pai.

Osíris:

Filho de Geb e Nuit, irmão e marido de Isis, era o deus que procedia ao julgamento das almas dos que morreram, juntamente com Maat. A Osíris foi concedido o poder de governar sobre o mundo terreno. Seth, seu irmão, ficou ciumento e invejoso porque apenas lhe tinha sido concedido poder sobre os desertos, enquanto que o seu irmão governava sobre toda a restante terra. Osíris é por isso vítima de Seth que lhe dirige um golpe para o destronar; durante um banquete oferecido pelo seu irmão Seth, Osíris é atacado por 72 demónios ao serviço de Seth e acaba esquartejado em 16 pedaços. A sua esposa Isis (com a ajuda da sua irmã Neftis), procurou e reuniu todos os pedaços, reconstituindo-lhe o corpo através da magia e fazendo amor com ele, gerando assim Horus, o seu filho que o haveria de vingar contra Seth. Conjuntamente com Isis, é igualmente um deus de fertilidade e prosperidade.

 

Seth:

 

Filho de Geb e Nuit, irmão e esposo de Neftis. Seth era o espírito do mal, sendo que apenas lhe foi concedido o poder de governar os desertos. Seth era o deus das tempestades, da violência, do ciúme, da inveja, da sodomia, da impureza, etc. Seth habitava no deserto e era rei de demónios. Seth invejou o reino do seu irmão Osíris e jurou usurpar-lhe o trono. Assim, Seth matou o seu irmão, esquartejando-lhe o corpo e fazendo para sempre escravo da morte. Seth ocupou o trono do seu irmão, ate que Horus realizou a sua vingança, expulsando Seth deste mundo, exilando-o novamente nos desertos e nas tempestades.

Neftis:

Filha de Geb e Nuit, era irmã e esposa de Seth. Era a rainha dos desertos e deusa da morte. Não gostava verdadeiramente do seu marido Seth, e chegou mesma a metamorfosear-se na figura de Isis, ( sua irmã), assim enganando Osíris e copulando com ele, sendo que dessa relação nasceu Anubis, deus dos embalsamamentos e dos funerais. Neftis significa «senhora da casa» ou «senhora do castelo», ou «senhora do palácio», e ela era na verdade a rainha dos desertos, ou seja, da casa onde habitava o espírito do mal: Seth.Neftis era por isso deusa dos desertos e de todas as suas criaturas, assim como da noite, das trevas e da morte, ao mesmo tempo que era representada como uma belíssima mulher, uma sedutora irresistível e por vezes lasciva, que podia assumir a forma que bem quisesse para copular com quem bem desejasse, tal como fez com Osíris.

 

Anubis:

 

Filho de Neftis e Osíris, é o deus dos funerais. È também o deus guardião dos cemitérios, e a entidade que conduz as almas dos mortos ao tribunal denominado «Amenti», onde as almas dos falecidos serão julgadas por Osíris e Maat.

Horus:

Filho de Isis e Osíris, é um deus da vida e da morte, pois foi gerado pela sua mãe que é deusa da vida, e pelo seu pai um deus da fertilidade aprisionado pela morte. Horus foi ocultado de Seth ate estar preparado para vingar a traição de que o seu pai Osíris foi vitimaás mãos de Seth, que o esquartejou durante um banquete que lhe havia oferecido através de 72 demónios e assim o tornou escravo da morte para lhe usurpar o torno. Osíris combateu Seth, lutando pelo trono do seu pai. Terá perdido a luta, sendo que foi sodomizado por Seth que assim pretendeu selar e provar a sua superioridade e a sua vitória sobre Horus. Seth depositou o seu sémen dentro de Horus, para depois o apresentar em tribunal aos outros deuses e confirmar diante dos olhos de todos eles a sua indisputável vitória, confirmando que Horus se tinha transformado num seu servo por via da submissão. Contudo, Isis usou magia para fazer o sémen desaparecer do corpo de Horus e aparecer no corpo de Seth. Seth sofreu assim um rude golpe e grande humilhação, sendo que o tribunal deliberou a sua derrota e o condenou ao exílio nos desertos de onde ele tinha vindo. Horus recuperou o trono do seu pai Osíris, e vingou-se de Seth, castrando-o para depois o expulsar deste mundo. A religião da antiguidade Egípcia acreditava por isso que foi através de Horus que Seth, ( o mal), foi expulso deste mundo e habita apenas nos seus domínios do maligno.

 

 

Genealogia dos Deuses Egípcios fundamentais:

Genealogia dos Deuses Egípcios fundamentais

quer um poderoso trabalho de magia?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Panteões de Deuses

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Panteões de Deuses

Alguns Deuses do Panteão Greco-Romano

HECATE

Deusa filha dos titãs Perses e Astéria. Acreditava-se que nas noites de lua nova, ela aparecia com sua horrível matilha de ferozes cães fantasmas diante dos viajantes que por ali cruzavam. Ela enviava aos humanos os terrores nocturnos e aparições de fantasmas ou espectros. Também era considerada a deusa da magia e da noite, mas em suas vertentes mais terríveis e obscuras. Era também associada à deusa Perséfone , a rainha dos infernos, lugar onde Hécate vivia.

Dada a relação entre os feitiços e a obscuridade, os magos e bruxas da Antiga Grécia prestavam-lhe oferendas de cordeiros e cães negros no final de cada lua nova. Era representada com três corpos e três cabeças ou um corpo e três cabeças.

Hécate era senhora dos ritos e da magia negra. As três faces passaram a simbolizar seu poder sobre o mundo subterrâneo, onde morava, ajudando à deusa Persefone.

CIRCE

Circe, filha de Hécate, era uma deusa que tinha como característica principal a sua capacidade para a ciência da feitiçaria. Era capaz então de criar filtros e venenos que transformavam homens em animais. Por esse motivo habitava num palácio encantado, cercado por lobos e leões que na verdade era seres humanos enfeitiçados.

ZEUS

Zeus era deus grego supremo e senhor do céu. Zeus era filho mais novo de Cronos e Réia. Zeus foi também conhecido entre os romanos pelo nome de Júpiter. Segundo a mitologia Greco-Romana,, durante muito tempo quem Urano governou a Terra de forma tirânica.Urano foi deposto por Cronos, seu filho. Então Urano, em vingança, profetizou que Cronos também seria destronado por seu próprio filho.Cronos, temendo a maldição, passou a devorar vivos os próprios filhos, logo que estes nasciam. Vários bébés tiveram esse destino ás mãos desse pai receoso e atormentado com a maldição do seu antecessor Urano. Réia, contudo, não conseguiu deixar que todos os seus filhos fossem brutalmente assassinados pelo pai, pois amava os seus filhos. Assim, após dar a luz um menino, Réiaenganou o marido, dando um pequeno cavalo a Cronos. Este, ansioso por se proteger da profecia, devorou o animal sem perceber o ardil. Réia levou o filho salvo para um local seguro, dando-lhe o nome de Zeus , que significa, «o tesouro que reluz»

Com Hera, sua esposa, Zeus foi pai de Hefesto, deus do fogo; de Hebe, deusa da juventude, de Ares, deus da guerra ; de Ilítia, deusa dos partos. Antes de desposar Hera, foi pai de Atena, com sua primeira esposa Métis. Entretanto, com a sua irmã Deméter, foi pai de Perséfone.

Apesar de casado com Hera, Zeus tinha inúmeras amantes, denominadas as paixões de Zeus. O maior de todos os deuses usava dos mais diferentes artifícios de sedução, como a metamorfose em qualquer objecto ou criatura viva, sendo alguns dos mais famosos um cisne, ( de Lena), e um touro ,(de Europa.) Assim sendo, teve inúmeros filhos ilegítimos, fosse com deusas, fosse mesmo com muitas mulheres mortais. Os filhos de Zeus com mulheres nortais tornaram-se proeminentes figuras na mitologia grega, nomeadamente Hércules e Helena.

DIONISIO – BACO

Dionísio é filho de Zeus e da princesa Semele, sendo o único deus que é filho de uma mortal.Dionisio é o deus grego equivalente a Baco, no panteão romano, deus das festas, do vinho e do lazer.

Hera, esposa de Zeus, possessa de ciumes devido ás inúmeras traições de Zeus, tomou conhecimento da gravidez de Semele. Hera dirigiu-se-lhe e discutiu com Seleme sobre a paternidade do filho por nascer. Num acto de crueldade e lançando-lhe uma armadilha, Hera desafiou Semele a pedir ao seu amante que viesse ter com ela vestido em todo seu esplendor, tal como anda no Olimpo, . Semele assim pediu que Zeus atendesse a um pedido seu, sem este saber qual seria. Zeus concordou, apenas para se arrepender logo depois. No entanto, não podia voltar com a sua palavra atrás. Zeus então apareceu a Semele vestido com as suas vestes celestiais, e o corpo mortal de Semele não foi capaz de suportar todo aquele esplendor. Semele foi fulminada e o seu corpo transformou-se em cinzas. No entanto Zeus queria salvar o seu filho, e Dioniso passou parte de sua gestação na coxa de seu pai. Quando completou o tempo da gestação, Zeus o entregou-o em segredo a Ino (sua tia) que passou a cuidar da criança com ajuda das híades, Deusa das horas e das ninfas.

Depois de adulto, descobrindo que o filho de Selema e Zeus estava vivo, a fúria vingativa de Hera caiu sobre Dioniso, levando-o á loucura. Assim, meio enlouquecido, meio amnésico, Dionísio vagueou pela terra. Quando passa pela Frígia, a deusa Réia o cura-o da sua loucura e amnésia, e Sileno ensina-lhe a cultura da vinha e o fabrico do vinho.

Curado, ele atravessa a Ásia ensinando a cultura da uva, e assim o povo passou a adora-lo como deus do vinho.

Dioniso puniu quem quis se opor a ele e triunfou sobre seus inimigos, além de se salvar dos perigos que Hera estava sempre colocando no seu caminho.

Eram-lhe consagrados: a pega, o bode a lebre.

Às sua sacerdotizas, chamavam-se e bacantes, nome derivado de «Baco».

É considerado também o deus protector do teatro. Em sua honra faziam-se as festas dionisíacas

HADES

Hades era o Deus que reinava sobre os mortos. Nessa tarefa, o rei do reino dos mortos era ajudado por outras divindades, leia-se: Hécate, as Fúrias, as Parcas, as Harpias, a Morte, o Sono, as Górgonas.

Hades era também o presidente do Tribunal que julgava as almas que lá chegavam, auxiliado por Minos, Eaco e Radamanto. Se as almas fossem condenadas eram atiradas ao Tártaro, se absolvidas eram encaminhadas aos Campos Elíseos ou Ilha dos Bem Aventurados.

Hades era um deus de poucas palavras, e o seu nome inspirava tanto receio que poucos usavam pronuncia-lo. Era descrito como frio, austero, impiedoso e insensível a quaisquer preces ou sacrifícios que lhes fossem oferendados. Com Hades não havia dialogo, nem sequer adoração que o demovesse de cumprir as suas intenções. Hades era distante e intimidava todos que se lhe cruzavam. As invocações Hades acabavem por ser feitas com recurso a cognomes eufemistas , nomeadamente «O Ilustre» ou «O bom conselheiro». Júpiter, Netuno e Plutão partilharam entre si o império do universo. Júpiter era senhora do céu e da terra. Netuno era senhor do reino dos mares e Plutão ( ou Hades), era senhor das profundezas, dos subterrâneos, dos infernos.

Plutão na mitologia Romana estava associado e Hades, e era o Deus das riquezas, pois nas profundidades das terras residem as grandes riquezas. Pois entre os Gregos, este Deus estava também associado aos subsolos pois era Hades quem propiciava o desenvolvimento das sementes e favorecia a produtividade dos campos. Em qualquer casos, era sempre um Deus relacionado com as riquezas e prosperidade, o que era irónico, atendendo a que era igualmente o Deus da morte e da condenação. Por isso, possuía títulos igualmente irónicos. Senão, veja-se que ele era igualmente conhecido como «Hospitaleiro» , pois havia sempre lugar para mais uma alma no seu reino dos mortos, que nunca fechava para férias nem rejeitava «hospedes».

Ao contrários do que comummente se pensa, Hades não é o deus da morte, mas sim da «vida após a morte». Marte é na verdade o Deus relacionado com as guerras e com a morte. Hades raptou Perséfone, filha de Demeter, a quem tomou como esposa

FURIAS

As Erínias dos Gregos ou as Fúrias dos Romanos eram personificações da vingança, semelhantes a Nêmesis. As Furias castigavam os mortais, ao passo que Nemesis punia os deuses.

As fúrias residiam nas profundezas do reino de Hades, onde torturavam as almas pecadoras que eram julgadas por Hades e Perséfone. Nasceram de gotas do sangue, possuíam asas de morcego e cabelo de serpente.

As Fúrias eram deusas cuja a missão era castigar os crimes cometidos pelos humanos, especialmente os crimes de sangue. Quem derramava sangue, era punido e condenado a ser torturado por aquelas que nasceram do sangue, que viviam do sangue, que bebiam o sangue.

Das fúrias, diz-se também que eram filhas de Nyx, a Deusa da noite.

NYX

Nix era uma divinidade feminina que personificava a noite. Em certas tradições, todo universo e todos os Deuses nasceram do Ovo Cósmico de Nyx.

Nix tanto é vista como uma divindade boa e que se manifesta na beleza da noite, como é vista como terrível fonte de maldições, fonte dos terrores nocturnos, Deusa da Morte e rainha do mundo das trevas. Era comummente aceite que Nyx possuía um dom profético, mas mais importante, ela possuía o segredo da imortalidade dos Deuses. Por isso, ela era temida até mesmo pelos Deuses, pois possuía a capacidade de retirar a imortalidade a um Deus e transforma-lo num mero humano.

APOLO

Apolo era um Deus relacionado com o culto do Sol , assim como Selene, ( sua irmã), era identificada com o culto da Lua. Apolo é também o deus da cura das doenças, sendo

que se verenada esta divindade com a finalidade de obter a cura de diversas doenças. Dizia-se que Apolo curava pessoas , ou melhor, comunicava com pessoas revelando a cura da doença, através do sono e dos sonhos.

Por esta forma de comunicação altamente poderosa, Apolo foi também considerado o Deus da profecia, sendo-lhe atribuídos inúmeros oráculos, sendo o mais famoso deles e Oráculo de Delfos, o mais importante de toda a antiguidade.

Mas se Apolo era o Deus da cura, era igualmente o Deus da doença, podendo espalhar de forma devastadora todo o tipo de enfermidade e praga pelos humanos. Nesse seu lado obscuro, Apolo é tido como o Deus das pragas, dos ratos e dos lobos.

Apolo estava associado ao loureiro, sendo que se dizia que os sacerdotes do seu culto sacerdotes mastigavam loureiro para dizerem as profecias. As coroas de louro eram muitas vezes oferecidas a alguém que tinha conseguido algo extraordinário, superando-se a si mesmo, o que correspondia ao ideal grego simbolizado por este jovem deus. As coroas de louro continuaram ao longo da historia a simbolizar a vitoria, mas alguns ignoram que advem de Apolo.

AFRODITE

Afrodite era a deusa grega do amor, do sexo, da regeneração e da beleza corporal

Afrodite, também vista como Vénus pelos Romanos e a adorada Astarte dos tempos de Salomão, possuía uma beleza irresistível. Isso causava imensas disputas entre os Deuses, o que irritou Zeus. Por esse motivo, Zeus fê-la casar-se com Hefesto, que a oferendou com as melhores jóias do mundo, inclusive um cinto mágico do mais fino ouro, entrelaçado com filigranas mágicas. Contudo, talvez não fosse o gesto mais inteligente vindo da parte do marido de Vénus, pois quando Afrodite usava esse cinto mágico, ninguém conseguia resistir a seus encantos. Afrodite recusava-se ao seu papel de esposa domestica, e as suas aventuras amorosas forma ardentes e muitas, apesar do casamento ordenado por Zeus.Afrodite teve diversos filhos de diversos Deuses, nomeadamente com Dionísio, Hermes, Ares, etc.

Afrodite amou e foi amada por muitos deuses, mas também por muitos mortais. Dos seus amantes mortais, o mais famoso foi Adônis, que também era apaixonado por Perséfone, que era igualmente sua rival neste trio amoroso.

PERSEFONE

Perséfone é normalmente descrita como uma mulher de cabelos claros, dona de estonteante beleza Por ela muitos homens se apaixonaram, entre eles, Adônis. Foi por causa de Adónis, que Perséfone se tornou rival de Afrodite, pois ambas disputavam o amor do jovem.

Na mitologia grega, Perséfone ou Coré corresponde à deusa romana Proserpina ou Cora. Era filha de Zeus e de Deméter e deusa da agricultura, tendo nascido antes do casamento de seu pai com a deusa Hera.

Quando a sua irresistível beleza se fez ver logo na adolescência, o deus Hades apaixonou-se por ela e pediu-a em casamento. Zeus, o irmão de Hades e pai de Persófone, não auferiu de imediato o pedido e Hades, cheio de paixão e não desejando esperar mais tempo, emergiu da terra e raptou-a levando-a para o seu reino no mundo subterrâneo, desposando-a e fazendo dela sua rainha.

Mas também outro motivo era porque Afrodite tinha inveja de sua beleza. Embora Adônis fosse seu amante, o amor que Perséfone sentia por Hades era bem maior. Os dois tinham uma relação calma e amorosa. As brigas eram raras, com excepção de quando Hades se sentiu atraído por uma ninfa chamada Menthe, e Perséfone, tomada de ciúmes, transformou a ninfa numa planta, destinada a vegetar nas entradas das cavernas, ou, em outra versão, na porta de entrada do reino dos mortos.

Entre muitos rituais atribuídos à entidade espiritual, cita-se que ninguém poderia morrer sem que a rainha do mundo dos mortos lhe cortasse o fio de cabelo que o ligava à vida. Era ela que presidia aos funerias. Era ela também que podia fazer perder objectos, ou ajudar a encontra-los.

Tal era a beleza de Persefone, que Zeus, (seu pai), fez amor com a própria filha, sob a forma de uma serpente.

ADONIS

Adônis, nasceu das relações incestuosas que o rei Cíniras manteve com sua filha Mirra. Era um jovem de grande beleza e por isso, Afrodite, a deusa do amor, da beleza e da sensualidade, apaixonou-se por ele; no entanto, Ares, o deus da guerra e amante de Afrodite, ao saber da traição da deusa , decide atacar Adônis, enviando um javali para matá-o; O jovem morto desceu então ao mundo subterrâneo, onde governava, ao lado de Hades. No entanto, Perséfone, esposa de Hades e rainha do inferno, também se apaixonou por Adónis. Aqui começou uma rivalidade e uma disputa sem igual entre 2 deusas: Afrodite e Perséfone. Ambas as Deusas chegaram a um acordo, segundo o qual Adônis passaria seis meses no inferno com ela e outros seis meses na Terra com Afrodite. No entanto o acordo foi desrespeitado, e novos conflitos surgiram, obrigando Zeus a intervir e a decretar que Adónis seria livre quatro meses do ano, passaria outros quatro com Afrodite e os restantes quatro com Perséfone. Há quem defenda que o nome Adónis esta associado ao nome Adonai, expressão hebraica referente a Deus e que significa «senhor», ou «meu senhor», ou «Soberano Senhor»

ARES – MARTE

Filho de Zeus e de Hera, Ares era o deus grego da guerra. Correspondia ao Deus Romano Marte. Ares era amante de Afrodite, deusa grega do amor e da beleza.

Ades era retratado pelos Gregos como alto e bonito, no entanto igualmente vaidoso e cruel. Ares era muito temperamental, entrava em guerra pelo mais inconsequente motivo e o derramamento de sangue estava-lhe associado.

SELENE

Selene é a deusa grega da lua, era filha de Hipérion e Tea, tendo como irmãos, a deusa Eos , e o deus Hélios.

Selene apaixonou-se por um mortal, um pastor, cujo nome era Endymion. A deusa da lua viveu um grande e ardente amor com este mortal. Desses amor e relacionamento sexual, nasceram cinqüenta filhas. No entanto, Endymion era mortal, e Selene confrontada com essa realidade, perecebeu que mais cedo ou mais arde o seu amado iria envelhecer e morrer. Não conseguindo lidar com esse facto, Selena assegurou que Endymion permanecesse eternamente jovem, mergulhando-o num sono eterno. Assim, o belo humano viveria sempre, dormindo com a mesma aparente idade.

HERA

Hera era irmã e esposa de Zeus. Era ciumenta e agressiva, perseguindo implacavelmente tanto as amantes de Zeus , como os filhos que resultavam de tais relacionamentos. Hércules destruiu os seus sete templos e, antes de terminar sua vida mortal, aprisionou-a em um jarro de barro que entregou a Zeus. Depois disso, ele foi aceite como deus do Olimpo

ALEXANDRE O GRANDE

Alexandre o Grande ficou ma historia do oculto como um dos semi-deuses que habitaram este mundo terreno.

Alexandre o Grande era, legitimamente filho de Filipe II da Macedónia e de Olímpia de Épiro. No entanto , acreditava-se que na verdade Alexandre era filho de Olímpia e Zeus.

Olímpia era uma mística, tanto ardente adoradora do deus Dionísio e dos seus cultos de teor sexual como praticava as mais obscuras e poderosas artes da magia negra. Olímpia era temida, e fez saber desde cedo que o verdadeiro pai do seu filho Alexandre era Zeus, conferindo ao jovem uma condição divina de semi-deus.

Até mesmo Filipe II também temia a sua própria consorte, sendo que certa vez ao entrar nos aposentos da rainha, a encontrou fazendo sexo com uma serpente branca. Filipe II ficou cheio de pavor, pois naqueles tempos era sabido que Zeus podia manifestar-se em varias formas físicas, e uma delas era uma serpente. O monarca começou a interrogar-se sobre a veracidade dos boatos que diziam que Alexandre era filho de Zeus e consultou o Oráculo de Apolo para saber a verdade. A resposta foi que Filipe deveria respeitar o filho, pois grandes conquistas estavam-lhe destinadas e era Zeus que as garantia. Não foi uma resposta directa, mas serviu para que Filipe II entendesse a mensagem.

A relação de Alexandre com a sua mãe era de tal forma intima e poderosa, que se diz que ambos tinham relações sexuais, o que de resto se enquadra nas praticas religiosas bacantes que Olímpia praticava e nas quais educou o seu filho. Aliás, Olímpia não se inibia de praticar as mais fortes magias negras para defender o seu filho e garantir a sua ascensão ao trono, eliminando todos os rivais. As magias negras funcionaram, e Alexandre ascendeu ao trono vencendo todos os seus rivais.

Alexandre, também para esclarecer a duvida sobre a sua origem divina, consultou o Oráculo de Amon, ( Deus Egípcio associado a Zeus), e por esse meio Zeus confirmou a paternidade, garantindo que ele estava destinado a grandes conquistas. Pois a garantia de Zeus cumpriu-se, pois Alexandre o Grande conquistou o maior de todos os impérios, tão vasto e poderosos que nem César, nem Napoleão, conseguiram repetir feito igual. Alexandre o Grande ficou inscrito na historia na humanidade como o maior de todos os conquistadores, e na historia do oculto como um dos semi-deuses que habitaram este mundo.

PAN

Pan também conhecido como Lupercus na mitologia romana, era o deus da pastorícia na mitologia grega. Era representado com orelhas, chifres e pernas de bode e era associado com os bodes e os cães, trazia sempre consigo uma flauta. Tornou-se símbolo do mundo pagão. Acreditava-se que Pan se divertia assustando as pessoas no campo, e que daí resulta etimologicamente a palavra “pânico”.Os romanos costumavam invocar o Deus Lupercus para manter os lobos afastados das suas casas e propriedades.
alguns Deuses do Panteão Egipcio
HATOR

Hathor é uma das deusas mais veneradas do Egito Antigo, a deusa, do amor, das mulheres da alegria, do vinho, da dança, da fertilidade. Ela também era venerada pois trazia a felicidade e era chamada de “dama da embriaguez” e muito celebrada em festas. Ela é representada como uma mulher com chifres na cabeça portando o disco solar, ou como uma mulher com orelhas de vaca;

ISIS

Ísis era a Deusa Egípcia do Amor e da Magia. Era igualmente mãe de Hórus e cunhada de Seth. Ísis ajudou a procurar o corpo de Osíris, que tinha sido despedaçado por seu irmão, Seth. Ísis, era a deusa-mãe do Egipto.

Quando Osíris, o seu irmão e marido, herdou o poder no Egipto, ela trabalhou junto com ele para difundir a civilização.

Porem, Seth, irmão de Osíris, espírito do mal que rasgou as entranhas da própria mãe para nascer e que tinha um odioso sentimento de inveja do seu irmão, palaneou uma terrível cilada. Seth o convidou Osíris para um banquete. Nesse banquete, Osiris assassinou o seu próprio irmão com a ambição de lhe ocupar o trono.

Quando Ísis descobriu o ocorrido, e tudo fez para restituir a vida ao seu marido.

A deusa invocou todos os templos de todas as cidades do país, para que estes se juntassem à sua dor e fizessem a alma de Osíris retornar do Além. Os seus esforços revelavam-se vãos, e Ísis assumiu então a forma de um falcão, cujo esvoaçar restituiu o sopro de vida ao seu amado, ressuscitando-o.

Ísis mateve o seu marido vivo através de magia e fez amor com ele, engravidando.

Ísis assim engravidou concebendo assim Hórus, filho da vida e da morte. Caberia a Horus, filho de Isis, quando chegasse á idade certa, enfrentar Seth, recuperando o trono que era sua legitima herança.

OSIRIS

Era Osíris que julgava as almas dos mortos. Osíris era por isso um Deus relacionado com a vida apos a morte.

Osíris era Marido de Ísis e pai de Hórus, e era também a encarnação das forças da terra e das plantas.

SETH

Seth é a encarnação do mal, é o espírito do mal. Seth rasgou as entrahas da própria mãe para nascer, e era o deus egípcio da violência e da desordem, da traição, do deserto, da guerra, dos animais. Seth era irmão de Osíris, o deus que trouxe a civilização ao homem, e tinha uma incomensurável inveja do seu irmão, que matou para usurpar o seu trono.

Seth esta associado a vários animais, tais comoo cão, o crocodilo, o porco, o burro e o escorpião. Seth possui uma aparência orelhuda e nariguda , algo demoníaca.

BASTET

Bastet era uma deusa da fertilidade, protectora das mulheres grávidas. Era uma deusa solar e era intimamente associada com o gato. Ela era representada como uma mulher com cabeça de gato, ou então simplesmente como um gato.

Nos seus templos de Bastet, foram criados gatos que eram considerados como encarnação da deusa e que eram por essa razão tratados da melhor maneira possível. Quando estes animais morriam eram mumificados, sendo enterrados em locais reservados para eles.

TOTH

Toth, é o deus da sabedoria do oculto, mestre das palavras magicas de grande poder que usadas em orações e encantamentos, invocavam as forças dos Deuses ou dos espiritos. È um Deus sábio e que nas esferas celestes, ocupa o cargo de secretário-arquivista dos deuses. Toth é também um Deus da Lua, que tem a seu cargo a sabedoria, a escrita, a aprendizagem, a magia, o fluir do tempo. Era frequentemente representado como um escriba com cabeça de íbis , a ave que lhe estava consagrada, ou por um babuíno. A sua companheira íntima, Astennu, era por vezes identificada com o próprio Toth . Tinha uma filha:. Seshat. Toth é associado com o conhecimento oculto e esotérico.

SESHAT

Sechat ou Seshat era uma deusa associada à escrita, à astronomia, à arquitectura e à matemática. O seu nome significa “a que escreve”. Recebia também os títulos de “Senhora dos Livros” ou “Senhora dos Construtores”. Esta Seshat era representada como uma mulher vestida com uma pele de leopardo. Seshat era filha e companheira de Toth, divindade também associada à escrita e ao conhecimento. No entanto, enquanto que Toth representava o conhecimento oculto, Sechat representava o conhecimento visível, que se concretizava. Por assim dizer, Toth era um Deus associado ao conhecimento magico, enquanto que Seshat era associada ao conhecimento cientifico.

ANUBIS

Anúbis, é o deus egípcio dos embalsamadores e do embalsamamento, presidia às mumificações.Anúbis era tambem o mestre dos cemitérios.

Era Anubis que guiava a alma dos mortos no Além, levando-as ao seu julgamento.

Anubis é filho de Néftis, que após uma discussão com o marido Seth fez-se passar por Isis e teve relações com Osíris.

BES

Bés Era o bobo dos deuses, senhor do prazer e da alegria. Bes era representado pela figura de um anão gordo e barbudo, feio ao ponto de se tornar cômico. Ele é muitas vezes representado com a língua de fora e segurando um chocalho. Quando esculpido ou pintado na parede, ele nunca aparece de perfil, mas sempre de frente, o que é único na arte egípcia. Bes é um deus incomum, que não parece ser egípcio, mas a sua origem é desconhecida. No entanto, é visível que ele se assemelha imenso com deuses encontrados na África. Bes era também o protector do parto.

Durante o nascimento, Bes dançava à volta do quarto, abanando o seu chocalho e gritando para assustar demónios que de outro modo poderiam amaldiçoar a criança.

Depois da criança nascer, Bes ficava ao lado do berço entretendo o bebé. Quando a criança ria ou sorria sem motivo aparente, acreditava-se que Bes estava algures no quarto a fazer caretas.

NEFTIS

Néftis é esposa de Seth. È a Deusa dos desertos e da morte.

Neftis é irmã de Osíris, Ísis e Seth,. Após uma grande discussão com o marido, metamorfoseou-se de Ísis e foi ter com Osíris, enganando-o e tendo relações sexuais com ele, que também era seu irmão. Dessa união, nasceu Anúbis, deus dos embalsamadores.

Neftis ajudou Ísis a recolher os pedaços de Osíris quando Seth o destruiu, de forma a que ele pudesse ser ressuscitado, como foi.

AMON

Amon era o rei dos deuses, tal como o era Zeus na mitologia Grego e Júpiter na mitologia Romana. Amon encontrava-se ao deus Rá (ou Ré), que é o Deus do Sol, formando assim o deus Amon-Rá considerado o deus que traz o sol e a vida.

Amon e Amunet, a sua contraparte feminina, são o Deus do ar e do composto primordial que gerou o universo. Amon foi também associado com o «sopro de vida», ou aquele do qual vem o «sopro de vida», aquele que dá vida a todas as coisas. Assim, Amon era o criador, o pai dos Deuses. Amon possuía um lado feminino, chamado Amunet, e de si nasceu todo o cosmo. Amon era representado em forma de um homem de pele escura, com barba.Numa forma híbrida podia surgir como uma homem com cabeça de carneiro.Diz-seque Alexandre O Grande teria consultado o oráculo de Amon, pois este estava associado a Júpiter, tal como o foi a Zeus, e Alexandre era considerado como filho de Júpiter ou de Zeus. Diz-se que ali, Amon ( ou Júpiter, ou Zeus), declarou-o como seu filho e garantiu-lhe grandes conquistas territoriais. E é um facto histórico que se assim foi profetizado, assim aconteceu.

Amon, é na verdade o «Deus» de falavam as várias tribos hebraicas que entretando se formavam e tomavam contacto com as realidades religiosas circundantes. O deus do «sopro de vida», o deus criador do cosmos, o Deus fonte de toda a vida. Os conceitos hebraicos do seu Deus uno, ( mais tarde o Deus dos Judeus e dos Cristãos), foram bebidos em Amon.

HORUS

Hórus era o deus egípcio do céu, filho de Osíris e Ísis. Os seus olhos representavam o sol e a lua, da mesma forma como ele tinha a seu cargo o poder sobre a vida e a morte. O culto solar de Isis , ( deusa mãe), e seu filho, foram na verdade o fundamento para a formação da crença de Maria mãe de deus e de Jesus, aquele que tem poder sobre morte e que veio para vencer o diabo.Horus venceu Seth, o espírito do mal, que foi visto pelos Judeus como Satanás, e tornou-se o rei dos vivos. Horus perdeu um olho lutando contra Seth, sendo esse o famoso olho de Horus. O Olho de Hórus simbolizava poder real e acreditava-se que este símbolo estava associado ao renascimento ou ás ressurreição.

ISHTAR

Ishtar é a deusa da fertelidade dos acádios.

Ishtar foi conhecida como Asterote pelos Filisteus, como Isis pelos Egípcios, como Astarte pelos Sumérios e como Easter nos povos nórdicos da Europa. Esta deusa esta associada ao pleneta Vénus. Os Portões de Ishtar, na Babilónia, são uma das maravilhas do mundo, sendo que presentemente se encontram num Museu de Berlim, havendo uma réplica dos mesmos no Iraque.

O culto a Ishtar envolvia rituais de carácter sexual, uma vez que era a deusa da fertilidade, outros rituais tinham a ver com libações e outras ofertas corporais.

Um importante ritual de Ishtar ocorria no equinócio da primavera, onde os participantes pintavam e decoravam ovos (simbolo da fertilidade) e os escondiam e enterravam em tocas nos campos. Este ritual foi adaptado pela Igreja Católica no principio do 1º milénio depois de cristo, fundindo-a com outra festa popular da altura chamada de Páscoa. Mesmo assim, o ritual da decoração dos ovos de pascoa mantem-se um pouco por todo o mundo nesta festa, na altura do equinocio da primavera.

ANUKET

Anuket era uma deusa egípcia associada á água, que é fonte de vida na terra, assim como á sexualidade, que é também fonte de vida na terra.

Era representada por uma gazela, ou por uma mulher adornada de plumas. Os gregos associaram-na à sua deusa Héstia.

 

Alguns Deuses na religião de Umbanda

OXALÁ

deus de todos os deuses; Oxalá, na Umbanda é representado por uma imagem de Jesus Cristo.

IEMANJÁ

deusa dos mares;

OXUM

deusa dos rios;

UANSÃ

deusa dos ventos e das tempestades;

OGUM

deus da guerra;

XANGÔ

deus da justiça;

alguns Deuses na religião Hinduísta:

SHIVA

deus da criação e da destruição;

VARUNA

deus guardião da ordem cósmica;

VISSHNU

deus da justiça e da disciplina;

LAKSHIMI

deusa da prosperidade e da generosidade;

AGNI

divindade do fogo; ´

alguns Deuses, ( Loas), na ReligiãoVodu

BOM DIEU

O deus principal, na religião Vodu

VODU (ou Zumbi)

Deus que domina noite e protege os seus fieis

. DAMBALLAH

Deus serpente; Deus fonte da virilidade e do poder

ERZULIE

Deusa serpente; deusa do amor, do ciúme e da vingança

GUEDÉ

Deus que preside aos mistérios da morte

BARÃO SAMEDI

Deus que preside aos trabalhos relacionados com feitiçaria maligna

 

quer um poderoso trabalho de magia?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria
1 2 3 4 5 6