Tag Archives: magia de sangue amarrações

Magia de sangue

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia de sangue

magia de sangue – a mais poderosa magia

magia-de-sangue-2

aviso sobre a magia de sangue

Olhai que assim se pode ler na obra de são Cipriano:

no livro, surpreendentemente viu Siderol que se podia por em relações  estreitas e amigas com o Espírito (…)

depois de estudar bem o livro, (…)e marchou sem demora ao lugar em que se cruzam os caminhos (…) porque o diabo infesta singularmente as cruzes formadas pelos quatro caminhos

Obra de são Cipriano, capitulo «Erguimanços de São Cipriano ou prodígios do diabo», secção 8º, pag 260

BRUXOS - O QUE SÃO BRUXOS2

Citamos esta passagem como inicio deste texto, para que se recolha o seguinte ensinamento:

conforme o livro de são Cipriano ensina ao relatar esta historia de Vitor Siderol, ninguém deve meter as suas mãos em comércios ocultos nem em magias, sem antes ter estudado profundamente o assunto através de verdadeiros ocultos livros!, pois acaso não está escrito: «depois de estudar bem o livro»?

Pois então:

apenas depois de muito estudar aprofundadamente o livro oculto, é que Vitor Siderol – assim o narrou são Cipriano – partiu para praticar as artes magicas!

Assim sendo:

apenas apos longos e aprofundados estudos de grimorio e livros ocultos – lendo-vos com a chave de sabedoria que permite desencriptar os códigos secretos neles contidos – é que estará alguém preparado para ir lidar com feitiçarias, sem que dai resultem calamidades e fatalidades!

Por isso:

jamais tenteis poderosos tipos de magia pelas vossas próprias mãos, mas sim entregai o assunto nas mãos de profissionais!, pois caso contrario podereis ver-vos a sofrer – ou pessoas á vossa volta – dos mais padecidos sofrimentos e mórbidas infestações!, pois saberes deste poder não podem ser lidados por leigos!, nem por curiosos inexperientes e ignorantes dos segredos que estão a ser manuseados!

Olhai:

a magia negra executada através da técnica de magia de sangue, é como um veneno dos mais poderosos!, ou seja:

há venenos poderosos que se forrem usados na quantidade certa – administrados á miligrama, com o maior cuidado, e com o maior rigor – então podem ser um poderoso remedio que cura de uma grande moléstia!

Já porem:

esse mesmo veneno usado erradamente, ele pode matar com a maior das agonias!

Pois então:

o mesmo sucede com a magia negra praticada através do isso uso de magia de sangue!, ou seja:

sendo a magia de sangue usada correctamente por um feiticeiro conhecedor, então a magia de sangue faz prodígios!

E porem:

sendo a magia de sangue usada por amadores ou curiosos, então a magia de sangue pode acabar por causar fatalidades!, seja no próprio!, ou noutrem á sua volta!

Por isso:

Jamais tente praticar a magia de sangue por si mesmo!, mas sim entregue essa missão – de oficiar magia de sangue – a um feiticeiro conhecedor e profissional!

Qual a relação entre o sangue os fenómenos do espirito?

Isto dito, voce pergunta:

«porque estamos a falar de sangue? O que é que sangue tem que ver com magia?, ou com espíritos?»

Respondemos:

se não sabeis a resposta, então olhai 4 factos:

1

são conhecidos os milagrosos casos – reconhecidos pela igreja católica apostólica romana – em que pessoas tocadas pela santidade exibem as chagas de Cristo, sangrando abundantemente através de feridas inexplicavelmente ocorridas!

Nesses casos, o sangue derramado por esses pessoas de santidade, é prova do seu elo com Cristo!, e é fonte dos seus milagres!

2

Mais:

Assim está escrito na Bíblia:

Jesus disse-lhes(…)  “Eu digo a verdade: (…)

Todo aquele que (…) bebe o meu sangue permanece em mim e eu nele

Joao 6,53-56

Pois assim sendo:

O próprio Cristo falou do sangue o do seu poder!, pedindo que em todas as eucaristias fosse bebido o vinho que depois de abençoado se converte no seu próprio sangue divino!, pois que é através do sangue divino que se estabelece uma aliança entre Cristo e o homem!, e é através do sangue que Cristo entra e permanece no homem!

3

Mais:

Assim está escrito:

Moisés tomou o sangue e aspergiu com ele o povo, dizendo: «Este é o sangue da aliança que Deus faz convosco (…)»

Êxodo 24,8-11

Pois assim sendo:

Assim se revela na Palavra de Deus que o sangue é o elemento que estabelece a aliança entre Deus e o Povo de Deus!, ou seja: entre o Espirito de Deus e os humanos.

magia branca3

4

Mais:

também assim está escrito:

O sangue é a vida da carne.

Eu [ Deus] vo-lo dou para fazerdes o rito

Levítico 17,11

Pois assim se sabe:

O próprio Deus revelou ter concedido ao homem o sangue, para com ele se realizarem poderosos ritos.

Em resumo:

está mais que evidente nos ensinamentos bíblicos – por mais que uma vez!! –  que o sangue é fonte de poder oculto e magico!, pois é um elo de comunicação entre este mundo físico e o mundo dos espíritos.

magia de sangue

Que diz a obra de são Cipriano sobre a magia de sangue?

são Cipriano mencionou a magia de sangue na sua obra oculta, pois ali podemos ler:

O grande Lúcifer apareceu-lhe (…) e disse-lhe:(…)

– Vai lá (…) amanha, por esta hora sobre ao monte do morro, e acende a tua lanterna. A essa hora,( há meia-noite), picarás o dedo mindinho com estes esporão córneo que aqui te entrego.  (..) depois assinarás o papel com o teu próprio sangue (…)

– E depois? – [Perguntou  Victor Siderol] (…)

– á meia noite, como te disse (…) [terás] o teu  primeiro tesouro

Obra de são Cipriano, capitulo «Erguimanços de São Cipriano ou prodígios do diabo», secção 8º, pag 261

Pois assim se fica a saber:

são Cipriano ensinou na sua obra que a mais poderosa magia – capaz de abrir caminhos aos mais impossíveis desejos – é uma magia de sangue!, ( a mesma usada em pactos com espíritos!), pois que é sempre uma magia que é confirmada, é validada, é activada pelo próprio sangue do feiticeiro que a está praticando!

Pois por isso:

são Cipriano diz e descreve na sua obra – de forma encriptada e que apenas alguns conseguem decifrar! – os mais ocultos segredos da magia de sangue!, para dos feitiços obter os mais poderosos resultados!

Assim sendo:

o feiticeiro extraindo de si mesmo o seu próprio sangue – conforme ensinado pelos ocultos saberes mágicos de são Cipriano – e vertendo-o nos rituais de uma amarração de sangue, ( que deve ser oficiada de acordo o ensinamento magico de são Cipriano), esse feiticeiro consegue da mais poderosa forma! – pois que é com o seu sangue de feiticeiro que assim é oficiado! – conjurar irresistivelmente as mais poderosas forças, energias e entidades espirituais!

Em resumo:

São Cipriano ensina na sua obra, que as mais poderosas magias – capazes de satisfazer os desejos nas mais impossíveis demandas – requerem o uso do sangue de quem está a praticar essa magia!, e a uma magia que envolve o sangue do próprio feiticeiro, isso chama-se de magia de sangue!

magia de sangue2

o que é um bruxo de sangue?

um bruxo de sangue é aquele bruxo que conhecendo todos os ocultos segredos da magia de sangue, então exerce e pratica a magia de sangue – ou bruxaria de sangue –  usando o seu próprio sangue!, e aplicando-o aos rituais de feiticeira!, sendo que esses rituais devem obedecer a saberes e ensinamentos rigorosos para darem no resultado desejado!

Cuidado porem:

a magia de sangue é de tal forma poderosa, que sendo usada erradamente – ou descuradamente – ao invés de dar naquilo que se deseja, antes fará ricochete e causará resultados inversos aos desejados!, pois quando se fala de magia de sangue está-se a lidar com o mais poderoso recurso oculto de magia negra que existe!

Na magia de sangue o bruxo aplica – através de cortes ou punções – o seu próprio sangue a ritos mágicos onde são usados símbolos ocultos –  sejam símbolos salomónicos, ou símbolos rúnicos secretos, ou símbolos infernais – para conjurar de forma irresistível as mais poderosas entidades espirituais!

Conjutamente, são oficiados holocaustos místicos, são entoados encantamentos em Latim, são realizados rituais Vodu.

Em resumo:

a combinação de todas estas poderosas técnicas espirituais, faz da magia de sangue o mais poderoso recurso oculto para a celebração de trabalhos de magia!

A magia de sangue é imensamente perigosa, pois pode levar o bruxo de sangue a entrar num estado de debilidade física tão fragilizado, que pode colocar a sua vida em risco!, ao fim de uma sucessão exaustiva de consecutivos rituais!

Assim sendo:

ninguem vai colocar a sua vida em risco a troco de nada!, e por isso a magia de sangue custa o seu bom custo para ser realizada!, e porem os seus efeitos são os mais poderosos!, e bem compensam o seu custo!

qualquer pessoa pode ser bruxo de sangue?

Não!

é bem verdade que o sangue é um elo através do qual é possível estabelecer uma ponte – ou abrir uma porta de comunicação – entre este mundo e o mundo dos espíritos!

Mas, porem:

olhai que assim está escrito:

«Este é o sangue da aliança que Deus faz convosco (…)»

Êxodo 24,8-11

Pois assim sendo, eis que assim se fica a saber:

Deus é espirito, e Deus escolheu fazer a sua aliança como seu Povo através do sangue!

Pois por isso, assim se sabe:

um espirito pode escolher fazer aliança com uma pessoa – ou com um conjunto de pessoas – através do sangue!, sendo que a partir desse dia o sangue desses escolhidos estará marcado pelo selo místico dessa aliança decretada pelo espirito!, e por isso dai em diante – de geração em geração – todos os descendentes desses escolhidos terão no seu sangue a marca da aliança estabelecida com o espirito!, e o seu sangue será dotado de particulares dotes místicos.

Logo:

dai em diante essa aliança de sangue é valida apenas para essas pessoas escolhidas por esse espirito, e não por outras!, sendo que essa aliança vai ter efeitos hereditários, ou seja: certas pessoas na linhagem genética dos descendentes dessa pessoa escolhida pelo espirito – através dessa aliança de sangue – vão nascer com o seu sangue marcado por essa aliança!, e esse sangue será sempre um sangue altamente invocatório do espirito!
Por isso:

primeiro:

nem todos os bruxos de sangue aceitam fazer magia de sangue, porque é extremamente perigosa!, e poem a vida em risco!

Segundo:

nem todo o sangue serve para realizar uma poderosa magia de sangue, pois apenas o sangue daqueles que foram escolhidos para – através do sangue – terem uma aliança com uma certa divindade ou espirito, ( os hereditários bruxos de sangue), é que serão prontamente, ( e poderosamente), escutados por essa divindade ou espirito.

Assim sendo:

não desate por aí sangrando, a pensar que vai conseguir grandes efeitos mágicos!, pois você vai apenas conseguir ferir-se e acabar no hospital!

magia de sangue3

Por isso:

entregue o assunto a profissionais que podem executar esse tipo de magia!, e depois usufrua dos seus resultados!

A que finalidades pode-se aplicar a magia de sangue, conforme são Cipriano a ensinou?

a magia de sangue – conforme são Cipriano ensinou – pode aplicar-se aos mais poderosos trabalhos de magia, tais como:

as mais poderosas amarrações amorosas!

os pactos para riqueza!

os trabalhos contra inimigos!

Porem, avisa-se novamente:

sendo a magia de sangue usada correctamente por um feiticeiro conhecedor dos segredos ocultos, então a magia de sangue faz prodígios!

E porem:

sendo a magia de sangue usada por amadores ou curiosos, então a magia de sangue pode acabar por causar fatalidades!, seja no próprio!, ou noutrem á sua volta!

magia de sangue4

Olhai que já explicamos:

a magia negra executada através da técnica de magia de sangue, é

como um veneno dos mais poderosos!, ou seja:

há venenos poderosos que se forrem usados na quantidade certa – administrados á miligrama, com o maior cuidado, e com o maior rigor – então podem ser um poderoso remedio que cura de uma grande moléstia!

Já porem:

esse mesmo veneno usado erradamente, ele pode matar com a maior das agonias!

Pois então:

o mesmo sucede com a magia negra praticada através do isso uso de magia de sangue!, ou seja:

Por isso:

Jamais tente praticar a magia de sangue por si mesmo!, mas sim entregue essa missão – de oficiar magia de sangue – a um feiticeiro conhecedor e profissional!

Não perca, e saiba tudo! Veja também:

missas negras e magia negra

bruxarias com missas negras

amarrações com missas negras

bruxaria Luciferiana

bruxarias de amarração de magia negra

amarrações de magia negra

amarrações seladas por bruxo

magia negra ao longo dos seculos

magia negra na historia

bruxas e malleus maleficarum

bruxas e sabbat

casamento das bruxas

bruxaria, feitiçaria, magia

com funciona a bruxaria

sintomas da bruxaria

feitiçaria

encantamentos e feitiços

magia e instrumentos mágicos

magia e os elementos da natureza

filtros e poções de bruxaria

oculto e ocultismo –  breve glossário básico

dicionário de demónios

demonologia – estudos demonológicos

magia negra – pequeno dicionário de magia

trabalhos de magia – o que é ?

magia segundo são Cipriano

trabalhos de magia feitos em cemitério

trabalhos de magia feitos em encruzilhadas

trabalhos de magia feitos com sigilos

magia negra

trabalhos de magia

quer poderosa amarração de amor?

quer rápida amarração amorosa?

quer amarrações amorosas poderosas?

então use de magia de sangue feita por verdadeiros bruxos de sangue, e escreva para:

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Feitiçaria- feitiços

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Feitiçaria- feitiços

feitiçaria- feitiços

FEITIÇARIA, FEITIÇOS

Feiticeiros e feiticeiras ainda existem e vivem entre nos, em pleno sec XXI. Mais do que simples crendices, a magia ganhou e ganha cada vez mais espaço em nossa sociedade.

Alcançando resultados que ciência não consegue explicar mas que tem dado provas de sucesso ao longo dos séculos, a Magia sobreviveu ás perseguições da Idade Media, ao racionalismo empírico do Sec XIX e mesmo ao espantoso progresso tecnológico do sec XX. Se a Magia não funcionasse, ninguém recorreria a ela, da mesma forma que se os carros não funcionassem, ninguém os compraria e conduziria.

A Magia segundo os feiticeiros é a capacidade de manipular forças que podem ser espirituais ou da natureza, para obter fenómenos ditos sobrenaturais.

É uma arte, ou ciência que se aprende.

Feitiçaria no cristianismo, conforme a tradição das ordens Templárias e Carolíngias

Aqueles ocultistas e místicos que professam a doutrina crista de são Cipriano, crêem que na verdade uma «feitiçaria» não passa de uma poderosa forma de «intercessão» junto de Deus a fim de Lhe invocar as suas bênçãos ou as suas maldições, pois que é Deus que tem poder sobre todas as coisas, e por isso seja junto de anjos ou demónios eis que Deus é Senhor de todos eles, e a todos Ele comanda.

E por isso, o ocultista que abraça o Cristianismo, eis que ele crê que com a autoridade de Deus então toda a feitiçaria resultará, e sem Deus nenhuma feitiçaria dará fruto, e por isso eis que ele busca o conhecimento do oculto porem norteando a sua fé em Deus, e jamais fora de Deus.

Dessa forma, qualquer um pode aprender a feitiçaria, mas como em qualquer “profissão” as pessoas podem possuir maior ou menor talento, existindo desde os verdadeiros “genios” da feitiçaria, até aos mais medíocres praticantes. Da mesma forma que muitos estudam e exercem ciências, mas nem todos podem ser um DaVinci ou um Einstein, igualmente muitos praticam a magia, sendo que uns tem elevados níveis de sucesso e outros nem por isso….

A Magia é maioritariamente ritualista. Ou seja, os efeitos mágicos são obtidos através de rituais, ou amuletos e talismãs, os quais são criados por outros rituais. A Magia também muitas vezes depende de produtos místicos secretos, cujas as propriedades são desconhecidas pela ciência mas que operam milagres aparentemente sobrenaturais.

Os rituais são necessários para focalizar o poder espiritual dos feiticeiros
e concentrar suas forças para que efeitos desejados possam ser obtidos.

Apenas os feiticeiros que já são mestres podem prescindir dos rituais, mas mesmo eles preferem utilizá-los para os efeitos mais complexos.

Existe um número limitado de efeitos mágicos possíveis. Ao longo dos séculos, em várias partes do mundo, os feiticeiros e feiticeiras tentaram sempre produzir os mesmos resultados. Embora as características dos rituais realizados variem de culto para culto, ou de teologia para teologia, de acordo com a cultura em que o feiticeiro se encontra inserido, os objectivos da magia são universais e podem-se definir muito sinteticamente.

Do Voodoo ao Kimbanda, da magia celta á Santeria á magiaárabe , etc… todos os rituais e processos mágicos visam, usando o poder do feiticeiro, invocar forças espirituais que façam produzir um certo fim aparentemente impossível de obter por meios normais.

E esses fins, independentemente das culturas variarem, são sempre os mesmos. Por exemplo, por mais que variem os rituais envolvidos, fazer chover para salvar uma plantação, sempre será fazer chover para salvar uma plantação seja na China, ou em Africa, ou na Europa, ou na América.

Uma coisa é certa:

A ciência e tecnologia dependem de resultados. Hoje em dias todos acreditam na ciência, porque ela produz resultados tecnológicos como telemóveis, carros, aviões, etc…. Caso contrario ninguém se importaria com a ciência.

Pois a magia nessa perspectiva obedece ao mesmo princípio.

Se a tecnologia não tivesse permitido construir computadores e uma rede de Internet que funcionassem, hoje ninguém estaria sentado diante de um ecrãs a «teclar» por mero masoquismo ou por pura fé…. Simplesmente ninguém usaria uma coisa que não funciona.

Com a Magia passa-se o mesmo, ou seja: as pessoas (ao contrario do que defendem certos intelectuais puritanos), não são estúpidas, e a feitiçaria não é apenas um corpo de superstições e crendices inconsequentes, pois que se assim fosse então ao fim de milhares de anos então já ninguém estaria recorrendo de algo que não funciona, da mesma forma que ninguém compraria carros se eles não funcionassem.

Porem, por outro lado isto deve ser observado:

Um assunto são as coisas deste mundo, e outro assunto são as coisas do mundo do espírito.

Pois as coisas deste mundo tem as suas leis e operam da sua forma, assim como as coisas do mundo do espírito tem as suas próprias leis e operam da sua própria forma, e as leis deste mundo não são as leis do mundo do espírito.

Ou seja:

Não se deve procurar nas coisas do espírito conforme se procura nas coisas deste mundo.

Ou seja:

No mundo do espírito, a fé é fundamental, assim como é fundamental saber que os espíritos operam por vezes de formas misteriosas, e eles operam por vezes por caminhos, meios e desígnios que não nos são compreensíveis, e que não nos cabe nem questionar, nem saber que caminhos são esses.

Também se deve saber: o tempo dos espíritos não é o tempo do homem, e o tempo do espírito não é regulado pelo tempo das impaciências humanas, nem das pressas humanas.

Isto é:

Observe a obra do espírito como um pão que você prepara, e coloca num forno para cozer. Ou seja: se você estiver impacientemente abrindo o forno a todo o minuto para ver se o pão já está acabado, você acabará apenas estragando o pão e arruinando sua refeição.  E porem, se você deixar esse mesmo pão no forno, fechado e descansado, cozendo pelo tempo que tiver de cozer, entao você vai ter um belo pão para saciar toda a sua fome.  Então: observe a obra do espírito como videira com a qual você quer preparar um bom vinho, ou seja: se você na pressa impaciente de ter o seu vinho, for e colher as uvas antes do seu tempo, pois você terá mau vinho. E porem, se você usar da sabedoria paciente do bom agricultor, e colher as suas uvas apenas no momento certo, ( nem antes, nem depois), então você terá bom vinho. Pois então: se você quer bom pão e bom vinho, você tem de seguir esta regra, da mesma forma que se você quer bom fruto do mundo dos espíritos, então tem de seguir as suas regras.

Por isso:

A obra do espírito ocorre, e ela é poderosa!

Porem, ela opera conforme estas leis, e é apenas com estas leis que a obra do espírito dá bom fruto.

E assim:

Quem procura na obra do espírito com esta compreensão e desta forma, então verá bom resultado; porem quem procura da forma errada e desobservando estas normas, pois não verá bom fruto, da mesma forma que se um condutor conduzir um carro da forma errada e contra todas as regras de transito, então é certo que ele acabará tendo um acidente, e a culpa não é do carro mas sim da forma como esse condutor usou o veiculo da forma certa, ou da forma errada, ou seja, observando as boas regras de condução, ou não observando.

Bruxaria, que efeitos causa bruxaria

Os 8 efeitos mágicos possíveis dos feitiços são:

1- Adivinhatório: conhecer o passado, o presente e futuro que poderá concretizar-se mediante as opções de cada pessoa.
2- Curandeirismo: fazer o ser humano curar, ou faze-lo adoecer
3- Magia natural : fazer chover, gerar secas, causar fenómenos na natureza, (como ventos, trovoadas), fazer animais deixarem de ter vontade de se alimentar, curar animais vitimas de mau-olhado, etc….
4- Magia emocional aterrorizar alguem, fazer alguém afastar-se, fazer alguém se apaixonar-se, etc….
5- Magia sensorial: criar miragens ou ilusões – não confundir a criação de miragens com o ilusionismo, que é o ramo mais baixo e básico desta vertente da magia, sendo apenas um conjunto de técnicas mecânicas sem qualquer segredo verdadeiramente magico
6- Necromancia ou Espiritismo: realizar viagens astrais, contactar com os mortos, etc
7- Sincronicidade: alcançar a sorte ou dar o azar, assim como a leitura das simbologias daquilo a que chamamos de «coincidências», mas que na realidade não o são porque tais não existem.
8-Profetização: inscrever na alma de alguém um determinado rumo de vida, tal como quem marca a ferro e fogo a carne de um animal. Tal como o símbolo ficará marcado na pele do animal para sempre, também a profecia ficará inscrita na alma da pessoa que terá assim um destino traçado para o bem ou para o mal. Se for para o bem a profetização chama-se «bênção», se for para o mal a profetização chama-se «maldição». A profetização também pode ser usada para unir ou afastar pessoas, para ajudar ou prejudicar, para salvar ou condenar, etc… sendo que acaba produzindo efeitos análogos aos da magia emocional , natural, e curadeirista.

Cada um destes 8 tipos de efeitos de feitiços, possui os seus próprios feitiços e contra – feitiços.

O feiticeiros foram forçados a manter a sua existencia em quase absoluto segredo por centenas de anos devido a histeria da caça às bruxas na Idade Media, bem como dos séculos XV, XVI e XVII , bem como de todos os preconceitos que sofreram e ainda sofrem. Apenas recentemente eles puderam agir mais abertamente e revelar-se de forma mais transparente ao mundo.

Um ponto interessante dos feiticeiros é que eles se organizam em Ordens. Enquanto algumas delas tem centenas de anos, tendo surgido da necessidade dos feiticeiros se ajudarem para poder sobreviver, outras são bem recentes. A maioria delas age abertamente, algumas são misteriosas e apenas ouvimos falar delas através dos relatos de membros das outras ordens. Outros feiticeiros optam por exercer as suas artes de forma solitária e independente

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de feitiçaria?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Bruxaria- Essências, filtros e poções

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Bruxaria- Essências, filtros e poções

magia-negra-magia-branca-2

 

AVISO PRELIMINAR AOS QUE ESTUDAM AS COISAS DO ESPÍRITO E DO OCULTO:

O santo Salomão afirmou que é de Deus que provem o conhecimento sobre as coisas dos espíritos, e dos «poderes dos espíritos», (sabedoria 7,20). Revela também o santo Salomão que o desejo de conhecer os mistérios dos espíritos, e a sabedoria do espírito, esse desejo de sabedoria conduz a Deus e ao reino de Deus (sabedoria 6,20). Por isso, estudai, e procurai a sabedoria sobre todas as coisas do espírito, pois que a sabedoria do espírito elevar-vos-á espiritualmente, e o conhecimento dos espíritos  enriquecer-vos-á ao vosso próprio espírito, e a sabedoria dos espíritos é o caminho santo que conduz a Deus.  Por isso: estudai todas as sabedorias do espírito, e porem: usai bem toda a sabedoria do espírito, usando-a sempre em Deus, com Deus, e jamais fora de Deus, pois que essa é a única forma santa de caminhar nos mistérios dos espíritos e nos «segredos de Deus».(sabedoria 2,22) Assim, o estudo do oculto e do mundo do espírito, deve ser encarado da forma certa, ou seja, norteado por Deus, fundamentado em Deus, e guiado para Deus, jamais indo para além de Deus. E por isso, eis que na obra do santo são Cipriano se pode ler:

 

«Como diz são Cipriano na sua obra secular: Rogo pois, de todo o meu coração (…) tudo quanto fazemos é em nome de Jesus Cristo»

 

Obra de são Cipriano; Instruções a todos os religiosos, Pag. 36

 

Assim sendo: enriquecei o vosso espírito com o conhecimento dos espíritos, pois que a sabedoria é coisa boa, pois que assim está revelado:

 

De facto, Deus ama somente aqueles que convivem com a sabedoria.

Sabedoria 7,28

 

Usai por isso deste mandamento do santo são Cipriano, e em todos os estudos que empreenderdes nas artes do espírito, procurai a sabedoria dos espíritos e do oculto, e porem fazei-o sempre com Deus, por Deus, e jamais fora de Deus.

Bruxaria- Essências, filtros e poções3

(Tratado de magia de 1656)

Bruxas e bruxos , são historicamente conhecidos por realizarem pactos com entidades espirituais através de actos de carnalidade, por via dos quais obtêm o seu poder espiritual.

Também são conhecidos pela celebração de Missas carnais, nas quais realizam a consagração dos seus trabalhos de bruxaria -, bem como pela celebração do Sabbath  – nos quais perpetuam o seu pacto com as entidades espirituais ás quais estão ligadas.

Mas como são realizados os trabalhos de bruxaria?

Que métodos são empregues para lançar bênçãos ou maldições ?

Eis que se lança alguma luz sobre o assunto:

Atribui-se ás bruxas a arte de realizar trabalhos de magia e bruxarias através de velas ou bonecos de cera.

Bruxaria- Essências, filtros e poções

Pois na verdade, os bonecos são usados em conjunção com elementos que identificam a pessoa visada pela bruxaria, seja pelo seu nome e data de nascimento, seja por um objecto pessoal dessa pessoa, seja por algo mais intimo dela como cabelos, ou unhas dessa pessoa.

Nalguns casos, ate mesmo o sémen, secreções vaginais ou o período menstrual pode ser usado.

O objectivo é simples: «marcar» essa pessoa de forma tão indelével, que os espíritos posteriormente invocados se dirijam a ela sem erro possível, e causam nela os efeitos desejados.

Os bonecos de cera a que foram adicionados os elementos identificadores da pessoa a quem se dirige a bruxaria, actuam posteriormente como elementos de um processo de ritual místico de chamamento de espíritos a quem um determinado serviço é entregue.

Uma vez entregue o serviço, os espíritos actuarão pelos meios que acharem necessários, de forma a produzir o efeito desejado e encomendado.

Outros metodos rituais ainda mais poderosos, são usados em bruxaria para obter os fins desejaods:  as essências e formulas secretas, que tanto geram poderosos efeitos físicos, como fortes efeitos invocatórios de forças espirituais.

Na religião Vodu e Kimbanda, os segredos de fórmulas místicas detêm um poder temível.

Um pó produzido através da combinação de ervas secretas, tanto pode curar uma doença incurável, como devolver o fogo da paixão a casal desavindo, como condenar alguém ao mais triste dos destinos.

Qual o segredo dessas essências?

Na maior parte dos casos, elas são produzidas com recurso a uma base de compostos perfeitamente identificáveis e inofensivos.

A esse composto relativamente simples, é adicionada uma substância secreta, altamente indetectável, porque produzida através da combinação ou destilação de ervas ou elementos raros.

A imperceptibilidade dos elementos essenciais da fórmula, assim como a base declaradamente inócua onde se firma uma substancia mística, visa um único fim:

*      obter os resultados desejados, salvaguardando ao mesmo tempo o segredo dos meios que foram usados nesse produto.

As essências místicas não são produtos farmacêuticos, ou seja: não se pretende colocar a sua composição no rotulo, nem vende-las em hipermercados. Ao contrário, as essências místicas são segredos rigidamente conservados ao longo de séculos e séculos.

Por isso, uma essência mística é como um perfume: possui um corpo e uma essência.

E tudo isso se chama: um filtro.

Explica-se:

o «corpo» é o composto que serve de base á essência mística. A essência assentará sempre num sólido, num pó ou num líquido.

Esse pó ou líquido, são sempre compostos que permitem a diluição apropriada da essência que se lhe quiser adicionar.

Contudo, serão sempre «corpos» compostos por uma simples  associação de elementos facilmente reconhecíveis e inofensivos.

O truque, não está naquilo que se vê com os olhos abertos , mas antes naquilo que não se consegue ver nem com um microscópio.

Depois do «corpo», vem a «essência».

Nessa «essência», reside o espírito e o segredo do produto.

São aí empregues fórmulas ancestrais compostas por elementos raros, com diverso tipo de propriedades.

O objectivo é um: atrair forças espirituais poderosas, indicando-lhes a tarefa que elas devem cumprir junto de quem se encontra imbuído numa certa formula.

E os espíritos ouvirão esse poderoso chamamento, e realizarão sem margem para apelo o fim destinado e encomendado.

Exemplos deste tipo de magia, e do seu poder, podemos facilmente encontrar na Bíblia.

Nos livros de Levítico, Êxodo, Deuteronómio e Números, são incontáveis os exemplos de fórmulas que são ensinadas por Deus aos profetas, a fim de produzir determinados fins espirituais que tem reflexos práticos na vida das pessoas.

Todas as fórmulas são aparentemente inofensivas, e no entanto, geram efeitos de enorme poder, pois atraem a si o poder de Deus.

As fórmulas de produção de incensos, as fórmulas de produção de oferendas a entregar em holocausto, os meios de uso do sangue, as formas e composição de produção de alimentos, etc…. Tudo isso são fórmulas de produção de essências agradáveis a Deus e que por isso atraem para quem as gerou, os efeitos desejados conforme a sua fórmula.

Da mesma forma, actuam as essências místicas usadas na bruxaria:

feitas aparentemente de elementos inócuos, as fórmulas pelas quais são produzidas, atraem a si poderosas forças espirituais, que vão gerar efeitos em consonância com as finalidades inscritas do filtro produzido.

Alguns exemplos Bíblicos, de forma de atracção de poderes espirituais dirigidas a um certo fim:

Aprendemos que azeite e incenso não devem se usados em trabalhos relacionados com pecado:

Não colocará nele nem azeite, nem incenso, pois é um sacrifício pelo pecadoLevítico 5, 11

Logo, sabemos que sacrifícios dedicados ao pecado, usam tais elementos.

Eis algumas fórmulas de invocação dos poderes de Deus, realizadas com elementos aparentemente inofensivos,

conforme esta descrito na Bíblia:

Deus disse a Moisés: «providencia bálsamo de primeira qualidade: 5 quilos de mirra em grão, 2 quilos e ½ de cinamomo, 2 quilos e ½ de cana aromática, 5 quilos de cássia, (…) 7 quilos e ½ de azeite de oliveira. Com estes ingredientes, faz óleo para a unção sagradaÊxodo 30, 22-25

Deus disse a Moisés:« providencia essências aromáticas: resina, âmbar, bálsamo, aromas e incenso puro em quantidades iguais. Com elas faz um incenso perfumado. (…) será puro e santo

Êxodo 30,34-35

Quando oferecerdes uma oblação cozinhada no forno, será feita sem fermento, feitas de flor de farinha amassada com azeite (…) parti-las-ás em pedaços, e deitar-lhes-ás azeite por cima. È uma oblação

Levítico 2,4

Todas as oblações serão oferecidas com sal

Levítico 2, 13

Sobre ela derramarás azeite e colocarás incenso

Levítico 2,15

O sacerdote queimará uma parte do pão com azeite e todo o incenso

Levítico 2, 16

O sacerdote tomará um punhado de flor de farinha, com azeite e como todo o incenso colocado sobre o altar

Levítico 6, 8

Em seguida, Moisés tomou um pouco do óleo da unção e do sangue que estava sobre o altar, e com isso aspergiu Aaarão e as suas vestes

Levítico 8,30

Uma oblação amassada com azeite

Levítico 9,4

Toma flor de farinha, e coze com ela 12 pães de 8 litros cada um. Coloca-os depois em 2 filas de 6 sobre a mesa de ouor puro, que esta diante de Deus. Coloca incensi puro sobre cada fila. Isso será como alimento oferecido (…) para Deus

Levítico 24, 5-7

Aquele que fizer a sua oferta a Deus, apresentará o seguinte: uma oferta de 4 litros e meio de flor de farinha amassada com 2 litros de azeite

Números 15,4

Seja na bruxaria, seja nos saberes espirituais Abraamicos, o segredo de uma essência, ou de uma poção

reside em 2 pontos fundamentais, que são :

  1. Os elementos que compõem a essência ou poção
  1. A consagração da essência ou poção

Os elementos que compõem uma essência, ( ou seja: a formula de uma poção),  são substancias consideradas sagradas.

São sagradas, pois são substâncias, (ou combinações de substancias), que atraem ,(ou repelem), forças espirituais de luz o de trevas.

O poderoso efeito que certo tipo de fórmulas exercem sobre os espíritos é reconhecido nos textos bíblicos.

Assim está escrito:

Ele [anjo Rafael] respondeu: « O coração e o fígado servem para serem queimados na presença de homem ou mulher atacados por algum demónio ou espírito mau.O fumo espanta o mal, e faz com que o demónio desapareça para sempre – Tobias 6,8

Tobia lembrou-se do que Rafael tinha dito: pegou no fígado e no coração do peixe, que estavam na sua sacola, o colocou-os no queimador de incenso. O cheiro do peixe expulsou o demónio, que fugiu para as regiões do alto Egipto. Rafael perseguiu-o, agarrou-o e acorrentou-o.

Tobias 8, 2-3

Aqui se vê como algumas substancias combinadas e trabalhadas de certa forma, podem rapidamente expulsar uma força espiritual, ao mesmo tempo que invocando a ajuda de outra.

Mas o verdadeiro segredo da essência reside não apenas na fórmula de substâncias que compõem uma poção , mas sim na sua «consagração».

«Consagrar», significa:

tornar sagrado; dedicar a uma divindade ou aos espíritos; destinar a certo fim.

A «consagração», é por isso um conjunto de rituais esotéricos por via do qual uma certa fórmula é «oferendada» e «entregue» aos espíritos, que assim a aceitam e agem em conformidade com os fins a que a coisa consagrada se destina.

No caso que vimos descrito no Livro de Tobias, as substancias indicadas pelo anjo Rafael, deviam ser queimadas num incensório, pois essa era a forma de encaminhar as essências para os espíritos, ao mesmo tempo que indicando o fim a que se destinavam, e que naquele caso era expulsar um demónio, ao mesmo tempo que invocando o auxilio de um anjo.

Mas mais exemplos encontramos do processo de consagração de substâncias espirituais.

Por exemplo:

Na cerimónia crista da eucaristia, o pão simboliza o corpo de Cristo, ao passo que o vinho representa o sangue de Cristo. Em conjunto com os rituais litúrgicos que são celebrados pelo sacerdote, esses 2 elementos , ( pão e vinho), simbolizam o poder espiritual de Cristo que tomamos em nós ao partilhar daquelas substancias. No entanto, todos sabemos que pão é apenas pão, e vinho é apenas vinho, ou seja: apenas por si são meros alimentos, que não trazem qualquer salvação espiritual.

Sem o ritual da liturgia, um pão é apenas um pão, e uma taça de vinho é apenas uma taça de vinho.

O que transforma aqueles elementos em substancias sagradas com uma carga espiritual (neste caso com uma finalidade redentora), são os rituais celebrados e que consagram aquelas substancias a um fim espiritual.  E essas substancias, uma vez oferendadas ao espírito (neste caso, ao espírito de Jesus), passam a ser sagradas, pois por elas o espírito (neste exemplo, o espírito de Cristo),  actua em quem partilha a eucaristia, oferecendo expiação e redenção.

Pois uma essência ao ser consagrada, é entregue aos espíritos através de determinado processo ritual, e passa a representar determinados fins, tal como o pão e o vinho no contexto de uma liturgia, passam a significar a salvação em Cristo e através de Cristo.

agua-benta

O mesmo sucede com a água benta. Água benta é apenas água, e no entanto a forma como é consagrada torna-se santa, atraindo a si forças espirituais de Deus para uma finalidade purificadora.

Senão vejamos:

Dizendo isto, Jesus cuspiu no chão, fez barro com a saliva, e com o barro ungiu os olhos do cego. E disse: «Vai e lava-te na piscina de Siloé. (…) O cego lavou-se e voltou vendoJoão 9, 6-7

No evangelho de João, observamos com a água purificada pela força espiritual de Cristo, se transformou num remédio milagroso. Ou seja: transformou-se de mera agua, em substância santa e curadora.

O mesmo exemplo encontramos no II Livro de Reis, quando o profeta Eliseu mandou que Naamã se lavasse 7 vezes no rio Jordão.

«Lava-te e ficarás curado.» Então Naamã desceu e mergulhou 7 vezes no rio Jordão, como o homem de Deus havia dito.  Sua carne tornou-se como carne de uma criança, e ficou curadoII Reis 5,13-15

Mais uma vez se assiste á forma como uma substância, (a água), consagrada de forma poderosa, se transforma em poderoso filtro espiritual com propriedades espantosas.

Tal como o pão, o vinho e a agua benta quando usados em processos rituais adequados, se transformam em substâncias com certos fins, também outro tipo de essências são usados em processos místicos.

Nesse processos místicos, essas essências são consagradas (entregues e dedicadas a espíritos), de forma a que as forças espirituais a quem foram dirigidas, realizem um certo fim na vida daqueles que procuram auxilio nas suas aflições e metas.

Em resumo:

A forma como uma essência é consagrada, por um lado oferece a essência a um certo tipo de espírito, ao passo que indica que tipo de finalidade é que se deseja que as forças espirituais invocadas pela fórmula devem realizar junto de uma pessoa: protege-la, salva-la, amaldiçoa-la, conceder-lhe bênçãos, etc.

Assim se atesta através dos textos bíblicos, que determinados elementos, combinados de determinada forma e devidamente consagrados, são altamente apelativos de espíritos poderosos, bem como são indicativos dos fins que se procuram obter desse mesmo tipo de força espiritual.

Eis que assim actuam as essências místicas, se bem que não de forma tão simplista.

De resto, os segredos são segredos, e nem a Bíblia os revela abertamente.

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

quer uma poderosa feitiçaria?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria
1 2