Magia – a magia na Bíblia

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Magia – a magia na bíblia

Magia - a magia na bíblia

 A magia na Bíblia

Bíblia, magia, profetas e profecias

A magia branca, a magia negra, os espíritos, a vidência e os profetas, os anjos de Deus e os anjos das trevas, os deuses, os seres das trevas, as feiticeiras, as amarrações, e todas as coisas que constituem o mundo espiritual, são uma realidade, uma realidade mística e hermética, que se encontra amplamente descrita na Bíblia.

Pelas sagradas escrituras podemos testemunhar historicamente sobre a existência de todos os aspectos da magia, e por isso, eis que se revela o presente estudo bíblico, que traça um estudo comparativo entre os mais diversos assuntos relacionados com a magia, e as suas confirmações bíblicas segundo os testamentos.

A quem deseja saber sobre algumas das verdades do mundo espiritual e as suas Leis, eis a palavra:

Magia - a magia na bíblia4

A magia na bíblia:

Os profetas contactam com os espíritos, e contactar com espíritos é um dom de Deus

Moisés assim respondeu: «(…) Oxalá todo o povo (….) fosse profeta e recebesse o espírito»

Números 11, 11-30

qualquer dom precioso (…) vem do alto, (…)do pai das luzes

Tiago 1,16-18

Aspirai aos dons do espírito, principalmente ao da profecia

1 Coríntios 14,1Os 9 dons espirituais

Cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para utilidade de todos.

A um, o espírito dá a (….) sabedoria;

a outro a (…) ciência segundo o mesmo espírito(…);

a outro (…) a fé;

a outro (….) o poder das curas (…);

a outro, o poder de fazer milagres ;

(…) a outro, a profecia (…);

a outro, o discernimento dos espíritos (…);

o outro o dom de falar línguas (…) ;

a outro ainda o dom de as interpretar(…)

1 Coríntios 12, 7-10As profecias e vidências sucedem quando um espírito fala através de uma pessoa com o dom da profecia

O espírito pousou sobre eles e começaram a profetizar

Numeros 11,11-30

O espírito de Deus apoderou-se de Zacarias (…)

Ele dirigiu-se ao povo e assim disse:«Assim diz Deus(….)»

2 Cronicas 24, 19-20

o espírito entrou em mim[ Ezequiel] (….) pôs-me de pé e continuou a conversar comigo

Ezequiel 3,24Se quem consulta um profeta ou vidente, o faz com más intenções ou mentiras relativamente ao espírito que vai consultar, o espírito não responderá com verdade e deixará o profeta enganar-se, assim também enganando quem consulta o vidente

Qualquer israelita ou emigrante (…) que se distancie de mim (…)

e que em seguida vá consultar o profeta(…)

se o profeta se deixar enganar (…)deixa-lo-ei no seu engano (…)

Ezequiel 14, 7-10Sobre trabalhos espirituais ou de magia realizados á distancia

Então Eliseu mandou-lhe um mensageiro com esta ordem:

« vai e lava-te 7 vezes no rio Jordão. O teu corpo ficará limpo e ficarás curado»

2 Reis 5;10

O rei [Josias] (….) deu esta ordem ao sacerdote Helcias:

«Ide consultar Deus [um vidente] pormim(….)»

O sacerdote Helcias, Aicam, Acobor, Safa e Asaias foram ter com a profetiza Hulda.

Ela (….) respondeu (….):«(….)Dizei a quem vos enviou(….)»

2 Reis 22;11-20

Entregou-lhe um escrito do profeta Elias, que dizia o seguinte:

«Assim diz Javé, o Deus do teu paiDavid(….)»

2 Cronicas 21;12Sobre os pactos espirituais assumidos por escrito

Por tudo isso, assumimos por escrito um compromisso sério.

O documento foi assinado [o documento continha um compromisso escrito com Deus]

Neemias 10;1

Videntes, são aqueles que temvisões enviadas pelos espíritos

Pois esse povo é rebelde(…)Eles dizem aos videntes:

«Não tenhais visões»

Isaías 30,9-10

Os profetas são videntes

Samuel foi amado pelo senhor, do qual era profeta(….)

foi reconhecido como verdadeirovidente

Eclesiástico 46;13-15

Os profetas ou videntes revelam sinais que demonstram o que vai suceder

«Qual é o sinal de que subirei ao templo de Deus?»[perguntou Ezequias]

Isaías respondeu:«O sinal (….)é este(….)»

Isaías 38;22Sobre os prazos de cumprimento das profecias e das vidências, e dos trabalhos espirituais 

Então Deus respondeu-me:

«Escreve esta visão, guarda-a com clareza em tabuinhas(….)

È uma visão sobre um tempo determinado,

fala de um prazo,

e não vai decepcionar.

Se demorar, espera-a, pois certamenteele virá e não tardará.

Habacuc 2; 2-4Ate David, o escolhido de Deus, tinha um vidente ao seu serviço

Então, Deus disse a Gad,

o vidente de David(….)

1 Cronicas 21;9A vinda de Jesus ao mundo foi anunciada por Deus através de MAGOS e de uma estrela – a ASTROLOGIA –

Ao verem de novo a estrela, os magos ficaram radiantes de alegria(…)

Ajoelharam-se diante d’Ele, e prestaram-Lhe homenagem

Mateus 3, 10-11A vinda de Jesus ao mundo foi confirmada por uma vidente

Havia também uma profetiza chamada Ana, de idade muito avançada. (….)

Nunca abandonava o templo, servindo a Deus com jejuns e orações.

Ela chegou nesse instante, louvava a Deus e falava do Menino a todos os que esperavam

a libertação de Jerusalém

Lucas 2, 36-38Quando os sinais e revelações do profeta enganam, é porque o profeta foi possuído por um espírito de mentira, um espírito impuro

Então o espírito colocou-se diante de Deus e disse:«Eu posso engana-lo!»[ ao profeta]

Deus perguntou:«Como?»

Ele respondeu:«eu vou lá e transformo-me num espírito de mentira na boca de todos os profetas do rei».

E Deus disse:«Vai e faz isso».

Foi assim que Deus colocou um espírito de mentira na boca desses profetas

2 Crónicas 18, 20-22O profeta escreve as mensagens que lhe são reveladas pelo espírito, revelando-as assim a quem o procura

Daniel teve um sonho, escreveu imediatamente as imagens que lhe povoaram a mente enquanto ele dormia

Daniel 7,1As revelações dos espíritos feitas através da profecia, por vezes assumem a forma de poemas

Então o espírito de Deus [ um anjo] desceu sobre ele [ Balaão, um adivinho e bruxo], e ele pronunciou o seu poema:

Oráculo de Balaão, filho de Beor,

Oráculo do homem de olhos penetrantes

Oráculo de quem ouve as palavras de Deus

E conhece a ciência do Altíssimo [ as ciências ocultas]

Numeros 24, 2-5O profeta frequentemente recebe visões nocturnas, que não são meros sonhos, mas antes mensagens do espírito

Em imagens nocturnas tive [ Daniel] esta visão

Daniel 7,13

O Senhor chamou-o numa visão. «Ananias!» E Ananias respondeu:«Aquiestou. Senhor»

Actos Apóstolos 9, 10-12

Deus visitou Labao, o Arameu, numa visão nocturna, e disse-lhe:«Cuidadocom o que vais fazer a Jacob»

Génesis 31,24

Em imagens nocturnas, tive esta visão: entre as nuvens do céu, vinha alguém como um filho de um Homem

Daniel 7,13

Deus dirigiu a palavras a Abraão, através de uma visão

Gen 15,1

E o espírito ergueu-me e levou-me (…)numa visão inspirada pelo espírito

Ezequiel 11,24Por vezes, o profeta e o mago também interpretam os sinais que os espíritos fazem suceder na vida das pessoas, e assim ajudam-nas

Baltassar [Daniel] chefe dos Magos, (….)

escuta esta visão que tive num sonho,

e depois dá-me a tua interpretação

Daniel 4;6O profeta, a quem o procura, oferece sinais reveladores e faz prodígios

Em Israel, nunca mais surgiu outro profeta como Moisés (…) Ninguém o igualou em todos os sinais e prodígios

Deuteronómio 34, 10-11

Estou contigo, e este é o sinal que te envio

Êxodo 3,12O pagamento dos profetas

Recebeste de graça, dai também de graça! Não leveis no cintos moedas deouro(…) porque o operário tem direito ao seu salário

Mateus 10, 8-10

Será que não temos o direito de comer e beber? (….)

de facto, aquele que trabalha deve de trabalhar com esperança de receber a sua parte.

Semeamos bens espirituais em vós, será muito colher bens materiais de vós?

1 Coríntios 9, 4-11Verdadeiros Magos ou bruxos, são na verdade pessoas possuídas por um espírito, ou de feitiçaria ou de adivinhação
havia uma jovem escrava, que estava possuída por um espírito de adivinhação;

fazia oráculos e dava muito lucro aos seus patrões

Actos Apóstolos . 16;16-17

Miriam – a irmã mais velha de Moises de  Arão – foi uma poderosa vidente, a quem muitos reconheceram imensos conhecimentos de alquimia e feitiçaria

Então Miriã, a profetisa, irmã de Arão, tomou na mão um tamboril, e todas as mulheres saíram atrás dela com tamboris, e com danças.  

Exodo – 15,20O profeta revela aos olhos das pessoas a mensagens dos espíritos através de sinais que as pessoas podem ver. Exemplos bíblicos de sinais que os espíritos , ( neste caso o de YHYV),fazem através do sol, tal como sucedeu em Fátima, a pedido dos 3 videntes

O sol ficou parado no meio do céu, e um dia inteiro ficou sem ocaso

Josué 10, 13-14

Ezequias fez o que o Senhor aprova (…) conforme lhe ordenara Isaías (…) no seu tempo, o sol recuou e Ele prolongou a vida do rei

eclesiástico 48, 22-23

O profeta Isaías invocou Deus e este fez a sombra recuar 10 degraus que o sol já havia descido

2 Reis 20,11Sobra a Regra Bíblica a respeitar para consultar os espíritos

Quando vos disserem:

«consultai os espíritos(….);porventura não deve um povo consultar os seus deuses

e consultar os espíritos dos mortos em favor dos vivos?»

Comparai a instrução, [o que é dito pelos espíritos]

com o testemunho [com as escrituras]

Isaías 8;19-20Sobre a Regra Biblica para saber de um espírito é de Deus ou demoníaco

Para saber se alguém é inspirado por Deus,

[ se fala por causa da presença de um espírito de Deus]

segui esta norma:

«fala da parte de Deus todo aquele que reconhece que Jesus Cristo encarnou»

1 Joao 4;2-3Sobre a possibilidade de realidade do contacto com espíritos de pessoas já desencarnadas

6 dias depois, Jesus tomou consigo Pedro, Tiago e o seu irmão João,

e levou-os sozinhos a um lugar á parte (….)

E [ Jesus] transfigurou-se diante deles (….)

apareceram-lhes Elias e Moises, que estavam a conversar com Jesus

Marcos 9;2-4

O seu rosto mudou de aparência [ Jesus] (….)

Nisto, dois homens conversavam com Jesus.

Eram Moisés e Elias. Apareceram (….) e conversavam

Lucas 9; 29-31
As maldições duram por 3 gerações

Quando me odeiam, castigo, castigo a culpa dos pais nos filhos , netos e bisnetos

Êxodo 20;25Sobre as maldições, que são a base dos trabalho de magia negra
Vede ! Hoje eu ponho diante de vós a bênção e a maldição

Deuteronómio 11; 26

Todas essas maldições cairão sobre ti (….)

essas maldições serão para sempre m sinal e um prodígio contra a tua descendência

Deuteronómio 28; 45-46

Pagaram a Balaão (….) para que os amaldiçoasse

Deuteronómio 23;5-6

Bruxos podem fazer o bem ou o mal, desde que nunca por contra própria, mas apenas com a autorização de Deus

Balaão respondeu:«Eu já havia dito aos teus mensageiros (….)

mesmo que Balac me dê um palácio cheio de ouro e prata, eu não poderei ir contra a ordem de Deus,

fazendo o bem ou o mal por conta própria»

Números 24;10-13Bruxos e adivinhos, podem trabalhar segundo a vontade de Deus

O anjo de Deus disse a Balaão: Vai com esses homens, mas diz somente aquilo que eu te disser»

Números 22, 35

Sobre os trabalhos de magia e adivinhação serem generosamente pagos

Eles chegaram onde estava Balaão e disseram-lhe:

«Assim diz Balac (….): não recuses vir ao meu encontro, pois tornar-te-ei muito rico (….)

por favor, vem e amaldiçoa este povo

Números 22, 16-17Sobre a bruxaria ser realizada através de bênçãos ou maldições profeticamente geradas

Ele[Balac]enviou mensageiros a Balaão(….)

mandou chama-lo dizendo:

«saiu do Egipto um povo que esta cobrindo a superfície da terra(….)por favor, vem a amaldiçoa esse povo(….)

eu sei que fica abençoado quem abençoas, e aquele que amaldiçoas fica amaldiçoado(….)

Os anciãos partiram levando o pagamento ao adivinho [ e bruxo]

números 22;5-7
Pagaram a Balaão (….) para que os amaldiçoassem
Deuteronómio 23;5-6
Sobre a existência de Espíritos

Deus é luz

Joao 1;5

Deus é espírito

João 4;24

Não são os anjos, espiritos encarregados para(….) servir aqueles que deverão herdar a salvação?

Hebreus 1,14

A qual dos anjos deus disse: « Senta-teá minha direita(….)Não são todos eles espíritos(….)»

Hebreus 1;13-14

Vi Deus sentado no seu trono (….) Então aproximou-se dele um espírito

1 reis 22;19-21

Ao ve-lo, os irmão profetas (….) comentaram: «O espírito de Elisasrepoursa sobre Eliseu»

2 reis 2;15

Moisés e Araão caíram com o rosto por terra e suplicaram:«Deus dos espíritos (….)»

Números 16;22

Moises disse a Deus: «então Jave, o Deus dos espíritos (….) indique-me (….)»

Números 27;15

Heliodoro já estava junto do tesouro, quando o senhor dos espíritos (….) se manifestou (….)

2 Macabeus 3;24

Quem dá inteligência é um espírito no homem, é sopro do todo-poderoso

Job 32;8

Não sabeis que sois o templo (….) e que o espírito (….) habita em vós?

1 Coríntios 3;16

Quem nasce da carne é carne, quem nasce do espírito é espírito (….) o ventosopra (….) ouves o barulho mas não sabes de onde vem nem para onde vai. Acontece a mesma coisa com o espírito.

João 3; 6-8

O mesmo acontece com a ressurreição dos mortos; o corpo é semeado corruptível, mas é ressuscitado incorruptível (….) é semeado corpo animal, mas ressuscita corpo espiritual

1 Coríntios 15;44

Desse dia em diante, o espírito de Deus permaneceu sobre David

1 Samuel 16;13

diz o Senhor: «Espírito, vem dos 4 ventos e sopra sobre estes cadáveres, para que eles revivam» (….) O espírito penetrou neles e reviveram

Ezequiel 37; 9-10

Há corpos celestes e há corpos terrestres.

1 Coríntios 15;40

diante do trono(….)estavam os 7espiritos de Deus (….) vi então os 7 anjos que estão diante de Deus Apoc4;5-8;2

O espírito [de Deus] desceu sobre Jaziel

2 Crónicas 20;14

o espírito [de Deus] apoderou-se de Zacarias

2 Crónicas 24;20

 

O Mago ou o bruxo é por vezes contratado para amaldiçoar. No entanto, ao faze-lo ele pode recorrer a Deus, ( magia branca), ao invés de demónios, ( magia negra)

Balac disse a Balaão:«Vem comigo a outro lugar, de onde poderás ver o povo;(….)Amaldiçoa-o de lá»

Construiu 7 altares e ofereceu [ a Deus] em holocausto um bezerro e um carneiro sobre cada altar

Números 23, 13-14

Balac insistiu com Balaão:«Vemcomigo.Vou levar-te a outro lugar.

Ai talvez Deus permita que amaldiçoes o povo.»(….)

Balaão pediu a Balac:«Constrói-me aqui 7 altares [ a Deus] (…)»

Números 23, 27-29

Deus tem espíritos maus e demoníacos ao seu serviço, e usa-os para atingir os seus fins, o que corresponde á noção de «Magia Negra», ou seja: o uso de demónios para causar certos fins neste mundo

Ele[ Samuel] começou a ficar agitado por um espírito mau enviado por Deus (…)

Todas as vezes que o espírito de Deus, [ o espírito mau ao serviço de Deus] atacava Saul,

David pegava na harpa e tocava [ e assim Deus conseguiu que David conseguisse aproximar-se do rei ]

1 Samuel 16, 14-23

Certo dia os anjos apresentaram-se a Deus e , entre eles, foi também Satã.

Então Deus perguntou a Satã:«De onde vens?» Satã respondeu:«Fui dar uma volta pela terra»

Job 1,6-7

Sobre as amarrações, os trabalhos de amarração, e o poder desses trabalhos.

Ai de vós que cosem nos punhos fitas magicas e preparam véus de todas as medidas (….)

para seduzir os outros. Pretendeis caçar pessoas do meu povo(….)?

Vos profanais-me por um punhado de cevada ou um pedaço de pão,

destinando á morte quem não devia morrer

e destinando á vida que não deveria viver (….)

caçais gente como pássaros (….)

As pessoas que vós aprisionaste como se fossem pássaros

Ezequiel 13; 17-23

 Quando os PRENDE com correntes e os AMARRA com LAÇOS da aflição, é porque Ele só quer denunciar-lhes as acções (…) [ causadas] pelo orgulho. E assim, deus abre-lhes os ouvidos (…) se eles Lhe derem atenção e se submeterem, terminarão os seus dias em prosperidade e os seus anos em bem-estar. Se não obedecerem, atravessarão a fronteira da morte sem dar por isso

Job 36, 8-11

Eu mesmo[ Deus]  te vou AMARRAR com cordas, e não te voltarás de uma lado para o outro enquanto não terminarem os dias em que deves ficar AMARRADO.

Ezequiel 4,5-8

Que o amor e a felicidade não te abandonem. AMARRA-OS em redor do teu pescoço, e escreve-os na tábua do teu coração

Provérbios 3,3

 

 

O que é a fé

A fé é um meio de conhecer realidades que não se vêem

Hebreus 11,1

Sobre anjos e demónios poderem assumir forma de homem

Deus desceu a Abrãao (….) levantando os olhos, Abraão viu na sua frente 3 homens de pé

Génesis 18;1-2Sobre demónios e Satanás 

Certo dia, os anjos apresentaram-se a Deus, e entre eles foi Satã

Job 1, 6-7

Por causa dessa revelações (….) foi-me dado um (….) anjo de Satanás

2 Coríntios 12, 8-9

os filhos de Deus viram que as filhas dos homens eram belas, e escolheram como esposas todas aquelas que lhes agradaram (…) Nesse tempo – isto é, quando os filhos de Deus se uniram com as filhas dos homens e geraram filhos – os gigantes habitavam a terra. Estes foram os heróis famosos dos tempos antigos

Génesis 6, 2-4

Deus não perdoou aos gigantes deautrora, que se revoltaram, orgulhando-se das suas forças

Eclesiástico 16, 7

(….) ali Jesus foi tentado por Satanás

marcos 1, 12-13

Jesus andava por toda a galileia (….) expulsando os demónios

Marcos 1, 39

Alguns doutores da Lei, diziam [ de Jesus]:« Ele esta possuído por Belzebu»; e também:«È pelo príncipe dos demónios que ele expulsa demónios»

Marcos 3;22

De muitas pessoas saíram demónios

Lucas 4,41

Maria, chamada Madalena, da qual haviam saído 7 demónios

Lucas 8,2

Agora, o príncipe deste mundo vai ser expulso

João 12,31

Satanás entrou em Judas

Lucas 22,3

Que não fique cheio de soberba e seja condenado como foi o Diabo

1 Timóteo 3;6

Quisemos (…) Satanás, porem impediu-nos (….) o tentador

1 Tessalonicenses 2;18 – 3;5

Satã insurgiu-se contra Israel e induziu David a fazer o recenseamento

1 Crónicas 21,1

conheço o lugar onde moras, que é onde está o trono de Satanás

Apocalipse 2;24

Esse grande dragão é a antiga serpente, é o chamado Diabo ou Satanás.

È aquele que seduz (….)o dragão foi expulso e os anjos do dragão foram expulsos com ele.

Apocalipse 12;9

O diabo que os tinha seduzido a todos,foi lançado no lago de fogo e enxofre

Apocalipse 20;10

Julgas ser igual aos Deuses(….)

eras modelo de perfeição e beleza perfeita. Moravas no paraíso , no jardim de Deus (….)

todas as coisas te eram preparadasnodia em que foste criado.Fiz de ti querubim protector de asas abertas.

Estavas na montanha de Deus (….) desde que foste criado que eras perfeito em todos os teus passos,

ate que se encontrou maldade em ti (….) por isso te expulsei da montanha de Deus e te feiz perecer,

ó querubim protector (….)

o teu coração encheu-se de orgulho com a tua beleza e a tua sabedoria,

corrompeu-se por causa do teu esplendor.

Por isso atirei-te ao chão

Ezequiel 28; 1-19

Como caíste desde o céu, ó estrela da manhã, filha da alva!

Como foste cortado por terra, (…)

E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono,

e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte.

Subirei sobre as alturas das nuvens,

e serei semelhante ao Altíssimo.

Isaías 14:12-15Sobre os vários tipos de espíritos que existem

Josué (….) estava repleto de espírito de sabedoria

Deuteronómio 34;9

No dia seguinte, um espírito mauvindo de Deus tomou conta de Saul

1 Samuel 18;10

espírito de Deus apoderou-se de Zacarias

2 Crónicas 24;20

foi assim que Deus colocou um espírito de mentira na boca dos profetas

2 crónicas 18;20-22

que um espírito bom me conduza

salmos 143;10

que um espírito generoso me sustente

salmos 51;14

eu vou colocar nele um espírito de medo

Isaías 37;7

Nesse momento estava na sinagoga um homem possuído por um espírito mau

Marcos 1; 23-26

Vendo Jesus, os espíritos maus caiam aos seus pés

Marcos 3;11

Havia um espírito possuído pelo espírito de um demónio mau

Lucas 4;33

Foi então que ele proclamou vitória, inclusive para os espíritos aprisionados, falo das pessoas que foram rebeldes outrora

1 Pedro 3;19

Sobre o poder destruidor dos anjos de Deus

Nessa mesma noite, o anjo de Deus saiu e feriu 185.000 homens no acampamento assírio.

De manha, ao despertar, so havia cadáveres.

2 Reis 19; 35

 

O rei Ezequias começou a rezar (….)

então Deus enviou uma anjo que exterminou todos os soldados.

2 Cronicas 32; 20-21

 

ao anoitecer, os 2 anjos chegaram a Sodoma

Génesis 32; 25-32

 

O anjo já estava com a mão estendida sobre Jerusalém para a destruir,

quando Deus se arrependeu desse mal

e disse ao anjo que exterminava o povo[ já 70.000 homens tinham morrido] :«Chega!(….)»

2 Samuel 24, 16
Todos serão julgados, inclusive os anjos

Naquele dia, ele julgará no céu oexercito do céu [os anjos];

e na terra, os reis da terra[ os demónios]

Isaías 24;21

Deus sentado no seu trono, e todo o exército do céu

estava de pé à direita e à esquerda de Deus

1 reis 22; 19-21

Deus não confia nem mesmo nos seus anjos

Job 15; 14-15Sobre as encruzilhadas como locais de praticas de magia negra

Mas para cúmulo de todas as tuas maldades, (….)

construíste um lugar de pecado nas encruzilhadas

Ezequiel 16; 1-25

Sobre o mar como forma de destruição de um mal

Ele (….) lançará para o fundo do mar todos os nossos pecados

Miqueias 7;19
Os animais podem ver espíritos

A jumenta viu o anjo de Deus, parado na estrada

Números 22;23

Espíritos podem assumir forma de animais

O céu abriu-se e o espírito desceu sobreele em forma corpórea, como uma pomba

Lucas 3; 21-22

Sobre a vida antes da vida

Recebi a palavra de Deus que me dizia:

«Pequei contra ti(….) eis que nasci na culpa, e a minha mãe já me concebeu pecador»

Salmos 51;6-7

Antes de te formar no ventre da tua mãe, eu te conheci.

Antes que fosses dado á luz, eu te consagrei

Jeremias 1; 4-5

Quando eu era formado em segredo (….)

os teus olhos viam as minhas acções e eram todas escritas no teu livro

Salmo 139; 15-16

Deus chamou-me quando eu ainda estava nas entranhas da minha mãe,

e Ele pronunciou ou meu nome

Isaías 49,1

Antes de te formar no ventre da tua mãe, Eu te conheci;

antes que fosses dado á luz, eu te consagrei

Jeremias 1;4Sobre a prova da existência da reencarnação
tu tens o poder sobre a vida e a morte,

fazes descer ás portas do reino dos mortos e de lá subir

sabedoria 16;13

Deus faz viver e faz viver, faz descer ai abismo e dele subir

1 Samuel 2;6

Que os injustos voltem ao tumulo

Salmos 9;18

De facto, Levi ainda se encontrava no corpo do seu antepassado,

quando aconteceu o encontro comMelquisede

Hebreus 7;10

Retiras-lhes a respiração e expiam, voltando a ser pó.

Envias o teu sopro de vida e são criados e assim renovas a face da terra

Salmos 104; 29-30

Ele mesmo se tornará nosso Deus, como jurou e prometeu aos nossos antepassados Abraão, Issac e Jacob(….)

Estou [Moises] a concluir esta aliança com aqueles que estão aqui connosco hoje, (….),

e também com todos aqueles que hoje não estão aqui connosco»

Deut 29;140

E que os mortos resuscitam já Moisés o indica na passagem da sarça, quando chama ao Senhor:

«o Deus de Abraão, o Deus de Isaac e o Deus de Jacob».

Deus não é Deus de mortos mas de vivos, pois para eles todos vivem.

Lucas 20; 35-38

Mas eu digo-vos:

«Elias já veio e eles não o reconheceram. Fizeram com ele tudo o que quiseram»

Mateus 17; 12

Alguns disseram [sobre Jesus]:«È João Batista que ressuscitou dos mortos»(….)

outros diziam: «È Elias»(….)

Herodes disse:«Ele é João Batista.Eumandei-o decapitar mas ele resuscitou»

Marcos 6; 14-16

Quem nasce da carne é carne, quem nasce do espírito é espírito (….)

o vento sopra (….) ouves o barulho mas não sabes de onde vem nem para onde vai.

Acontece a mesma coisa com o espírito.

João 3; 6-8

fala da parte de Deus todo aquele que reconhece que Jesus Cristo encarnou

1 Joao 4;2-3

o homem(….)pode matar, mas não é capaz de fazer voltar o espírito depois de ter saído,

nem libertar a alma que entrou no reino dos mortos

[o homem não pode pois é carne e é mortal, mas Deus pode, ou os espíritos podem]

sabedoria 16;14Sobre os espíritos maus, mesmo encarnados em corpos humanos, procurarem cemitérios para ali permanecer

Logo que Jesus saiu da barca, um homem possuído por um espírito mau saiu de um cemitério e foi ao seu encontro

Marcos 6; 14-16

Sobre os solos sagrados

Estando perto de Jericó , Josué levantou os olhos e viu diante de si um homem com a espada desembainhada.

(….) Ele [o anjo na forma de homem] respondeu: «Eu sou o chefe dos exércitos de Deus (….)»

O chefe dos exércitos de Deus,respondeu:

« Tira as sandálias dos pés, porque o lugar que pisas é sagrado»

Josué 5;13-15

Sobre a vida após a morte

exalam o espírito e voltam ao pó

Salmos 146;4

Então o po voltou para a terra de onde veio,

e o sopro vital retorna para Deus que o concebeu

Eclesiastes 12; 7

O meu sopro de vida não permanecerá para sempre no homem,

pois ele é carne e não viverá mais que 120 anos

Génesis 6;3

Tu morrerás e reunir-te-ás com os teus antepassados,

como o teu irmão Aarão, que se reuniu ao seu povo no monte hor

Deuteronómio 32;50

Ora, ele não é Deus de mortos, mas de vivos.

Andais muito enganados.[diz Jesus, pois para Deus ninguém morre, todos estão vivos mesmo depois da morte]

Marcos 12;27

Eu faço morrer e eu faço viver (….) Eu vivo eternamente

Deuteronómio 32; 39-40

Aquele que em breve irá julgar os vivos e os mortos

1 Pedro 11;6

quando tiveres gerado filhos e netos e envelhecerdes na terra, se vos corromperes (….)

eu [Moises] tomo o céu e a terra como testemunhas contra vós

[dito como recado, perto da hora da morte]

Deuteronómio 4; 21-26Sobre a evolução espiritual 

Embora o nosso corpo físico se vá desfazendo,

o nosso homem interior vai-se renovando a cada dia (….)

não procuramos as coisas visíveis, mas as invisíveis

2 Coríntios 4;16-18

feliz do homem que encontrou a sabedoria e alcançou o entendimento

Provérbios 3,13

O justo atingiu a plenitude de uma vida

Sabedoria 4; 13-14

Embora filho de Deus (….) depois de atingir a perfeição,

tornou-se fonte de salvação eterna [Jesus]

Hebreus 5; 8-9

A perfeição [espiritual] não chegou com os filhos de Levi (….)

a lei não levou nada á perfeição [espiritual]

Hebreus 7; 18-19

Um espírito mau, ou um demónio, não tem forma nem corpo, por isso procura incansavelmente um corpo onde entrar.
Quando um espírito mau sai de um homem,

ele fica a vaguear em lugares desertos.

Procurando repouso, não o encontra.

Então diz:«Vou voltar para a casa de onde parti (….)

Então vai e toma consigo 7 outros espíritos piores que ele.

Mateus 12; 43-45

Sobre a existência de Deuses

Celebrai Jave, deus dos deuses

Salmos 136; 1-2

no conselho divino, no meio dos Deuses, Ele julga:

«(….) embora sejais deuses e filhos do Altíssimo (…)

salmos 81;1-6

Então Deus disse:

«façamos o homem á nossa imagem e semelhança»

Genesis 1,26

Então a serpente disse á mulher:

«(….) no dia em que comerdes daquele fruto, tornar-vos-eis como Deuses»

Genesis 3;5

Depois Deus disse:

«o homem tornou-se como um de nós (….)

que ele agora não (….) coma da arvores da vida, e viva para sempre [como nós]

Genesis 3;22

Deus disse:

«vamos descer (….)»

Génesis 11;-6-7

Porque Deus é um grande Deus

e soberano de todos os Deuses

Salmos 95;3

Tu és , ó Deus, (….)

mais elevado que todos os deuses

Salmos 97;9

Entre os Deuses, não há outro igual a ti

Salmos 86;8

Celebrai javé,

o Deus dos deuses

Salmos 136;1-2

Na assembleia dos anjos(….)

dentre os seres divinos,

quem é como Deus?

Deus é terrível no conselho dos anjos,

grande e terrível com toda a sua corte

Salmos 89;4-8

Sobre a existência de relações sexuais entre mulheres e anjos,(ou demónios), e os filhos ,(demoníacos ou não), que nascem desses relacionamentos

Nesse tempo, (….) quando os filhos de Deus se uniram com as filhas dos homens

e geraram filhos – os gigantes que habitavam a terra

.Estes foram os heróis famosos dos tempos antigos

Génesis 6,4

Sobre os primogénitos de Deus 

Vos aproximaste-vos de milhares de anjos reunidos em festa,

e da assembleia dos primogénitos, que tem o nome inscrito nos céus.

Hebreus 12; 22-23

Sobre as viagens astrais ou espirituais

Conheço um homem de Cristo que há 14 anos foi arrebatado ao 3º céu.

Se estava no seu corpo não sei;se fora co seu corpo, não sei; (….)

sei apenas que esse homem, se no corpo ou fora do corpo, (….)

foi arrebatdo ao paraíso

2 Coríntios 12,2-4

através de um êxtase, Deus levou-me para a terra de Israel

Ezequiel 40,2

Então o espírito arrebatou-me e levou-me

Ezequiel 43,1-5

E o anjo levou-me em espírito até ao deserto

Apocalipse 17,3

Sobre o sangue que é  avida, e que Deus deu ao homem para se celebrarem ritos

Ouço o sangue do teu irmão [Abel] clamando da terra por mim

Gen 4;10

Não comais carne com sangue, que é a vida dela.

Vou pedir contas ao sangue, que é a vossa vida

Gen 8; 4-5

O sangue é a vida da carne (….)

o sangue é a vida de todo o ser vivo

Levitico 17; 11-14

O sangue é a vida da carne. Eu [ Deus] vo-lo dou para fazerdes o rito de expiação sobre o altar, pela vossa vida; pois é o sangue que faz a expiação pela vossa vida

Levítico 17,11


Moisés tomou o sangue [ dos novilhos oferecidos em holocausto como sacrifício de comunhão] e aspergiu com ele o povo, dizendo: «Este é o sangue da aliança que Deus faz convosco (…)» (…) E Deus não estendeu a sua mão contra as notáveis de Israel; Eles contemplaram Deus, e depois comeram e beberam

Êxodo 24,8-11

 

Sobre o Karma

«Mestre, quem foi que pecou para que ele nascesse cego? Foi ele ou os pais?»

Jesus respondeu:

« não foi ele que pecou, nem os seus pais, mas é cego para que nele se manifestem as obras de Deus

[a obra de Jesus ao operar aquele milagre]

João 9;2-4
Sobre Almas gémeas

Então o anjo [ Rafael] disse a Tobias:

«Não tenhas medo. Ela foi-te destinada desde a eternidade»

Tobias 6;18

Sobre as Auras ou espectros emanados da alma

Há corpos celestes e há corpos terrestres.

O brilho dos celestes é porem diferente dos terrestres

1 Coríntios 15;40Sobre a verdadeira natureza do destino, sobre o homem ser livre de optar, sobre o homem colher o fruto das suas acções, sobre o homem poder semear para depois colher e não estar condenado a um fruto pré-destinado.

Quem fica a olhar para o vento, nunca semeará;

quem fica a olhar para as nuvens, jamais colherá

Eclesiastes 11;4

È fácil aos Senhor, na hora da morte,

pagar ao homem conforme a obra de cada um

Ecl 11;26

Na desgraça o homem pode encontrar salvação,

enquanto que na fortuna pode provocar a ruína

Eclesiástico 20;9

Não andes por caminhos acidentados, e não tropeçarás nas pedras

Eclesiástico 32;20

Eu, Deus, penetro no coração (….)

para pagar a cada um conforme o seu comportamento e segundo o fruto das suas acções

Jeremias 17;10

Não digas:

«Foi por culpa do senhor (….)»

Desde o principio, Deus criou o homem e entregou-o ao poder das suas próprias decisões(….)

Ele pos-te diante do fogo e da água, e poderás estender a tua mão para aquilo que quiseres

Eclesiástico 15;11-16Sobre a importância dos altares para os espíritos, inclusive para o espírito de Deus

Far-me-ás um altar (….)

nos lugares onde eu quiser lembrar o meu nome, [nos altares] irei ter contigo

Êxodo 21;22-26

Eis o que deverás oferecer sobre o altar:

dois cordeiros machos, diariamente e para sempre(….)

È nesse lugar que me encontrarei com os filhos de Israel

Êxodo 29;38-43

A importância dos períodos lunares na comunicação com espíritos

em cada lua nova, (…) todo o mortal virá prostrar-se na minha presença, diz HYHV

Isaías 66,23

  

Sobre os não-vivos, seres amaldiçoados e tragados vivos pelo submundo 

Logo que Moisés acabou de falar, o chão rachou debaixo dos pés deles

[os que duvidaram de Deus e de Moisés]

a terra abriu a boca e engoliu-os(….)

Desceram vivos á mansão dos mortos. 

Números 16; 31-33

Sobre a existência dos Filhos das trevas

Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia.

Não somos filhos da noite, nem das trevas

1 Tessalonicenses 5;5

ele vai-te juntar aos teus antepassados,

que nunca mais verão a luz [condenados ás trevas]

Salmos 49;20

Sobre os malditos de Deus

Se um homem condenado á morte for executado e suspenso de uma arvore,

o seu cadáver não poderá permanecer na arvora durante a noite.

Deverás sepulta-lo,

pois quem é suspenso torna-se um maldito de Deus

Deuteronómio 21, 22-23

Prova Bíblica da existência da Magia, de livros de magia, dos magos, da feitiçaria e bruxaria. Menção bíblica á realização de rituais análogos aos das Missas Negras. Prova Bíblica do real poder devastador da magia negra.

Muitos fieis corriam para confessar (….)

as suas praticas magicas

e um bom numero dos que praticam a magia amontoaram os seus livros

Apocalipse 19; 18-19

E também eles,

os magos do Egipto

fizeram os mesmo com as suas ciências ocultas

Êxodo 7;11

Manasses (….) prostrou-se diante de todo o exercito dos céus, [espíritos]eadorou-o

(….)Praticou adivinhações e magia, estabelecendo necromantes e adivinhos

2 Reis 21;1-6

rejeitaste o teu povo, casa de Jacob,

pois eles estão cheios de adivinhos orientais, de feiticeiros

Isaías 2;6

Aproximai vos, filhos da feitiçaria (….)

não sois vós que procurais a ardência do sexo?(….)

tiravas partido dos teus amantes, com os quais gostavas de ter relações; e(….)

multiplicavas as tuas prostituições

Isaías 57; 3-5

Quem recorrer aos necromantes e adivinhos para se prostituir com eles (….)

Levítico 20;6

Continuam as prostituições de tua mãeJezebel,

e as suas inúmeras magias 2 Reis 9;22

praticaram adivinhação e a magia e venderam-se para praticar o mal

2 Reis 17;17

celebram ritos, onde(….)realizam mistérios ocultos,

ou fazem banquetes orgiásticos com rituais estranhos

Sabedoria 14,23

 

Não haverá prostituta sagrada, nem prostituto sagrado entre os israelitas

Deuteronómio 23,18


Não haja no meio de ti alguém que (….) pratique astrologia, adivinhação ou magia,

que pratique encantamentos, consulte espíritos

ou (….)invoque os mortos

Deuteronómio 18;10-12

Fica pois com os teus encantamentos, com a multidão dos teus feitiços

Isaías 47;12

construíram lugares altos, ergueram estelas e postes sagrados nas colinas elevadas

e debaixo de toda a arvore frondosa.

Houve ate prostituição sagrada. Imitaram todos os ritos abomináveis(…)

1 Reis 14,23-24

Sobre os necromantes, os médiuns, os videntes, e o contacto com espíritos do outro mundo

Desesperado, Saul ordenou aos seus serviçais: “Procurai uma mulher que seja médium a fim de que eu lhe fale da minha aflição e a consulte!”

E, prontamente, os servos lhe informaram: “Há uma necromante em En-Dor.”

Então Saul se disfarçou, vestindo roupas diferentes. E, ao cair da noite, foi com dois dos seus servos falar com a tal vidente.

1 Samuel 28, 7-15Sobre a origem do Bem e do Mal, dos anjos e dos demónios, sobre a origem das trevas. 

Bem e mal, vida e morte, pobreza e riqueza, tudo provem do Senhor(….)

As trevas foram criadas para (….) os que gostam do mal

eclesiástico 11; 14-15

Diante do bem esta o mal, diante da morte esta a vida, e diante do fiel esta o pecador.

Considera portanto, todas as obras do Altíssimo que,

duas a duas,

estão todas uma em frente da outra

Eclesiástico 33;14

quer um poderoso trabalho de magia?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Limpezas espirituais

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Limpezas espirituais

 

limpezas espirituais

Malefícios, Enguiços, Quebrantos, Maus-olhados, Pragas, etc

limpezas espirituais, limpeza espiritual, limpeza de malefícios, desfazer bruxaria, desfazer maldiçoes, desfazer enguiço, desfazer enguiços, limpar enguiços, limpeza de enguiços, desmancho de feitiçaria, desmancho de bruxaria, desmancho de trabalhos, exorcismo, exorcismos, malefícios, quebranto, inveja, olho gordo, pragas, maldiçoes, mau olhado, limpeza de malefícios, limpeza de quebranto, limpeza inveja, limpeza de pragas, limpeza de maldiçoes, destranca caminhos, abertura de caminhos, limpezas de casas amaldiçoadas, limpezas de pessoas amaldiçoadas, limpezas de negócios amaldiçoados, limpeza de estabelecimentos amaldiçoados, limpeza de lojas amaldiçoadas, limpeza de escritórios amaldiçoados, limpeza de quebranto, limpeza de olho gordo, limpeza de invejas, limpeza de inveja, limpezas espirituais de são Cipriano, limpeza espiritual de são Cipriano, limpeza de magia branca

O MAL, e as LIMPEZAS ESPIRITUAIS

São diversos os fenómenos espirituais do mal, ou malignos, que podem atingir negativamente a vida de uma pessoa.

Uns podem ter uma origem voluntária e premeditada, ouros podem ter uma origem involuntária e espontânea. 

Quando falamos de fenómenos espirituais negativos de origem voluntária e premeditada, falamos de malefícios que são fruto de feitiçaria. Essas são Maldiçõescriadas atraves de processos espirituais e que podem ter diversos efeitos na vida de uma pessoa, podendo criar quebrantos ou enguiços, ou infestações, que são:

Enguiço:Uma maldição que gera um «enguiço», provoca um bloqueio total á vida de uma pessoa e tudo na vida da pessoa atingida tende a correr mal. O enguiçobloqueia tudo na vida de uma pessoa, causando uma inultrapassável estagnação, ao passo que faz aparecer repetidos  infortúnios, constantes imprevistos e contratempos, enfim:afunda a vida de uma pessoa num beco sem saída de problemas sobre problemas.Este tipo de malefício espiritual, normalmente resulta de fortes trabalhos de bruxaria, realizados para destruir a vida de uma pessoa. Quebranto:Uma maldição que gera um «quebranto», tende a paralisar e estagnar espiritualmente a pessoa atingida, levando-a a cair num estado de profundo desânimo.O quebranto gera uma quebra na força anímica, produz apatia, cria uma inexplicável falta de forças e descrédito.Neste caso, a pessoa fica sem capacidade de decisão, sem saber que fazer, cheia de indecisão e moralmente quebrada.

Estes fenómenos geralmente resultam de malefícios muito bem premeditados, ou seja, são efeito de poderosos feitiços de magia negra que são encomendados a peso de ouro para atingir uma pessoa ou uma familia.

Infestação:Infestação sucede quando forças espirituais muito negativas foram lançadas,  através de uma maldição, contra uma pessoa ou algum local, como uma casa, um lar, etc. A infestação toma conta de uma pessoa ou de um local. Quando infestada por espíritos negativos, a própria pessoa infestada, ( ou que esta em contacto com um local que foi infestado), começa a actuar de forma contrária aos seus interesses, gerando-se assim  caos e ruina a todos os níveis da sua própria vida. Conjuntamente, tudo o que é mau tende a aproximar-se da pessoa, como a própria pessoa atraísse irresistivelmente tudo o que é negativo para junto de si. Quando uma infestação se entranha fortemente numa pessoa,  eventos negativos começam inesperadamente a ocorrer e sucedem-se vez apos vez, sem parar. Passado um certo tempo, a pessoa nem se apercebe de como caiu num rumo de tamanha desgraça.

Quando falamos de fenómenos espirituais negativos de origem involuntária e espontânea, geralmente falamos de maus olhados e aspragas, conforme se explica:

Uma praga pode ser conjurada num violento momento de ódio, e criar um devastador efeito na vida da pessoa atingida, caso quem a lançou tenha um coração negro e cheio de ódio.

Um mau olhado é um olhado cheio de carga espiritual negativa e no qual se pode transmitir uma corrosiva inveja ou poderoso ódio. Por esse olhar acaba sendo transmitido um violento efeito negativo na vida de alguém.

Esses tipos de fenómenos espirituais negativos e involuntários, podem ser lançados a alguém sem recurso a um trabalho de feitiçaria encomendado a alguém, pois basta um meu desejo violentamente lançado contra alguém para que tais fenómenos sejam despertados
Em resumo:

Fenómenos espirituais negativos de origem voluntária e premeditada, ou malefícios que são gerados através de uma maldição: Fenómenos espirituais negativos de origem involuntária ou espontânea:
Enguiço: provoca um bloqueio total á vida de uma pessoa e tudo na vida da pessoa atingida tende a correr mal. Praga: pode ser conjurada num violento momento de ódio, e criar um devastador efeito na vida da pessoa atingida, caso quem a lançou tenha um coração negro e cheio de ódio. A praga pode chegar a ser tão poderosa como uma maldição gerada através de um trabalho de bruxaria.
Quebranto: tende a levar a pessoa atingida a cair num estado de profundo desânimo, apatia, falta de forças e descrédito. Neste caso, a pessoa fica sem capacidade de decisão, sem saber que fazer, cheia de indecisão, caída em depressão e angustia, enfim:  moralmente quebrada. Mau olhado: é um olhado cheio de carga espiritual negativa e no qual se pode transmitir uma corrosiva inveja ou poderoso ódio.Por esse olhado,  acaba sendo transmitido um violento efeito negativo na vida de alguém, causando profundo mal estar e constantes impedimentos.
Infestação : a própria pessoa infestada por forças espirituais negativas, começa a actuar de forma contrária aos seus interesses, gerando-se assim caos e ruína a todos os níveis da sua própria vida. Conjuntamente, tudo o que é mau tende a aproximar-se da pessoa como se fosse por ela atraído, e eventos negativos começam inesperadamente a ocorrer.

Seja como for, voluntária ou involuntariamente, os males espirituais que atingem a vida de uma pessoa são sempre imprecações, ou seja, resultam de pedidos feitos com grande força, veemência ou violência, contra ou a favor de alguém, pedidos esses dirigidos a entidades espirituais.
A única diferença é se foram imprecações, (pedidos), feitos involuntariamente, ( por exemplo, como resultado do auge de um grande ódio ou inveja), ou se foram pedidos feitos voluntariamente através de uma encomenda de um trabalho a um bruxo, bruxo esse que por sua vez usou das suas habilidades espirituais e conhecimentos de feitiçaria para encomendar essa maldição a uma entidade espiritual muito poderosa.

Imprecações voluntárias:  Imprecações involuntárias:
Maldições encomendadas a um bruxo, e intencionalmente lançadas a uma pessoa ou a um local, através de trabalhos de bruxaria. As maldições tendem a gerar malefícios de vária natureza, tais como: enguiços, quebrantos, infestações. Cargas e forças espirituais negativas que entram na vida de uma pessoa, através de fortes maus sentimento alheios, sem que para isso tivesse sido usado um trabalho de bruxaria.

Limpeza espiritual:

destrancamento de caminhos trancados, abertura de caminhos fechados

….

limpezas espirituais, limpeza espiritual, limpeza de malefícios, desfazer bruxaria, desfazer maldiçoes, desfazer enguiço, desfazer enguiços, limpar enguiços, limpeza de enguiços, desmancho de feitiçaria, desmancho de bruxaria, desmancho de trabalhos, exorcismo, exorcismos, malefícios, quebranto, inveja, olho gordo, pragas, maldiçoes, mau olhado, limpeza de malefícios, limpeza de quebranto, limpeza inveja, limpeza de pragas, limpeza de maldiçoes, destranca caminhos, abertura de caminhos, limpezas de casas amaldiçoadas, limpezas de pessoas amaldiçoadas, limpezas de negócios amaldiçoados, limpeza de estabelecimentos amaldiçoados, limpeza de lojas amaldiçoadas, limpeza de escritórios amaldiçoados, limpeza de quebranto, limpeza de olho gordo, limpeza de invejas, limpeza de inveja, limpezas espirituais de são Cipriano, limpeza espiritual de são Cipriano, limpeza de magia branca

limpezas espirituais2

Como limpar e expurgar o mal?

Como funcionam e o que são as limpezas espirituais?

.

Por vezes pensamos (e para isso procuramos resposta): « porque sofro tanto ás mãos deste mal?», «porque sofro tamanha perseguição deste mal?»

Esta afirmado nas escrituras, que «o corpo é o templo onde habita o espírito»

O nosso corpo é por isso como uma habitação na qual habita o nosso espírito, sendo que por vezes tal como uma casa adquire sujidades, impurezas e ate mesmo sofre a intrusão de insectos, vermes, etc ….também nós podemos sofrer em nós a intrusão de  «impurezas» ou «sujidades»  espirituais, forças espirituais negativas, influencias espirituais «sujas» e «impuras» e que afectam negativamente os rumos da nossa existência.

Por isso, tal como a casa deve ser limpa com regularidade a fim de a manter saudável para a nossa habitação, também nós devemos ser espiritualmente «limpos» de tempos a tempos, a fim que nos mantenhamos «purificados» e por isso protegidos dos males.

De onde vem os males espirituais?

.

Do quadro de fenómenos espirituais acima descritos, e que advêm normalmente da impureza espiritual de outras pessoas, pessoas espiritualmente sujas e que acabam sujando a sua vida, pessoas sujas com  invejas, sujas os maus sentimentos,  sujas com os ressentimentos e amarguras e corações azedos de veneno, pessoas sujas por  desejos nocivos, pessoas sujas com as suas mesquinhas cobiças, pessoas sujas pela sua  má índole espiritual …. e que acabam por conjurar, (mesmo que inadvertidamente), forças espirituais negativas contra si, e acabam «sujando» o seu espírito.

Pois você não pode caminhar neste mundo com um espírito manchado de tanta sujidade que acaba entranhando a sua vida, e esperar que tudo corra bem, e esperar que a boa sorte guie os seus caminhos. Ninguém fica ileso ao mal que abunda neste mundo senão os maus, pois que o mal não procura infernizar o mal mas sim o bem.

Que efeitos podem os males espirituais ter na sua vida?

.

Se você nada fizer, e se você optar por simplesmente ignorar essa realidade, o mais certo é que com o tempo você vai começar a sentir os terríveis efeitos de malefícios como enguiços e quebrantos que geram bloqueios e desvios na sua vida. Como?

Você começará a sentir como se a sua vida se estivesse lentamente afogando num pântano de areias movediças do qual você não consegue sair nem ascender por muito que lute… e que quanto mais luta mais se afunda.

Você sentirá que tudo na sua vida acontece apenas com um esforço descomunal, e que mesmo assim jamais voce consegue ver o justo fruto do seu esforço.

Você sentirá como se cada passo dado em frente acabe sempre resultando em três passos dados para trás, e que cada avanço apenas acaba resultando em retrocesso.

Você acabar observando que tudo na sua vida acaba sendo vitima de constante bloqueio, frustração, impedimento.

E pior: você começará vendo que todo esse fenómeno ocorre de uma forma anormalmente persistente, sem que jamais se acabem os maus caminhos, sem jamais ver uma luz no fim do túnel.

Você observará claramente que embora momentos maus e bons sejam normais de ocorrer na vida, contudo a sua parece anormal e inexplicavelmente perseguida apenas de momentos maus e impedimentos.

Ao contrário do que muitos pensam, ignorar o problema não vai fazer o problema desaparecer, da mesma forma que ignorar uma doença não vai fazer você curar-se.

limpezas espirituais3

O que é uma limpeza espiritual e uma expurgação do mal? 

.

A limpeza espiritual é um processo de bênção, por via do qual abençoando uma pessoa e a sua alma em nome de um santo de Deus, dela se expurgam os males, dela se desentranham as más influências, dela se exorcizam as infestações, dela se esconjuram os maus espíritos.

Uma bênção exerce por isso efeitos de expurgação, desentranhamento e limpeza espiritual através dos quais a sua alma encontrar-se-á limpa e protegida.

Enquanto assim sucede, você pergunta: nenhum mal me sucederá?

Responde-se: a sua vida decorrerá normalmente, a sua existência fluirá normalmente, pois que assim está revelado:

O justo sofre muitas desgraças, mas de todas elas Deus o liberta

Salmo 34,20

Pois assim se sabe que a bênção de Deus não motivo de estarmos isentos do mal, pois que o mal existe por culpa dos maus corações dos homens e não de Deus. Contudo, aquele que está abençoado ver-se-á amparado, ou seja, onde um caminho se fechar um trilho se abrirá, onde uma porta se fechar uma janela se abrirá.

Para aquele que está abençoado, os problemas ocorrem como ao que não está. Contudo o que está abençoado não ficará atolado no problema pois que uma saída ser-lhe-á sempre oferecida, enquanto que o que não está abençoado ficará estagnado e afogado no problema sem dele poder sair, sem que porta alguma se lhe abra. Basta por isso fé, e que a fé não fraqueje nem trema, e a bênção gerará sempre uma libertação.

Obviamente que haverão bons e maus momentos, como é normal que aconteça na vida de qualquer ser humano, pois que a vida é feita disso mesmo e assim Deus criou este mundo.Com uma limpeza você não ficará vivendo no paraíso, pois se fosse para viver no paraíso, isento de todo o mal, você já não estaria aqui neste mundo. A diferença é que você estará protegido contra os males que o atingirem, pois a bênção que acompanha a sua alma assim limpará as más influências. E assim sendo, quando uma porta se fechar, logo outra se abrirá, quando um caminho bloquear logo outro se desbloqueará.

Você pergunta também: A eficácia de uma bênção desta natureza é grande?

Responde-se-lhe: A eficácia de uma bênção desta natureza depende grandemente do volume e intensidade do mal que infestou a sua vida, pois que não é o mesmo expurgar um mal menor e um mal maior, nem é o mesmo desentranhar um mal enraizado á anos de um mal entranhado á dias.

No entanto, nada fazer é morrer, ao passo que procurar as bênçãos dos Santos é a única forma de aliviar o tormento e acabar com o mal que persiste em perseguir a sua vida.

Uma limpeza espiritual dura para sempre?

.

Por muito que fosse bom afirmar que sim, na verdade nem sempre assim sucede. Pode uma bênção expurgar o mal, mas não pode uma bênção impedir que a pessoa de má índole persista em ter mau coração e em desejar-lhe o mal, ou em invejar a sua existência.

Como tal não é possível fazer, logo se a pessoa odiosa e má persistir em desejar-lhe o mal, ela persistirá em lançar-lhe a sua «sujidade» espiritual.

Nesses casos, se bem que a expurgação celebrada possa estar actuando plenamente na sua existência, contudo pode a sua vida ver-se novamente infestada de mal em proporções maiores, tal como uma casa que hoje foi totalmente limpa na semana seguinte poderá estar novamente entranhada de sujidade em virtude de alguém que indesejadamente nela entrou e a manchou com intentos maldosos. Nesses casos, devem as bênçãos ser ocasionalmente renovadas, para que o mal possa ser novamente expurgado com pleno vigor da sua existência. Por isso, embora a durabilidade deste tipo de bênção se estenda infinitamente no tempo, tal como Deus é infinito no tempo, contudo uma renovação de votos de bênção pode ser útil.

E pode uma limpeza espiritual ser impedida?

.

Para essa resposta, fala esta revelaçao:

Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou-lhe:«Senhor, quantas vezes devo perdoar, se o meu irmao pecar comtra mim? Até sete vezes?» Jesus respondeu:«Não te digo sete vezes, mas até setenta vezes sete(…)»

Mateis 18, 21-12

Pois no perdao de Deus perdoa-se não 7 mas 70 x 7 vezes vezes, e por isso igualmente se sabe que no amor de Deus pelo homem e a mulher de fé, Deus protege, expurga o mal e ampara os caminhos…. não apenas 7 vezes, mas 70 x 7 vezes.

Assim actuam as bençaos de limpeza e expurgaçao de um mal a todo o homem e mulher que abre o seu coraçao a Deus, deixando a luz Dele entrar nos seus coraçoes.

E ao que resiste a que essa luz entre e limpe o mal, assim dessa forma ali persistirao as bençaos de Deus não apenas por 7 dias, nem por 7 anos, mas sim por 70 X 7 anos apos 70X 7 anos…. ate que essa alma ceda e se abra e permita que a bençao ali opere o seu prodigio.

E ao que é impedido de ver essa luz entrar em si pelas forças do mal, entao a luz de Deus persistirá dessa mesam forma tentando ali entrar não apenas por 7 dias, nem por 7 anos, mas sim por 70 X 7 anos apos 70X 7 anos, ate que essa alma se deixe limpar, expurgar e exorcizar…. até que essa alma viva a sua vida com a bençao de Deus sobre si, pois que a bençao de Deus não desistirá, nem abandonará, nem cessará, nem se deixará impedir.

Assim tambem foi revelado:

«E se nem mesmo assim Me obecederes, dar-vos-ei uma lição sete vezes maior»

Levítico 26,18

Pois assim se sabe que a bênção enviada por Deus, através de um santo de Deus, ( como são Cipriano), ao coração de uma pessoa que se recuse a aceitar tais bênçãos, então ela ali se estabelecerá de forma 7 vezes cada vez mais insistente, e a cada 7 vezes mais a bênção insistirá e por 7 vezes se renovará, a fim de persistir insistindo com a alma e o coração daquele abençoado por Deus, para que ele vá e abra plenamente o seu coração a Deus, permitindo que ali se opere a limpeza e expurgação do mal, permitindo que ali se possam expiar os pecados e abrir obter a protecção de Deus.

Também se por algum motivo a pessoa abençoada abrir o seu coração, e contudo forças malignas tentarem impedir que a luz de Deus ali entre e expurgue o mal, eis que se sabe que dia após dia, semana após semana, mês após mês e ano após ano….de forma 7 vezes maior após 7 vezes maior…. a bênção ali permanecerá persistindo numa alma ali entrar e operar o seu milagre.

Assim, em todos os casos, ( seja num coração que se fecha a Deus, seja na pessoa que afectada por males poderosos se vê impedida de receber com clareza a luz de Deus), contudo nessa pessoa a luz de Deus não desistirá de ali penetrar, e assim sendo, a bênção de Deus assim actuará insistindo e persistindo.

Que efeitos gera uma limpeza espiritual e uma abertura de caminhos?

A essa pergunta, respondem-vos as escrituras onde assim está escrito:

Os teus antepassados quando desceram para o Egipto eram setenta pessoas. Agora, porem, Deus tornou-te numeroso com as estrelas do céu

Deuteronómio 10,22

Pois assim se sabe: as bênçãos de um santo de Deus, (como são Cipriano), e de Deus….elas afastam o mal, elas expulsam o maligno, elas fazem uma vida caída em maus trilhos sair desse pântano estagnado e reentrar por novos rumos, e tudo isso fazendo elas geram multiplicações, fertilidades e abundâncias em todas as coisas boas.

Assim está escrito:

Goza a vida com a esposa que amas, durante todos os dias da tua vida (…) esta é a porção que te cabe na vida e no trabalho

Eclesiastes 9,9

Pois eis que é esta a bênção de Deus para todo aquele que é abençoado, e ela é:

Paz e felicidade no amor, na família e no trabalho.

Em todas estas coisas pode a bênção de Deus abrir caminhos onde eles estão agora fechados.

E por isso, se sofreis de padecimentos em qualquer uma destas coisas, então que não se perca o vosso tempo ignorando o problema ate que ele se torne irrecuperável e assim se acabe o vosso destino ingloriamente, perdendo-se tudo o que mais desejais.

Ao contrário, observai o que vos sucede de mal, e não negueis o que estais observando pensado que apenas porque o negais então tudo vai ficar bem, pois essa é a postura do insensato; Ao contrário, se observais que estais perdidos em padecimentos e tribulações que vos perseguem sem fim….pois então vinde e recorrei a são Cipriano, pois os seus saberes são profundos, poderosos e milagreiros.

quer uma poderosa limpeza espiritual?

quer uma abertura de caminhos?

quer um destranca caminhos?

quer desatar enguiços?, fazer descarrego de mau olhado?, desfazer bruxarias?, desencostar encostos?, desligar malefícios?, revogar pragas?, e quebrar maldiçoes?

apenas que as sabe fazer, as sabe desfazer!

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

 

Apenas quem as bem sabe fazer, as sabe bem desafazer!

limpezas espirituais, limpeza espiritual, limpeza de malefícios, desfazer bruxaria, desfazer maldiçoes, desfazer enguiço, desfazer enguiços, limpar enguiços, limpeza de enguiços, desmancho de feitiçaria, desmancho de bruxaria, desmancho de trabalhos, exorcismo, exorcismos, malefícios, quebranto, inveja, olho gordo, pragas, maldiçoes, mau olhado, limpeza de malefícios, limpeza de quebranto, limpeza inveja, limpeza de pragas, limpeza de maldiçoes, destranca caminhos, abertura de caminhos, limpezas de casas amaldiçoadas, limpezas de pessoas amaldiçoadas, limpezas de negócios amaldiçoados, limpeza de estabelecimentos amaldiçoados, limpeza de lojas amaldiçoadas, limpeza de escritórios amaldiçoados, limpeza de quebranto, limpeza de olho gordo, limpeza de invejas, limpeza de inveja, limpezas espirituais de são Cipriano, limpeza espiritual de são Cipriano, limpeza de magia branca

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Grimorio do Papa Honório

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Grimório do Papa Honório

Grimório do Papa Honório2

GRIMOIRE do PAPA HONÓRIO 

Um grimorio é um livro de magia ou bruxaria, onde todo o tipo de segredos mágicos são ali inscritos e conservados em escritos muitas das vezes encriptados com códigos e fórmulas secretas, de forma a quem leia o texto não alcance os verdadeiros segredos ali anotados.

O próprio são Cipriano usou essa técnica ao escrever os seus próprios grimorios, sendo que são Cipriano avisou – em notas deixadas no Flos Sanctorum – que ele intencionalmente deixou a sua obra repleta de códigos secretos e encriptações, por forma a quem estivesse a ler o texto entendesse uma coisa, e porem apenas quem tem a chave para ler o lado secreto e encriptado desse mesmo texto, é que conseguirá verdadeiramente entender aquilo que ali está dito.

Por isso mesmo se diz:

O livro de são Cipriano muita gente tem, e porem o verdadeiro livro por detrás do daquele que as pessoas comuns leem, isso pouquissma gente tem!, e por isso:

na verdade o Livro de são Cipriano são dois livros: um é aquele que toda a gente lê, e o outro é aquele que está encriptado e oculto nos textos que todos lêem, e que apenas quem detêm a chave de desencriptação consegue aceder e ler os seus verdadeiros segredosn, (e significados), por detrás da aparência da mera palavra superficial, eis que isso poucos tem.

Pois então:

Olhai que assim se pode ler na obra de são Cipriano:

«Todos os grandes magos, inclusive Jesus, o Cristo, ocultavam a verdade sob parábolas (…) faziam-no propositadamente e, por isso, Jesus costumada dizer: «Ouçam os que tem ouvidos para ouvir», isto é, «entendam-me os que tem capacidade para me entender», pois os outros não devem mexer com coisas que desconhecem. 

Neste «elixir do amor», são Cipriano fala de «rabo de gato», e por isso muitos incautos podem ter morto um gato, a fim de lhe cortar o rabo. (…) apanham-se dois olhos de gato – são Cipriano referia-se aqui a uma das plantas pertencentes a 90 géneros e 1.500 espécies (…) geralmente conhecidas por «olho de gato»

Obra de são Cipriano em textos extraídos do Flos Sanctorum, capitulo sobre «trabalhos de magia de são Cipriano», versando sobre «magia do elixir do amor», pagina 35-36

Pois assim sendo:

O erro mais comum do observador inexperiente ou desconhecedor das artes do espírito e das obras de são Cipriano, é ir ler aquilo que está escrito «á letra», sem entender que a letra daquilo que está escrito não deve ser lido «á letra» mas sim á luz de um certo saber oculto e espiritual, pois que se está falando de realidades espirituais que devem ser olhadas aos olhos do espírito, e não aos olhos da compreensão mundana.

Por isso mesmo:

Poucos são aqueles que conseguem verdadeiramente extrair dos manuscritos o verdadeiro sentido da feitura das magias, e por vezes nem mesmo entendem para que na verdade certas magias servem.

Olhai por isso:

Quando se fala de um feitiço de invisibilidade, não se esta realmente dizendo que uma pessoa ficará invisível no corpo, mas sim se pretende que a pessoa em questão consiga saber e ver daquilo que ela quiser sem estar fisicamente presente com o seu corpo num certo local, mas sim que o seu espírito possa ver e saber tais coisas, e isso é conseguido através de certos processos espirituais.

E assim sendo:

Como podereis assim compreender agora, a chave da leitura da obra de são Cipriano não reside apenas nas letra da palavra que está escrita nos seus manuscritos, mas sim essa chave reside da sabedoria que permite compreender essa palavra e os mistérios do espírito que ela encerra em segredo, e essa chave nem todos podem a ela aceder, pois conforme Jesus disse:

Aos que estão de fora, tudo se lhes propõem em parábolas, para que os olhem mas não vejam, escutem mas não compreendam

Marcos 4, 11-12

Pois então:

Também são Cipriano da mesma forma escreveu os seus saberes ocultos, para que não fosse aquele que está de fora destas realidades espirituais, ir e meter a mão no que desconhece.

Houve grimorio importantes, e o mais curioso é que até um Papa da Igreja Católica Apostólica Romana teve o seu próprio grimorio, pois que também ele lidou nas artes da magia negra.

Nesse grimorio do Papa Honório, estava descrita a hierarquia infernal de demónios e seus nomes, (conforme a tese e a crença que o seu autor professava),  pois esse saber é fundamental seja para estabelecer comercio oculto com as entidades demoníacas, ou seja para as invocar e encomendar feitos mágicos.

Grimório do Papa Honório

Do Grimoire do Papa Honório:

Principais espíritos infernais:

Satanás – Imperador;

Beelzebub – Príncipe;

Astarot – Grão Duque.

Espíritos superiores:

Lucifage Rofocale – Primeiro ministro;

Satanchia – Grande general;

Agaliarept – General;

Feurety – Tenente comandande;

Sargantanas – Major;

Nebiros – Marechal de campo.

Espíritos subordinados:

Bael;

Bathim;

Agares;

Pursan;

Marbas;

Abigar;

Pruslas;

Loray;

Aamon;

Valefar;

Barbatos;

Forau;

Buer;

Ayperos;

Gusoyn;

Nuberus;

Botis;

Glasyabolis.

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Grandes Magos e Bruxos da historia da humanidade

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Grandes Magos e Bruxos da historia da humanidade

Grandes Magos e Bruxos da historia da humanidade

Agripa 

Heinrich Cornelius Agripa foi um mago que viveu na Renascença. Nascido Heinrich Cornelius, perto de Colônia, Alemanha, em 1486, ele adoptou o nome de Agripa em homenagem ao fundador de sua cidade natal. Trabalhou como médico, advogado, astrólogo e com curas através da fé. Mas fez tantos inimigos quanto amigos e foi acusado de feitiçaria. Em 1529, publicou um livro chamado Sobre a Filosofia Oculta, valendo-se de textos hebraicos e Gregos para argumentar que a melhor maneira de chegar a conhecer a Deus era por meio da magia. A Igreja declarou-o um herético e o prendeu. Morreu em 1535. Agripa foi uma das inspirações de Wolfgang Goethe para escrever a peça Fausto, na qual um homem de ciência faz um pacto com o diabo.

Os 3 Magos: Baltazar, Gaspar e Belchior

São Mateus conta-nos como 3 magos e astrólogos do oriente, empreenderam uma enorme viagem em virtude das suas crenças místicas, viagem essa que ficaria para sempre inscrita na historia da humanidade. Inspirados por uma profecia que falava do nascimento do filho de Deus neste mundo, e guiados pelo sinal celestial que anunciava essa vinda de Cristo a este mundo, ( a estrela de Belém), os astrólogos, ( usando os cálculos da ciência astrológica), empreenderam uma longa peregrinação até ao local do nascimento de Jesus. Pelo caminho acabaram sendo contactados por Herodes, que astutamente procurou através deles saber a localização de Jesus para o assassinar. Ignorando as intenções de Herodes, conseguiram encontrar Jesus e testemunhando o seu nacimento, oferendaram-lhe presentes cheios de significado místico. Oferendaram ouro – que simboliza a luz do Sol, ou o espírito de um Deus – , assim como incenso –  que simboliza o mundo dos espíritos e o dom dos profetas – , bem como Mirra – que simboliza o reino dos mortos e a imortalidade. Logo nessas 3 oferendas, estavam simbolizados e profetizados os destinos de Jesus: 1- receber em si o espírito do filho de um Deus; 2- ter o dom de contactar com o mundo dos espíritos, conseguindo assim profetizar e operar milagres; 3- vencer a morte, alcançando a imortalidade.

Depois de ter realizado as oferendas, nessa mesma noite os 3 magos foram visitados por um anjo de Deus, que lhes pediu que abandonassem belém por um caminho discreto, a fim de escapar a Herodes e manter secreta a localização de Jesus. Os magos assim o fizeram, e seguindo a instrução do anjo, contribuíram para salvar a vida do menino Jesus ás mãos do sanguinário Herodes. Assim São Mateus revela um conjunto de informações interessantes. São Mateus descreve com Deus também faz a suas mensagens chegar aos homens através das estrelas. São Mateus tambem nos revela que os magos podem lidar com o mal, ( como lidaram com Herodes), para fazer o bem,( como o fizeram quando ocultaram a localização de Jesus). São Mateus tambem revela que aquele que opera as artes da Magia e da Astrologia, pode contactar com anjos e cumprir a missão de Deus, apesar de lidar com as forças do oculto. Os 3 magos, ficaram assim eternizados na historia da humanidade e são talvez os magos mais famosos do cristianismo.

Alberico Grunnion

Este nome deve ter sido inspirado pelo de Alberico, o poderoso bruxo do poema épico germânico Nibelungenlied (A Canção dos Nibelungos). O poema é um registro mítico de um evento histórico – a vitória dos hunos sobre o reino da Burgundia (hoje parte da França), em 1437d.C.

Aleister Crowley

(12 de outubro de 1875 –1 de dezembro de 1947) foi um controverso ocultista britânico, fundamentalmente conhecido pelo tarô que chama pelo seu nome. Mas muito mais que isso, Aleister foi o fundador da doutrina de Thelema. Conheceu Fernando Pessoa, comummente reconhecido como brilhante poeta, contudo outro grande astrólogo e ocultista.O trabalho de Crowley influenciou Paulo Coelho. Edward Alexander Crowley nasceu quase à meia-noite do dia 12 de outubro de 1875, em Warwickshire, Inglaterra, filho de um rico cervejeiro, membro fervoroso de uma seita cristã, das mais puritanas e que impunha á família toda a austeridade e o rigor de uma educação fundamentalmente religiosa. Aos quatro anos, Crowley lia a Bíblia e aos seis, era um exímio jogador de xadrez. Ingressou no Trinity College, onde aprendeu hebraico, grego e latim, demonstrando um elevado intelecto. Na mesma época, começou a interessar-se por ocultismo. Abandonou o colégio em 1898, ano em que foi admitido na Ordem Hermética do Amanhecer Dourado, onde foi iniciado em Magia Cerimonial e Cabala. Aleister publicou entretanto vários textos e poemas que foram considerados ofensivos e pornográficos. Essas publicações escandalosas, a sua vida sexual publicamente desregrada e a inveja provocado pela sua rápida ascensão da Aurora Dourada valeram-lhe muitos conflitos, antipatias e conflitos pessoais. Aleister adquiriu um apartamento em Londres usando o nome de Conde Vladmir Svaref, onde construiu um Templo. Diz a lenda, que certa noite, no Templo Negro, Aleister , envergando trajes cerimoniais, invocou espíritos utilizando o pentagrama mágico com seu círculo traçado no chão.Dizem que 316 demônios apareceram a Aleister. De todos os livros que entranto escreveu até 1911, destacou-se o Liber 333, que impressionou o líder da Ordo Templi Orientis (O.T.O.), na Alemanha, ordem que se auto-proclamava legítima herdeira dos Cavaleiros Templários. Crowley foi nomeado representante da OrdoTempli Orientis para os países de língua inglesa. Em 1920, fundou a Abadia de Thelema, na localidade de Cefalu, na Sicília, Itália. Em breve, suspeitas de actividades escandalosas e boatos sobre missas negras e orgias de sangue levaram a sua expulsão do local, por Mussolini, em 1923. Crowley não só envolveu-se com mulheres, mas também com diversos homens. Viveu com um dos seus colegas de universidade uma relação que ele mesmo reconheceu ser similar à de “marido e esposa”, mas acabou optando pelo caminho da busca do conhecimento mágico em detrimento da amizade em questão. O envolvimento de Crowley com drogas deu-se, a princípio, por conta do consumo de morfina para fins terapêuticos, uma vez que ele sofria de asma. Incentivado por Alan Bennett passou a utilizar drogas para finalidades ritualísticas, uma dependência que apenas no fim da sua vida acabou por superar. Outro aspecto marcante de sua biografia refere-se à vida sentimental. Na sua vida existiram duas esposas oficiais e muitas amantes, as chamadas mulheres escarlates, todas elas parceiras de Crowley e sacerdotizas nas suas operações mágicas. Crowley utilizava as mulheres como médiuns, como ponte entre este mundo e o mundo dos espiritos. Dos seus filhos, somente a primeira, do primeiro casamento, sobreviveu. O seu nome era Nuit Ma Ahathoor Hecate Sappho Jezebel Lilith Crowley, um panteão que reúne alegorias representativas de Justiça, Amor, Beleza, Face Negra da Lua, Poetisa, Adoradora de Ba’al e Rainha dos Demônios e dos Mundos Infernais. Quando Crowley morreu, Lilith recusou o legado literário ocultista de seu pai. Entre outros epítetos, todos auto-atribuídos, Crowley foi chamado: Perdurabo (em latim, “Eu perdurarei até o fim”), Parzival, Baphomet , Deus est Homo, “O mago das mil faces”, “A Grande Besta”, ou ainda, como queriam seus detractores, “O homem mais perverso do mundo”. De acordo com a filosofia thelêmica de Aleister, o ser humano possui uma condição divina, condição da qual foi afastado. Os gnósticos defendem que o homem foi afastado dessa condição pela encarnação, ou seja, desde o momento em que o homem foi forçado a encarnar num corpo físico. Ao contrário, Crowlley defende que o homem apenas foi afastado dessa condição por via da não-conscientização dessa natureza. Essa falta de consciência seria mantida por uma série de condicionalismos inibidores, dentre os quais podem-se citar o conceito de pecado enquanto restrição artificial dos impulsos naturais. Assim, cabia ao ser humano caminhar num processo de profunda auto-consciência, ate entrar em contacto com o mundo divino e assim reassumir a sua verdadeira natureza.Segundo Crowley um dos caminhos desta busca pelo auto-conhecimento passava pela experimentação dos próprios limites. Mas essa experimentação, que por muitos podia ser vista como mera libertinagem ou imoralidade Para Crowley, a Magia é «a arte e a ciência de causar Mudanças com o Desejo»

Alex Sanders

Alex Sanders nasceu a 6 de Junho de 1926 e faleceu a 30 de Abril de 1988. Sanders foi proclamado pelos seus seguidores como o «Rei das Bruxas».Alex Sanders nasceu em Inglaterra, e reza a lenda que ele foi iniciado nas artes da bruxaria pela sua avó. Diz-se que o episodio sucedeu quando Alex, ainda em criança, encontrou acidentalmente a sua avo no centro de um circulo magico, nua e praticando as suas artes esotericas. Há quem diga que foi nesse momento que a avó de Alex, apercebendo-se da sua presença, o acolheu no ritual e assim o iniciou nas artes da bruxaria. Alex Sanders estudou e trabalhou como analista quimico num laboratorio em Manchester, onde conheceu Doreen Valiente, uma colega de trabalho com quem viria a casar aos 21 anos. O casamento durou apenas 5 anos, e dele resultaram 2 filhos.Depois do divorcio, Alex Sanders começa a estudar e a particar Magia atraves do Caminho da Mao Esquerda, havendo lido os trabalho de Abramelim, o Mago.Nessa fase da sua vida, consta que Alex Sanders teve varios relacionamentos sexuais, tanto com homens como com mulheres. De alguma forma dizia-se que Alex Sanders tinha uma forma inexplicavel de atrair irresistivelmente pessoas que o sustentassem financeiramente. Ao longo dos seus estudos e no decorrer dos anos 60, Sanders chega a fundar directa ou indirectamente mais de 1.000 convens de bruxos e bruxas que seguiam fiel e atentamente o seu trabalho mistico. Por tudo isso, ele foi eleito pelos seus pares como o «Rei das Bruxas».Em 1967 Sanders casa-se com Maxine. Sanders conhecera Maxine no decorrer da decada de 60 e iniciou-a na bruxaria.Depois de casar, ambos dedicaram-se ao ensino da bruxaria.

Balaão

Personagem descrito na Torah Judaica ou Velho Testamento Cristão, em Números 22. Sobre Balaão sabe-se que foi consultado pelo Rei dos Moabitas, pois os Judeus tinham acampado em terras de Moabe, o que deixara o Rei muito apreensivo quanto ás intenções dos Hebreus. Temendo uma invasão ou uma ocupação dos seus teriitorios, o monarca contrata os serviços do mago Balaão, que mandou chamar para amaldiçoar os Israelitas. Apos ter recusado o trabalho de magia uma vez, mas confrontado com a imparável insistência do monarca, Balaão recebeu pela ultima vez os emissários do rei Balaque, e pediu que eles dormissem na sua morada e aguardassem uma resposta pela manhã, pois ele consultaria Deus. Balaão conversa com Deus e este ordena-lhe que não pronuncie o encantamento de maldição contra o povo de Israel. Balaão atendeu prontamente às ordens e mandou os emissários de volta ao Rei.Contudo, Balaque não desistiu e mandou outros emissários, reforçando o seu convite com promessas de grandes e o pagamento de elevadas recompensas financeiras. Balaão aceita então o convite, apenas para de cada vez que o rei encomenda uma maldição, Balaão transformar os pedidos de desgraça em bênção. Furioso, o rei pergunta porque motivo o mago estava fazendo o contrário daquilo para que estava sendo pago, e Balão respondeu que um mago apenas pode fazer o bem ou o mal com a autorização de Deus. Este mago, acaba sendo a justificação de todos os magos e foi inscrito na palavra de Deus.

Circe

Da mitologia grega, feiticeira, filha do deus Hélio e da nereida Perseis. Vivia na ilha de Eéia, que possivelmente ficava na costa oeste da Itália. Com poções e encantamentos, Circe era capaz de transformar seres humanos em animais

Eliphas Lévi

(Alphonse Louis Constant, Zahed, 1810-1875) Esoterista, cabalista e autor francês. Chegou a ser diácono, porém foi expulso do seminário, devido ás suas tendências e condutas demasiadamente liberais, assim como por demonstrar um invulgar interesse pelas ciências ocultas. Foi iniciado da Societas Rosicruciana in Anglia. Esteve ligado e vários movimentos de natureza maçónica, onde chegou a mestre.

Fernando Pessoa

comummente reconhecido como brilhante poeta Portugues, contudo grande astrólogo e ocultista, do qual se diz ter previsto a data e hora da sua própria morte com infalível exactidão, tão infalível quanto a mesma previsão se veio a verificar. Há quem também defenda que todos os seus heterónimos foram criados com fundamento em ensinamentos cabalísticos, sendo que outros defendem que os mesmos heterónimos foram criados com base em processos espiritistas, sendo que na verdade os heterónimos de Fernando Pessoa eram pessoas que existiram de verdade e que eram espíritos consultados pelo poeta e sobre os quais Fernando Pessoa escreveu. Tanto uma como outra versão, defendem em uníssono que as personagens heterónimas de Fernando Pessoa possuíam um fundamento tão realista devido a serem espíritos que, na realidade, existiram mesmo e foram consultados pelo poeta. Fernando Pessoa possuía ligações com o ocultismo e o misticismo, salientando-se a Maçonaria e a Rosa-Cruz (embora não se conheça qualquer filiação concreta em Loja ou Fraternidade destas escolas de pensamento), havendo inclusive defendido publicamente as organizações iniciáticas, no Diário de Lisboa, de 4 de Fevereiro de 1935, contra ataques por parte da ditadura do Estado Novo. O seu poema hermético mais conhecido e apreciado entre os estudantes de esoterismo intitula-se “No Túmulo de Christian Rosenkreutz”.Conheceu o famoso ocultista Aleister Crowley, assim como a maga alemã Miss Jaeger que passou a escrever cartas a Fernando assinando com um pseudônimo ocultista.

Francis Bacon

( 1561-1626) Filósofo, Jurisconsulto e Estadista inglês. Um dos fundadores do Método Experimental . Foi ao mesmo tempo, um importante ocultista, na figura de uma das principais figuras da Autêntica Ordem Rosa-cruz.

Franz Hartmann

(1838-1912) Ocultista, teosofista e médico alemão. Eminente membro da Santa Igreja Gnóstica da Alemanha. Depois de viajar pela Europa e a América, desenvolveu suas faculdades psíquicas com a paranormal Katie Wentworth. Depois, uniu-se com H.P. Blavatsky, de quem foi discípulo na Sociedade Teosófica. Em 1888 fundou na Alemanha a Ordem Rosa-cruz Esotérica,

Fulcanelli

Pseudônimo de um misterioso alquimista contemporâneo desaparecido depois da Liberação Francesa pós Segunda Guerra Mundial. Autor de importantes trabalhos alquímicos, publicados através de Eugene Canseliet, única pessoa que o conheceu pessoalmente.

Grosche

em 1926, Grosche fundou a ordem Fraternitas Saturni. A Fraternitas Saturni reconhece Aleister Crowley como um profeta e professa a Lei de Thelema de uma forma modificada. Diz-se que a Fraternitas Saturni ainda actua na Alemanha, Canadá e outros países. Este sistema é desenvolvido por uma fraternidade chamada “Fraternitas Saturni”. Nesta ordem é praticado um sistema mágico denominado Magia Luciferiana. O sistema esotérico de Magia Luciferiana praticado na ordem que Grosche fundou foi beber ao sistema magico da ordem Ordo Templi Orientis ,(O.T.O.), sendo centraliza suas práticas em magia sexual e em magia ritualística. A diferença principal em relação a O.T.O. é que, enquanto esta busca a fusão do indivíduo com a energia criadora, elevando o individuo a um estado superior, a Fraternitas Saturni busca elevar o espírito humano não a um estado superior mas sim a uma permanente condição de Divindade, representada por Lúcifer.

Hengisto de Woodcroft

Este mago é ou recebeu seu nome em homenagem ao rei saxão da Inglaterra. O rei Hengisto e seu irmão Horsa – seus nomes vêm de palavras em alemão para “garanhão” e “cavalo” – chegaram à Inglaterra em 449a.C., com mercenários, para ajudar o rei Vortigern a derrotar a rebelião dos Pictos e dos Celtas da Escócia. No entanto, começaram sua própria rebelião. Hengisto fundou o reino de Kent. É provável que o nome Woodcroft seja simplesmente um dos que a J.K. descobriu num mapa e gostou. Em Peterborough, na Inglaterra, ao Norte de Kent, existe o Castelo Woodcroft, lugar famoso por seus assassinatos e fantasmas

John Dee

Viveu no Sec XVI/XVII, foi conselheiro particular da rainha Elizabeth I, e também exerceu varios ofícios cientificos: foi matemático , astrónomo, astrólogo, geógrafo. Contudo, John Dee ficaria famoso pelos seus trabalhos no campo da alquimia e do oculto. Ele foi um dos homens mais cultos e instruídos de seu tempo, e antes dos 30 anos já era professor na Universidade de Paris . Dee , de forma muito revolucionária, ( até para os dias de hoje), trabalhou tanto no mundo da ciência como na arte da magia. Dee, ultrapassando o pudor que os cientistas geralmente revelam relativamente ao mundo espiritual,  acreditava que tanto a ciência como a magia eram formas diferentes e validas de abordar e estudar a mesma realidade: toda a criação de Deus, desde o mundo terreno ás esferas celestiais. Este brilhante cientista estava profundamente imerso na filosofia hermética e na chamada magia angélica e devotou a última terça parte de sua vida quase que exclusivamente a este tipo de estudo. John Dee deu inicio a um processo mediúnico com a finalidade de contactar e falar com anjos através do uso de um “scryer” ou  um cristal, que agisse como um intermediário entre ele e os anjos. Dee teve sucesso nessa tentativa de comunicação, e segundo disse,  os anjos ditaram-lhe muitos livros que escreveu sobre o assunto. Segundo Dee, os anjos transmitiram-lhe uma  língua angélica que na falta de melhor palavra, ele denominou Enochiana. Dee sujeitou muitos voluntários ás suas sessões de comunicação com os anjos, contudo logo descobriu que este tipo de comunicação podia ser perigosa, pois muitas das pessoas que entraram em contacto com as esferas celestes através dos cristais , ou se fecharam nas suas casas para nunca mais sair, ou simplesmente enlouqueceram completamente. Aparentemente o elevado grau de consciência das entidades angélicas, pode afectar uma mente humana normal danificando-a. È no fundo um risco que este tipo de operação podia acarretar, pois colocar um espírito angélico em contacto directo com uma mente humana é como tentar enfiar um elefante por um buraco de uma agulha e a mente humana corria o risco de não sopurtar o grau de impacto advindo da assimilação de inteligências tão mais vastas. Dee assim descobriu que este tipo de comunicação apenas poderia ser praticada directamente por fortes médiuns e não por pessoascomuns.

Lilith Aquino

Patricia Sinclair adoptou o nome de Lilith Aquino depois de se casar com Michael Aquino, uma das altas figuras da Igreja de Satã, uma instituição fundada por Anton Szandor LaVey em 1966. Antes de entrar no culto de Lavey, Lilith Aquino foi modelo e depois de abandonar essa actividade, tornou-se proprietaria de uma livraria dedicada ao oculto. Depois disso ela ingressou na igreja de Satã e acabou assumindo um papel de elevado perfil no culto. Em 1975 ocorre uma cisão na igreja, e Lilith Aquino juntamente com Michael Aquino abandonam o culto o torna-se membro fundador do Templo de Set. Lilith Aquino casa com Michael e assume tambem o cargo co-Grande Mestre da Ordem do Vampiro, uma ordem pertencente ao Templo de Set.

Marie Leveau

Marie Laveau foi mais famosa rainha Vodu da America do Norte. Ela e a sua filha, Marie Laveau II, foram as figuras mais poderosas e influentes do mundo oculto em Nova Orleães durante os Séculos XIX e XX. Marie Levaeu ensinou a praticou a sua religião vodu, fazendo uso de poderes mágicos para tratar de assuntos de amor, questões sociais, assuntos de negócios, problemas com inimigos e questões sexuais. Marie Laveau era filha ilegítima de Charles Laveau e Marguerite Darcantrel, tendo nascido em Nova Orleães em 1794, e foi considerada uma mulher de cor livre. Marie não era negra, era uma bela mulata ou crioula, descendente de uma mistura de sangues negros, brancos e indianos. Marie Laveau casou-se aos 4 de Agosto de 1819 com Jacques Paris, um rico agricultor que era tembem um homem de cor livre.Eles viveram numa casa que era parte do dote de Charles Laveau, seu pai. Contudo,Paris acabou abandonando Marie e retornando a Saint Dominique. Marie Leveau ultrapassou o abalo, socialmente adoptou o titulo de viúva Paris e arranjou emprego como cabeleireira. Nessa profissão, trabalhou para as mais ricas mulheres, tanto brancas como crioulas de Nova Orleães. Não se pode negar que nessa altura, talvez tenha ficado a saber de alguns dos mais íntimos segredos da alta sociedade branca e crioula, o que a muito ajudou na sua carreira de sacerdotisa Vodu. Em 1826, Marie junta-se a Christopher Duminy de Clapion , que tal como o seu primeiro marido, era tembem de Saint Dominique. Embora nunca tenham casado, Marie teve 15 filhos deste relacionamento. Foi então que abandonou a carreira de cabeleireira, e dedicou-se inteiramente ao sacerdócio Vodu. Ela dedicou todos os seus esforços para ser a Rainha Vodu de Nova Orleães. Rapidamente circularam rumores de rituais vodu secretos, em que se adorava uma serpente chamada Zombie, e nos quais se praticavam danças, se realizavam orgias nas quais abundavam a bebida e o sexo. Tais rumores apenas atraíram ainda mais o numero de frequentadores dos cerimoniais Vodu. Curioso é que um terço, ( ou mais), dos adoradores desta religião eram brancos, que frequentavam os rituais e procuravam Marie desejosos de poder para reaver um amor perdido, para ter um novo amante, para levar uma nova mulher ao leito, para eliminar um sócio nos negócios, ou mesmo para destruir um inimigo. Em meados de 1830, haviam inúmeras rainhas vodu lutando entre si para serem a rainha do Vodu e assim ganharem controlo sob todo o movimento religioso da área. Mas Marie Laveau arrasou com toda a concorrencia. Uma das suas vantagens, era que Marie era Católica, e integrou vários elementos da religião crista nos seus rituais, o que lhe permitia apresentar espectaculares cerimoniais que conquistavam seguidores tanto entre negros, como entre crioulos, como entre brancos. Marie chegou mesmo a abrir as suas cerimonias ao publico. Marie também convidou inúmeras pessoas e instituições a assistir aos rituais, tendo-o feito com a imprensa, a policia, etc… Ela chegou mesmo a abrir portas a todos os sedentos de sensações proibidas, cobrando pelo acesso, o que tornou o Vodu bastante lucrativo pela primeira vez. Diz-se que o espírito empreendedor da Maria foi ainda mais longe, quando chegou a organizar rituais secretos onde se realizavam orgias para homens ricos que procuravam belas negras, voluptuosas crioulas e lindas mulatas. A seu tempo, o seu acesso aos mais íntimos segredos da alta sociedade conseguidos através das suas orgias, aliado á sua grande sabedoria mística e conhecimento sobre feitiços, em combinação com a sua grande beleza, reconhecida fogosidade e personalidade marcante, fizeram de Marie Leveau a mulher mais poderosa de Nova Orleães. Brancos de todas as classes procuravam a ajuda dela para todo o tipo de assuntos, enquanto que muitos na comunidade negra e crioula viam-na como uma líder. Juízes e políticos brancos chegaram a pagar-lhe mais de 1.000 Doláres, ( uma grande soma de dinheiro, na altura) , para ganhar eleições, enquanto que brancos de outras condições sociais mais modestas lhe pagavam 10 dolares por um pó de amor. Aos negros, ela ajudava livremente. Visitar Marie Laveau tornou-se moda, era «chique». Em 1869, aos 70 anos, Marie anunciou que se iria reformar. A sua filha, continuou a sua obra, sob o nome de Marie Laveau II, sendo que a seu tempo, a lenda da mãe e da filha de acabaram por misturar, um pouco devido á fenomenal semelhança física entre ambas. Foi a continuação de uma dinastia que a sua filha, Marie Laveau Clapion optou por fazer perpetuar de sua livre vontade, seguindo assim os passos da sua mãe.

Merlim

É considerado um dos mais sábios magos que já existiram, um bruxo-mestre. Dizem que foi conselheiro dos reis britânicos Vortigern, Uther Pendragon e Artur. Embora a lenda possa ter se baseado em alguém que tenha existido de fato, o Merlim que conhecemos é um personagem tirado da fantasia. Por exemplo, alguns dizem que foi ele quem colocou no lugar as pedras de Stonehenge. Outros dizem que ele possuía o dom da profecia porque vivia ao contrário, do futuro para o passado, e portanto já tinha visto o futuro. Merlim é mais conhecido como o mentor do rei Artur.

Miriam, A Judia

Uma das mais famosas bruxas dos tempos antigos. Irmã de Moisés, dizia-se que fora instruída pelo próprio Deus. Muitos trabalhos importantes de alquimia são atribuídos a ela. Também conhecida pelo nome de Maria.

Morgana

Foi uma feiticeira poderosa da mitologia britânica, especialmente dotada nas artes da cura. Merlim foi seu tutor e, algumas vezes, é dito que ela era meia-irmã do rei Artur. Apesar disso, sempre rivalizou com Artur. De acordo com algumas lendas, ela viveu no Estreito de Messina

Nostradamus

Michel de Nostredame, mais conhecido sob o nome de Nostradamus, foi um Farmacêutico/ Medico da Renascença que praticava a astrologia e a alquimia (como muitos dos médicos do século XVI). Nasceu em 14 de dezembro de 1503 em Saint-Rémy-de-Provence; sofrendo de Epilepsia psíquica, de gota e de insuficiência cardíaca, morreu em 2 de julho de 1566 em Salon-de-Provence, vítima de um edema cárdio-pulmonar. Seus pais eram Jaumet (ou Jacques) de Nostredame e Reynière (ou Renée) de Saint-Rémy. Ele é o filho mais velho dos 8 filhos do casal. O nome Nostredame vem de seu bisavô judeu, que escolheu o nome de Pierre de Nostredame quando da sua conversão ao catolicismo. Ficou famoso por sua suposta capacidade de vidência. Escreveu um livro de centúrias, versos codificados que seriam previsões do futuro. As previsões de Nostradamus revelam eventos que viriam a suceder no futuro. Entre tais eventos, contam-se a previsão da vida e imperiod de Hitler, a 2ª guerra mundial, a vida e existência de Napoleão, a fundação dos Estados Unidos da América 500 anos antes da sua ocorrências, o assassinato de Kennendy, a existência de armas nucleares, de submarinos e helicópteros ou mesmo aviões a jacto, e diz-se mesmo, o atentado de 11 de Setembro bem como a 3ª guerra mundial. Até hoje, as previsões de Nostradamus tem-se verificado infalíveis. Nostradamus teve contactos com três reis de França (Henrique II, Francisco II e Carlos IX), graças a rainha Catarina de Médicis, esposa do primeiro e mãe dos seguintes. Nostradamus ganhou a preferência da rainha, pois previu com exactidão a morte do rei, assim como a morte e sobrevivência de todos os filhos da monarca, sem falhar em nenhuma circunstancia. Não fosse pela protecção da rainha, e Nostradamus teria sido condenado á fogueira pela Santa Inquisição, que defendia que toda a pratica adivinhatória era fruto de possessão demoníaca. Nostradamus frequentou o curso de Medicina, contudo não concluiu os seus estudos. Optou depois pela carreira de Farmacêutico / boticário, tendo sido razoavelmente bem sucedido nessa pratica. Nos tempos em que a peste negra atingiu a Europa, Nostradamus conseguiu bons resultados na luta contra a peste, em parte através da aplicação de praticas de higiene publica e técnicas de higiene pessoal. No entanto uma tragédia atingiu a vida de Nostradamus. O homem que tantos resultados tinha obtido ao lutar contra a peste, perdeu a sua esposa e filhos, que morreram da doença que infestou a Europa. Nostradamus ficou devastado. Prosseguiu com a sua vida, voltando a casar e tendo mais filhos. Casou novamente com segunda esposa, numa pequena cidade, com uma viúva de nome Anna Gemella, de quem teve seis filhos. Foi nessa altura que começou a escrever as suas Centúrias. Alcançou boa fama e muito dinheiro por publicar anualmente almanaques, o que fez por mais de dez anos, ganhando considerável fortuna. Os Almanaques da Nostradamus tinham muito de astrologia e continha, as previsões para os próximos tempos escritas em geral de forma corrente. Nostradamus ganhou fama e foi imensamente procurado por pessoas que procuravam as suas consultas, de forma a saber desde previsões sobre o tempo, ( para fins de agricultura), até previsões pessoais. Diz-se que a sua dor pela perda da sua primeira esposa e filhos, levou-o a aprofundar os conhecimentos esotéricos. Nostradamus trabalhava de dia dando consultas, e á noite, refugiava-se para praticar as suas artes esotéricas, das quais escorriam os conhecimentos que inscreveu nas suas profecias sobre o futuro. Nostradamus sempre defendeu que as suas profecias não se tratavam de eventos destinados a acontecer, mas antes de um aviso á humanidade, pois de ela mudasse o seu comportamento, os destinos previstos pelas suas visões poderiam ser alterados.

Papus

Gerard Anaclet Vincent Encausse, mais conhecido pelo pseudônimo de Papusnasceu em Corunha, a 13 de Julho de 1865, vindo a falecer em Paris, a 25 de Outubro de 1916. Foi um médico, escritor, ocultista, rosacrucianista, cabalista, e maçon. Fundou o martinismo moderno

Paracelso

Pseudônimo de Theophrastus Bombastus von Hohenheim (c. 1493-1541), médico e químico suíço. Recusou as crenças médicas de sua época, afirmando que as doenças se devem a agentes externos ao corpo e que poderiam ser combatidas por meio de substâncias químicas. Identificou as características de várias doenças, como o bócio e a sífilis, e usou ingredientes como o enxofre e o mercúrio para combatê-las

Ptolomeu

astrônomo e matemático, cujas teorias e explicações astronômicas dominaram o pensamento científico até o século XVI. Também é famoso por suas contribuições em matemática, ótica e geografia. A primeira e mais famosa obra de Ptolomeu é conhecida simplesmente como Almagesto. Ela propõe uma teoria geométrica para explicar matematicamente os movimentos e posições aparentes dos planetas, do Sol e da Lua

Salomão

filho do Rei David com Bate-Seba, tornou-se no terceiro rei de Israel (reino ainda unificado) e reinou durante quarenta anos. O nome Salomão ou Shlomô , que em hebraico deriva da raiz Shalon, que significa “paz”, tem o significado de “Pacifico”. Foi adicionalmente chamado de Jedidias pelo profeta Natã, nome que em hebraico significa “Amado de IHVH”. (II Samuel 12:24, 25)Foi ele quem ordenou a construção do Templo de Jerusalém, também conhecido como o Templo de Salomão. Salomão notabilizou-se pela sua grande sabedoria, prosperidade e riquezas abundantes, bem como um longo reinado sem guerras. Salomão sucedeu a seu pai, David, no trono de Israel, em cerca de 997 a. C.. Depois de guiar o seu povo com grande sabedoria, e depois de construir o grande Templo de Jerusalém, ( do qual nos dias de hoje resta apenas um muro, chamado «muro das lamentações»), Salomão foi um grande praticante de magia negra. Há relatos que indicam que Salomão , no seu tempo, terá sido o rei mais rico á face da terra e que, ainda hoje e em termos comparativos, seria muito mais rico e poderoso que qualquer chefe de estado existente.Há quem afirme que a sua enorme fortuna advem do poder de Deus, enquanto que outros defendem que advem do seu profundo conhecimento de magia negra e demoniologia, sendo que teria sido do controlo sobre os demónios que Salomão ganhou a sua incomensurável riqueza. O Rei Salomão prestou culto e praticou artes magicas ligadas a Deuses que mais tarde vieram a ser classificados como demónios, tais como os Astarote (dos sidônios), Moloque (dos amonitas), e Camós (dos moabitas), aos quais edificou altares e santuários no Monte das Oliveiras. (I Reis 11:1,2; Neemias 13:26) Salomão prestou culto e praticou artes magicas relacionadas com Astarte, uma Deusa reconhecida pelos fenícios, sidónios, sumérios acádios, e mesmo egípcios e gregos. Os seus rituais desta deusa a que Salomão cedeu a sua devoção e artes de magia, eram multiplos, passando por ofertas corporais de teor sexual, libações, e também a adoração das suas imagens ou ídolos. O seu principal culto ocorria no equinócio da primavera e era altura de grandes celebrações à fertilidade e sexualidade. A sexualidade e o erotismo ligados á pratica do seu culto fazia dela uma deusa muito adorada entre os povos da altura, e o rei Salomão acabou por adorar esta deusa (1Reis 11:15), contrariando o seu Deus

São Cipriano

Para saber mais sobre são Cipriano, por favor consulte:

SÃO CIPRIANO

Veja o artigo sobre São Cipriano

 

quer um poderoso trabalho de magia?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

quer um poderoso trabalho de feitiçaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Feitiçaria- feitiços

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Feitiçaria- feitiços

feitiçaria- feitiços

FEITIÇARIA, FEITIÇOS

Feiticeiros e feiticeiras ainda existem e vivem entre nos, em pleno sec XXI. Mais do que simples crendices, a magia ganhou e ganha cada vez mais espaço em nossa sociedade.

Alcançando resultados que ciência não consegue explicar mas que tem dado provas de sucesso ao longo dos séculos, a Magia sobreviveu ás perseguições da Idade Media, ao racionalismo empírico do Sec XIX e mesmo ao espantoso progresso tecnológico do sec XX. Se a Magia não funcionasse, ninguém recorreria a ela, da mesma forma que se os carros não funcionassem, ninguém os compraria e conduziria.

A Magia segundo os feiticeiros é a capacidade de manipular forças que podem ser espirituais ou da natureza, para obter fenómenos ditos sobrenaturais.

É uma arte, ou ciência que se aprende.

Feitiçaria no cristianismo, conforme a tradição das ordens Templárias e Carolíngias

Aqueles ocultistas e místicos que professam a doutrina crista de são Cipriano, crêem que na verdade uma «feitiçaria» não passa de uma poderosa forma de «intercessão» junto de Deus a fim de Lhe invocar as suas bênçãos ou as suas maldições, pois que é Deus que tem poder sobre todas as coisas, e por isso seja junto de anjos ou demónios eis que Deus é Senhor de todos eles, e a todos Ele comanda.

E por isso, o ocultista que abraça o Cristianismo, eis que ele crê que com a autoridade de Deus então toda a feitiçaria resultará, e sem Deus nenhuma feitiçaria dará fruto, e por isso eis que ele busca o conhecimento do oculto porem norteando a sua fé em Deus, e jamais fora de Deus.

Dessa forma, qualquer um pode aprender a feitiçaria, mas como em qualquer “profissão” as pessoas podem possuir maior ou menor talento, existindo desde os verdadeiros “genios” da feitiçaria, até aos mais medíocres praticantes. Da mesma forma que muitos estudam e exercem ciências, mas nem todos podem ser um DaVinci ou um Einstein, igualmente muitos praticam a magia, sendo que uns tem elevados níveis de sucesso e outros nem por isso….

A Magia é maioritariamente ritualista. Ou seja, os efeitos mágicos são obtidos através de rituais, ou amuletos e talismãs, os quais são criados por outros rituais. A Magia também muitas vezes depende de produtos místicos secretos, cujas as propriedades são desconhecidas pela ciência mas que operam milagres aparentemente sobrenaturais.

Os rituais são necessários para focalizar o poder espiritual dos feiticeiros
e concentrar suas forças para que efeitos desejados possam ser obtidos.

Apenas os feiticeiros que já são mestres podem prescindir dos rituais, mas mesmo eles preferem utilizá-los para os efeitos mais complexos.

Existe um número limitado de efeitos mágicos possíveis. Ao longo dos séculos, em várias partes do mundo, os feiticeiros e feiticeiras tentaram sempre produzir os mesmos resultados. Embora as características dos rituais realizados variem de culto para culto, ou de teologia para teologia, de acordo com a cultura em que o feiticeiro se encontra inserido, os objectivos da magia são universais e podem-se definir muito sinteticamente.

Do Voodoo ao Kimbanda, da magia celta á Santeria á magiaárabe , etc… todos os rituais e processos mágicos visam, usando o poder do feiticeiro, invocar forças espirituais que façam produzir um certo fim aparentemente impossível de obter por meios normais.

E esses fins, independentemente das culturas variarem, são sempre os mesmos. Por exemplo, por mais que variem os rituais envolvidos, fazer chover para salvar uma plantação, sempre será fazer chover para salvar uma plantação seja na China, ou em Africa, ou na Europa, ou na América.

Uma coisa é certa:

A ciência e tecnologia dependem de resultados. Hoje em dias todos acreditam na ciência, porque ela produz resultados tecnológicos como telemóveis, carros, aviões, etc…. Caso contrario ninguém se importaria com a ciência.

Pois a magia nessa perspectiva obedece ao mesmo princípio.

Se a tecnologia não tivesse permitido construir computadores e uma rede de Internet que funcionassem, hoje ninguém estaria sentado diante de um ecrãs a «teclar» por mero masoquismo ou por pura fé…. Simplesmente ninguém usaria uma coisa que não funciona.

Com a Magia passa-se o mesmo, ou seja: as pessoas (ao contrario do que defendem certos intelectuais puritanos), não são estúpidas, e a feitiçaria não é apenas um corpo de superstições e crendices inconsequentes, pois que se assim fosse então ao fim de milhares de anos então já ninguém estaria recorrendo de algo que não funciona, da mesma forma que ninguém compraria carros se eles não funcionassem.

Porem, por outro lado isto deve ser observado:

Um assunto são as coisas deste mundo, e outro assunto são as coisas do mundo do espírito.

Pois as coisas deste mundo tem as suas leis e operam da sua forma, assim como as coisas do mundo do espírito tem as suas próprias leis e operam da sua própria forma, e as leis deste mundo não são as leis do mundo do espírito.

Ou seja:

Não se deve procurar nas coisas do espírito conforme se procura nas coisas deste mundo.

Ou seja:

No mundo do espírito, a fé é fundamental, assim como é fundamental saber que os espíritos operam por vezes de formas misteriosas, e eles operam por vezes por caminhos, meios e desígnios que não nos são compreensíveis, e que não nos cabe nem questionar, nem saber que caminhos são esses.

Também se deve saber: o tempo dos espíritos não é o tempo do homem, e o tempo do espírito não é regulado pelo tempo das impaciências humanas, nem das pressas humanas.

Isto é:

Observe a obra do espírito como um pão que você prepara, e coloca num forno para cozer. Ou seja: se você estiver impacientemente abrindo o forno a todo o minuto para ver se o pão já está acabado, você acabará apenas estragando o pão e arruinando sua refeição.  E porem, se você deixar esse mesmo pão no forno, fechado e descansado, cozendo pelo tempo que tiver de cozer, entao você vai ter um belo pão para saciar toda a sua fome.  Então: observe a obra do espírito como videira com a qual você quer preparar um bom vinho, ou seja: se você na pressa impaciente de ter o seu vinho, for e colher as uvas antes do seu tempo, pois você terá mau vinho. E porem, se você usar da sabedoria paciente do bom agricultor, e colher as suas uvas apenas no momento certo, ( nem antes, nem depois), então você terá bom vinho. Pois então: se você quer bom pão e bom vinho, você tem de seguir esta regra, da mesma forma que se você quer bom fruto do mundo dos espíritos, então tem de seguir as suas regras.

Por isso:

A obra do espírito ocorre, e ela é poderosa!

Porem, ela opera conforme estas leis, e é apenas com estas leis que a obra do espírito dá bom fruto.

E assim:

Quem procura na obra do espírito com esta compreensão e desta forma, então verá bom resultado; porem quem procura da forma errada e desobservando estas normas, pois não verá bom fruto, da mesma forma que se um condutor conduzir um carro da forma errada e contra todas as regras de transito, então é certo que ele acabará tendo um acidente, e a culpa não é do carro mas sim da forma como esse condutor usou o veiculo da forma certa, ou da forma errada, ou seja, observando as boas regras de condução, ou não observando.

Bruxaria, que efeitos causa bruxaria

Os 8 efeitos mágicos possíveis dos feitiços são:

1- Adivinhatório: conhecer o passado, o presente e futuro que poderá concretizar-se mediante as opções de cada pessoa.
2- Curandeirismo: fazer o ser humano curar, ou faze-lo adoecer
3- Magia natural : fazer chover, gerar secas, causar fenómenos na natureza, (como ventos, trovoadas), fazer animais deixarem de ter vontade de se alimentar, curar animais vitimas de mau-olhado, etc….
4- Magia emocional aterrorizar alguem, fazer alguém afastar-se, fazer alguém se apaixonar-se, etc….
5- Magia sensorial: criar miragens ou ilusões – não confundir a criação de miragens com o ilusionismo, que é o ramo mais baixo e básico desta vertente da magia, sendo apenas um conjunto de técnicas mecânicas sem qualquer segredo verdadeiramente magico
6- Necromancia ou Espiritismo: realizar viagens astrais, contactar com os mortos, etc
7- Sincronicidade: alcançar a sorte ou dar o azar, assim como a leitura das simbologias daquilo a que chamamos de «coincidências», mas que na realidade não o são porque tais não existem.
8-Profetização: inscrever na alma de alguém um determinado rumo de vida, tal como quem marca a ferro e fogo a carne de um animal. Tal como o símbolo ficará marcado na pele do animal para sempre, também a profecia ficará inscrita na alma da pessoa que terá assim um destino traçado para o bem ou para o mal. Se for para o bem a profetização chama-se «bênção», se for para o mal a profetização chama-se «maldição». A profetização também pode ser usada para unir ou afastar pessoas, para ajudar ou prejudicar, para salvar ou condenar, etc… sendo que acaba produzindo efeitos análogos aos da magia emocional , natural, e curadeirista.

Cada um destes 8 tipos de efeitos de feitiços, possui os seus próprios feitiços e contra – feitiços.

O feiticeiros foram forçados a manter a sua existencia em quase absoluto segredo por centenas de anos devido a histeria da caça às bruxas na Idade Media, bem como dos séculos XV, XVI e XVII , bem como de todos os preconceitos que sofreram e ainda sofrem. Apenas recentemente eles puderam agir mais abertamente e revelar-se de forma mais transparente ao mundo.

Um ponto interessante dos feiticeiros é que eles se organizam em Ordens. Enquanto algumas delas tem centenas de anos, tendo surgido da necessidade dos feiticeiros se ajudarem para poder sobreviver, outras são bem recentes. A maioria delas age abertamente, algumas são misteriosas e apenas ouvimos falar delas através dos relatos de membros das outras ordens. Outros feiticeiros optam por exercer as suas artes de forma solitária e independente

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de feitiçaria?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Fantasmas – o que são fantasmas

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Fantasmas – o que são fantasmas

Fantasmas – o que são fantasmas2

Sobre fantasmas, assim diz a obra de são Cipriano:

Fantasmas são espíritos que aparecem a certos indivíduos, (…)  e que são do mundo das almas.

Aparecem só aos crentes, (…)  e não aos incrédulos, porque com eles nada aproveitam , pelo contrario, só recebem pragas (…)

Mas cuidai:

Dobram-se os tormentos daqueles que – sendo incrédulos – vendo aos fantasmas, porem deles apenas escarnecem ou maldizem, pois que os fantasmas são apenas espíritos que vem a este mundo para buscar alivio.

Quando uma pessoa se deparar com uma visão de um fantasma, não deve esconjura-la nem maldize-la, e sim recorrer á oração.

Orai por esses espíritos, pois feliz é a criatura que perseguida pelos espíritos, porque com certeza é boa pessoa, pois se os espíritos a perseguem , é para que ela ore por eles.

Obra de são Cipriano, Capitulo « Sobre certos casos de aparições», Pag 39

Fantasmas – o que são fantasmas3

Pois por isso, assim se sabe:

a pessoa que vê fantasmas ou espíritos está vendo manifestações espirituais de entidades que a estão procurando para lhe comunicar algo, ou simplesmente para lhe pedir ajuda, e para pedir oração!, pois que um espírito é como um ser com sede de luz!, e por isso ele procura sempre a pessoas com luz!, e a pessoas boas!

Por isso:

se (sem ter feito nem encomendado qualquer tipo de trabalho místico que haja corrida mal ou sido lidado erradamente), sois atormentados por espíritos, por fantasmas e por assombrações, então lembrai-vos deste ensinamento de são Cipriano, e sabei por isso que sois pessoas de uma imensa luz interior!, e por isso não estais sendo atormentados por nenhuma tormenta!, mas sim sois pessoas a quem os espíritos procuram para que os ajudeis.

Assim sendo:

nesse caso sois espíritas!, e assim ensinou são Cipriano que bem sabia sobre o espiritismo, sobre a bruxaria, e sobre os mistérios do espírito.

Pois então.

nesse caso é normal que tenhais sonhos – também chamadas «visões nocturnas» – , ou que até chegueis a ver ou ouvir a espíritos que se vos mostram ou vos falam por misteriosos meios!, ou que tenhais pressentimentos que estranhamente se concretizam!, o que coisas estranhas (ruídos, visões, aparecimentos e desaparecimentos ocorram  no vosso lar), e nada disso é coisa ruim!, pois espíritas e bruxas assim o vem vendo e sentindo á milénios!, pois que são pessoas intimamente ligadas ao mundo dos espíritos!, que é o mundo do Alem!, ou o mundo do sobrenatural!

Quer um verdadeiro trabalho de magia de são Cipriano?

Então fale com quem sabe verdadeiramente dos saberes de são Cipriano, e por isso:

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

 

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Estudos demonológicos

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Estudos demonológicos

 

DEMONOLOGIA

demonografia- demonologia3Os demónios são anjos caídos, que foram banidos da presença de Deus e desde então vivem em exílio, afastados do reino celestial de deus, ( o chamado «céu»), habitando tanto neste mundo mundo terreno, assim como no «mundo dos mortos» (o «Sheol» Hebraico, ou o «Hades» Helénico, a que a teologia Crista encara erroneamente como o «Inferno»), ou seja: o local para onde as almas dos humanos vão depois da morte,  para encontrarem o seu repouso eterno.

A confusão entre o «Sheol» e o «inferno» é um erro típico da teologia crista: o cristianismo vê o inferno como um lugar de eterna condenação dos maus, ao passo que na verdade o «sheol» (a noção hebraica de onde nasceu a lenda mitológica do “Inferno” segundo o catolicismo), é o «reino dos mortos», o local para onde vão as almas daqueles que faleceram, para ali repousarem na sua vida pós-morte.

Trata-se por isso do mundo onde habitam as almas de todos os mortos, e não de um local de condenação, ou pelo menos não inteiramente: nesse local quem é condenável será purificado, e quem não o é viverá pacificamente e em liberdade. Por isso, esta noção corresponde  antes a um arquétipo  do «mundo dos espíritos», onde todas as almas são purificadas. Segundo o evangelho sobre José (um texto apócrifo doSec V d.C.), o «inferno» é tido com um lugar por onde as almas tem de passar (através dos 7 véus das trevas – cap. XXII, XXIII – ), para se purificarem.

Trata-se antes e por isso, de um processo espiritual que sucede após a morte, trata-se da transposição de uma passagem (cap. XXII), comum a todo o ser humano após a sua morte: todos passam por essa transição, independentemente de serem pecadores ou não.

A mesma noção também encontramos noutro texto apócrifo, os Actos de Pilatos, onde verificamos que no “inferno” se encontram em repouso eterno as almas de figuras como Abraão, Isaías, João Batista, etc,(II, cap 18,1), todas ela ali habitando em espírito e aguardando a sua libertação por via da completa purificação pelo espírito de Deus, que neste caso, ( neste texto), lhes aparece através de Jesus.

Ou seja: o inferno é visto tanto em certas tradições gnósticas, como nas mais ancestrais teologia hebraicas, como o «mundo espiritual», e não como o «inferno» que os padres Católico -Romanos “venderam” ao povo durante a Idade Media, apenas para o amedrontar e assim manter sob sua alçada, guiado pelo grilhões do medo.

Esta noção que a igreja católico – romana criou de um Inferno punitivo, assim como a criação imaginaria de um «purgatório» (cuja a existência, no Sec XX , já foi desmentida pela própria Igreja através do papa João Paulo II), serviram apenas para vender «bulas papais» e «perdoes celestiais» ás classes mais altas da sociedade, enriquecendo assim os cofres do Vaticano de tal forma, que assim se edificou uma das mais invejáveis fortunas do mundo que ainda hoje existe.

A troco da salvação de uma alma, (para que ela não acabasse no inferno, ou para que ela saísse rapidamente do purgatório e fosse para o céu), a igreja católica vendia perdões papais que «limpavam» todos os pecados de uma alma. Claro, fazia-o em troca de elevadas quantias de dinheiro, ou grandes doações de património. Assim se construiu a fortuna do Vaticano, sob a ideia da existência de um «inferno» punitivo que tanto assustou as pessoas e tanto dinheiro gerou aos cofres da igreja.

Esta noção de «inferno», foi a maior fonte de receitas financeiras da igreja, motivo pelo qual o Vaticano acumulou fortunas ao longo de séculos e séculos, tornando-se assim no mais rico estado do mundo. No entanto, por muito lucrativa que essa noção de «inferno» seja para o catolicismo, a verdade é que não existe, é apenas uma invenção criada a partir do conceito hebraico de «shoel», que significa: tumulo, cova, sepultura, ou seja: apenas «mundo dos espíritos».

Segundo as noções místicas hebraicas mais ancestrais, o «sheol», é o lugar para onde as almas humanas, após a morte do corpo, ingressam; ou seja, não existe uma noção de «inferno» punitivo neste conceito, mas antes a mera noção do «mundos dos mortos», ou o «mundo dos espíritos», onde ai vivem em espírito todos aqueles que faleceram. A esse reino dos espíritos, os hebraicos chamavam de «Sheol», e na verdade não se trata de nenhum «inferno».

Outra confusão que a teologia Crista gerou, foi o erro de identidade entre Lúcifer e Satã, uma vez que não se tratam da mesma entidade.

Na verdade, Lúcifer era um querubim gerado pela própria mão de Deus no primeiro dia da criação, e era por isso cheio da Luz de Deus (seu Pai). Daí advêm o seu nome: Lúcifer, que significa «portador da Luz»[ ou da «luz» de Deus, o seu pai]

Conforme descrito no Livro de Ezequiel, Lúcifer desejou ser igual ao seu próprio pai, e por isso acabou banido da presença de Deus e exilado do Reino de Deus. Por essa rebelião, o filho celestial e  primogénito de Deus (Lucifer), pagou com a sua queda para este mundo.

Sobre esse momento, assim está escrito no Livro do Apocalipse:

E a sua cauda levou após si a terça parte das estrelas do céu e lançou-as sobre a terra;Apocalipse 12:3

estudos demonologicosLúcifer e o seu exercito (cerca de 1/3 dos anjos do céu), perderam a guerra contra as forças de Deus, sendo que Lucifer , ( e os seus anjos caídos), passou desde então a habitar no nosso mundo físico, do qual é «príncipe».

O Diabo, (Lúcifer), na mitologia Grega era visto como o rei de Hades , o deus do mundo dos mortos. Para entrar na morada de Hades, era preciso passar por um mítico cão demoníaco de três cabeças, chamado Cérbero.

De acordo com a tradição islâmica, Lúcifer revoltou-se contra Deus, não por desejar propriamente ascender ao lugar do Criador, mas antes por orgulho, ou seja, por se ter recusado a ajoelhar diante de Adão.

Assim está escrito:

«E quando dissemos aos anjos: “Prostrai-vos diante de Adão”, eles prostraram-se, excepto Lúcifer, [ Iblis] ,que se recusou e, cheio de orgulho, se juntou aos ímpios»Alcorão  II.34 «Deus perguntou:”que te impede que te prostres quando te mando?”Respondeu:«Eu sou melhor do que ele. Criaste-me do fogo e a ele criaste do barro».Deus disse:« Desce do paraíso, pois não é próprio que te enchas de orgulho nele.Sai! Tu estas entre os desprezados»Alcorão VII 11.18

De acordo com esta versão, Lucifer (um ser perfeito, cheio da Luz de Deus e portador da sabedoria, ao qual nenhum outro ser se podia comparar ou igualar), recusa-se a ajoelhar perante uma criação que considera inferior a si mesmo. È por esse motivo, que acaba sendo expulso do céu e exilado no mundo dos mortos.

Ao contrário, Satã não foi expulso, ( como Lúcifer), mas antes desertou dos céus.

Satã era um anjo das mais altas esferas celestiais (um dos anjos «vigilantes», a quem estava incumbida a missão de observar e guiar a raça humana neste mundo, tal qual anjos guardiães), que juntamente com outros anjos (nomeadamente Azazel, um dos príncipes do Céu e também ele um «vigilante»), optou de livre vontade por abandonar o céu e instalar-se na terra, motivados que foram pela sua paixão pelas mulheres, ou como dizem as escrituras no Livro de Génesis:

«as filhas dos homens».

Sobre este episodio, no qual um grupo de anjos abandona o céu para se instalar na terra em busca da ardência do sexo com as mulheres, assim esta escrito no I Livro de Enoch:

Naquele tempo, enquanto os filhos dos homens se multiplicavam, nasciam-lhes belas filhas.Os vigilantes – anjos filhos dos céus – ficaram atraídos por ela e desejaram-nas.Disseram uns aos outros: «Vamos procurar as filhas dos homens, e gerar filhos para nos próprios».I Livro Enoch

Assim, o I Livro de Enoch descreve como 200 anjos caíram, ou seja, abandonaram a esfera celeste e habitaram neste mundo. E assim continua o apócrifo  Enochiano:

Eles, tal como os seus chefes, tomaram as mulheres para si. Escolhiam quem queriam.Penetram-nas e desonrararm-nas. Ensinaram-lhes bruxaria, formulas magicas e como cortar raízes e ervaspara usarem nos seus conjuros (….)começaram [ os anjos caídos] a revelar segredos mágicos ás suas mulheresI Livro Enoch

estudos demonologicos2Não só a bruxaria é oferecida ás mulheres em troca do acto sexual com os anjos, (e assim se inicia a arte da bruxaria tal como ela é conhecida),  como estes anjos se tornam anjos caídos ou: demónios.

Sabemos por isso, tanto através das escrituras como dos textos apócrifos, que  entre a batalha liderada por Lúcifer na sua rebelião contra Deus, assim como o posterior  abandono voluntário de Satã e os seus seguidores para se casarem com as mulheres, ao todo foram alguns milhares de anjos que abandonaram o céu, dando origem aos demónios que hoje em dia conhecemos, e que são tão somente: anjos caídos.

Aos anjos caídos ou demónios, estão normalmente associados os fenómenos de possessão voluntária e involuntária.

A possessão involuntária sucede quando alguém é , contra a sua vontade, invadido pelo espírito de um demónio.

Esses casos podem assumir graus mais ou menos agudos de possessão, ou seja: tanto uma pessoa pode encontrar-se sob uma influência demoníaca quase imperceptível, ( o demónio apenas influi etereamente em certos pensamentos, sentimentos e por consequência opções e actos da pessoa influenciada), como uma pessoa pode chegar a ponto do espírito demoníaco querer ocupar, dominar e controlar completamente o corpo do possuído. Nesses casos mais agudos , ( e graves), de possessão, a pessoa perde totalmente o controlo sob si mesma: a sua alma fica aprisionada num pequeno canto da sua própria consciência apenas submergindo pontualmente e a muito custo; a pessoa não consegue ter controlo sob o seu próprio corpo e mente, invadidos que estão de forma total pelo espírito;  o próprio espírito demoníaco manifesta-se de uma forma totalmente incorporada no corpo possuído, como se aquele corpo pertencesse apenas ao demónio.

No outro extremo dos casos de possessão, temos as possessões voluntárias.

Dizia Jesus que o corpo é o templo do espírito, e que Nele mesmo, ( no corpo de Jesus), habitava o espírito do filho de Deus, ( o Cristo).

Ora, ao assim revelarem os evangelhos, está-se atestando que o corpo humano pode ser habitação não só do próprio espírito humano a que se destina, como também residência de um espírito celeste.

Os casos de possessão voluntária ocorrem neste tipo de caso, ou seja:

quando a pessoa se entrega voluntariamente a um espírito, e se oferece para ser um casa em que esse mesmo espírito pode passar a residir, permanente ou pontualmente. Nos casos demonológicos, o espírito do anjo caído passa a habitar uma certa pessoa por 2 motivos:

1-

por ter escolhido essa pessoa para tal finalidade;

2-

por se ter realizado um pacto voluntário entre a pessoa que se vai deixar invadir pelo anjo caído e o próprio anjo caído.

As pessoa destinadas e serem habitação, moradia ou residência de um espírito desse tipo, apenas vêem a sua vida a salvo uma vez aceitando a vontade do espírito; caso contrário, o espírito atormentará essa pessoa ate que ela aceite a aliança. A aliança, ( ou pacto), no caso das bruxas, é estabelecida através da carnalidade, tal como sucedeu na primeira vez da historia da humanidade, conforme descrito no I Livro de Enoch.  Em troca, o espírito demoníaco concede o seu favor á pessoa em quem passou a residir. Esta tradição de possessões volnutarias é especialmente praticada nas religiões Africanas de  Vodu,Kimbanda , assim como nas tradições Europeias de Bruxaria.

As mais 5 importantes obras sobre demónios, as suas hierarquias, etologia e ontologia, (a  denominada «demonologia»), são:

I

Malleus Maleficarum

II

Demonolatria

III

Compendium Maleficarum

IV

Ars Goetia

V

o Pseudomonarchia Daemonum

estudos demonologicos3

Os Grimórios que se debruçam sobre a esfera demoníaca, são instrumentos preciosos na realização de Magia Negra.

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?      

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Dons do oculto

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Dons do oculto

pentagrama

OS 6 DONS DO OCULTO

Se a Bíblia revela quais são os 9 dons espirituais que vem de Deus, conforme descrito no I Coríntios 12, 7-10, também as sagradas escrituras revelam os 6 dons ocultos, dos quais os ocultistas são possuidores e cultivadores.

Ei-los os 6 dons, para que se conheçam:

I

O dom da incorporação por via da qual se obtêm a sabedoria através do dialogo directo espíritos,

tal como descrito em Actos dos Apóstolos  18,16-17

II

O dom da ciência do oculto, ( Sabedoria 17,7),

por via da qual se estudam os saberes ocultos, acedendo aos seus segredos e assim tanto pela sabedoria, como com fé, se praticam liturgias que agradam aos espíritos, assim gerando-se magia.

III

O dom da carnalidade, pois esse é a origem de toda a bruxaria, tal como descrito em Tiago, ( 3,15) e no II Livro de Reis, ( 9,22 ; 17,7) .

De acordo com esse dom, tal como descrito no Livro da Sabedoria, celebram-se por ela,

(e com a sabedoria que advêm da ciência do oculto),

ritos de magia negra, ( 14,23)  invocatórios das maldições de Deus

IV

O dom de ser filho da feitiçaria ( Isaías 57,3-5), e fruto da sua luxúria, (Tassalonicensses 5,5), ou seja:

1- ou receber hereditariamente a herança do oculto que corre no sangue dos bruxos e bruxas;

2- ou selar um pacto de serventia aos poderes ocultos, através da própria carne e do próprio sangue, por via do qual se assume a filiação mística e os dons do oculto.

Ser filho do oculto e do mundo do espírito, é ser guiado pelos espíritos ( Romanos 8,14)

V

O poder de curar ou causar doenças, enfermidades e outros bens ou males,

assim como o de aliviar ou fazer pesar o fardo da vida que pende sobre as pessoas,

alterando-lhes os destinos, ( Ezequiel 13,17-23)

VI

O dom da profecia, ( Isaías 47,13), através do qual os espíritos podem apresentar revelações aos possuidores deste dom

  • §§§

Estes são os 6 dons do oculto, que conduzem ás práticas magicas do ocultismo e do misticismo.

Existem 4 praticas magicas, ( que normalmente são condenadas pelas doutrinas judaico-cristãs mais ortodoxas), e que porem aos ocultistas cristãos não passam de instrumentos espirituais de contacto com o mundo transcendental, com o mundo do espírito, e com o oculto, sendo que essas são :

As 4 práticas mágicas e ocultistas:

I

Astrologia

III

Magia , por via da feitiçaria e encantamentos

IV

Consulta aos espíritos

V

Invocação dos mortos ou de espíritos ancestrais

E porem, apesar de todas estas praticas serem reais e poderosas, eis que são Cipriano sublinha sempre que as mesmas devem sempre e em todo o momento ser usadas em função de Deus, com fé em Deus, por fé em Deus, com temor a Deus, e sempre com respeito a Deus, pois que assim diz a obra do santo são Cipriano:

«Como diz são Cipriano na sua obra secular: Rogo pois, de todo o meu coração, aos praticantes que estudem com atenção estas instruções, (…) isso, porque (…) tudo quanto fazemos é em nome de Jesus Cristo»

Obra de são Cipriano; Instruções a todos os religiosos, Pag. 36

 

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Altar de São Cipriano

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Dons do espírito

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Dons do espírito

cruz-celta-magia (1)

Os 9 dons espirituais

Videntes, profetas, magos, bruxas, bruxos:

todos eles pessoas com a capacidade de dialogar com o mundo espiritual

e conseguir assim prodígios neste mundo.

O assunto é vasto e contudo, que dizem as sagradas escrituras sobre os dons espirituais que permitem

a algumas pessoas operar a nível espiritual de forma tão diversa e intrigante?

Eis que assim se revelam os dons espirituais descritos de acordo com a Bíblia.

Nas sagradas escrituras, podemos observar que existem 9 tipos de dons espirituais.

Assim está escrito:

Cada um recebe o dom de manifestar o Espírito para utilidade de todos.

 

A um, o espírito dá a (….) sabedoria;

a outro a (…) ciência segundo o mesmo espírito(…);

a outro (…) a ;

a outro (….) o poder das curas (…);

a outro, o poder de fazer milagres ;

(…) a outro, a profecia (…);

a outro, o discernimento dos espíritos (…);

o outro o dom de falar línguas (…) ;

a outro ainda o dom de as interpretar (…)

1 Co 12, 7-10

 

Estes são por isso os 9 dons espirituais:

I

A sabedoria ( conforme Jb 29,12-13; Sl 119, 89-99; Es 7,9-10),

ou seja, o espírito da sabedoria, (Sb 7,7), aquele que concede o saber dos sábios

que permite conhecer as leis e verdades sobre o mundo espiritual, (Sb 7,7-8)

e que concede as maiores prosperidades(Sb 7,10-12).

II

O conhecimento sobre as ciências espirituais,( conforme Nm 24,4; Bc 3,27;32;4,1)

ou seja, o conhecimento sobre as ciências ocultas e espirituais,

aquelas que permitem actuar sobre esta realidade a partir da realidade celestial e que se econtram reveladas nas escrituras

III

A fé ( conforme Hb 11,1 ; 8-9), que é o meio por via do qual se consegue ver aquilo que não se vê,

se consegue aceder ao mundo espiritual, se conseguem operar prodígios

IV

O poder das curas, que é o dom por via do qual os espíritos actuando sobre a matéria por via de uma pessoa,

conseguem operar sobre a enfermidade, eliminando-a ou aliviando-a

V

O poder dos milagres, ou o dom por via dos qual os espíritos operando neste mundo por via de uma pessoa,

conseguem realizar prodígios aparentemente inexplicáveis e logo, sobrenaturais

VI

O dom da profecia, ou o dom por via do qual os espíritos, actuando por meio de uma pessoa,

revelam aos mortais as formas como irão actuar neste mundo e por conseguinte,

aquilo que irá suceder futuramente em virtude da acção de pedidos que lhes foram direccionados,

ou de situações que se desencadearam e que são importantes ao mundo celeste

VII

O poder de discernimento dos espíritos,

ou seja, o dom de sentir, ou ver e dialogar com os espíritos e o mundo espiritual

VIII

dom de falar línguas espirituais ( conforme 1 Co 2,13; 14,2), ou seja,

o dom de comunicar com os seres espirituais através da sua língua espiritual

IX

O dom de interpretar as linguagens do espírito ( conforme 1 Co 2,13; 2 Co 12,4), ou seja,

o dom de ouvir e entender as linguagens espirituais que os seres celestes falam

A profecia, é na verdade, segundo as escrituras, o mais precioso dom do espírito.

 

Sobre a profecia, dizem as escrituras:

Aspirai aos dons do espírito, principalmente o da profecia

1 Co 14,1

 

A profecia é por isso o mais elevado dos dons espirituais, e dele se diz:

 

Aquele que profetiza fala aos homens: edifica, exorta, consola.

1 Co 14,3

Significa isto:

Aquele que faz profecia, fala aos homens as mensagens do espírito, e ao faze-lo:

I

Edifica: ou constrói caminhos que conduzem ao alivio do sofrimento de quem esta atormentado;

II

Exorta: ou instrui os que padecem de forma a que entrem pelos caminhos que ele construiu e que levam á cura do mal;

III

Consola: ou acolhe com compaixão aqueles que sofrem

E ao tudo isso fazer, o profeta cura sofrimentos e devolve á vida de quem sofre o caminho perdido, a felicidade.

 

quer um poderoso trabalho de magia?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Demonografia- demonologia

Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Demonografia- demonologia

demonografia- demonologia4

DEMONOGRAFIA

A palavra Demónio é de origem grega; Os demónios para os Gregos, tal como os Génios para os Romanos, representavam forças da alma ou forças da Natureza. Estas forças não eram necessáriamente más. Podiam mesmo ser benéficas. Na maior parte das religiões primitivas, é assim que estes seres são entendidos: por vezes bons, por vezes caprichosos, mas não forçosamente inimigos. Os espíritos protectores das pessoas e lugares pertencem a esta categoria.

Nas religiões de monoteísmo evoluído, os demónios são vistos em geral como forças do mal voluntariamente opostas a Deus e inimigas dos homens. É esta a concepção existente na tradição cristã.

Os demónios, segundo as versões teológicas Hebraico-Cristas, são anjos, ou seja, são espíritos ancestrais existentes desde o início dos tempos. Os anjos são seres que derivam de Deus mas não são Deus, no entanto são possuidores de tanto poder e conhecimento que em certas culturas terão sido confundidos com Deuses. Os anjos não possuem corpo físico, por isso a sua descrição como seres fisicamente belos e com grandes asas, são meras descrições artístico-iconograficas humanas, ou seja, interpretações culturais da sua existência numa tentativa de descreve-los, da mesma forma que Deus não possui forma humana, no entanto foi abundantemente retratado como um velho musculado de barbas brancas decalcado da figura de Zeus, tal como visto na iconografia mitológica greco-romana. Os anjos são seres celestiais, feitos de energia e inteligência celestial, pertencentes a uma dimensão espiritual ou «imaterial».Os anjos, conforme a própria Bíblia os descreve, são espíritos.(Hebreus 1;14)

demonografia- demonologia2

Segundo as tradições teológicas Hebraico – Cristas, os demónios são anjos caídos que foram expulsos do terceiro céu (presença de Deus), conforme diz em (Apocalipse 12:7-9). Lúcifer era um querubim da guarda ungido ( Ez 28) que, ao desejar ser igual a Deus, foi lançado fora do céu. Quando porém ele foi lançado fora do céu sobre a terra, a Bíblia nos relata que Lúcifer (que tem por nome diabo, satanás, serpente, dragão, principe da potestade do ar, etc…) trouxe com sua cauda um terço dos anjos de Deus (Ap 12:3). A Bíblia não cita a quantidade de anjos caídos, mas tem um passagem que diz que o número de anjos que adoram ao Senhor são milhares de milhares e milhões de milhares (Ap. 5:11).Os anjos caídos tornaram-se assim demónios ou anjos negros, habitando na realidade terrestres, para onde foramexilados.Os anjos caídos ou demónios, foram assim condenados a um exílio das realidades celestes, não podendo para elas regressar. Perdendo a sua categoria celeste, privados do contacto com a realidade espiritual, eles ficaram presos á realidade terrestre, sendo por isso espíritos desencarnados com extremo poder e incalculável sabedoria, pois eles existem desde o inicio dos tempos e são eternos. Neste seu exílio, privados que estão do contacto com as esferas celestes, eles passaram assim a viver junto dos humanos, alimentando-se das suas energias, motivo pelo qual eles fomentam certo tipo de actos. Eles fomentam-nos pois alimentam-se deles.Eles encontram na espiritualidade da alma humana, uma fonte de poder inesgotável. Por isso, segundo as teses que defendem esta visão, dizer que o demónio é um ser do mal não é totalmente correcto. Correcto seria dizer que o demónio é um ser que se alimenta dos sentimentos e energias espirituais da alma de um ser humano. Segundo as versões mitológicas grego-romanas dos demónios, se as energias de uma alma humana forem boas, o demónio alimentar-se-á delas e fomentará a sua existência. Se forem más, ele alimentar-se-á delas e fomentará a sua existência.Nessa versão mitológica, a relação com um demónio é por isso aquilo que o humano for: se for fundamentada no bem resultará em fins positivos, se fundamentada no mal, resultará em fins negativos.

Segundo a tradição judaico-cristã, o Anjo é uma criatura celestial – que, na generalidade, a maioria dos crentes das religiões fundadas na revelação bíblica acredita ser superior aos homens – que serve como ajudante ou mensageiro de Deus. Na iconografia comum, os anjos geralmente têm asas brancas de pássaro e uma auréola. São donos de uma beleza delicada e de um forte brilho, por serem constituídos de energia, e por vezes são representados como uma criança, por terem inocência e virtude. Possuem influência sobre todo o plano orgânico, ( plano dos organismos e seres vivos), e elemental, (plano dos elementos e forças da natureza ), sendo assim eles têm como uma de suas missões, ajudar a humanidade em seu processo de evolução.

A palavra anjo deriva do latim, angelu, e do grego, ángelos , com o significado de mensageiro.

De acordo com diversas fontes, existem nove grandes coros (ou cargos), grupos de anjos que ficam ao redor de Deus. Estes nove são divididos em grupos de três, as tríades. Os anjos da primeira tríade se comunicam directamente com Deus, depois passam seu conhecimento para a segunda tríade, que trata de passar para a terceira, chegando assim ao ser humano.

Segundo a Tradição Católica, são citados apenas três Arcanjos dos quais se saberia o nome: São Miguel (Quem como Deus), São Rafael (Deus Cura), e São Gabriel. Os nomes dos demais anjos, ou seriam invenção do povo, bem ou mal intencionado, ( segundo a Igreja Crista), ou acredita-se que sejam extraídos por metodologias kabalisticas, pois a própria Bíblia diz que cada anjo tem consigo parte do nome de Deus, sendo que foi a partir do nome de Deus que se revelaram os nomes dos anjos e consequentemente dos demonios.

È também afirmado que os Anjos não possuem maneiras de conhecer o futuro, possuindo sim uma inteligência muito mais desenvolvida que a nossa, podendo “prever” eventos que poderão acontecer, visto que conhecem com precisão todas as regras da fisica, das várias realidades dimensionais , dos metabolismos temporais, etc…. e podem-se mesmo deslocar nestas realidades com facilidade. Tal tese aplica-se também aos demónios, que não passam de anjos caídos neste mundo e realidade terrena.

Ainda segundo a Igreja, ao actuarem junto a uma pessoa ou objecto, por não possuírem um corpo físico (a imagem de um anjo como uma pessoa com asas é mera representação artística) , o Anjo se torna um com ele.

No Judaísmo, segundo Talmud e Midrash, há 3 classes de demónios: espíritos impuros, diabos e os «lilin». Os primeiros são espíritos malignos desencarnados que vagueiam pelo nosso mundo terreno, e que não possuem forma ou corpo; Os segundos são espíritos diabólicos que podem assumir forma humana; os terceiros são podem assumir forma humana, mas possuindo asas. Estes últimos são espíritos da noite, terríveis espíritos, poderosos, que se alimentam de almas humanas actuando tal como vampiros. Eram os mais temidos demónios pelos Hebreus. Esta tese teológica defende também que todas essas 3 classes de seres tem origem em Adão, que depois de ter cometido um grave pecado, separou-se de Eva por 130 anos, período de tempo em que andou errante pela terra. Foi pois nesse período de tormenta e expiação que Adão através de desejos impuros encheu a terra de espíritos, maus, demónios e lilin. Nesta visão defende-se que os demónios são meio-humanos.

Nalguma demonologia hebraica, os demónios não são considerados maus ou satânicos, leia-se satânico como aquele que é opositor a Deus. Até mesmo Asmodai, o líder de todos os demónios segundo certas versões aramaicas, matou 7 noivos de Sara antes da consumação matrimonial, mas fe-lo não enquanto um demónio Satânico – leia-se satânico aquele que é um espírito de rebeldia contra Deus- mas antes enquanto um ser que é a personificação das forças da luxúria e morte. E um ser desta natureza é levado a locais onde essas energias existem, para as gerar e consumar.

Há também entre algumas teses cabalísticas que definem os demonios , tal como certas versoes populares hebraicas, enquanto espíritos dos mortos vagueando eternamente por este mundo, tanto na forma de espectros como de vampiros.

Nas versões teológicas de natureza cabalística, a demoniologia existe por oposição á anjologia, sendo que não é possível conceber a criação de Deus sem calor por oposição ao frio, sem trevas por oposição á luz, sem demónios por oposição a anjos, pois toda a criação de Deus foi feita a pares e é regida pela dialéctica dos opostos.

Há uma velha expressão teológica hebraica que diz:

  • «Não permaneceis no caminho do touro quando ele regressa da pastagem, pois satã dança no meio dos seus chifres».

Pois ficar nos chifres do touro é dificil, e apenas quem tem a força e o saber para o fazer, assim o pode fazer e extrair daí os proventos desejados.Segundo as versoes Hebraicas, Salomão recebeu conhecimentosmagicos e esotericos que lhe permitiram estar «nos chifres do touro» e «domar a fera», de forma a obter do poder da fera aquilo que mais desejava.

Muitas das vezes os demónios são chamados de Satã, que na verdade, alguns dizem ser um titulo e não propriamente um nome, enquanto que outros dizem que esse é o nome do rei dos demónios, pelo que acaba sendo aplicado aos demónios em geral.

demonografia- demonologia3

Quando falamos de demónios, temos também de falar dos Génios, pois estes foram atentamente estudados na cultura Romana, assim como na mitologia Árabe pré-islamica e mesmo no Islão.Nessas culturas e mitologias, um jinn (também “djinn” ou “djin”) é um membro dos jinni (or “djinni”), uma raça de criaturas espirituais.

Para os Romanos, os genius, (latim), eram uma espécie de espírito guardião ou tutelar do qual se pensava serem designados para cada pessoa aquando do seu nascimento. Os génios também possuíam poderosa influencia nos elemental, ou seja, nos elementos constituintes desta realidade terrestre.

Para a mitologia Àrabe , os jinni foram criados dois mil anos antes da feitura de Adão e eram possuidores de elevada posição no paraíso, quase equiparados aos anjos, embora formalemente, escala da hierarquia celeste, estivessem um degrau baixo dos anjos. È dito que os jinni não seriam seres meramente espirituais, pois seriam fisicamente são feitos de ar e fogo. Depois do acto de criação de Adão, crê-se que os jinni, sob a liderança do seu orgulhoso líder Iblis, recusaram curvar-se perante a nova criatura, uma criatura aos olhos deles inferior em todos os aspectos. Pelo seu acto de desobediência a Deus , os jinni foram expulsos do paraíso, tornando-se entidades perversas e malignas. Iblis, que foi atirado com eles na Terra, tornou-se o equivalente ao Satanás Hebraico-Cristão. Sendo feitos de fogo ou ar , diz que os jinnipodem residir invisivelmente no ar, no fogo, sob a terra e em praticamente qualquer objecto inanimado concebível: pedras, lamparinas, garrafas vazias, árvores, ruínas etc. Na hierarquia sobrenatural, considera-se que os jinni, estão um degrau abaixo dos demónios. Ao contrário dessses, os jinni possuem todas as necessidades físicas dos humanos, podendo até mesmo serem mortos, o que so por si os limita face aos demónios que são imortais. No entanto, os jinni sao livres de quaisquer restrições físicas tal como os demais seres espirituais, demónios incluído.

Nem todos os jinni são malignos. De alguns diz-se que possuem uma disposição favorável em relação à humanidade, ajudando-a quando precisa de ajuda, ou mais provavelmente, quando isto é conveniente para os interesses do jinn. Diz-se contudo nas ancestrais tradições magicas Árabes, que aquele que possuir os necessários conhecimentos para lidar com os jinni, pode utilizá-los em proveito próprio, embora tal de tivesse sempe revelado bastante difícil e perigoso.

Os Muçulmanos acreditavam que os Jinni eram criaturas com livre arbítrio. Como já foi sublinhado, no Islão, acreditava-se que Satan era um Jinni e não um anjo. Aliás, os jinni eram uma realidade religiosa tão aceite, que no Al-Quran esta mencionado que Mohamet foi enviado como profeta para ambos humanidade e jinni. Para a crença muçulmana, os jinni , tem vidas muito parecidas com a dos humanos: eles comem, eles casam, eles morrem, etc. Eles são seres invisíveis aos humanos, mas podem ver os humanos ou entrar em contacto com eles. A aparente ideia de imortalidade destes seres, ( aos olhos dos comuns mortais), vem do facto de eles viverem muito mais tempo que os humanos, o que lhes dá uma aparência de imortalidade.

Os Jinni são seres muito parecidos aos humanos, possuindo a habilidade de serem bons ou maus. Eles contudo, geralmente, tem um ponto em comum: são maliciosos, devido ao sentimento generalizado que reina entre os Jinni, de que o seu lugar na Criação foi-lhes foram usurpado pelos humanos.

A noção de Satã no Islão diverge por isso da versão Crista. No Islão existe Shaytan, uma entidade análoga ao Satã cristão. Contudo, a visão islâmica sobre Shaytan é mais proxima das noçoes teologicasjudaicas que com as noções cristas.

No Islão, Allah criou tudo em pares. O calor com o frio, as trevas com a escuridão, a morte com a vida, o positivo com o negativo. «ad infinitum». O par correspondente á raça humana, é o seu oposto, os Jinni. Ambos os seres foram criados com inteligência e livre – arbítrio, sendo contudo que os humanos foram criados a partir da terra/barro, e os Jinni a partir do ar/fogo. O Qu’ran diz-nos que os Jinni foram criados muito, muito antes que os humanos. Iblis era um Jinni que era supostamente muito bom, muito virtuoso, e um devoto servo de Allah. Ele alcançou um elevado status nas esferas celestiais, e foi elevado a um condição próxima dos anjos. Mas Allah conhecia bem Iblis e as suas intenções. Segundo a teologia Islâmica, os anjos não tem «livre – vontade», pelo que apenas podem obedecer á palavra de Deus e não cometem pecado, pois não sabem como cometer pecado. Eles estão ao total serviço da vontade de Deus e é-lhes impossivel desobedecer a Allah , pelo que esta fora das suas possibilidades sequer pensar em cometer o pecado, quanto mais comete-lo. Allah criou então os humanos, e ordenou aos anjos que se prostrassem a Adão e aos seus. Os anjos fizeram-no, contudo Iblis recusou obedecer a uma ordem directa de Deus. Iblis era orgulhoso e considerava-se superior a Adão, uma vez que ele era feito de barro e ele era feito de fogo. Pelo acto de desobediência, Allah amaldiçoou-o ao lago de fogo por toda a eternidade. Contudo, Satã obteve autorização de Deus para desviar almas humanas.

Neste aspecto, a visão Islâmica e Judaica coincidem perfeitamente, pois ambas defendem que Satã é basicamente o adversário de Deus, e que, apenas possui, o poder da influencia, o poder do murmúrio, o poder da sugestão. No fundo, é o mal dentro de cada um de nós que acaba ouvindo e anuindo á sugestão de Satã, o bem dentro de cada um de nos que nos faz resistir á tentação. O mal vem do ser humano, e não de Satã.

Segundo esta versao, foi Iblis que tentou Adão a comer da arvore proibida. Allah expulsou assim Adão e Eva do paraíso, e também Iblis. Todos vieram para a terra, com grande inimizade entre si. Humanos e Jinnidoravante partilharam esta desconfortável inimizade.

Para que os humanos se protegessem dos jinni, os Muçulmanos diziam a frase: « Bismillahi! Allahumma inna ‘audhu bika minal khubthi wal khabaa’ith»

Algumas versões dizem que o bisneto de Iblis, converteu-se ao Islamismo durante o tempo de Muhammad, portanto ele seria um ser com centenas de anos.

De acordo com alguns teólogos Islâmicos, o Qur’na declara expressamente que Satan não era um anjo, ( ao contrário do que defende o Cristianismo), mas antes um jinni a quem foi dado uma grande honra e posto igual ou superior aos próprios anjos.

A demonomancia é a artes de saber o passado, o presente e futuro com recurso á invocação de demónios.

A demonografia é um tratado sobre a natureza e a influencia dos demónios na realidade terrena ou na vida humana.

quer um poderoso trabalho de magia negra?

quer um poderoso trabalho de bruxaria?

Escreva-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria
1 3 4 5 6 7