Altar de são Cipriano ©

Magias, encantamentos, magia branca, magia negra, ritos, conjuros, feitiçaria secular, conjurações, esconjurações, intercedências, invocações, rituais. Santeria, culto religioso, místico e espiritual aos santos.

 

Mestre Jorge; Mestre Daniel; Mestre Tiago; Mestre Paulo

 

 

Altar de são Cipriano e santa Maria Madalena - O caminho dos santos, Culto religioso aos santos; estatutos, fundação e constituição segundo «Manifesto Doutrinário», constante de registo em Oficio5244-MC ; averb. Reg. Nº 5847/2009 © .

 

atendimentoonline2

Veja aqui:

Trabalhos de Magia segundo saberes ocultos de s.Cipriano

Consulta gratuita:

e-mail: altar.cipriano@gmail.com

Tl: 925 709 899

Altar são Cipriano © - Santeria – Caminho dos santos

Santuário sem fins lucrativos. Altar privado de culto religioso, místico, espiritual e esotérico.

Magia Negra e Magia Branca, o caminho das bênçãos e maldições de Deus, conforme a fé no caminho dos santos.

 

altarCiprianoMagiaNegraMagiaBrancaFeiticariaBruxaria

 



O PENTAGRAMA – o selo de Salomão

O símbolo do pentagrama tem sido maldosamente associado a cultos satanistas, quando na verdade é tão certo que o pentagrama seja um símbolo satânico como que uma cruz de Cristo seja um símbolo luciferino, ou que o símbolo budista seja um símbolo de trevas, ou seja: estas acusações são simplesmente tolices ridículas, e por isso apenas podem provir ou de pessoas ignorantes quanto ao assuntos espirituais que estão tratando, ou então de pessoas que intencionalmente desejam causar enganos e equívocos onde eles não existem.

Passando por cima dos preconceitos e ignorância, eis que se explica o que é o pentagrama:

Assim sendo:

A estrela de cinco pontas, ou pentagrama, é na verdade o  «escudo de Salomão» ou o  «selo de Salomão»

A estrela seis pontas, é a «estrela de David», o símbolo representativo da religião judaica.

Durante algum tempo, e ate á altura do segundo Templo de Deus em Jerusalém, ambos os símbolos coexistiram lado a lado em sinagogas e lugares santos do judaísmo.

E então, analisemos cada uma destas estrelas:

Na estrela de David podemos encontrar um triângulo invertido com outro triângulo elevado, sendo que eles se cruzam, simbolizando a união entre o sagrado feminino e o sagrado masculino no acto da geração de vida. Assim, a maior das simbologias deste hexagrama consiste em retratar a própria essência de Deus, ou seja daqu’Ele que sendo simultaneamente macho e fêmea, então é a força geradora de todas as coisas que existem, e é o Criador de toda a vida.

O selo de Salomão, (não confundir com a estrela de David), é um pentagrama, e é o símbolo que Salomão usou para ter autoridade e poder fosse sobre anjos, fosse sobre demónios, fosse sobre génios, e esse poder que o símbolo lhe conferiu provinha directamente de Deus, que dessa forma abriu as portas ás maiores conquistas e riquezas de Salomão.

Dizem os mitos cabalísticos hebraicos, que parte do primeiro palácio de Salomão foi construído com a ajuda de demónios e génios que trabalharam sob o comando e influência do selo de Salomão, ou seja, o pentagrama de Salomão era um símbolo através do qual o poder de Deus se manifestava sobre os espíritos, obrigando-os a fazer o que Salomão ordenasse.

O pentagrama, é igualmente um símbolo de veneração á grande Deusa mãe, e deusa que está presente e representada no triangulo invertido da estrela de David, e que neste símbolo assume o papel principal. Quando o pentagrama está invertido, ele representa o útero feminino, e quando ele está elevado ele representa o princípio feminino do Criador, a força feminina da gestação que deu á luz toda a criação.

A Deusa mãe é a manifestação feminina de Deus, e é ela que concede as maiores riquezas, abundâncias e fortunas aos homens, e dizem algumas doutrinas cabalísticas que foi através deste símbolo que Salomão atingiu o seu inigualável poder financeiro.

Assim sendo;

O pentagrama não é um símbolo de bruxarias, nem de satanismos, nem do mal, mas sim um símbolo ancestral e que se chama:

«Selo de Salomão», ou «escudo de Salomão», ou «pentagrama de Salomão».

Neste símbolo, flui o poder da autoridade de Deus sobre todos os espíritos, e ele é como um selo que abre caminhos a todas as coisas, pois que se a «estrela de David» representa Deus, então a «estrela de Salomão» representa o poder de Deus sobre este mundo e sobre todas as coisas.

Foi com este selo que, através da autoridade de Deus, então Salomão colocou sob sua serventia fossam anjos, fossem demónios, fossem génios, fosse que espírito fosse, pois que espíritos podem haver muitos e porem Deus há apenas um, e Ele tem poder sobre todos os espíritos, e o selo de Salomão é a chave para comandar tal poder de Deus..

E isso apenas serve para demonstrar que:

Magia negra ou magia branca, toda ela está sob autoridade de Deus, e com Deus todo ela dá fruto ,e sem Deus nenhuma resulta, e prova viva disso foi Salomão e o seu símbolo.

Em épocas bem remotas, os pentagramas, ( chamados escudos de Salomão, ou pentagramas de Salomão ), eram representados nas sinagogas junto com a estrela de David, que possui 6 pontas, pois que se sabia que se o hexagrama da estrela de David era representação de Deus, já o pentagrama de Salomão era representação do poder de Deus reinando neste mundo sobre todos os espíritos e poderes.

A ideia de que a estrela de cinco pontas, ( ou a estrela de Salomão), é um símbolo da  manifestação do poder de Deus neste mundo, é defendida por certas teses ocultas cabalistas, que ensinam que a estrela de Salomão tem cinco pontas tal conforme cinco são os livros da Torah, ou seja:

 

Cinco são as pontas da estrela pois que cinco são livros fundamentais que Deus deu ao homem, e que são:

 

Génesis, Êxodo, Levítico, Números e Deuteronómio.  – Estes são os cinco livros fundamentais da escritura judaica ou da Torah hebraica, e que são os mesmos cinco livros iniciais da Bíblia Cristã.

 

Na religião judaica, esses livros são chamados de Bereshit (génesis), Shemot ( êxodo), Vayikra,( levitico),  Bamidbar(Números) , Devarim ( Deuteronómio), e esses são as cinco maiores manifestações da Palavra de Deus entregue ao homem, e por isso se diz:

 

Cinco são as pontas da estrela de Salomão, ( o chamado pentagrama), pois que elas representam estes cinco livros fundamentais, e estes cinco livros são a chave fundamental para aceder e entender ao poder de Deus sobre este mundo e sobre todas as coisas do espírito.

No cristianismo, o pentagrama reapresenta as 5 chagas de Cristo na crucifixação, assim como o prodígio da ressurreição, pois que sendo o pentagrama um símbolo para a infinitude, pois então ele representa não apenas as 5 chagas do corpo de Cristo na sua morte, mas também aludem ao eterno, ou seja, a ressurreição de Jesus para a vida eterna.

Nas praticas magicas, o pentagrama representa os «4 elementos» deste mundo, e todas as forças espirituais que lhe estão sujeitas, ao passo que simboliza o «quinto elemento» que é o «espírito», sendo que é o «espírito» investido da luz de «Deus» que comenda todos os demais 4 elementos e forças espirituais.

E este o verdadeiro sentido místico do pentagrama, e não as versões mais ou menos fantasiosas de pessoas que querem á força fazer deste santo símbolo um motivo de descrédito.

 

estreladavid

A estrela de David – uma estrela de seis pontas, composta por um triangulo invertido significando o feminino, e de um triangulo elevado significando o masculino, ambos cruzados e interagindo em profunda aliança, traduzindo assim o conceito de Deus, que é o símbolo da força criadora e da fonte da vida. Deus é assim representado com um ser que reúne em si a força criadora masculina e a força geradora feminina, ambas actuando em perpétua interacção, ambas simbolizando o amor criador, e ambas conjugadas num único ser eterno e omnipotente, um ser que é por isso a fonte de toda a vida e de toda a criação. Este símbolo traduz por isso a «essência» de «Deus».

 

pentagrama

O selo de Salomão – se a «estrela de David» traduz o símbolo da essência de Deus, então a «estrela de Salomão» traduz o «poder» de «Deus» sobre todos os espíritos e sobre toda a criação. Assim sendo: o selo de Salomão é uma estrela de cinco pontas, também conhecida por «escudo de Salomão», cujas as cinco pontas significam os quatro elementos da natureza, sendo que a quinta ponta traduz a força do espírito sobre os elementos da natureza, assim representando a força do espírito que é guiado por Deus enquanto força que tem o poder de dominar sobre todas as coisas. Assim, este símbolo na verdade significa a força do espírito sobre todas as coisas deste mundo, quando ele é um espírito iluminado e guiado pela força de Deus. A estrela de cinco pontas significa por isso o poder de Deus sobre as coisas deste mundo, ao passo que a estrela de seis pontas representa a Deus. Os templários usaram este símbolo enquanto representação das riquezas e abundância, pois que se considera que a Deusa, ( o lado feminino de Deus, ou seja, aquilo que é representado na estrela de David como o triângulo invertido), é a força geradora de todas as riquezas. A estrela de cinco pontas representa também o planeta Vénus, ( é essa a forma aparente que o planeta Vénus desenha no céu ao realizar a sua orbita solar, do ponto de vista de observador terrestre), e representa por isso a força do lado feminino de Deus sobre todas as coisas.

estrelacincopontas

 

 

A estrela de Salomão no tecto de uma ancestral sinagoga em Israel, provando que este símbolo nada tem de satânico, mas sim é o chamado «escudo de Salomão», e que coabitava em harmonia com a estrela de David.

 

 

 



Ver também:

 

Magia Negra

 

As 6 regras dos trabalhos espirituais á luz das Sagradas Escrituras

 

Como funciona a Bruxaria

 

Bruxas e demónios

 

Bruxaria e religião

 

Bruxaria e magia

 

Feitiçaria

 

Os Maleficios

 

Termos do ocultismo

 

Dicionário de Magia On-Line


Espíritos dos Mortos

 

Dicionário de demónios – demonologia

Bruxaria e Religião

O Sabbath

Malleus Maleficarum

São Cipriano

Os 6 dons das Trevas, e as 5 formas de Magia Negra

Oculto e ocultismo

Astrologia

Astrologia babilónica

Signos, Zodíaco




[VOLTAR a MAGIA NEGRA, MAGIA BRANCA.]