amarração das cartas de Tarot

amarracao-cartas-tarot-666
Recomende, partilhe e vote nesta matéria
Amarração das cartas de Tarot

Os sofrimentos amorosos são – desde tempos imemoriais – os mais penosos dos tormentos do coração e do espirito. Foi por causa dos sofrimentos amorosos que grandes imperadores sucumbiram, foi por causa de grandes tormentos amorosos que grandes mulheres caíram nas tormentas das maiores desgraças, e isso sempre assim foi e sempre assim será.

Até o ungido rei David (conforme II Livro de Samuel,  I Livro de Crônicas I Livro de Reis, e o salmo 51), não resistiu ao impulso dos desígnios do amor por Betsabé,  ( um amor de onde nasceria o grande rei Salomão), pois que o amor é uma força que sempre dominou – com o maior dos mistérios – os corações dos homens e mulheres ao longo dos seculos.

Pois por isso, sempre se diz:

«o que é a vida sem amor?, se é o amor que dá sentido á vida?»

Assim sendo:

foi por isso mesmo que são Cipriano tanto empreendeu no conhecimento dos mistérios do espirito, pois através deles são Cipriano sabia ser possível reencaminhar os desencaminhados caminhos daqueles que se  desencontraram com os trilhos do amor.

Mais:

por isso mesmo são Cipriano julgava tao importantes os remédios do espírito que curam os problemas do amor, como os remédios da medicina que curam os problemas de corpo, pois que se os remédios da medicina podem prolongar a vida do corpo… porem o que é a vida do corpo sem o amor?, que é aquilo que dá sentido há vida?

Assim dito:

são Cipriano há mais de dois mil anos ensinou como realizar o trabalho de amarração das cartas, que é um poderosíssimo trabalho de amarração capaz de actuar até nos mais desesperados casos amorosos.

Trabalho de amarração das cartas de Tarot, conforme os ocultos e secretos ensinamentos de são Cipriano.

amarracao-cartas-tarot-666

Para executar devidamente o trabalho de amarração das cartas de Tarot, eis que assim se deve providenciar:

1

deve-se obter o sangue de 3 aves negras sem qualquer defeito e virgens; essas aves não podem ter qualquer defeito, devem ser inteiramente negras, e devem ter sido criadas exclusivamente para fins de actos mágicos;

2

deve-se obter água benta

3

deve-se obter carvão sagrado e consagrado

4

deve-se obter fio de cordel previamente consagrado e mergulhado em sete pias de sete igrejas diferentes

5

devem-se obter 5 velas consagradas e ungidas com gordura de animal que foi previamente criado e consagrado aos actos mágicos;

6

devem-se obter 2 baralhos de cartas de Tarot de são Cipriano

Isto feito, eis que sobre esse oculto trabalho de amarração das cartas de Tarot, eis que assim podemos ler na obra de são Cipriano:

Cipriano pegou no baralho das cartas e foi passa-las por sete pias de água benta, cada uma na sua igreja. Depois disso disse sobre elas o credo em cruz, e fez nas cartas cruzes com a mão direita. Em seguida, passou-as pelas ondas do mar sete vezes

Obra de são Cipriano, Capitulo sobre os Poderes Ocultos, pag 180

Pois então:

Arranjam-se 3 cartas retiradas de dois conjuntos de Tarot de São Cipriano, e que tenha sido previamente consagrado da forma como são Cipriano acima ensinou, pois que o baralho de Tarot para se usar numa amarração de cartas de Tarot deve ser consagrado conforme são Cipriano ensinou, ou seja:

no trabalho de amarração das cartas de Tarot, as cartas de Tarot devem ser passadas por sete pias de água benta em sete igrejas diferentes, (cada vez numa das sete diferentes igrejas), e depois devem ser consagradas com oração sete vezes orada e o símbolo da cruz sete vezes simbolizado, sendo que finalmente devem ser passadas sete vezes pelas ondas do mar.

Isto feito:

o trabalho de amarração das cartas de Tarot deve ser executado em solo sagrado, sendo que nesse solo deve ser riscado um pentagrama com carvão sagrado e consagrado.

Mais:

Nas cinco pontas do pentagrama riscado com carvão consagrado em solo sagrado, devem ser colocadas e acendidas as velas ungidas de gordura animal, sendo que o mago deve permanecer no centro do pentragrama, onde irá celebrar o ritual da amarração das cartas de Tarot.

Assim estando feito, então – na feitura do trabalho de amarração das cartas de Tarot – retiram-se dos dois baralhos de Tarot:

duas cartas dos amantes

uma carta do Diabo.

Na feitura do trabalho de amarração das cartas de Tarot , então uma das cartas dos amantes é escrito a sangue – o sangue de ave negra consagrada e oferendada – o nome da pessoa que se deseja amarrar com o trabalho de amarração amorosa, e na outra carta dos amantes é escrito também a sangue – o mesmo sangue de ave negra consagrada e oferendada – o nome do mandante da amarração.

No trabalho de amarração das cartas de Tarot,  as duas cartas dos amantes são unidas com as faces viradas uma para a outra quando se quiser amarrar essas duas pessoas, ou com as costas viradas uma para outra quando se desejar afastar essas duas pessoas.

Mais:

Na feitura do trabalho de amarração das cartas de Tarot, então eis que no meio das suas cartas dos amantes, é colocada a carta do Diabo.

No trabalho de amarração das cartas de Tarot, olhai que na carta de Tarot do Diabo deve ser inscrito – também a sangue das aves negras consagradas e oferendadas – um oculto sigilo secreto de Salomão, que invocará aos maiores forças e energias espirituais.

Na feitura do trabalho de amarração das cartas de Tarot, as cartas são por essa forma e nessa sequencia unidas, e depois ligadas e cosidas com fio de cordel que foi previamente mergulhado e consagrado em água benta, ( de sete igrejas diferentes, tal como sucedeu com os dois baralhos de Tarot), tudo como antes se mencionou.

Na feitura do trabalho de amarração das cartas de Tarot, enquanto as cartas estão a ser cosidas e ligadas, então ocultas litanias e encantamentos devem ser seis vezes recitados, conforme seis devem de ser os pontos e os nós que ligam as cartas de Tarot que foram escritas e inscritas a sangue de oferenda de ave negra.

Que efeitos tem a amarração das cartas de Tarot?

as cartas de Tarot são um elo com os espíritos, e as cartas de Tarot sendo usadas por uma pessoa com dons espirituais… então deixarão revelações sobre os vários destinos e caminhos de vida que a existência das pessoas pode assumir e seguir.

Pois por isso:

Através da amarração das cartas de Tarot, também os destinos e os caminhos de vida das pessoas amarrada serão em espírito unidos, ligados, atados e amarrados!, de forma que essas pessoas fiquem para sempre destinadas – aconteça o que acontecer! – a acabarem juntas e unidas.

Por isso:

a pessoa amarrada por uma amarração das cartas de Tarot pode dai em diante teimar como quiser teimar, e ela pode andar por onde quiser andar, e ela pode insistir em afastar-se ou juntar-se com quem quiser, que porem a sua alma já foi em espirito ligada, unida e atada á alma do mandante da amarração, e por isso:

dai em diante – uma vez feita a amarraçao das cartas de Tarot – a criatura amarrada jamais encontrará felicidade nem paz que sempre exista nem subsista senão quando se entregar ao mandante da amarração!, e por isso ela acabará sempre por se entregar!, pois não há quem possa escapar ao poder do espirito actuando e determinando sobre o destino do homem!

Cuidados a ter com a amarraçao das cartas de Tarot:

Por último, cuidai que assim está escrito na obra de são Cipriano:

são Cipriano grandes virtudes fez ás cartas (…) por isso, todo aquele que assim não fizer, não lhe valerá de nada(…) é apenas um impostor

Obra de são Cipriano, Capitulo sobre os Poderes Ocultos, pag 180

Por isso, cuidado:

todos estes procedimentos devem ser feitos conforme os mistérios dos ocultos segredos que são Cipriano ensinou, e quem assim não fizer poderá incorrer em risco de sofrer grandes pragas, maldiçoes, possessões e infestações que recairão sobre si mesmo!, e por isso: não devem os curiosos e desconhecedores andar a brincar com estas poderosas obras do espírito, nem devem aqueles que desconhecem estes segredos andar por ai a vender falsos trabalhos de são Cipriano, pois que esse são apenas impostores!, e sobre isso avisou são Cipriano na sua obra!

Pois por isso:

se quereis um verdadeiro trabalho de amarraçao, então:

escrevei-nos!

Recomende, partilhe e vote nesta matéria