Medicina tradicional conforme os ensinamentos das velhas bruxas

vodu
Recomende, partilhe e vote nesta matéria

Medicina tradicional conforme os ensinamentos das velhas bruxas

Medicina tradicional, medicina tradicional Wicca, curandeiros, medicina tradicional celta, medicina tradicional portuguesa, curandeirismo, curandeiros,

sigilo5

O corpo é o recipiente da alma, assim como um copo é o recipiente da água. Um corpo sem alma é como um corpo sem sangue: é um corpo morto.

Por isso, o corpo e a alma estão ligados desde a hora do nosso nascimento – quando a alma entra no corpo, processo que se chama de «encarnação» ou «incorporação» – até á hora da nossa morte – processo  a que se chama «desencarnação» ou «desincorporação», que ocorre quando a alma abandona o corpo físico para atravessar o véu que separa o mundo dos vivos do mundo dos mortos, movendo-se assim a alma para o mundo dos espíritos.

O mundo dos vivos é um mundo físico, um mundo corpóreo, um mundo tangível, um mundo temporal e passageiro, ao passo que – ao contrario – o mundo dos espíritos é um mundo invisível, um mundo intemporal, um mundo intangível, um mundo eterno e incorpóreo.

necromancia2

O mundo dos vivos e o mundo dos mortos são ambos universos ou dimensões de características diametralmente opostas, mas que se cruzam e interagem dialeticamente entre si, e é dessa interação de realidades opostas que se gera o próprio motivo e «devir»  – a evolução e transformação – da existência, tal conforme é da interação dialética entre o átomo positivo e o átomo negativo que se gera a dinâmica e o movimento dos átomos, da qual por consequência se gera a energia e a matéria que constitui este mundo físico.

Assim, considera-se que a alma é um corpo astral que habita no corpo físico, sendo que o corpo físico é visível, mortal e finito, ao passo que o corpo astral é invisível, imortal e eterno. Dessa interação entre estes dois corpos de características opostas, nasce a própria origem da vida, e por isso um corpo sem alma é um corpo morto, pois não tem em si a essência que lhe concede vida.

Atendendo a esta intima relação entre o corpo e a alma, professa-se por isso que os estados da alma tem efeitos nos estados do corpo, pois é a alma que dá vida ao corpo.

images (2)

As velhas bruxas da idade media não lidavam apenas com bruxarias e feitiços, mas eram também enfermeiras e parteiras, a quem as pessoas já desenganas pelos médicos oficiais procuravam para se curar de todo o tipo de maleitas, quando a medicina já havia desistido dessas pessoas.

E porem:

onde a medicina falhava, muitas das vezes os conhecimentos das bruxas sobre a natureza acabavam por dar curas com resultados espantosos.

 

medicina-natural-1As bruxas da antiguidade tinham profundos conhecimentos da natureza e das propriedades medicinais das plantas, dos fungos, dos minerais, dos animais, das energias bioelétricas e bioquímicas que regem o corpo físico, das auras energéticas que fluem pelos nossos corpos e que são provindas da alma,da terapia manual de ossos e músculos, assim como sabedorias de fitoterapia, conhecimentos de herbalismo, herbanária e herborista.

Essas bruxas da antiguidade eram por isso curandeiras.

O curandeirismo é uma arte e uma filosofia de cura através da natureza, e da ligação da natureza á raiz espiritual da própria existência, e que por isso escapa aos cânones da ciência convencional, pois é fundado nos pilares de um conhecimento milenar, tao milenar quanto a própria existência do homem neste mundo.

A medicina tradicional continua a prevalecer na Medicina Tradicional Chinesa, assim como também a Ayurvédica Hindu na Índia, que constitui a medicina oficial Indiana.

Ao contrario do que aconteceu na Europa, a medicina tradicional Chinesa e Hindu também recorrem a todos esses ensinamentos sobre o mundo da natureza e o mundo do espirito, pois que não perdeu esses conhecimentos milenares, uma vez que – felizmente –  aquelas ancestrais culturas nunca conheceram a mortandade e torturas da perseguição que a Inquisição Católica fez ás bruxas na Europa, com os seus violentos massacres e genocídios, e que matou a maioria dessas bruxas ancestrais, assim fazendo desaparecer parte dessas sabedorias.

Conforme antes se disse:

lua-cheia2

Na ancestral medicina tradicional das velhas bruxas, considera-se que a alma é um corpo astral que habita no corpo físico, que é a alma que dá vida ao corpo físico, e que por isso os estados da alma tem efeitos no estados do corpo, e que as maleitas do corpo são no fundo sintomas de um mal ou de um desequilíbrio espiritual,  pois é a alma que dá vida ao corpo. Ora: curando o maleficio que está a afetar a alma então cura-se a maleita que se está a manifestar no corpo, e um corpo curado torna-se um melhor recipiente para a alma, e assim se prolonga este equilíbrio, prolongando-se a vida.

Para assim fazer, deve-se usar de metodos espirituais para ajudar ao reequilíbrio da alma, ao mesmo tempo que se usam técnicas de naturopatia para curar os sintomas manifestados no corpo, sendo que um uníssono se consegue harmonizar o corpo astral e o corpo físico, trazendo o sofredor a um estado saudável e de alivio.

O curandeiro praticante da medicina tradicional também faz uso a rezas, ladainhas, orações, missas, rituais espirituais e invocações ancestrais que ao longo de milénios tem sido usadas com grande eficácia na invocação de espíritos e forças celestiais reconhecidas por operar grandes milagres nos enfermos.

Já na Grécia Antiga eram reconhecidas as intercessões espirituais feitas nos templos de Asclépio, ( Deus da cura), e existem relatos históricos documentais das curas milagrosas alcançadas a quem pernoitava no seu Templo – especialmente o templo de Pérgamo –   Tais fenómenos perduraram aos longo dos milénios até aos dias de hoje, conforme se pode confirmar nos fenómenos de Fátima a são Tiago de Compostela, onde tem-se assistido a milagres documentados e inegáveis de alívios de enfermidades alcançados através da intercessão junto dos espíritos.

Por isso: os fenômenos do curandeirismo e medicina tradicional são inegáveis, e tem perdurado ao longo dos milenios.

Tem problemas de fertilidade?

Tem problemas de impotência sexual ou frigidez?

Está a sofrer de uma maleita grave?, ou de doença que o fustiga mas para a qual a medicina convencional não encontra cura nem alivio?

Escreva-nos!

Medicina tradicional, medicina tradicional Wicca, curandeiros, medicina tradicional celta, medicina tradicional portuguesa, curandeirismo, curandeiros,

Recomende, partilhe e vote nesta matéria